Type Here to Get Search Results !

Marcadores

REBELDE PARA SEMPRE - Capítulo 25

 


 

Web novela de: EZEL LEMOS



CAPÍTULO 25 (ÚLTIMAS SEMANAS)


NO CAPÍTULO ANTERIOR:

Ruy ameaça Salete;

Ricky acorda Dimmy e o ajuda a tomar banho, Dário sai escondido do quarto;

Nagela fica aflita por Dimmy e Ricky não chegar no restaurante;

A banda se apresenta no restaurante;

Dário diz a Leonor que passou o dia com Dimmy e Leonor não gosta;

Natany segue Ruy;

Enquanto Moana canta, Thales e o irmão estranha Salete não ter ido, Karla encontra a irmã e a mãe, e Eugênio aborda Nagela mas ela foge dele;

Dário publica foto de Dimmy e Ricky na rede;

Nagela encontra várias tarântulas em sua cama e desconfia que alguém esteja por trás;

Thales chegam na pensão e Jair está a espera deles no lado de fora;

Natany é atingida por alguém na cabeça;

 

VEJA AGORA O CAPÍTULO DE HOJE:

 

CENA 1


(EXT: Em frente a pensão de Leonor, estão de pé Karla e Thales de frente para Alcides)

 

Karla: Eu não sei o que o senhor quer, não temos nada pra falar.

 

Jair: (sério) Engano seu… (fica triste) Eu queria pedir desculpas pelo que eu fiz, quando soube que você estava grávida.

 

Karla: (confusa) Eu tô ouvindo isso?

 

Jair: (triste) Não zombe de mim.

 

Karla: Eu não tô zombando... O que quer?... Que eu corra e te abrace?

 

Jair: (triste) Eu sei que eu fiz coisas horríveis. Mas eu não quero mais fazer ninguém sofrer.

 

(Jair vai embora triste andando devagar)

 

Thales: (em dúvida) Será que ele tá fingindo?

 

Karla: Você ainda tem dúvidas? Ele pensa que me engana.

 

(Close em Karla chateada, olhando Jair ir embora)

 

CENA 2


(INT: Casa dos pais de Ricky, Suzana está usando o notebook, na mesa)

 

Suzana: Tenho que ver quanto a gente tem no total.

 

(Raelyn chega até ela com celular na mão)

 

Raelyn: Mãe, você já viu?

 

(Raelyn vira o celular mostrando a foto de Dimmy e Ricky se beijando)

 

Suzana: (grita) Ahhhhhhhhhhh!

 

Raelyn: (preocupada) Mãe!

 

(Suzana começa chorar)

 

Suzana: (aos prantos) Não, não, não… meu filho é gay.

 

(Raelyn começa a rir e rir sem parar)

 

CENA 3


(INT: Delegacia, Nagela chega na sala de Raildo, ele está colocando o colete e não gosta de vê a namorada)

 

Raildo: (sério) Meu amor, agora não, eu tenho uma operação agora pra ir.

 

Nagela: Nossa bem, precisa falar assim.

 

Raildo: Desculpa, é que estamos estressados aqui. Muita cobrança em cima da gente.

 

Nagela: Eu entendo. Mas não age mais assim comigo.

 

(Eles se beijam rapidamente)

 

Nagela: Eu vim aqui, porque eu quero que você investigue quem tá me assustando.

 

Raildo: Que história é essa? Estão assustando você?

 

Nagela: Sim, outro dia fizeram uma frase ameaçadora, com batom no espelho.

 

Raildo: Só isso?

 

Nagela: Não, colocaram tarântulas na minha cama ontem. Eram várias, eu fiquei horrorizada.

 

Raildo: Não é coisa de sua filha revoltada? A Natany?... Ou alguma empregada?

 

Nagela: Não, não tem nada haver elas fazerem isso. Ultimamente a Natany está tranquila até, e as empregadas não se atreveriam a tanto.

 

CENA 4


(INT: Mansão de Moana e família, Salete está na cozinha mexendo panelas com duas empregadas)

 

Salete: (preocupada) Estranho, ela não acordou gritando ainda.

 

Empregada: Você falou o quê?

 

Salete: Nada. Esquece.

 

Empregada: Dona Nagela saiu cedinho, deve ter dado formiga na cama.

 

(Salete deixa tampa da panela cair da mão)

 

Empregada: Mulher, toma mais cuidado.

 

(Thales chega na cozinha e fica feliz em vê a mãe)

 

Thales: Mãe! Mãe! Que bom que você tá bem.

 

(Thales abraça Salete)

 

Salete: Filho, isso é porque não fui no show ontem?

 

Thales: Sim, mãe. Fiquei muito preocupado. Eu bati no seu quarto ontem à noite, mas estava fechado.

 

Salete: Eu fiquei com muita dor de cabeça e não quis ir.

 

Thales: Ô mãe, porque não falou?

 

Salete: Eu não quis incomodar meu amor.

 

(Orlando chega na cozinha)

 

Orlando: Bom dia, gente boa!

 

Thales: Bom dia, seu Orlando.

 

Orlando: Thales! Eu nem pude ir ao show ontem, me deu uma dor de cabeça, daquelas.

 

(Close em Thales pensativo)

 

Thales: (em pensamento) Estranho, os dois falaram a mesma coisa. Será que a mãe tem um rolo com ele?

 

 



CENA 5


(INT: Porão um pouco escuro, Moana está dormindo no chão, alguns segundos depois ela acorda)

 

Natany: (assustada) Onde eu tô?... Que lugar é esse? …Socorro! Socorro!

