Type Here to Get Search Results !

Marcadores

PRAZER, SATISFAÇÃO - CAPÍTULO 10

 



Cena 1. Bordel Lovely's. Lado de fora. Gramado. Noite.

Raul apavorado atrás de uma árvore:

Raul: Ferrou pra mim, vou ter que fugir! E logo!

Ritmo: Raul olha pros lados e corre pra um matagal atrás do bordel, até que ele some por entre as moitas e árvores... 

Cena 2. Bordel Lovely's. Salão. Noite.

A maioria das pessoas deitadas no chão com a mão na cabeça, com medo dos homens. A câm vai até o bar e mostra que Kelly e Kátia estão abaixadas, atrás do buffet.

Homem: CADÊ VOCÊ RAUL? APARECE LOGO AÊ, OU VAI MORRER GENTE!

No bar:

Kelly cochicha pra Kátia:

Kelly: Eu preciso fazer alguma coisa! Bem que eu desconfiei do sumiço do Raul, eu devia ter ficado quieta!

Kátia: Vamos lá comigo! Eu e você! Vamos falar pra eles que o Raul sumiu, a gente sabe ser convincente!

Kelly: Tá!

As duas se levantam e vão até o meio do salão.

Kelly: (com as mãos em posição de defesa) Moço por favor, calma, não atira!

Homem 1: Cadê o Raul?

Kátia: A gente não sabe dele moço!

Homem 2: Essas duas são as donas desse bordel! Elas tão acobertando ele!

Homem 1: Se vocês não disserem AGORA onde é que esse merda tá, a gente taca fogo nessa porra com todo mundo dentro!

As pessoas se apavoram.

Homem 3: Ninguém se mexe. (Atira pra cima)

Foco nas pessoas deitadas no chão com as mãos na cabeça.

Kelly: Eu juro por tudo que eu não sei onde ele tá! Esse homem acabou com a nossa paz! Se eu soubesse, eu te entregava ele agora, porque nem eu nem minhas meninas aguentamos mais esse homem! 

Homem 1: E há quanto tempo que vocês não vêem ele?

 Kelly: Há mais ou menos uma hora! 

Kátia: É moço! Procura por aí, que ele deve tá! Agora por favor, deixem nossos clientes em paz! Eles não têm nada a ver com os trambiques do Raul!

Homem 1: Esse cara tá me devendo muita grana! E eu só vim porquê me bateram que ele tava aqui!

Kelly: E é muito alta essa divida?

Homem 1: Coisa de seis dígitos mocinha!

Kelly e Kátia se olham chocadas.

Cena 3. Casa de José. Sala. Noite.

Thiago se sentindo ameaçado diante de José:

Thiago: (aflito) Eu vou embora! Você não vai me forçar a nada!

José: Será que não? Adoro ver esse medo nos seus olhos... (chega perto e acaricia a boca de Thiago) Isso me deixa tão excitado...

Thiago: (o empurra) Me solta!

José se estressa e pula no pescoço de Thiago, enforcando-o. Depois disso começa a beijar o pescoço, em seguida a boca do garoto... Na cara enojada de Thiago, corta:

Cena 4. Casa de Juliana. Quarto de Anne. Noite.

Anne fecha os cadernos e se espreguiça com dor nas costas...

Anne: Ai, vou dormir!

Ela olha no relógio que marca 22:00.

Anne: (preocupada) 10 horas da noite e a Kelly não chegou... (t) Bom, ela deve saber o que faz, não vou me torturar mais.

Ela tira a colcha da cama, pega uma coberta e se deita... Em seguida apaga a luz pelo interruptor ao lado da cama.

Cena 5. Casa de José. Sala. Noite.

Thiago reage, dando uma joelhada na barriga de José, que cai no chão. Em seguida o empurra. José cai perto da mesa, se levanta e pega o facão que nela está.

José: Não se mexe que eu avanço!

Olhar de medo de Thiago.

Cena 6. Bordel Lovely's. Salão. Noite.

Kelly e Kátia conversam com os homens.

Homem 1: Então as senhoras me dão licença, perdão pelo transtorno! Nós vamo caçar ele por aí!

Kelly e Kátia respiram aliviadas.

Homem 2: Bora cambada! (Pro povo) Desculpa aê!

Eles saem de fuzil pro alto. 

Kelly: Tem lábia hein!

Kátia: Lacramos! Será que eles vão matar o Raul?

Kelly: Se isso acontecer, nós vamos ficar em paz, no mínimo!

Kátia: É!

Kelly: Agora a gente tem que desfazer o mal entendido que foi essa invasão! (T) Solta o som aê DJ!

TOCA A MÚSICA:  Atenção - Pedro Sampaio ft. Luísa Sonza.

As duas vão juntas, dançando. As pessoas se levantam e se recompõem aos poucos, algumas se divertindo. Foco em dois homens, figurantes:

Figurante 1: Eu pensei que eu fosse morrer! Quase que eu tive um infarto!

