Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Amar Não É Pecado - Capitulo 40

 




 

 
Cena 01-(Hospital Geral do Estado/Quarto 10/Interno/Tarde) 

O trânsito na Avenida Orlando Gomes está movimentado e um trem do metrô passou indo pro Acesso Norte e Antônio estava deitado no quarto dele rindo com sua mãe. 

Antônio(rindo):Não acredito nisso? 

Marcela:Pois é,Mirella e Lia dançaram muito. 

Antônio:Pois é,as duas são amigas. 

Marcela:Ainda falei Ehhh,musicão! 

Eles riram e o cabeleireiro entra no quarto. 

Inácio:Boa tarde. 

(Inácio:Marcos Pitombo) 

Eles se surpreenderam. 

Antônio:Quem é você? 

Inácio:Sou seu cabelereiro pra cortar seu cabelo. 

Marcela:Seu nome é. 

Inácio:Inácio,prazer. 

Marcela:Prazer. 

Inácio:Vamos cortar esse cabelo? 

Antônio:Vamos sim,e eu estou pronto. 

Marcela:É assim que se fala,meu filho. 

Eles se abraçam muito e a tela escurece. 

Corte para a 

Cena 02-(Hospital Geral do Estado/Banheiro/Quarto 10/Interno/Tarde)Trilha Sonora:(Marina Elali-Eu Vou Seguir) 




Antônio estava sentado na cadeira olhando pra câmera e Inácio vem por trás com a tesoura na mão. 

Inácio:Tudo pronto? 

Antônio:Sim. 

A música começa a tocar mais alta e Inácio começou aos poucos corta o cabelo dele e Antônio olha pro espelho sem expressão. 

A tela escurece. 

O cabelo começar a cair aos poucos no chão e ele se emociona olhando pra frente da câmera. 

A tela escurece. 

Ele continua cortando o cabelo dele e Antônio começa a chorar e ele terminar de usar a tesoura. 

A tela escurece. 

Ele começar a usar a máquina de cortar cabelo e ele continua chorando demais e a câmera focou em Marcela chorando emocionada e a câmera volta nele e ele continou chorando e a música terminou. 

Corte para a 

Cena 03-(Casa de Rogério/Sala/Interno/Tarde)Trilha Sonora:(Ivete Sangalo-Somente Eu e Você) 




O sol começou a se pôr na cidade,e tinha trânsito na Avenida Paralela com muitos carros e ônibus passando. Marília chega em casa vindo da praia. 

Marília:Cheguei. 

Rogério e Rita foram pra sala. 

Rita:Oi,Marília tudo bem? 

Marília:Tudo bem,Rita.Como está meu pai? 

Rogério:Estou mais animado. 

Marília:Ainda bem que você está mais feliz. 

Marília sobe as escadas indo para o andar de cima. 

Rita:O chão está molhado? 

Rogério:Vou pegar o pano na cozinha? 

Rita:Deixa que eu vou lá pegar. 

Rogério:Não precisa,deixa que eu pego. 

Rogério foi pra cozinha e Rita ficou na sala esperando e Rogério voltou com o pano e começou a enxugar o chão da sala. 

Rita:Eu achava que você tinha empregados? 

Rogério:Eu não queria,porque estava acostumado a lavar a casa toda no fim de semana. 

Rita:Caraca. 

Rogério:Eu não gosto de ficar sem fazer nada. 

Rita:Deve ser um tédio,ter tanto dinheiro assim. 

Rogério:Eu sinto falta mesmo da minha infância,que em minha casa era a única da rua que tinha televisão. 

Rita ri. 

Rita:Minha casa também,todos da minha rua ia em minha casa assistir televisão. 

Os dois riram. 

Rogério:Era muito bom essa época. 

Rita:Saudades dessa época maravilhosa que foi os anos 1990. 

Rogério:Acredita que tinha computador nessa época? 

Rita:Você era rico? 

Rogério:Na verdade,meu primo me deu de presente. 

Rita:Interessante. 

Rogério:Bom,eu vou subir pro quarto e já volto. 

Rita:Tudo bem. 

Rogério sobe as escadas indo pro andar de cima. 

Corte para a 

Cena 04-(Casa de Samuel/Sala/Interno/Noite)Trilha Sonora:(Luan Santana-Amar Não é Pecado) 




Anoiteceu em Salvador,as ruas estavam movimentadas e tinha muitos carros passando na Avenida Paralela e um trem do metrô passou indo pro Aeroporto.Lincoln e Samuel chegaram na sala de casa. 

Lincoln:Finalmente,em casa. 

Lincoln se senta no sofá. 

