Type Here to Get Search Results !

Marcadores

PRAZER, SATISFAÇÃO - CAPÍTULO 1 (A GRANDE ESTRÉIA)

  



Cena 1. Rodovia. Dia.

Dia ensolarado. Uma van anda por uma rodovia pouco movimentada... Corta p/ o interior:

Cena 2. Dentro da van. Dia

Dez meninas animadas, maquiadas e de roupas coladas são as passageiras. Taís fala com Lara:

Taís: Tomara que esse programa nos faça faturar bem, deixei dois clientes pra vir nessa suruba...

Lara: Digo o mesmo... Mas eu tô com uma impressão boa. (Risos)

De repente a van dá uma sacudida, as meninas se assustam. Corta p/ o motorista dirigindo desnorteado.

Motorista: Ai meu Deus... Essa van tá com problema...

Corta para o lado de fora: Um carro aparece na frente da van, que perde o controle e capota numa ribanceira... Foco na van de rodas pra cima, saindo fumaça. Suspense.

Cena 3. Belo Horizonte. Stock shots. Dia.

Belas imagens aéreas da cidade... Plano geral na casa de Juliana. HORA: 6:50 AM

Cena 4. Casa de Juliana. Quarto de Juliana. Dia.

Música: Resto de mim - Maria Bethânia (até o fim desta cena).

Plano geral no quarto. Juliana (41) dorme em sua cama de casal, de tapa olhos e embrulhada nos lençóis... Instantes e ela acorda, tira o tapa olhos, se alonga, se levanta, pega o controle do ar condicionado e o desliga.

Juliana: (já de pé) Hoje o dia vai ser longo.

E ela vai diretamente ao closet...

Cena 5. Casa de Juliana. Sala. Dia.

Juliana e suas filhas Kelly (20) e Anne (17) tomam café à mesa.

Juliana: Não tá atrasada pro seu primeiro dia de aula Anne?

Anne olha no relógio da parede.

Anne: Nossa, tô muito!

Ela sai depressa da mesa.

Juliana: Termina o café minha filha! (P/Kelly) Ai essa sua irmã...

Kelly ri enquanto mordisca um pão.

Cena 5. Casa de Juliana. Banheiro. Dia.

Anne escova os dentes ansiosa e agitada.

Anne: (se olha no espelho) Ai que ansiedade...

Cena 6. Casa de Juliana. Sala de jantar. Dia.

O celular de Juliana toca. Ela atende.

Juliana: (cel) Oi Talita! (T) Ai meu Deus! Uma van caiu da ribanceira? 

Talita: (off) É Jú! E tão precisando de você com urgência!

Juliana: Calma que já tô indo praí!

Ela desliga.

Kelly: Que van é essa que caiu mãe?

Juliana: Caiu agora pouco, na avenida aqui perto. Parece que eram 10 mulheres... 

Kelly arregala os olhos.

Juliana: Tenho que ir pro hospital, tão precisando de mim!

Anne chega na sala de mochila.

Juliana: Filha, quer carona? Tô saindo agora.

Anne: Nossa, porquê?

Juliana: Te explico no caminho.

Elas abrem a porta e saem. Kelly em estado de choque.

Kelly: (preocupada) Ai meu pai... Uma van com 10 garotas... Será que era a com as minhas garotas?

Ela saca o celular e liga pra alguém.

Cena 7. Bordel Lovely's. Salão. Dia.

Plano geral. Kátia ensaia uma dança no pole dance, Raul chega ao local com celular no ouvido, numa chamada.

Raul: (cel) É... O busão capotou Kelly. Ele já tava dando uns pitaco mermo.

Kelly: (cel/nervosa) E nenhuma menina se machucou gravemente né?

Raul: (cel) Não... Fica sussa.

Kelly: (cel) É o que eu espero.

Cena 8. Apto de Stela. Quarto. Dia.

Stela em frente ao espelho, abotoa o último botão de sua blusa. Ela esboça um sorriso.

Stela: Consegui!

Ela olha pra umas pastas em cima da cama e em seguida vai até a penteadeira, pega uma foto de um bebê e olha com carinho...

Stela: Tô fazendo isso por você! (Solta uma lágrima) Meu amorzinho...

Ela olha pro relógio da penteadeira que marca 7:15 AM.

Stela: Tô atrasadíssima. (Enxugando a lágrima)

Ela recolhe as pastas e sai apressada. Close na foto da criança...

Cena 9. Carro de Juliana. Frente ao Colégio. Dia.

Juliana: Boa aula filha!

Anne: Tchau mãe!

Anne desce do carro.

Juliana: Agora é ir pro hospital que um batalhão de enfermos me espera...

Ela toca em frente.

