Type Here to Get Search Results !

Marcadores

REBELDE PARA SEMPRE - Capitulo 24

 



Web novela de: EZEL LEMOS


NO CAPÍTULO ANTERIOR:

Karla caminha com Leonor, a senhora dá pães para os mendigos no local o de vão;

Ricky leva Moana para a piscina do hotel e encontra Dimmy e Dário no local;

Os irmãos de Ricky brincam no jardim da mansão e notam a presença de um homem estranho;

A banda se reúne na casa de Nagela e estranham Dimmy não chegar;

Dimmy fica bêbado e Dário se diverte;            

Salete é sequestrada no jardim da mansão Bustamante sem ninguém vê;

Nicandro se recusa ir no show de Dimmy e Heloísa tenta convencê-lo;

Ricky chega no quarto de Dimmy e o encontra dormindo;

Suzana decide deixar de vender na feira;

Salete está amarrada em um cadeira e Ruy diz que ela vai espionar a casa de Nagela;

 

VEJA AGORA O CAPÍTULO DE HOJE:

 

CENA 1


(INT: Sala cream, sem muitos móveis. Salete está caída no chão amarrada/amordaçada numa cadeira, a câmera mostra Ruy sentado no sofá)

 

Ruy: Prontinho, Salete! Vamos te dar um celular, para nos comunicarmos… Se eu fosse não arriscaria a vida dos seus quatro filhos, então, caladinha tá… Vou mandar levar você até a mansão.

 

CENA 2


(INT: Hotel, quarto, Dimmy está deitado dormindo e Ricky tenta acordá-lo abalando ele)

 

Ricky: Acorda Dimmy, você não pode faltar o show!

 

(Dimmy acorda bêbado, a câmera mostra Dário embaixo da cama preocupado)

 

Dimmy: Ricky! O que você quer? Vai embora daqui.

 

Ricky: Você bebeu? E o nosso show cara, você vai estragar tudo!

 

(Dimmy levanta com dificuldade e se dá conta)

 

Dimmy: O show! Eu esqueci o show… Vamos, eu tenho que ir.

 

Ricky: É, mas você tá bêbado. Você não pode ir assim! Vai tomar um banho pra vê se melhora!

 

Dimmy: Tem razão amigo.

 

(Dimmy levanta e quase cai, mas é amparado por Ricky que o leva até o box)

 

Ricky: Vai, tira suas roupas. Precisamos ir urgente.

 

(Ricky segura Dimmy enquanto ele tira a roupa ficando de cueca… Ricky liga o chuveiro e Dimmy leva o cabelo com shampoo e em seguida passa a mão pelo corpo… Dimmy sai do chuveiro deixando-o ligado e beija Ricky, que rejeita o beijo indignado. A câmera mostra mostra Dário correndo em silêncio com o celular na mão)

 

Ricky: O que é isso? Você tá louco? Eu tô aqui te ajudando, você faz isso!

 

Dimmy: Desculpa, eu não queria…

 

(Ricky sai do banheiro chateado)

 

CENA 3


(INT: Restaurante, Nagela, Karla, Thales e Moana estão no restaurante, aflitos esperando Dimmy e Ricky)

 

Nagela: Faltam 2 minutos para o show começar.

 

Thales: (ansioso) Nunca imaginei, o Dimmy, logo ele atrasar assim.

 

Moana: (chateada) Ele sempre foi abusado.

 

Karla: O Dimmy é gente boa, deve ter sido algo sério para ele atrasar assim.

 

Moana: Mãezinha, devia tirar ele da banda, antes que acabe nós prejudicando.

 

(Ricky e Dimmy chegam na porta do restaurante)

 

Nagela: Ah, que bom que eles chegaram.

 

Karla: Ainda bem.

 

(Ricky e Dimmy chegam até Nagela, Karla, Moana e Thales)

 

Karla: Dimmy, o que aconteceu?

 

Moana: Meu amor, você demorou.

 

(Moana e Ricky se beijam, Ricky olha para Dimmy enquanto beija Moana)

 

Nagela: Nada de explicações agora! É hora de vocês cantarem.