 

CENA 6


(INT: Moana acorda, toma banho no chuveiro, volta de roupão do banheiro, Moana logo está vestida com um macacão bem curto e sensual, ela grava stories para o seguidores)

 

Moana: (gravando com o celular) Oi meus amores, acabei de acordar e agora vou tomar meu café da manhã. E vocês, como estão? Me falem aí na caixinha de perguntas.

 

(Moana olha o celular e logo a câmera mostra a foto de Dimmy e Ricky no Feed, em seguida a câmera foca na cara de decepção dela)

 

Moana: (grita) Ahhhhhhhhhhh!  Ahhhhhhhh! Dimmy, porque você fez isso?

 

(Moana vai jogar o celular na parede, mas para e desiste)

 

Moana: Eu te amo tanto Ricky, porque você fez isso? (Começa a chorar) Eu não mereço duas traições seguidas.

 

CENA 7


(INT: Restaurante, Natany está com uma mulher/Karen Junqueira, ambas em uma mesa conversando)

 

Nagela: Você não vai me negar esse favorzinho, não é mesmo?

 

Mulher: Você sabe que sempre pode contar comigo.

 

Nagela: Obrigada querida, eu vou te mandar um pix especial, quando ler a nota.

 

Mulher: Você é tão famosa, mesmo sem trabalhar na TV. Porque não usa seu nome para melhor promover essa banda?

 

Nagela: Não quero me comprometer, tenho responsabilidades com os patrocinadores que anuncio. Não posso me arriscar, eles são jovens, jovens se envolvem em muitos escândalos.

 

Mulher: Entendo.

 

CENA 8


(EXT: Nagela vai em direção ao seu carro e Eugênio a vê há alguns metros, ele corre até ela)

 

Eugênio: Ei! Ei!

 

(Nagela vira de frente para Eugênio e se surpreende ao vê-lo)

 

Eugênio: Até quando você vai fingir que não me conhece?

 

Nagela: (Incomodada) Seu Eugênio, eu não sei do que você está falando.

 

Eugênio: Ah não! Você quer esconder seu passado miserável, porque?

 

Nagela: Eu tenho que ir.

 

(Nagela abre o carro e vai entrando)

 

Eugênio: (sério) Eu sempre te amei, não sei porque você foi fazer aquilo comigo.

 

(Nagela olha triste para Eugênio, ela fecha o vidro do carro e sai no veículo. Eugênio fica parado de pé, enquanto Nagela vai no carro triste e começa a chorar)

 



CENA 9


(INT: Escola de música, Thales e Karla chegam no local)

 

Karla: Thales, o que você acha da Nagela?

 

Thales: Como assim?

 

Karla: O que acha dela?

 

Thales: O que você quer que eu fale, meu amor? Ela foi um anjo na vida da minha família… Olha o que tá fazendo por nós.

 

(Karla fica pensativa por alguns segundos)

 

Karla: É você tem razão. Ela é uma boa pessoa.

 

Thales: Porque essa dúvida?

 

Karla: Dona Leonor, lá da pensão. Ela dá a entender que a Nagela não é quem eu penso.

 

Thales: Aquela velha deve ser doida.

 

Karla: Thales! Não fala assim. Ela é muito gente boa, me deu abrigo mesmo sem eu ter dinheiro. E mesmo você tem que respeitar os idosos.

 

Thales: É sim, desculpa!... Mas é que não tem nada haver o que ela falou. Se ela sabe de alguma coisa, porque ela não diz?

 

Karla: Sim meu amor, é verdade.

 

(Thales e Karla se beijam)

 

CENA 10


(INT: Mansão de Moana e família, Salete entra desconfiada no quarto de Nagela e vai abrindo as gavetas de uma cômoda)

 

Salete: (nervosa) Meu Deus, o que tô fazendo!

 

(Salete abre o closet e abre as gavetas e olha dentro das bolsas, ela ouve um barulho de vozes e se esconde no closet e fecha ficando no escuro… Em segundos, Nagela entra chateada e joga bolsa na cama)

 

Nagela: (preocupada) Foram anos tentando fugir daquele passado horroroso!... De repente tudo volta à minha mente.

 

(Nagela tira os brincos e colar e os coloca na penteadeira)

 

Nagela: Eugênio Eugênio, você não sabe o que realmente aconteceu comigo… Eu também te amava muito.

 

(Salete se mexe no closet e Nagela estranha barulho)

 

CENA 11

(INT: Mansão de Moana e família, Ricky entra no quarto de Moana e ela está deitada chorando. Ela o vê entrar e se levanta… Ricky olha sério para ela em silêncio)

 

Moana: (com raiva) Porque?

 

(Close em Moana séria, close em Ricky sério)

 

CENA 12


(EXT: Rua, Dimmy vem de carro e estaciona, ele sai do veículo e vai andando em direção a um local, quando é abordado por Suzana)

 

Suzana: Ei você!

 

Dimmy: Quem é a senhora? Eu não a conheço.

 

Suzana: Eu sou a mãe do Ricky.

 

(Close em Dimmy sério)

 

Dimmy: Ah a senhora é mãe dele, eu nem tava lembrando da delegacia.

 

Suzana: (aumentando o tom) Você desgraçou meu filho!

 

Dimmy: (surpreso) Eu?

 

Suzana: (falando alto) Sim seu viado sem vergonha!

 

Dimmy: (chateado) A senhora não…

 

Suzana: (falando alto) Você é desgraçado! Meu filho é homem tá, você se afasta dele!

 

(Close em Dimmy assustado)


Fim do Capítulo



Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.