Samuel:Pois é,aquele engarrafamento na ACM está terrível demais. 

Lincoln:Eu falei que não era para gente ter saído da praia muito tarde. 

Samuel:Eu queria ver o pôr do sol na praia. 

Lincoln:Eu sei,mas pelo menos tirou a foto? 

Samuel:Sim,tirei. 

Lincoln:Pelo menos,isso. 

Samuel:Daqui a pouco,vamos tomar café. 

Lincoln se levanta do sofá. 

Lincoln:Eu vou pegar o café no armário. 

Lincoln vai pra cozinha e Samuel começa a olhar pra ele de costas. 

Lincoln:Meu Deus,cadê o café? 

Samuel:Deve estar no armário de baixo. 

Lincoln se abaixou pra ver o armário de baixo e Samuel continou olhando pra bunda dele e começar a desejar. 

Lincoln:Não tem mais não. 

Lincoln sai da cozinha. 

Flashback:(Casa de Samuel/Sala/Interno/Manhã) 

Lincoln começa a tira a camisa e Samuel também. 

Samuel:Vou me sentar um pouco. 

Samuel se senta e olha Lincoln de costas e a câmera mostra ele tirando a bermuda e ficando de cueca boxer azul e ele fica admirando. 

Samuel:Que cueca bonita. 

Lincoln:Obrigado. 

Lincoln tirou a cueca e a câmera mostrou a reação de Samuel. 

Samuel:Gostoso. 

A câmera mostra Lincoln de costas mostrando a bunda e indo pra cima de Samuel. 

Lincoln:Estou com vontade de sentar em você! 

Samuel:Podem vim que quero entrar em você. 

Lincoln senta no colo dele e ele se beijam apaixonadamente e a câmera mostra os dois caindo no chão deitados. 

Fim do Flashback. 

Samuel se assusta com Lincoln te chamando. 

Lincoln(gritando):Samuel! 

Samuel:Oi. 

Lincoln:Parece que está viajando na maionese. 

Samuel:Desculpa mesmo,não percebi você me chamando. 

Lincoln:Deixa eu adivinhar,você estava lembrando de algum? 

Samuel:Sim,lembrando do nosso primeiro beijo. 

Lincoln:Aquele momento eu lembro e nunca mais quero esquecer. 

Samuel:Nem eu. 

Eles ficam frente a frente e eles se aproximam e começam a se beijar. 

Corte para a



Cena 05-(Casa de Wilson/Sala/Interno/Manhã)Trilha Sonora:(Miucha,Tom Jobim-Pela Luz dos Olhos Teus) 




Amanheceu em Salvador,o trânsito estava movimentado na Avenida Paralela e um trem do metrô passou indo para o Acesso Norte.Luciana e Wilson estavam na sala tomando café. 

Luciana:Você viu se Sérgio já acordou? 

Wilson:Acho que sim. 

Luciana:Então,vou esperar ele acorda. 

Wilson:Acho qur vou lá fora lavar o carro. 

Luciana:Vai lá,que estou esperando nosso filho acordar. 

Wilson sai da sala e Luciana olha pra foto de seu filho com ela. 

Flashback:(Casa de Wilson/Sala/Interno/Tarde) 

Luciana:Que absurdo foi esse que você falou! 

Sérgio:Eu não aguentava mais esconder de vocês o que eu sou de verdade! 

Wilson:Meu filho,eu não sabia disso e vou te apoiar e te aceitar do jeito que você é. 

Luciana:O que?Eu não acredito nisso,Wilson que você acabou de falar isso? 

Wilson:Sérgio,vai lá no quarto que sua mãe e eu temos muito a conversar. 

Sérgio:Estou indo. 

Sérgio pega sua mochila e vai pro quarto. 

Luciana:Eu não acredito que você aceitar esse absurdo como se estiver se só com um probleminha do tamanho de uma mosca morta. 

Wilson:Meu amor,você sabe que eu tenho parente gay que no início rejeitamos mas depois aceitamos aos poucos. 

Luciana:Mas amor,ele não é uma pessoa normal. O que erramos na educação dele pra ele se torna um boiola e o que faltou pra ele? 

Wilson:Ele pode ser o que quiser ele já é adulto e não podemos inteferir na sexualidade dele. 

Luciana:Por que não mandamos ele pra um psicólogo pra reverter essa maluquice de beijar homens disseram que funciona. 

Wilson:Que história é essa?Está maluca,sexualidade é algo que é normal dos seres humanos. 

Luciana:Normal?Um homem fica se agarrando com o outro na rua é normal? 

Wilson:Por acaso,casal se agarrando na rua foi bem visto alguém vez,Luciana! 