 

(Os jovens se posicionam em um em uma parte do restaurante e se preparam para cantar)

 

(Jair chega no restaurante com Kaline e Maura e Karla os vê)

 

Karla: (feliz) Minha irmã! Minha mãe!

 




CENA 4


(INT: Restaurante, Vários clientes lotam o local. Thales começa cantando e tocando violão, enquanto os outros o acompanham do lado)

 

Thales: Ô, sol

Vê se não esquece

E me ilumina

Preciso de você aqui

Ô, sol

Vê se enriquece

A minha melanina

Só você me faz sorrir

E quando você vem

Tudo fica bem mais tranquilo

Ô, tranquilo

Que assim seja, amém

O seu brilho é o meu abrigo

Meu abrigo

E toda vez que você sai

O mundo se distrai

Quem ficar, ficou

Quem foi, vai, vai

Toda vez que você sai

O mundo se distrai

Quem ficar, ficou

Quem foi, vai, vai, vai

Quem foi, vai, vai, vai

Quem foi…

 

 

(Mabel chega e Dimmy e ela trocam olhares)

 

(Heloísa também chega e fica feliz ao vê o filho Dimmy, ele também olha feliz para ela)

 

 

Ô, sol

Vê se não esquece

E me ilumina

Preciso de você aqui

Ô, sol

Vê se enriquece

A minha melanina

Só você me faz sorrir

E quando você vem

Tudo fica bem mais tranquilo

Ô, tranquilo

Que assim seja, amém

O seu brilho é o meu abrigo

Meu abrigo

E toda vez que você sai

O mundo se distrai

Quem ficar, ficou

Quem foi, vai, vai

Toda vez que você sai

O mundo se distrai

Quem ficar, ficou

Quem foi, vai, vai, vai

Quem foi, vai, vai, vai

Quem foi, vai, vai

 

CENA 5


(INT: Pensão, Leonor enxuga a louça na cozinha e Dário chega abre a geladeira, tira uma garrafa e toma água)

 

Leonor: Onde você tava o dia todo, Dário?

 

Dário: Estava com o Dimmy.

 

Leonor: (surpresa) Quem é esse?

 

Dário: Meu namorado, ficante na verdade.

 

Leonor: (assustada) Namorado? Você tá namorando um homem?

 

Dário: Sim vó, qual a surpresa? Estamos no século XXI.

 

Leonor: (surpresa) Eu sei, mas é que eu não esperava. Eu não sabia que você era gay.

 

Dário: Eu não sou vó, eu só tô ficando com ele para acabar com a banda deles.

 

Leonor: (surpresa) O quê? Você tá brincando?

 

Dário: É sério vó.

 

Leonor: (revoltada) Você não presta, é igual a sua mãe!

 

Dário: (chateado) Não fale assim dela! (Triste) Eu não a conheci, mas você não tem direito de falar assim dela.

 

(Close em Leonor com raiva)

 

CENA 6


(INT: Ruy chega de carro em uma casa, rua vazia. Ele desce do carro e abre o portão da casa. Natany está com o carro parado observando ele de longe. Ruy entra na casa e Natany desce do carro dela e vai até o muro da casa)

 

Natany: O que será que Ruy faz nesse lugar… Eu nunca soube dessa casa… Será que é dos pais deles?... Mas a casa deles é em Brasília.

 

CENA 7


(INT: Moana canta sozinha, no restaurante para os vários clientes que lotam o lugar)

 

Moana: Eu vou cantar, uma música que fiz para uma pessoa muito especial para mim.

 

(Todos batem palmas e Ricky olha para ela feliz e apaixonado)

 

Moana:

Me sinto,

Sozinha,

Quando não estás,

Comigo

Eu sempre

Preciso,

Teu amor me faz navegar

Pra sempre, eu quero,

Comigo

Tu me ilumina

Seu rosto

Seu beijo

Me faz viajar

Eu preciso de ti sempre

E fica

Comigo

Te quero pra

Sempre

Sempre

Sempre

 

Te quero pra

Sempre

Sempre

Sempre

 

Na mesma cena, enquanto Moana canta:

 

(Thales toma água na mesa de seus irmãos e estranha Salete não está no show)

 

Cao: Ela não gosta muito desses eventos, deve ser isso.

