Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Vinganças - Capítulo 21

Vinganças - Capítulo 21




Cena 1 Construtora/ Saída/ Noite 

Thiago (sério) - Você não sabe de nada.

Munique (ri) - Se eu não sei? Oh meu querido, eu sei de tudo!

Thiago (segura no braço dela) - Vamos pra um local mais discreto. Vamos para o meu carro.

Munique - Ótimo.

Os dois saem da construtora, vão até o estacionamento e entram no carro de Thiago.

Thiago - O que exatamente você quer?

Munique - Eu sei que você destruir a Maria.

Thiago - Quem te contou isso?

Munique - Saiba que seus capangas são extremamente burros.

Thiago - Só pode ter sido o João! Aquele desgraçado!

Munique - Mas não se preocupe. Você caiu em boas mãos. 

Thiago  (estranhando) - Como assim?

Munique - Eu odeio a Maria... e quero tirar ela do meu caminho.

Thiago - E por acaso como você pode me ajudar?

Munique - Eu sei que você acabar com ela e também sei que o irmão dela está junto com você, eu posso fazer de tudo para a polícia não envolver com vocês dois. 

Thiago - Como?

Munique - Minha família era da polícia... conheço muita gente lá...

Thiago - Mas eles são honestos.

Munique - Quase todos sim mas alguns não são tanto assim. O importante é que eu posso proteger vocês. 

Thiago - Muito bem... fazemos esse acordo. 

Munique - Olhando bem... você é um belo de um gostoso.

Os dois se beijam.

Corta para/

Cena 2 Casa de Joana/ Interior/ Noite

Jonas entra na casa.

Jonas  (procurando) - Inês? Cadê você! Inês?

Inês  (aparecendo) - Oi, Jonas, chegou?! Nem tinha reparado. Eu estava ali no jardim.

Jonas - Oh, minha irmã... preciso conversar com você.

Inês - Vamos se sentar ali no jardim.

Os dois caminham até o jardim. 

Inês - O que de tão urgente precisamos conversar?

Jonas - Eu gosto de uma mulher...

Inês - Olha que bom! Conquiste ela.

Jonas - Esse é o meu maior sonho mas...

Inês - Mas?

Jonas - Ela já é casada... 

Inês  (surpresa) - Meu Deus! Mas e ela? Gosta de você?

Jonas - Não sei... a gente é bastante amigos...

Inês - Tente relaxar quanto a isso. Não se apresse, porque pode acabar perdendo o amor e a amizade.

Jonas - Você tem razão...

Inês - Ei, mas não fique triste... se abra para ela, fale, com carinho, sobre como você se acha nessa situação. Se ela for compreensiva, irá entender e conversar com você, falando que gosta ou não. Mas lembre-se: nunca diga logo que quer se casar ou algo assim, seje o mais modesto, educado e compreensivo.

Jonas (sorri) - Você tem razão! Oh, minha irmã... muito obrigado. 

Os dois se abraçam. 

Corta para/

Dias depois. 

Cena 3 Apartamento de Fagner/ Dia 

Fagner, Ariela e Robson estão no apartamento.

Fagner - Meu filhos amados... eu queria dizer a vocês aqui que, eu ainda irei manter a minha proposta da Maria ser a nova presidenta da minha construtora. 

Robson - Por isso você não chamou ela aqui hoje, né?! Pra tipo fazer suspense.

Fagner - Sim... eu vejo que ela tem muito futuro.

Ariela - Mas pai, mesmo depois de tudo aquilo ter acontecido? 

Fagner - Aquilo, o quê?

Ariela - O noivo dela ter sido preso por ser traficante. Isso causaria uma grande tragédia pro marketing e imagem da empresa. 

Fagner - Filha, eu pensei nisso mas a Maria não teve nenhuma culpa nos feitos do noivo dela, e além do mais: sabemos que ela não é um traficante de fato.

Ariela - Mas os outros não sabem.

Robson - Deixa de ser chata, Ariela! Se o pai disse que vai manter, ele vai manter.

Ariela - Tá bem, tá bem. Mas quando a empresa ir a falência, não venham me dizer que eu não avisei.

Eles terminam de almoçar. Ariela entra no banheiro e liga para Thiago. 

Ariela - Thiago?! Pois bem, papai disse que vai te tirar mesmo da presidência. 

Thiago (voz) - Oh, meu amor, não se preocupe... eu sei que perdi mas por favor: não brigue com ninguém por minha causa, viu? Só o nosso amor já consegue acabar com esse clima.

Ariela - Oh, amor, por isso que te amo.

Thiago - Eu te amo mais (ri).

Corta para/

Cena 4 Apartamento de Matheus/ Dia 

Thiago  (jogando o celular no sofá) - Aqueles desgraçados manteram a palavra.

Matheus (surpreso) - Não é possível!

Thiago (nervoso) - Eu fiquei anos trabalhando como um louco pra aquele velhp safado me tirar daquela cadeira assim tão fácil?! Ah, não vai mesmo!

Matheus - E o que você vai fazer?

Thiago  (pegando o celular ) - Matar ela.

Matheus (surpreso) - Você está maluco? Agora quem você não gosta, você mata?

