Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Vinganças - Capítulo 29 (Últimas semanas)

 

Vinganças - Capítulo 29




Cena 1 Construtora/ Interior/ Dia 

Matheus se levanta, Thiago, Fagner e outros sócios continuam sentados.

Matheus (nervoso) - Tivemos eleições essa semana! Você não pode pedir uma nova eleição. 

Maria (caminha pela sala) - O governo seu e o de Thiago deixaram um rombo nas finanças da construtora. 

Thiago (se levanta) - Meu governo?! Nós fizemos obras! Obras! Ganhamos muito dinheiro!

Maria - Vocês superfaturaram coisas simples como a areia e os tijolos. Por que um tijolo, em qualquer loja da cidade, custa um preço bem menor do que o que foi comprado pela construtora? E da mesma qualidade... se não for pior.

Thiago - Você está me ofendendo! 

Maria - Eu não estou ofendendo ninguém... se vocês dois tivessem trabalho de maneira... como posso dizer... conjunta com os outros sócios, tenho certeza que o lucro seria maior. 

Matheus - Você não entende nada de administração de uma construtora, talvez de mercadinho você entenda.

Maria - Eu sou formada nisso. Passei em primeiro lugar na faculdade... tive as melhores notas da classe. E a minha rede de mercadinhos foi a que mais cresceu no Rio de Janeiro nesses últimos dois anos... só isso é prova de que a minha administração é bem superior a de vocês dois. 

Matheus (saindo da sala) - Eu não vou ficar aqui ouvindo uma mulherzinha dessas...

Maria - Saía! A verdade quando é dita, os mentirosos fogem de medo.

Corta para/

Cena 2 Casa de Heleno/ Escada/ Dia 

Mário põe detergente na cerâmica da escada.

Mário  (mentalmente) - Agora sim esse desgraçado morre de vez aqui... e o melhor: irei ficar com essa herança milionária desse idiota... (escuta-se o barulho de alguém vindo) Tenho que sair daqui...

Mário desce as escadas rapidamente e fica debaixo dela. Heleno se aproxima da escada, na parte de cima.

Heleno - Meu amor? Cadê você?

Mário (aparece na parte de baixo) - Vem cá... quero te dar uns beijos bem molhados. 

Heleno - Eu quero muito! 

Heleno começa a descer a escada. Mário o observa. Ao pisar na cerâmica e perceber que está com detergente, ele firma os pés no chão e desce com cuidado.

Heleno - Tá escorregadio aqui, amor... já estou chegando aí. 

Mário (se vira contra a escada) - Tá certo amor. (Fecha a cara).

Corta para/

Cena 3 Construtora/ Dia 

Fagner - Já que todos vocês votam a favor da Maria como a nova presidenta, eu decido e confirmo a sua eleição. 

Todos os sócios batem palmas. Thiago fecha a cara.

Thiago (mentalmente) - Essa desgraçada vai descobrir todos os podres do Matheus... ainda bem que eu não fiz nada que poderiam descobrir.

Maria - E com essa vitória, eu dou a certeza que irei ajudar a construtora da melhor forma: acabando com a corrupção!

Todos batem palmas. 

Corta para/

Anoitece.

Cena 4 Construtora/ Sala de Maria/ Noite 

Maria (de pé e caminhando de um lado para o outro) - Encontrou alguma coisa?

Investigador (mexendo no computador da construtora) - Estou quase... encontrei! 

Maria  (pulando de alegria) - Maravilha! 

Investigador - Aqui está... transferências bancárias feitas para um nome fantasia partido desta construtora... superfaturavam os preços de diversos produtos e ainda mais: metade do dinheiro dado para ONGs e demais empresas para projetos sociais estavam sendo desviados para a mesma conta. 

Maria - Eu sabia que tinha algo de errado! 

Investigador - Essa empresa poderia estar muito melhor se não fosse essas corrupções. 

Maria - Agora irei ligar para o papai. (Pega o celular e liga para Fagner) Papai, você nem imagina o que eu descobri...

Corta para/

Cena 5 Casa de Urso/ Noite 

Gina está sozinha na cozinha, ela põe calmante em um suco e o leva para Urso.

Gina (entregando o suco para Urso) - Você está muito cansado e ansioso depois de tudo que aconteceu! Beba este suco... é o seu favorito.

Urso (bebendo o suco) - Eu amo tanto aquele bundudo do Pedro... eu quero ele comigo... 

Gina - Pense bem... talvez é bom vocês ficarem afastados por um tempo...

Urso (bocejando, se levanta) - Eu vou tomar um banho e ir dormi... já estou com sono...

Urso caminha até o quarto, ele se joga na cama.

Gina da um sorriso maligno, e caminha para  o quarto de Urso. A mulher tira a roupa de Urso e a dela também e o deita na cama.