 

João: Mas a mãe tá muito feliz pelo Thales, ela não ia faltar no show dele.

 

Thales: É verdade João, tá muito estranho isso.

 

 

(Dimmy fala com Heloisa)

 

Heloísa: Meu querido, que saudades.

 

-Heloísa e Dimmy se abraçam.

 

Dimmy: O papai não veio?

 

Heloísa: Não, ele anda muito ocupado com o trabalho.

 

Dimmy: Tudo bem, mãe. Já imaginava que ele não viria.

 

 

(Karla fala com a irmã, a mãe e o pai e apresenta Thales)

 

Karla: Maninha, que saudades.

 

(Karla e Kaline se abraçam enquanto Jair observa de longe)

 

Kaline: Você tá linda Karlinha.

 

Karla: Obrigada meu anjo. Você também tá linda.

 

Maura: Filha. Eu sempre soube que você iria ser uma grande cantora.

 

Karla: Mãe, mas eu estou só começando, nem sei se essa banda dará certo.

 

Maura: Vai dar certo sim. Você vai ser sim, eu tenho certeza.

 

 

(Eugênio aborda Nagela no restaurante quando ela vai com uma taça, ele pega no braço dela)

 

Eugênio: Jandira!

 

(Nagela se vira)

 

Nagela: (surpresa, chateada) Do que você me chamou?

 

Eugênio: Não lembra de mim?

 

Nagela: (chateada) Claro, você é o pai do Ricky.

 

Eugênio: Não, eu tô falando de…

 

Nagela: (interrompendo) Me desculpe, eu tenho que falar com os meninos.

 

(Nagela vai e Eugênio fica olhando ela parado)

 




CENA 8


(INT: Casa de Moana e família, todos chegam na mansão Bustamante e começam a falar do show)

 

 Moana: (feliz) Gente, eu amei o show.

 

Thales: Eu também Moana.

 

Moana: Foi maravilhoso, não foi?

 

Karla: Eu nem acredito que fiz um show para várias pessoas.

 

Nagela: Vocês arrasaram, estou muito feliz.

 

Dimmy: Eu não cantei, mas gostei.

 

Nagela: Mocinho, depois falo com você. Amanhã você venha aqui.

 

CENA 9


(INT: Pensão de Leonor, Dário está deitado em sua cama com o celular na mão)

 

Dário: Não é nada demais, mas espero que ao menos cause algum problema com os pais deles.

 

(Dário digita no celular)

 

CENA 10


(INT: Mansão de Moana e família, Nagela entra no seu quarto e vê várias tarântulas em sua cama, ela coloca as mãos na boca)

 

Nagela: (assustada) Não, eu não posso gritar!... Isso já tá virando brincadeira… (pensativa) Só pode ter alguém querendo me assustar… Eu tenho que tomar minhas providências.

 

CENA 11


(EXT: Thales e Karla vão de carro, no banco de trás)

 

Thales: Meu amor, você cantou muito bem no restaurante.

 

Karla: Você também cantou bem.

 

Thales: Que nada, eu fiquei um pouco nervoso. Acredita que fiquei mais nervoso que na Eliana. Também aquele restaurante me lembra aquele episódio.

 

Karla: É verdade, deve ser por isso.

 

Motorista: Chegamos.

 

(O carro estaciona e Thales e Karla descem do veículo, ele abre a porta para ela)

 

(Thales e Karla se beijam apaixonadamente quando Jair chega)

 

Jair: Lindo o casalzinho de pombinhos.

 

(Thales e Karla se assustam)

 

CENA 12


(INT: Natany pula o muro de uma casa, ela chega no jardim da casa e vai em direção a porta quando alguém atinge sua cabeça e ela cai desmaiada)

Fim do Capítulo



Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.