Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Terra do Sol - Capítulo 06

 

TERRA DO SOL (太陽の国) �� CAPÍTULO 6

Web novela criada e escrita por: Luan Maciel

Produção Executiva: Ranable Webs

CENA 1: EXTERIOR. KAMAKURA. RUA. DIA

KEIKO ESTÁ ANDANDO PELA CALÇADA AINDA PENSANDO NAS PALAVRAS

DURAS QUE SEU AVÔ LHE DISSE. ELA TAMBÉM NÃO CONSEGUE TIRAR A

IMAGEM DE LUCAS DE SUA CABEÇA. NESSE MOMENTO ELA COMECA

ATRAVESSAR A RUA E NÃO PERCEBE UM CARRO VINDO EM SUA

DIREÇÃO. O CARRO FREIA E PARA A POUCOS CENTÍMETROS DE KEIKO

QUE FICA MUITO ASSUSTADA. LOGO DEPOIS HAYATO SAI DE DENTRO

DO CARRO E VAI NA DIREÇÃO DE KEIKO.

HAYATO (sério): - Keiko…. Finalmente eu consegui te encontrar. O que foi

que houve com você que eu não consigo falar com você? Pode me dizer?

KEIKO (respirando fundo): - Eu não sou a melhor pessoa para te explicar

isso, Hayato. Porque não pergunta para a sua mãe o que aconteceu.

HAYATO: - Do que é que você está falando, Keiko? O que a minha mãe

pode querer com toda essa história? Agora eu quero saber de tudo.

HAYATO TENTA SE APROXIMAR DE KEIKO, MAS ELA SE AFASTA.

KEIKO (firme): - Se você quer mesmo saber a verdade então eu vou falar,

Hayato. (P) A sua mãe é a mulher mais asquerosa que eu já conheci na

minha vida. Ela mandou um homem me sequestrar, e se não fosse por

uma pessoa que me ajudou eu nem sei onde eu estaria agora.

HAYATO (sem acreditar): - Que espécie de mentira é essa, Keiko? Você

não tem vergonha de inventar algo tão sórdido assim? E quem foi que te

ajudou? Eu exijo saber agora mesmo.

KEIKO: - Eu nem sei o porquê eu ainda perco o meu tempo tentando te

convencer da verdade. Você jamais vai acreditar que a sua querida mãe é

uma criminosa. Para mim já chega, Hayato. Acabou tudo entre nós.

KEIKO DÁ AS COSTAS PARA HAYATO E SAI ANDANDO. ELE FICA

TOTALMENTE PERDIDO E SEM ACREDITAR O QUE ESTEJA

ACONTECENDO.


����


�� SÃO PAULO — BRASIL


CENA 2: INTERIOR. MANSÃO DA FAMÍLIA DUBOIS -CIPRIATIS. SALA DE

ESTAR. NOITE

ESTELA ESTÁ NO CENTRO DA SALA APERTANDO AS MÃOS DE TABELIÃO.

NESSE MOMENTO CELSO VEM DESCENDO AS ESCADAS E FICA

INTRIGADO COM O QUE TABELIÃO PODE ESTAR FAZENDO ALI. DEPOIS

QUE O TABELIÃO VAI EMBORA O VILÃO VAI NA DIREÇÃO DE ESTELA E A

CONFRONTA.

CELSO (esbravejando): - Eu posso saber o que está acontecendo aqui? O

que esse tabelião está fazendo aqui? Eu exijo uma resposta, Estela.

ESTELA (séria): - Em primeiro lugar você não tem o direito de exigir nada,

Celso. Em segundo lugar o tabelião estava aqui para atualizar o meu

testamento e os detalhes da minha herança. Era isso que você queria

ouvir?

CELSO: - Você não pode estar fazendo o que eu estou pensando. Eu não

vou permitir que você tire de mim aquilo que é meu por direito.

ESTELA SE APROXIMA DE CELSO E O OLHA COM MUITA SERIEDADE.

ESTELA (sorrindo): - Isso é apenas o começo, meu querido. Eu tenho uma

viagem marcada para o Japão amanhã cedo. E depois que eu voltar eu irei

acionar os meus advogados querendo a nossa separação.

CELSO (cínico): - Você acha mesmo que eu vou aceitar uma coisa dessas,

Estela? Você não me conhece mesmo. Você não sabe do que sou capaz.

ESTELA: - O que você acha ou deixa de achar não é mais da minha conta,

Celso. Você acha mesmo que eu não sei das suas amantes? Eu não sou

essa idiota que você pinta. Eu quero você fora da minha vida.