Pedro entra na casa, triste, vê a porta do quarto aberta, se aproxima e vê Urso e Gina deitados, juntos e seminus, Pedro começa a chorar. 

Pedro (chorando e surpreso) - Meu Deus! Eu te amava tanto... eu dava a minha vida por você... o que você faz comigo... 

Pedro sai correndo.

Corta para/

Cena 6 Casa de Leão/ Noite 

Leão abre a porta, é Maria.

Maria (séria) - Posso entrar?

Leão - Pode.

Maria entra e se senta. Leão se aproxima. 

Leão - Eu acho que você me deve explicações. 

Maria - Agora eu não posso te falar nada... 

Leão - Então porque veio aqui...

Maria - Tentaram me matar... eu fui enganada por todo mundo... a pessoa que mais pensei em todo esse tempo foi em você... 

Leão - Não mente pra mim... você me enganou... enganou até a sua mãe!

Maria - Eu fui vítima tanto quanto vocês... eu fui a maior vítima de toda essa história... quando eu tiver todas as provas, irei te mostrar tudo... irei te contar tudo! Mas antes, eu não posso ficar quieta em relação ao seu relacionamento com a Munique...

Leão - Não venha envenenar o meu relacionamento. 

Maria - Não... eu não vou... só quero que você pense bem... pense! Foi ela que tramou com o delegado para te tirar da cadeia e ela ainda me ameaçou dizendo que se eu te contasse isso, te jogaria na cadeia... se você acredita ou deixa de acredita, o problema é todo seu... mas da minha parte, eu fiz. E mais: eu te amo mas já corri demais atrás de você... se você quiser ficar comigo, posso até aceitar mas correr atrás de você? Nunca mais.

Leão (surpreso) - Estou sem palavras...

Maria - E é pra ficar mesmo. 

Corta para/

O dia amanhece. É visto o Cristo Redentor.

Cena 7 Construtora/ Sala de reuniões/ Dia 

Na sala estão todos os sócios e Maria.

Maria - Eu chamei todos vocês aqui por um simples fato: eu encontrei sinais de corrupção na construtora. 

Todos se chocam. Thiago e Matheus se olham.

Maria - Se acalmem. Eu sei que é um susto vocês receberem uma notícia dessas logo de cara assim pela manhã, mas eu sei que é mais importante eu da essa notícia logo agora.

Thiago - E quais sinais você encontrou?

Maria - Boa pergunta, Thiago. Eu comprovei as superfaturações ontem, recebi as notas fiscais das empresas, todas já estavam sendo investigadas por este tipo de conduta... desconfiei que havia transferência de dinheiro de nossas contas para contas laranjas, chamei um investigador e... confirmei tudo. Peu, pode entrar.

Um homem entra.

Maria - Olhem nos seus computadores... (todos olham para os computadores)... aí estão as contas, os cpfs e os nomes dos laranjas... e o melhor: todos transferiram seus dinheiros para uma conta só... com nome de Matheus Gamboá Eliócito Guimarães... traduzindo: foi tudo para o nosso saudoso amigo Matheus. 

Todos os sócios se chocam, se levantam.

Sócio - Você nos roubou!

Sócio 2 - Eu vou te matar!

Sócio 3 - Meu Deus... eu fui roubado!

Matheus - Isso é uma grande mentira!

Maria - Se acalmem. Peu, pode prender ele.

Matheus (surpreso) - O quê?

Peu - Você está preso por lavagem de dinheiro.

Maria (olhando fixamente para Matheus) - Ninguém mandou você atravessar o meu caminho... (olha  para Thiago)  e você é o próximo! Traidor.

Thiago engole seco.

Corta para/

Cena 8 Redação/ Dia 

Ariela (entrando na redação) - Jonas! Jonas!

Jonas (sentado escrevendo) - O quê?

Ariela - Publicaram a lista e a hora de todas as pessoas que estavam naquela delegacia aquele dia...

Jonas (surpreso) - Nossa! E onde está?

Ariela - A polícia acabou de publicar em seu site oficial... vamos fazef uma matéria sobre. 

Jonas - Vamos observar os horários para ver se bate.

Ariela - Vamos investigar quem são essas pessoas e o que elas faziam no lugar.

Jonas - Será que o assassino esteve lá?

Ariela - Mistério!

Corta para/

É visto a cidade do Rio de Janeiro, praias, Cristo, Serra dos Órgãos. 

Cena 9 Delegacia/ Dia 

Matheus está deitado em sua sela. Maria e um policial se aproximam.

Matheus (surpreso) - Você?

Maria - Eu vim fazer um trato com você. 

O policial sai.

Matheus - O quê? Delegação premiada de  onde o dinheiro está? Cai fora!

Maria - Melhor: se você me ajudar a acabar com o Thiago, eu te ajudo no seu julgamento. E aí? Aceita?

A imagem congela em Matheus.


Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.