Thiago - Por quê? Tá defendendo a mulher que pode te colocar na cadeia?

Matheus - Você tá louco! 

Thiago  (ligação on) - Alô? Pois bem, eu quero que você sequestre uma pessoa. Irei passar os dados...

Matheus caminha até o quarto.

Matheus (ligação on) - Mário?! Eu queria avisar que o Thiago enlouqueceu e disse que vai matar a sua irmã. 

Mário  (voz) - O quê?

Corta para/

Cena 5 Restaurante/ Dia 

Pedro e Urso chegam no restaurante. Eles sentam na mesa, um garçom se aproxima. 

Garçom - Boa tarde. Querem ver o cardápio ou a comida do dia?

Urso - O cardápio, por favor.

Garçom  (entregando o cardápio) - Aqui. 

Urso - Daqui a pouco te chamamos.

O garçom sai de perto da mesa.

Pedro - A comida aqui é boa?

Urso - É sim. Já vim aqui várias vezes.

Pedro - Eu nunca... por que não me trouxe aqui quando a gente namorava?

Urso - Aqui estava em reforma. 

Uma mulher se aproxima da mesa.

Mulher (pegando no pescoço de Urso) - Eai garotão, posso pegar essa cadeira?

Urso (sem reação) - É... bem... pode sim...

Urso se levanta e pega a cadeira para a mulher, ao voltar em direção a sua mesa, Urso é surpreendido pela mulher passando a mão pela sua bunda.

Urso (se afastanto) - Ou... 

Mulher - Qualé, garotão... um gostoso desses eu tenho que passar a mão, né?!

Pedro se levanta da mesa, nervoso, e se aproxima.

Pedro (sério) - Você não viu que ele tem uma aliança no dedo não?

Mulher (surpresa) - Eu não...

Pedro - Não quero saber, ele tem marido e sou eu. Agora, nos dê licença. 

A mulher sai. Pedro segura na mão de Urso e caminham até a mesa.

Pedro - Aquela maluca dando em cima de você. 

Urso (feliz da vida) - Você... me defendeu... e disse que éramos casados...

Pedro - Bom, eu.... eu...

Urso beija Pedro, que retribui. 

Corta para/

Cena 6 Delegacia/ Dia 

Munique está beijando o delegado.

Munique - Mas por favor, vai...

Delegado - Tá, irei fazer isso. 

Munique (desce da mesa, pega as mochilas e as abrem) - O seu dinheiro aqui.

Delegado - Tudo aí, certo?

Munique - Sim... os seus cinquenta mil estão aí. 

Delegado - Maravilha. Pode ter certeza, essa tal de Maria nunca mais vai conseguir ver o Leão aqui na cadeia. 

Corta para/

Cena 7 Porta da delegacia/ Dia 

Maria sai da delegacia.

Maria (caminhando em direção ao carro) - Ai, meu Deus! Esse povo agora que não deixa nem mais ter visitas... como que irei falar com o Leão assim?

A mulher entra no carro e sai.

Corta para/

Cena 8 Redação/ Dia 

Jonas está digitando, Ariela também. Jonas respira fundo e se  aproxima da mulher.

Jonas - Ariela, podemos conversar?

Ariela - Oi, podemos sim. Diga.

Jonas - Eu... eu... queria dizer que eu gosto muito de você...

Ariela (sorri) - Eu também gosto de você. 

Jonas - Eu gosto de você... desde quando te conheci que tem algo que me faz aproximar de você...

Ariela - Eu... eu...

Os dois se beijam. 







Cena 9 Apartamento de Fagner/ Dia 

Fagner (feliz) - Oh, meu amor, marcaram a data do meu pedido de divórcio!

Eva (feliz) - Meu Deus! Mas que maravilha!

Os dois pulam de  alegria e se beijam.

Fagner - Agora sim podemos nos casar.

Eva - Eu esperei isso por tanto tempo.

Corta para/

Cena 10 Redação/ Dia 

Ariela (surpresa) - Eu... eu... 

Jonas - Perdão, por favor... eu não queria, ou queria...

Ariela - Eu que peço perdão...

Jonas - Você não teve culpa, acontece...

Ariela - Não podemos ficar juntos... eu sou casada...

Jonas - Eu vou lutar... eu te quero e muito...

Corta para/

Cena 11 Casa de Margarida/ Dia 

Margarida (sentada na cama) - Cíntia, sente aqui. 

Cíntia se senta na cama.

Margarida - Eu preciso de um conselho seu.

Cíntia - Pode falar, dona Margarida.

Margarida - Eu vou me separar do Fagner. 

Cíntia - Já se separou...

Margarida - É... estou pensando em querer alguma casa de praia, você me sugere a de Recife ou a de Maceió?

Cíntia - As duas. Ele é tão rico, depene ele.

Margarida (ri) - Você tem razão... irei depená-lo.

Corta para/

Cena 12 Trânsito/ Dia 

Maria está presa no trânsito. Muitos carros. Dois homens entram no carro dela.

Maria (surpresa) - Saíam do meu carro agora ou eu chamo a polícia. 

Bandido (põe a arma na cabeça dela) - Ou você faz o que eu quero, ou eu te amo aqui mesmo.

Congela no rosto de Maria.



 

Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.