ESTELA COLOCA UM ÓCULOS ESCUROS E SAI DA MANSÃO SEM OLHAR

PARA TRÁS. O ÓDIO DOENTIO PODE SER VISTO NO OLHAR DE CELSO.

����


�� KAMAKURA — JAPÃO


CENA 3: INTERIOR. CASA DE KEIKO E KENJI. SALA. TARDE

UMA BATIDA NA PORTA PODE SER OUVIDA. MESMO CONTRA VONTADE

KENJI VAI ABRIR A PORTA. ASSIM QUE ABRE A PORTA KENJI DÁ DE CARA

COM LUCAS QUE O OLHA DE UMA FORMA SÉRIA E RESPEITOSA. KENJI

TENTA FECHAR A PORTA, MAS LUCAS O IMPEDE.

KENJI (com raiva): - Você é a última pessoa que eu esperava que pudesse

bater em minha porta. (P) O que você quer aqui? Diga logo.

LUCAS (ponderando): - Eu não sei o porquê de você destilar tanto ódio

contra mim, mas tem uma coisa que eu preciso que você saiba. (T) Eu sou

um policial federal no Brasil, e eu estou atrás de uma mulher que é a

mente por trás de uma rede de tráfico de mulheres. E eu tenho a certeza

que você sabe de quem eu estou falando.

KENJI: - É melhor você entrar. Tem coisas que ninguém pode ouvir.

LUCAS ENTRA NA CASA ACOMPANHADO DE KENJI. O NOSSO

PROTAGONISTA OLHA PARA KENJI QUE PARECE MUITO AFLITO.

LUCAS (sério): - Sabe senhor Kenji…. Faz mais de dois anos que eu estou

atrás dessa quadrilha internacional, e recentemente eu perdi a minha noiva

na guerra contra eles. (P) Quando eu vi eles tentando sequestrar a Keiko

eu não poderia ficar de braços cruzados.

KENJI (lamentando): - Eu não podia imaginar que você tinha passado por

tudo isso, meu rapaz. Eu sempre fui um homem que respeita a minha

cultura acima de qualquer coisa. E para nós você não passa de um Gaijin.

E tem mais uma coisa. Quando a minha neta nasceu o pai biológico dela

enganou a minha filha que infelizmente não aguentou a pressão e se

suicidou.

LUCAS: - EU sinto muito pela sua perda, senhor Kenji. Mas eu acredito que

não foi coincidência eu ter conhecido justamente a sua neta. Eu vou

precisar de ajuda para acabar com essa quadrilha o quanto antes.


KENJI FICA PENSATIVO. DEPOIS DE ALGUNS MOMENTOS ELE E LUCAS

APERTAM AS MÃOS SELANDO UM ACORDO PELO BEM DE KEIKO.

����




CENA 4: INTERIOR. CASA DE MITSUKO E HAYATO. SALA DE ESTAR.

TARDE

HAYATO ENTRA NA CASA TOTALMENTE DESCONTROLADO. A CÂMERA

MOSTRA A RAIVA EM SEU OLHAR. MITSUKO VEM CAMINHANDO EM SUA

DIREÇÃO, E ELE A CONFRONTA DE UMA FORMA BEM RÍSPIDA.

HAYATO (gritando): - Eu posso saber o que você tanto queria com a

Keiko? E que história é essa que você mandou um capanga sequestrar ela?

Eu quero a verdade. Não queira mentir para mim, mãe.

MITSUKO (mentindo): - Que espécie de acusações são essas, Hayato?

Você acha que eu sou uma criminosa é isso? Nunca mais ouse falar nesse

tom comigo. Eu sou uma mulher respeitável e não admito essas acusações.

HAYATO: - A Keiko falou com tanta convicção que eu não tenho como

desacreditar nas palavras dela. E além do mais eu nunca acreditei naquela

sua desculpa para você conhecer a Keiko. Fale a verdade agora.

MITSUKO VAI FICANDO CADA VEZ MAIS NERVOSA. ELA DÁ UM TAPA NA

CARA DE HAYATO QUE FICA EM SILÊNCIO.

MITSUKO (ardilosa): - Nunca mais ouse duvidar da minha índole, Hayato.

Eu sou uma mulher que tem uma reputação a zelar, e não vai qualquer

uma que vai colocar o meu caráter em xeque.

HAYATO (nervoso): - Não fale assim da Keiko, pois ela ainda vai ser a

minha esposa. Ela pode estar confusa agora, mas não vai ser esse mal

entendido que vai acabar com o que nós temos.