Luciana:Então,vai defender seu filho doente que eu estou fora. 

Wilson:Pare de ser cruel,ele não é só meu filho é também e seu,e faça seu papel de mãe. 

Luciana:Fui educada que homem pega mulher e mulher pega homem e qualquer um que esteja fora do padrão. 

Wilson interrompe 

Wilson:Ou seja qualquer um,que esteja fora temos que fazer o que?temos que mata-los e exterminar do planeta. 

Luciana:Não é isso,mas temos que ajudar ela serem normais. 

Wilson ri. 

Wilson:Você acha que somos normais? 

Luciana:Não importa,você que vai defender seu filho doente e espero que ela sofra pra ver como ser gay é doença.  

Wilson:Cala a boca! 

Luciana:E seu parente é outro que sofreu e ficou descontrolado e sem mulher pra satisfazer ele,qual é a diferença entre ele e o Sérgio?Os dois vão pro inferno. 

Fim do Flashback. 

Sérgio vem pra sala. 

Sérgio:Mãe? 

Luciana se assusta. 

Luciana:Oi,filho. 

Sérgio:Oi,mãe. 

Luciana:Oi. 

Sérgio:Você viu,meu pai? 

Luciana:Ele está lá fora. 

Sérgio:Obrigado,mãe. 

Sérgio sai de casa e Luciana continou olhando pra foto na parede. 

Corte para a 

Cena 06-(Casa de Leila/Sala/Interno/Manhã) 

Leila estava sentada na sala assistindo televisão. 

Flashback:(Casa de Rogério/Jardim/Externo/Noite) 

Leila:Com Licença,sua favelada. 

Edinalva se levanta. 

Edinalva:Que história é essa?Quem é você na fila do pão pra fazer isso comigo? 

Leila:Eu sou branca e rica,enquanto você é uma favelada preta de merda! 

Edinalva dá um tapa na cara dela e todos olharam. 

Edinalva:Cala a boca,sua rapariga racista! 

Marília:Essa não! 

Marília vai pra cima de sua mãe e Mariângela veio pra dela. 

Marília:Alguém,pode me explicar o que tá acontecendo? 

Leila:Essa desclassificada metida a ser humano que começou tudo. 

Edinalva:Para de mentir,que eu estava no meu canto e ela vem me empurrar! 

Leila:Vocês são um bando de sem tetos e favelados,não sabem o seu lugar e ainda se dissem seres humanos. 

Mariângela:Podemos ser pobres,mas uma coisa que temos é humildade coisas que sua família não tem ensinou direito. 

Leila ri. 

Samuel e Lincoln vem de longe. 

Lincoln:O que será que está acontecendo? 

Samuel:Acho que minha mãe enloqueuceu! 

Samuel levanta e sai correndo. 

Lincoln:Me espera! 

Os dois chegaram correndo. 

Leila:Posso dizer com todas as palavras,tudo que eu estava entalado na minha garganta desde de quando vi vocês entrando. 

Edinalva:Mostra quem você é,sua venenosa! 

Mariângela:Sua madame sem educação metida! 

Leila:Vou te mostrar quem é a madame metida,sua cara de carvão! 

Leila dá um tapa na cara de Mariângela. 

Rogério:O que tá acontecendo? 

Iracy chega correndo. 

Iracy:Que barraco é esse? 

Edinalva:Sua filha me xingou toda. 

Iracy:Eu não acredito nisso! 

Kaique:Vou colocar isso na internet,pra te denunciar contra Racismo. 

Leila pega Kaique. 

Leila:Me der esse celular! 

Mariângela:Solta meu filho! 

Mariângela dá um tapa nela e as duas entram em briga. 

Rogério:Parem por favor. 

Leila:Me solte pra pegar essa vaca! 

Mariângela:Vaca é sua mãe,desculpe se for ofensivo pra você Iracy. 

Iracy:Eu sei! 

Edinalva:Estamos indo pra casa,desculpa amiga pelo vexame que eu dei. 

Iracy:Se preocupem não,me entendo com ela! 

Iracy pega Leila pela orelha e leva pra dentro. 

Fim do Flashback. 

Leila:Ah,chega! 

Leila grita. 

Leila:Eu não acredito que os componentes não fizeram o trabalho direito! 

A campainha toca. 

Leila:Mas,quem será que veio pra me perturbar? 

Leila levanta do sofá e abre a porta e era Marcos. 

Delegado Marcos:Bom dia,madame. 

Leila se sente incomodada. 

Corte para a 

Cena 07-(Casa de Gisele/Sala/Interno/Manhã) 

Eduardo estava na sala olhando as fotos e lembrando de sua chegada na casa. 

