Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Teen Workout: Conectados com o mundo - Capítulo 30

Web Novela de : Gabriel Barros

 

CAPÍTULO 30

 

No capítulo anterior Rebeca tenta amedrontar Simão, porém ela se dar mau. Sandro acata o conselho do morador de rua e volta pra casa que no caminho é encontrado por Roberto. Sávio tenta abrir o baú porém ele tem senhas binárias que impede alguém abrir. Ao vasculhar o baú antigo da família oliveira, Cristina encontra um diamante escondido. Pra quem esse diamante foi deixado?

 

 

FIQUE AGORA COM AS EMOÇÕES DE TEEN WORKOUT...

 

No capítulo de hoje Cristina resolve tudo em sua antiga cidade e retorna pra casa. Todos ficam felizes pois será o último dia de prova antes das férias. Maicon e Vinícius dão início ao curso. Elisa recebe vários elogios na mídia pelo grande sucesso da inauguração.  Passa alguns dias e Maicon tem a ideia de levar seu game pro curso e tentar configurar.

Cena 1

 

Interior do Rio...manhã...

 

( Cristina conta os fatos que ela sabe pra sua prima)

 

- Cristina: ( Sentada/ na sala)

 

- E isso é tudo prima, estou totalmente perplexa com toda essa história, jamais imaginei uma coisa assim, infelizmente hoje terei que voltar pra casa, estou morrendo de saudades dos meus filhos...

 

Prima: ( Pasma/ sentada)

 

- Bom prima esse assunto é muito grave, tente ver mais provas e enfim jogar na mídia sei lá, na polícia...

 

            Corta p/ cena 2...

 

Casa de Elisa...manhã..

 

( Elisa está tomando café e vê a notícia na televisão)

 

Elisa: ( sentada/ contente)

 

- Parece que a inauguração teve sucesso, estou em todas as colunas sociais também, me sinto realizada por um lado, mais na família está tudo desmoronando, tenho que ser mais paciente com meus filhos. ( levanta)

 

             Corta p/ cena 3...

 

No colégio...intervalo...

 

( os cinco amigos estão felizes com as férias)

 

Maicon : ( Sentado/ com o caderno nas mãos)

 

- Essa última avaliação de hoje tá de lascar, e você Sandro que não apareceu ontem, aconteceu alguma coisa?

 

Sandro: ( Cabisbaixo/ desanimado/ levanta)

 

- Não quero falar sobre isso. ( sai)

 

Vinícius: ( Sentado/ pega o livro)

 

- Vocês nem imagina o que aconteceu com ele...ele tá até lá em casa...

 

Sabrina: ( No celular/ levanta a cabeça)

 

- O que houve, conta!

 

Vinícius: ( sentado)

 

- Parece que ele brigou feio com a mãe e em seguida ele fugiu de casa, ficou quase um dia sumido meu pai que encontrou ele perto daquele viaduto em direção pra cá .

 

Lídia: ( Sentada/ pega o lápis)

 

- Não digo nada, do jeito que a mãe dele é arrogante e ainda mais pela tal inauguração da agência dela...parece que ela é tão fria com os filhos, coitada daquela menina...

 

Maicon: ( Calmo)

 

- Gente vamo dar um tempo pra ele, se ficarmos perguntando pra ele, na certa ele vai se chatear ...

 

            Corta p/ cena 4...

 

Alguns dias depois... curso...

 

( Maicon tenta vê alguma solução pro game lá no laboratório de informática)

 

Vinícius: ( em pé/ preocupado)

 

- Maicon você tem certeza que aqui podem te ajudar a configurar esse jogo.

 

Maicon: ( ansioso/ na espera)

 

- Tenho que pelo menos tentar e quem sabe vê  se pode tirar a Safira de lá.

 

Vinícius: ( Sentado/ Tranquilo)

 

- Isso pra me é muito confuso ainda mais por se tratar de um jogo antigo que talvez nem tenha jeito.

 

Maicon: ( sentado)

 

- Mais esse jogo quem criou foi minha tia com a ajuda da minha mãe e meu tio, se bem que nem sei como fizeram isso direito se nem internet direito tinha.

 

Vinícius: ( levanta)

 

- Sua família é tão estranha sabia, eles criaram um jogo mais não sabem dizer o que ouve naquele dia horrível.

 

               Corta p/ cena 5...

 

Casa de Roberto... tarde...

 

( Roberto recebe Elisa que quer conversar com o filho )

 

Roberto: ( Abre a porta/ Tranquilo)

 

- Você aqui? o que quer?

 

Elisa: ( Na porta/ entra)

 

- Já sei que o Sandro está aqui, e nem adianta mentir pra me.

 

Roberto: ( Fechado/ em  pé)

 

- O rapaz não quer te ver nem pintada, depois do papelão que você fez ele passar, ele não quer nem saber se você.

 

Elisa: ( Se senta/ nervosa)

 

- Roberto para de ser irritante, eu vim aqui falar com ele, não ouvir lições de moral...anda vai lá...

 

            Corta p/ cena 6...

 

UPUC... laboratório... tarde...

 

( Maicon entra e mostra a um técnico o seu jogo e nesse momento Ágatha se aproxima)

 

Técnico: ( Colocando no computador)

 

- Esse jogo é bem antigo saberia me informar quem o criou? talvez eu possa entrar em contato e vê como posso fazer pra adaptar ele na nossa modalidade...

