Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Teen Workout - A Menina Na Porta (Estreia)




 A MENINA NA PORTA

webnovela criada e escrita por: Jonny Nascimento

CAPÍTULO 01.

A cena inicia com um diário sendo aberto. A mesma mão que abre o diário, destampa uma caneta, e começa a escrever nas linhas vazias de cada página. Nesse momento, começa a narração.

GABRIELE (narrando enquanto escreve) - Ainda me lembro de quando minha mãe me apresentou ela… Não faz muito tempo, mas parece uma eternidade. Eu preferia continuar sendo cuidada apenas pela minha mãe, mesmo que ela não ligue muito pra mim. Na escola, os outros alunos diziam que eu tenho duas mães, mas não vejo a Val como minha mãe. Ela é minha madrasta, com destaque pro "MÁ". Porque é isso que ela é. Má. Muito má. Qualquer dia eu vou embora daqui e escapar do mal que essa bruxa me faz.

Nesse momento, Gabriele fecha o diário e se levanta da cama onde estava sentada, escrevendo. Ela caminha lentamente até a cozinha e vê sua mãe cozinhando.

GABRIELE - Humm, o que está fazendo mãe?

CAROL - Uma sopa, Gabi.

GABRIELE - De legumes ou de ervilha?

CAROL - De legumes.

GABRIELE - De novo? Ninguém merece comer a mesma coisa todo dia.

CAROL - E agradeça, porque outros não tem nem isso pra comer.

GABRIELE - Pelo menos o cheiro tá bom.

Val, que estava sentada na sala, assistindo televisão, decide se meter na conversa.

VAL - Mas você reclama de tudo, hein menina.

GABRIELE - Falei com você?

CAROL - Oh garota, olha a resposta que você tá dando hein, tá andando mau criada demais.

GABRIELE - E eu menti? Ninguém mandou ela se meter onde não foi chamada.

CAROL - Mas respeito é bom e todo mundo gosta.

VAL - Deixa amor, deixa ela.

CAROL - "Deixa" nada. Essa menina tem que aprender a respeitar as pessoas.

GABRIELE - E desde quando eu devo respeito a essa tal de Valéria?

CAROL - Desde que ela é sua mãe!

GABRIELE - Minha mãe é você. Mas daqui a pouco, vai deixar de ser.

Gabriele sai irritada, e Carol suspira, colocando a mão na testa em sinal de estresse.

CAROL - Essa garota tá impossível, amor, não sei mais o que fazer. Pior, não sei quando ela ficou tão rebelde.

VAL - Isso vai passar, toda criança tem essa fase. Isso passa.

CAROL - Talvez você tenha razão… a janta tá pronta, faz favor de chamar a Gabi para comer.

VAL - Claro.

Val vai até o quarto de Gabriele, entra e fecha a porta.

GABRIELE - Não bateu por quê? Cadê a educação fofa?

VAL - Bater só se for na sua cara, sua pirralha.

GABRIELE - Vai começar com o chilique? Eu vou gritar a minha mãe.

VAL - Acho bom você parar de ficar me tratando mal na frente dos outros, principalmente na frente da sua mãe.

GABRIELE - Eu não gosto de você, será que você não se toca?

VAL - Problema seu se você gosta ou não.

Val pega Gabriele pelo braço com violência, e a olha nos olhos.

VAL - Agora você vai voltar pra cozinha, arrumar sua janta e comer.

Gabriele encara a madrasta com ódio no olhar.

VAL - Isso aí, quietinha.

Val solta a menina, que cai no chão. Gabriele se levanta e sai do quarto.

VILLAGE HOUSE, noite. | Na cena em questão, Rosana e Ernesto estão conversando.

ROSANA - E pensar que nosso negócio ia tão bem até o ano passado…

ERNESTO - Tá tudo caro, por isso falta cliente.

ROSANA - Mas abaixar o preço é um tiro no pé, não ganharíamos nada com isso.

ERNESTO - Mas se continuar do jeito que está, vai falir de vez.

ROSANA - Ah não ser que a gente aumente o tempo de trabalho dos funcionários. Se a cafeteria funcionar por mais algumas horas, mais clientes vão aparecer e mais dinheiro eu vou ganhar.

ERNESTO - Não acho que isso seja uma boa ideia, ainda mais hoje em dia, que as pessoas estão cada vez mais cientes dos seus direitos.

ROSANA - Não estou escravizando ninguém, nem amarrando coleira nos funcionários pra eles ficarem e trabalharem.

ERNESTO - A gente não precisa disso Rosana.

ROSANA - Deixa comigo que eu vou salvar essa cafeteria do buraco.

Ernesto encara Rosana com expressão de desacreditado.

CASA DE GABRIELE, noite || Durante o jantar, Carol conta para Val sobre acontecimentos do seu dia.

VAL - Que absurdo.

CAROL - Pior que eu acho que a cafeteria lá, tá falindo.

VAL - Mas se faliu, provavelmente já teriam te demitido.

CAROL - É isso que tá estranho, parece que querem esconder dos funcionários.

VAL - Eu acho que não.

Nesse momento, Gabriele se levanta com o prato vazio e finge esbarrar no copo de suco, só para derrubá-lo em Val.

GABRIELE (irônica) - Oh meu Deus, me desculpa Val. Foi sem querer, juro.

CAROL - Vai pegar um pano de prato, VAI.

VAL - Meu Deus, tô toda molhada…

CAROL - Calma.

Na cozinha, a câmera foca no rosto de Gabriele, que ri demais com a situação.

CAROL - Cadê o pano, Gabriele?

Gabriele leva um pano de prato para sua mãe, que imediatamente começa a secar a roupa de Val.

CAROL - Agora vá pro seu quarto, tá de castigo.

GABRIELE - Mas foi sem querer!

CAROL - Não me interessa! Você tá passando do limite não é de hoje, vai ficar de castigo sim.

Gabriele sai se fingindo de chateada, mas ao entrar em seu quarto, começa a rir.

NO DIA SEGUINTE…

Um despertador ao lado da cama começa a tocar, e Gabriele abre os olhos. São 7:00 da manhã em um sábado. Ela então caminha até o banheiro, mas no meio do caminho, ouve a voz de Val, sua madastra.

VAL (ao telefone) - A chefe dela tá pra demitir ela. É agora que eu sumo com essa pirralha de Gabriele, e ela não vai poder vir atrás porque não vai ter dinheiro pra me achar.

Espantada, Gabriele se move para trás, mas tropeça no rodapé da parede, cai, e causa um barulho. Val percebe a presença da garota e as duas se encaram.

VAL (ao telefone) - Preciso desligar!

Gabriele levanta e corre de volta para seu quarto, e Val corre atrás.

GABRIELE (gritando) - SAI DAQUI!

VAL (gritando) - NÃO ADIANTA FUGIR, PESTE.

GABRIELE - MÃE, MÃE ME AJUDAAA!

VAL - Pode chamar a vontade, ela tá no trabalho sua burra.

Val empurra a porta e consegue entrar no quarto.

GABRIELE - Que que você vai fazer comigo?

Val pega Gabriele pelos braços

VAL - Vou fazer você se arrepender de ter nascido!

Gabriele, com medo nos olhos, encara o olhar odioso de Val.

CONTINUA…




Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.