Flashback:(Casa de Gisele/Sala/Interno/Manhã) 

A campainha toca. 

Nana:Você está esperando alguém? 

Gisele:Não. 

Nana:Vou lá atender. 

Nana vai atender a porta e ela abre e vê que é Eduardo,o pai de Gisele que estava sumido. 

Eduardo:Com licença. 

Nana fica assustada. 

Nana:Eeeeduardo! 

Gisele:Vocês se conhecem,mãe? 

Nana:Minha filha,lembra que falei com você sobre seu pai. 

Gisele:Sim,que ele tinha sumido quando fez uma missão no complexo do Alemão. 

Nana:Então,ele é seu pai. 

Gisele:Quer dizer que ele é meu pai? 

Nana:Sim,minha filha. 

Gisele sai correndo e abraçou Eduardo e começa a chorar. 

Gisele(chorando):Onde estava esse tempo todo? 

Nana:Meu amor,fiquei preocupado com você. 

Eduardo:Aconteceu que naquele dia que fui pra operação eu tomei um tiro que fiquei de coma. 

Nana:Eu não acredito nisso. 

Gisele:Que ano meu pai sumiu? 

Nana:Sumiu quando você tinha 2 anos,lá em 2002. 

Eduardo:E fiquei de coma por anos e só voltei a ficar consciente anos depois e apesar disso,que ano estamos? 

Nana:Estamos em junho de 2026. 

Eduardo:Caraca! 

Gisele:Meu pai aonde estava o tempo todo? 

Eduardo:Estava viajando pelo Brasil procurando vocês. 

Nana:É sério? 

Gisele:Que bom que ele voltou pra gente. 

Nana:Também estou muito feliz por te ver de volta! 

Nana beija ele. 

Eduardo:Que saudade desse beijo maravilhoso,bem posso tomar um banho? 

Nana:Claro que sim,vai lá e trouxe alguma roupa? 

Eduardo:Trouxe. 

Nana:Vai lá que tem toalha. 

Eduardo:Valeu,meu docinho. 

Eduardo pegou a toalha e foi pro banheiro. 

Gisele:Que presente foi esse antecipado,meu Deus! 

Fim do Flashback. 

Nana chega na sala. 

Nana:Edu! 

Eduardo se levanta. 

Eduardo:O que foi? 

Nana:Você viu a Gisele? 

Eduardo:Não,ela falou que ia sair com o Felipe. 

Nana:Entendi,estava arrumando o quarto dela e achei uma roupa dela. 

Eduardo:Ela deve ter deixado em baixo da cama. 

Nana:Certo,vou botar pra lavar. 

Nana sai da sala e vai pro quintal. 

Corte para a 

Cena 08-(Casa de Leila/Sala/Interno/Tarde) 

A tarde chegou em Salvador,as ruas estavam movimentadas e tinha engarrafamento na Paralela e estava ela na sala pensando. 

Leila:O que vou fazer? 

Delegado Marcos:Quer uma sugestão. 

Leila:Não sei,tem uma pessoa que ainda não pagou o que deve pra mim. 

Delegado Marcos:O Lincoln? 

Leila:Não. Ele já pagou. 

Delegado Marcos:Pensa em alguém que você tem antipatia. 

Leila:Eu sei quem vou me vingar. 

Delegado Marcos:Vai fazer o quer? 

Leila:Vou fazer uma visita supresa pra meu filho. 

Delegado Marcos ri. 

Delegado Marcos:Você é Louca? 

Leila:Não,mas quero dar uma provocada. 

Delegado Marcos:Então,boa sorte. 

Leila pegou sua bolsa e saiu da casa. 

Corte para a 

Cena 09-(Casa de Samuel/Sala/Interno/Tarde) 

Samuel e Lincoln estavam se beijando na sala. 

Lincoln:Como é bom,estar perto de você? 

Samuel:Eu acho também. 

Lincoln:Será que algum dia vamos nos casar? 

Samuel:Calma,ainda não é o momento certo. 

Lincoln:Estou ansioso demais pra isso acontecer. 

Samuel:Enquanto não acontece,será mesmo no beijo. 

Eles voltaram a se beijar. 

Lincoln:Que beijo bom! 

A campainha toca interrompendo os dois. 

Samuel:Você está esperando alguém? 

Lincoln:Não. 

Lincoln vai pra porta e abre a porta e era Leila que se assusta ao ver ele e seu filho no apartamento. 

Leila(irritada):Podem me explicar,o que vocês dois estão fazendo? 

Eles ficam em silêncio e a câmera foca em Samuel supreso. 

A tela congela e passa o pincel. 

Corte para a



 

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.