 

Ágatha: ( entrando/ se espanta)

 

- De quem é esse jogo?

 

Maicon: ( Calmo/ em pé)

 

- É meu Senhora

 

Ágatha: ( Nervosa/ assustada)

 

- Quero que por gentileza leve esse jogo daqui e não traga mais, entendeu?. ( sai)

 

Maicon: ( estranha/ pega o aparelho e o jogo)

 

- Eu hein, o que será que deu nela?

 

Vinícius: ( Incomodado/ saindo)

 

- Parece que ela viu fantasma, só sei que ela ficou brava quando viu aquele jogo...

 

Maicon: ( Saindo/ decepcionado)

 

- Na certa ela não teve infância, de qualquer jeito eu quero configurar esse jogo...

 

           Corta p/ cena 7...

 

Casa de Roberto...sala

 

( Sandro desce, mais não quer papo)

 

Sandro: ( descendo a escada/ com raiva)

 

- Já vou avisando logo que não quero papo com você, não pode me deixar em paz?

 

Roberto: ( Calmo/ sobe a escada)

 

- Vou deixar vocês a sós e qualquer coisa é só gritar Sandro.

 

Sandro: ( Em pé)

 

- Sim

 

Elisa: ( Arrependida/ sentada)

 

- Olha, antes de tudo quero que você me perdoe pelas palavras terríveis que falei a você no outro dia, e dizer que pra me não é fácil essa situação...

 

Sandro: ( se vira/ chateado)

 

- pra você é fácil falar, não é você que fica com aquelas palavras cravadas no peito, pra me é muito ruim em saber que você se quer me ama, pra você não sou ninguém, você me humilha e assim se faz de vítima...

 

Elisa: ( Levanta/ com lágrimas no olhar)

 

- Não vou discutir isso porque sei que estou errada e você tem razão...eu sofri  muito quando aquilo aconteceu, fue expulsa de casa, meu pai se quer quis me ouvir, minha mãe foi bastante cruel....e..

 

Sandro: ( chorando/ em pé)

 

- E você acha que descontando tudo isso em me, vai tirar aquela sua culpa, o que seus pais te fizeram, as humilhações que você passou...

 

Elisa: ( respira/ chora)

 

- Eu entendo o que você tá passando, eu só não te joguei no lixo graças a ao Roberto que na época namorava comigo e me ajudou a não morrer de fome e de frio...

 

Sandro: ( chateado/ chorando)

 

- E mesmo assim nem ele você respeita, é sempre fria, arrogante, calculista...de verdade não quero continuar essa conversa...(sobe a escada)

 

            Corta p/ cena 8...

 

UPUC...sala de reuniões...

 

( Ágatha faz vídeo conferência com os demais colegas e informa sua ausência)

 

Ágatha: ( Sentada/ pálida/ no computador)

 

- Olá a todos, amigos venho aqui pra informar a todos que irei me ausentar por uns dias pois surgiu um problema pessoal e preciso resolver...

 

Ryan Smith: ( no computador)

 

- Por me tudo bem, sua cara está pálida parece que viu um fantasma...

 

Ágatha: ( Sentada/ sorrir)

 

- Digamos que sim, mais em breve retornarei...obrigada a todos...

 

Ágatha: ( Respira/ pega um colo de água)

 

- Vamos lá, revirar o passado...

 

             Corta p/ cena 9...

 

Na praça... entrando a noite...

 

( Gerônimo encontra Simone sentada triste e resolver chegar perto)

 

Gerônimo: ( Com skate na mão/ devagar)

 

- Oi? Seu nome é Simone não é?

 

Simone: ( sorriso triste/ levanta a cabeça)

 

- Sim, e você deve ser o tal Gerônimo, estou certa?

 

Gerônimo: ( senta/ sorrir)

 

- Está sim

- Você parece meio triste aconteceu alguma coisa?

 

Simone: ( Sentada/ triste)

 

- Tá tão na cara assim?

 

Gerônimo: ( Gentil/ Tranquilo)

 

- Se você não quiser contar, tudo bem não tem problema.

 

Simone: ( sentada)

 

- Talvez seja melhor desabafar...meus pais acabaram de se separar e isso gerou em mim muitas dúvidas e raiva também, pois é minha culpa.

 

Gerônimo: ( Pega na mão/ sorrir)

 

- Você não tem culpa disso, ainda mais uma menina tão linda como você...as pessoas mais velhas são assim mesmo...mais acredite tudo vai ficar bem...( abraça a garota)

 

           Corta p/ cena 10...

 

Casa de Roberto...sala

 

( Roberto desce a escada e vê Elisa chorando)

 

Roberto: ( Preocupado)

 

- A conversa pelo visto não foi legal hein?

 

Elisa: ( Arrependida/ chora/ abraça)

 

- Acho que dessa vez perdi meu filho, por tantas besteiras que disse e fiz

 

Roberto: ( Tranquilo/ abraçado)

 

- Calma, vai ficar tudo bem, vocês dois precisam de um tempo pra digerir tudo isso, essa mágoa, e ódio...eu tenho certeza que ele te ama...

 

              Corta p/ cena 11...

 

Casa de Ágatha... no banho...

 

( A mulher reflete o momento que viu o game e pensa...)

 

Ágatha: ( Se enxugando/ pensa/ chora)

 

- Aquele jogo é irreconhecível, mais tenho que fazer o que tem que ser feito

 

( A cena fixa no rosto e explode)

 

Continua...

 

 


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.