MITSUKO: - Olha só para você, meu filho. Colocando o amor por essa

mulher acima da reputação da nossa família. Eu não pensei que você fosse

um fraco.

HAYATO VAI FICANDO CADA VEZ MAIS IRRITADO E SAI DE CENA. LOGO

DEPOIS MITSUKO PEGA O TELEFONE E FAZ UMA LIGAÇÃO MUITO

ENIGMÁTICA.

����


�� SÃO PAULO — BRASIL


CENA 5: EXTERIOR. BAIRRO DA LIBERDADE. PRAÇA. NOITE

A CÂMERA MOSTRA DE FORMA BEM AMPLA UMA PRAÇA COM VÁRIOS

DETALHES QUE REMETEM AO JAPÃO. NESSE MOMENTO A CÂMERA FOCA

EM UM JOVEM NEGRO QUE ESTÁ SENTADO OLHANDO OARA TODOS OS

LADOS COMO SE ESPERASSE POR ALGUÉM. ELE É ZECA. EM SEGUIDA

AYUMI VEM CHEGANDO E O SEU SEMBLANTE É DE PREOCUPAÇÃO.

ZECA (preocupado): - O que foi que houve, Ayumi? Eu fiquei preocupado

com a sua mensagem. O que é que aconteceu para você ficar assim?

AYUMI (desabafando): - Você precisa me ajudar, Zeca. Você é o único

amigo que eu tenho que pode me ajudar. (P) Os meus pais estão me

escondendo um segredo e eu quero saber qual é. Você vai me ajudar?

ZECA: - É claro que eu vou te ajudar, Ayumi. Mas se os seus pais não te

contaram então não deve ser nada. Tem certeza que quer fazer isso?

AYUMI BALANÇA A CABEÇA EM SINAL DE SIM. NESSE MOMENTO ELES

SÃO SURPREENDIDOS PELA CHEGADA DE RAMON, O PAI DE ZECA QUE

ESTÁ COM MUITA RAIVA EM SEU OLHAR. ELE ENCARA ZECA.

RAMON (esbravejando): - Quantas vezes eu te disse que eu não quero ver

perto dessa japa? Esse tipo de gente não merece nada de nós.

ZECA (estarrecido): - Pai… O que o senhor está falando? isso é xenofobia.

AYUMI: - Esse seu preconceito não me surpreende, Ramon. Eu só lamento

que o seu filho tenha um péssimo exemplo de homem dentro de casa. A

sua esposa deve ser uma mulher muito frustrada por ser casada contigo.

RAMON (furioso): - Sua fedelha… Vou te mostrar como eu trato as pessoas

da sua raça. Você vai aprender a nunca mais desafiar alguém como eu.

RAMON TENTA PARTIR PARA CIMA DE AYUMI, MAS ZECA FICA ENTRE

ELES. ZECA EMPURRA O PRÓPRIO PAI PARA PROTEGER AYUMI. PAI E

FILHO SE ENCARAM COM CERTA RAIVA.

����


CENA 6: INTERIOR. MANSÃO DA FAMÍLIA DUBOIS -CIPRIATIS. QUARTO

DE ESTELA. NOITE

AS LUZES DO QUARTO ESTÃO APAGADAS. A LUZ DA LUA ENTRA PELA

JANELA MOSTRANDO QUE ESTELA ESTÁ EM SONO PROFUNDO. NESSE

MOMENTO A PORTA DO QUARTO VAI SE ABRINDO E CELSO ENTRA

LENTAMENTE NO QUARTO. A CÂMERA MOSTRA UM SORRISO DIABÓLICO

NO ROSTO DO VILÃO. ELE SE APROXIMA DE ESTELA QUE FICA CADA VEZ

MAIS VULNERÁVEL.

CELSO (sussurrando): - Você achou mesmo que iria se livrar de mim,

maldita!!! Você vai aprender da pior forma que ninguém me faz de otário.

Vou dar aquilo que você merece e eu garanto que você nunca vai

esquecer.

CELSO SOBE EM CIMA DE ESTELA QUE ACORDA TOTALMENTE

ASSUSTADA. ESTELA FICA SE DEBATENDO, MAS O VILÃO É MAIS FORTE.

ESTELA (gritando): - Celso… O que você pensa que está fazendo? Você

ficou louco? Sai de cima de mim, agora. Ou então eu vou gritar.

CELSO (ardiloso): - Você pode gritar a vontade, pois ninguém vai te ouvir.