Cena 10. Colégio Progredir. Entrada. Dia.

Movimentação de alunos. Anne passa pela catraca e entra. Três meninos sentados numa arquibancada olham pra Anne e babam.

Felipe: Caramba...

Danilo: Cês tão vendo?

Gabriel: Quem é aquela gata?

Danilo se levanta.

Danilo: Eu vou chegar nela.

Gabriel: Isso se eu não for primeiro.

Eles correm feito ratos até Anne, assediando-a.

Gabriel: E aí gatinha?

Anne: (assustada) Quê isso?

Danilo: (tocando no cabelo dela) Qual seu nome hein lindinha? Vem sempre aqui?

Anne: (indignada) Dá licença, me deixa em paz.

Felipe chega lá botando banca.

Felipe: Larga a menina!

Ele empurra os dois.

Danilo: Vai defender a donzelinha indefesa?

Felipe: Vai se ferrar seu babaca! Vaza daqui, sai.

Os dois vazam, mas rindo da situação.

Felipe: Tá tudo bem?

Anne: (trêmula) Tá... Obrigada!

Felipe: Quê isso! Quer que eu te acompanhe até sua sala?

Anne: Não... Pode ir na frente.

Felipe: Beleza!

Ele segue em frente com um sorriso bobo no rosto. Anne continua tensa.

Anne: Que escola é essa meu Deus?

Ela fica desnorteada e olha ao redor dos vários alunos ali no pátio. Lágrimas caem de seus olhos... Close nela.

Abertura:


Cena 11. Colégio Progredir. Diretoria. Dia.

A diretora Stela anota algumas coisas na agenda. Alguém bate na porta.

Stela: Entra.

Yara: Como vai no seu primeiro dia, diretora?

Stela: Ótima Yara! Melhor impossível!

Yara: Olha, a gente vai precisar do histórico da aluna Anne Dumont, do 3° ano. Aqui tá o número da mãe dela, você vai precisar ligar. (Deixa um papelzinho na mesa)

Stela: Tá bom. Ligo daqui a pouco!

Yara sai e fecha a porta. Stela respira fundo.

Stela: Ai tô sentindo que ser diretora daqui vai mudar minha vida! E pra melhor! (T) Ai daqui a pouco tem a minha apresentação pros alunos. Ô canseira... (sorri) Mas vai ser legal. 

Close.

Cena 12. Hospital. Lado de fora. Dia.

Três ambulâncias chegam simultaneamente no hospital com sirene ligada. De lá saem nas macas, aquelas meninas da van.

Cena 13. Hospital. Corredor. Dia.

Juliana e Talita andam pelo corredor conversando.

Talita: Sabe da fofoca?

Juliana: Qual? Conta!

Talita: Essas meninas que chegaram da ambulância... Parece que tavam indo pra uma orgia na casa de um figurão...

Juliana: (rindo) Gente... Que horror...

Talita: Que azar né? O ônibus virou e as coitadas nem ganharam a grana delas...

Juliana: (rindo) Cê é péssima Talita! 

Talita: E menti foi?

Juliana: Vai ver elas ainda  conseguem ir depois de serem  atendidas...

Talita: Eu não conseguiria. Mas tem louca pra tudo né?

Juliana: É! (Risos) Vamos tomar um café antes da guerra?

Talita: Só se for agora Jú!

Elas seguem para a lanchonete do hospital.

Cena 14. Bordel Lovely's. Escritório. Dia.

Kelly aos berros com Raul. Kátia por lá.

Kelly: Irresponsável, burro, idiota!

Raul: Olha o jeito que você fala comigo!

Kelly: Quero mais que você se foda! Que prejuízo meu Deus! Não podia ter alugado uma van melhor? Um ônibus talvez? Verba pra isso tinha.

Raul: Eu não queria gastar tudo...

Kelly: Como eu fui burra de ter deixado você cuidando disso... Só podia dar em merda!

Raul: Olha lá!

Kátia: Ele malocou o resto do dinheiro Kelly. Tá te passando a perna!

Raul: Cala a boca sua puta descarada!

Ele dá um tapa em Kátia. Kelly parte pra cima dele.

Kelly: Você não vai bater nela nunca mais seu porco, trambiqueiro!

Raul reage e tenta bater em Kelly, mas ela o empurra pra fora da porta do escritório.

Cena 15. Bordel Lovely's. Corredor. Dia.

Kelly com toda sua raiva empurra Raul do alto da escada. Ele rola até chegar no chão. Kátia corre e abraça Kelly.

Kátia: Será que ele...

As duas se olham assustadas. Suspense.

Foco em Kelly/ A imagem congela com o fundo esfumaçado.

(Encerramento normal)


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.