Figurante 2: Ande com o remédio companheiro! Agora vamos pegar mulher que a vida é curta!

E os dois vão em direção as quengas dançando.

Cena 7. Matagal. Noite.

Ação: Raul corre pelo matagal escuro. Câm áerea sobe e mostra os QUATRO HOMENS no início da mata.

Cena 8. Bordel. Gramado. Noite.

Homem 3: É o seguinte, eu e o Gerson vamos de um lado, vocês dois do outro!

Homem 1: Beleza.

Homem 2 e 4 vão pra um lado e os outros 1 e 3 pro lado onde Raul foi. 

Cena 9. Mata. Noite.

Homens 1 e 3 procuram por Raul, de armas em punho. Homem 1 vê pegadas na terra.

Homem 1: Isso aqui é marca de sapato! A gente tá no caminho certo!

Câm caminha para trás e vemos Raul atrás de uma árvore, tremendo de medo. Eles caminham. Raul espera eles se distanciarem...

Cena 10. Ap de Stela. Suíte. Noite.

Foco em Stela dormindo profundamente, com um sorriso no rosto... Transição com:

Cena 11. Casa de Juliana. Quarto. Noite.

Juliana também dormindo, aparentemente sonhando com Stela...

Cena 11. Mata. Noite.

Soundtrack: Ação. 

Raul anda de fininho, com medo. Perto dali os dois homens andam, o procurando, até que...

Homem 3: Eu vi um um vulto, ele tá pra lá! (Apontando)

Os dois correm. Raul gela e corre mais ainda, agora nem ligando pros barulhos dos passos. Até que... Ele chega bem na frente de um precipício, muito alto e escuro. Ele escuta os passos dos homens se aproximarem...

Raul: (p/si) É agora ou nunca!

Ele tampa sua boca pra não gritar e pula precipício a baixo... Tensão.

Abertura:

Cena 13. Matagal. Noite.

Os dois homens chegam bem no ponto onde Raul estava. Escutamos um barulho de algo caindo na água. 

Homem 1: Não tem ninguém aqui!

Homem 3: Mas eu vi!

Homem 1: Viu nada! Vamo caçar em outro ponto, ou então a gente suspende por hoje!

Eles vão andando.

Cena 14. Casa de Gabriel. Quarto de Gabriel. Noite.

Gabriel deitado em sua cama mexendo no celular, apenas de bermuda. Quando revela-se que ele está vendo fotos de Thiago.

Gabriel: Você mexe comigo de um jeito... Mas eu não posso! Sou homem, hétero! Nada a ver!

Ele apaga o celular e se deita.

Gabriel: (sentindo gosto estranho) Nossa... Que gosto de sangue na boca, ai...

Close em Gabriel. Tensão.

Cena 15. Casa de José. Sala. Noite.

José aponta um facão para Thiago, que está no auge de sua tensão:

José: (apontando o facão) Cê tá achando que vai sair daqui? Não antes de fazer o que eu quero, viadinho gostoso!

Thiago olha pro chão e vê uma garrafa de vidro vazia...

Thiago: (o assustando) O quê que é isso atrás de você?

José se vira pra trás e Thiago, muito veloz, pega e atira a garrafa, que acerta em cheio a  cabeça de José, se espatifando. Thiago corre até a porta de saída, gira a maçaneta freneticamente, mas percebe que a porta está trancada.

Thiago: (agitado) Droga! 

Thiago olha pra todos os lados, mas não vê chave. Ele então corre, pega um banco de madeira pequeno e joga na janela de vidro, que se espatifa inteira. Thiago espalha os os cacos de vidro com o banco mesmo e pula logo em seguida.

José, no chão, com a cabeça sangrando, vai se despertando...

José: Ai... (sem forças) Desgraçado!

Cena 16. Casa de José. Varanda. Noite.

Muita ação: Thiago vem correndo e sem pensar duas vezes, começa a escalar uma árvore, até que chega no muro e pula lá fora.

Cena 17. Ruas/Avenida. Noite.

Thiago corre por uma rua deserta, vira uma esquina e no final dessa rua vê uma avenida movimentada. Ele para em um muro ofegante, e em seguida bate no bolso fazendo cara de quem perdeu algo.

Thiago: (ofegante) Droga! Deixei meu dinheiro cair! 

Ele saca o celular e olha algo, desapontado.

Thiago: (ofegante) Vou ter que voltar a pé pra casa! Mas me safei de uma viu...

Ele respira fundo e anda devagar até chegar na avenida...

Cena 18. Belo Horizonte. Amanhecer. Dia.

Amanhece na capital... Plano geral no Colégio Progredir.

Cena 19. Colégio Progredir. Corredor. Dia.

Anne seguindo rumo a sua sala. Thiago passa por ela, nem a vendo.

Anne: Thiago?

Thiago: (volta uns passos) Oi Anne.

Anne: Nossa, aconteceu alguma coisa, tá com uma cara...