(P) Hoje você vai aprender que ninguém desafia Celso Cipriatis e fica por

isso mesmo. Sua vida vai ser um inferno, maldita.

CELSO RASGA AS ROUPAS DE ESTELA E O VILÃO A VIOLENTA DE UMA

FORMA ASQUEROSA. DEPOIS CELSO SE LEVANTA E FICA A BEIRA DA

CAMA OLHANDO PARA ESTELA.

CELSO (sorrindo): - Eu acho que você até gostou. Isso é para você

aprender a nunca mais me desafiar. Pode ficar aí com as suas lágrimas.

CELSO SAI DO QUARTO TOTALMENTE SATISFEITO. A CÂMERA FOCA NO

OLHAR VAZIO DE ESTELA QUE COMEÇA A CHORAR DEPOIS DA

VIOLÊNCIA QUE FOI FEITA CONTRA ELA.

����


�� KAMAKURA — JAPÃO


CENA 7: EXTERIOR. PRACA. NOITE

EM UM PLANO ABERTO A CÂMERA MOSTRA QUE KEIKO ESTÁ ANDANDO

PELA PRAÇA PERDIDA COMPLETAMENTE EM SEUS PENSAMENTOS. DE

REPENTE ELA SENTE ALGUÉM TOCAR EM SUA MÃO, E QUANDO SE VIRA O

SEU SORRISO SE ABRE AO VER LUCAS EM SUA FRENTE. A TROCA DE

OLHARES ENTRE ELES É INEVITÁVEL.

LUCAS (sorrindo): - Eu estava procurando por você, Keiko. Eu tive uma

conversa séria com o seu avô, e apenas das nossas diferenças nós

entramos em acordo que o melhor é colocar a Mitsuko Ishida atrás das

grades. Aquela mulher é muito perigosa.

KEIKO (respirando fundo): - Sinceramente eu não sei o que fazer, Lucas.

Eu estou morrendo de medo do que possa me acontecer. E se acontecer

alguma coisa comigo eu não sei o que seria do meu avô.

LUCAS: - Eu te prometo que eu não vou deixar nada te acontecer, Keiko.

Aquela mulher mandou me matar e a minha noiva morreu por isso. Eu

quero justiça e eu não vou descansar enquanto não conseguir.

A CHUVA COMEÇA A CAIR SOBRE KEIKO E LUCAS. ELES VÃO SE

APROXIMANDO UM DO OUTRO. A CONEXÃO QUE ELES ESTÃO SENTINDO

NÃO PODE SER EVITADA. É NESSE MOMENTO QUE O INEVITÁVEL

ACONTECE: KEIKO E LUCAS SE BEIJAM DEBAIXO DA CHUVA FORTE QUE

CAI.

TRILHA SONORA: 



PARA A SURPRESA DE KEIKO E LUCAS UM CARRO PARA EM FRENTE A

PRAÇA E RYU DESCE ACOMPANHADO DE MITSUKO QUE APLAUDE O

BEIJO DOS NOSSOS PROTAGONISTAS DE UMA FORMA IRÔNICA.

MITSUKO (diabólica): - Quem diria que o destino iria me dar essa grata

surpresa. As duas pessoas que mais eu queria encontrar estão aqui juntas.

(T) Eu não sabia que você era uma falsa moralista Keiko.

LUCAS (sério): - Fica longe dela, sua maldita. Você foi a responsável pela

morte da minha noiva. Eu sobrevivi para te confrontar.

RYU: - Parece que alguém quer entrar nesse jogo de sorte, não é mesmo?

(P) Você não decide nada aqui, Gaijin. É melhor você ficar calado.


MITSUKO: - A culpa da sua noiva ter morrido foi sua, seu forasteiro infeliz.

E você não vai estragar os meus planos. A Keiko vem comigo.

KEIKO E LUCAS SE OLHAM. ELES COMEÇAM A CORRER, MAS SÓ QUE RYU

ACERTA LUCAS NA CABEÇA E O NOSSO PROTAGONISTA CAI NO CHÃO

DESMAIADO. LOGO DEPOIS O VILÃO PEGA KEIKO E COLOCA DENTRO

DENUN CARRO. MITSUKO TAMBÉM ENTRA NO CARRO E SORRI

CINICAMENTE AO VER LUCAS CAÍDO NO CHÃO.

A IMAGEM CONGELA EM LUCAS DESMAIADO NO CHÃO. AOS POUCOS A

IMAGEM GANHA UM TOM ALARANJADO COMO SE O SOL ESTIVESSE

NASCENDO NO HORIZONTE.



Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.