Thiago: Eu te conto no recreio... Vou no banheiro.

Thiago segue. Stela chega até a Anne.

Stela: Oi querida!

Anne: Oi Stela!

As duas se cumprimentam com beijinhos.

Stela: Na hora do recreio eu vou precisar de você lá na biblioteca ok?

Anne: Pode deixar! Eu vou sim!

Anne vai pra sala e Stela fica observando-a, encantada.

Stela: Como é fofa essa menina! Ai, ai minha futura enteada... (risos)

Cena 20. Banheiro do colégio. Dia.

Thiago entra, desanimado e vai direto a pia lavar seu rosto. Gabriel que estava sentado no banco vai até ele.

Gabriel: Oi Thiago!

Thiago: Oi Gabriel...

Eles trocam olhares por alguns segundos... Até que Gabriel cai em si.

Gabriel: É... Eu vou pra sala!

Thiago: Tchau!

Gabriel sai e Thiago fica pensativo...

Thiago: Hum... Isso tá esquisito. 

MÚSICA: Todo Seu - Jorge e Mateus (até o fim da cena 21)

Thiago: (muda sua expressão) Quer saber? Não vale a pena eu ficar assim por causa de um babaca qualquer... Agora é seguir em frente, esquecer e deixar rolar!

Ele enxuga o rosto e sai do banheiro, empoderado.

Cena 21. Belo Horizonte. Takes aéreos. Dia.

Música continua enquanto paisagens aéreas da cidade são mostradas. Último take na fachada do hospital.

Cena 22. Hospital. Sala de Rodrigo. Dia.

Amanda, na mesa de contabilidade, mexe no notebook. Rodrigo entra na sala, calado e vai pegar um livro na estante.

Amanda: Então é assim? Não vai mais falar comigo?

Rodrigo demora um pouco, mas responde:

Rodrigo: Se você ainda quiser ser minha secretária, vai ser assim! Nossa relação vai ser estritamente PROFISSIONAL.

Amanda: Cafajeste! Usou e abusou de mim, quando era conveniente! Agora que a noivinha  tá na cola...

Rodrigo: Eu e a Vanessa vamos marcar hoje a data do casamento!

Amanda: (rindo indignada) Ah é?

Rodrigo: É!

Closes alternados.

Cena 23. Casa de Juliana. Sala de jantar. Dia.

Juliana e Kelly à mesa tomando um café da manhã. Elas logo terminam.

Kelly: (se levantando) Deixa eu ir mãe! Tou um pouco atrasada!

Juliana: Não quer carona filha?

Kelly: Não, não precisa. O ônibus vai passar em dois minutos.

Juliana: Então tá, tchau!

Kelly pega sua bolsa no sofá e voa pra porta. Juliana fica na mesa pensativa...

Juliana: Quantos anos eu não tinha uma noite daquela... Pena que durou tão pouco... Será que eu nunca vou poder ter uma felicidade completa?

Ela suspira pensativa... Depois se levanta e segue pro banheiro.

(Algumas horas depois...)

Cena 24. Colégio Progredir. Sala de aula. Dia.

Um professor dava aula pra turma de Anne, fora de áudio. O sinal toca.

Professor: Continuamos na próxima aula! Falou.

Ele sai. Os alunos se levantam. Foco em Danilo indo falar com Gabriel.

Danilo: Ô Biel?

Gabriel: Oi?

Danilo: Por quê você dá tanta confiança pra aquele Thiago?

Gabriel: Porque ele é meu amigo!

Danilo: Cuidado hein... (risos)

Gabriel: Cuidado com o quê?

Danilo: Pra ele não te capturar hahahahaha.

Gabriel: Deixa de ser preconceituoso rapaz! Sai fora!

Gabriel se distancia.

Danilo: Eu hein... 

Cena 25. Colégio Progredir. Escadaria. Dia.

Anne acompanhada de Stela descem as escadas, até chegarem a porta da biblioteca.

Stela: Eu já te expliquei certinho né? Nem vai tomar muito tempo do seu recreio!

Anne: Tá bem!

Stela: Tchauzinho!

Stela sai Anne fica por lá.

Cena 26. Colégio Progredir. Biblioteca. Dia.

Anne coloca os livros em uma das muitas estantes... De repente um dos livros cai, e quando ela se abaixa pra pegar, uma mão sobrepõe a sua.

Felipe: Deixa que eu pego pra você!

Anne: Ah... Obrigada!

Felipe olha fixamente pros olhos de Anne, seduzente.

Música: What's my name - Rihanna ft. Drake (até o fim do capítulo)


Felipe: Você é muito linda Anne, eu não aguento mais segurar...

Anne olha pra ele... Num rompante, ele a beija calorosamente. Ela gosta e continua o beijo, se rendendo...

Foco em Anne e Felipe se beijando/ A imagem congela com o fundo esfumaçado.

(Encerramento com a música What's is name - Rihanna ft. Drake)



Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.