Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Além da mente - Episódio 05

 

 

No episódio anterior Cristina manda os meninos pra estudar fora sem ninguém saber.

Zoraide é pega pelo policial Corrupto.

Sara lamenta o sumiço de sua colega. Os anos se passaram e muitas coisas aconteceram.

Prof. Cristina caiu numa armadilha e foi levada para prisão secreta da instituição. Samantha

e Isadora estão sobre posse de um dossiê antigo e que tem muitas revelações. Júlia é a

cientista e é a nova membra da instituição.


No episódio de hoje Samantha e Isadora começam a ler o dossiê e ficam chocadas com

revelações escritas. Charles descobre sobre o dossiê e fica bravo com elas. Júlia começa a

trabalhar na instituição e a sua investigação ao mesmo tempo. Cristina e Zoraide tentam

sair e acabam passando pelo túnel onde está o laboratório de Júlia, e ela as vê. Cristiane

sai de férias e vai justamente pro mesmo hotel onde está os quatros meninos. Jorge sai a

noite escondido para procurar provas contra a instituição.

CENA 1

( Na sala, Júlia começa a arrumar sua mesa e sem querer encontra uma passagem

secreta)

Júlia: ( Sentada/ Manhã/)

- Nossa que sala medíocre que colocaram, mas vamos lá dar uma limpeza.

- Espera aí o que é isso!?

- Uma passagem secreta? Mais que ótimo, mas infelizmente não posso verificar se tem um

batalhão de vigias nas portas.

Mas é estranho ter uma passagem embaixo da mesa.


CORTA P/ CENA 2

( Na cela Cristina e Zoraide se preparam pra fugir)

Zoraide: ( Nervosa/ ansiosa )

- Cristina você tá pronta mesmo?

- Preciso sair daqui e me esconder e desmascarar esse bando de gentinha de péssimo

caráter.

Cristina: ( Se levanta/ reflete)

- Estou sim colega, e estou pronta pra lhe ajudar nisso tudo, eles estão enganando muita

gente.

CORTA P/ CENA 3

( A cena muda pra Nova York, e foca no quarto de Samantha e Isadora.)

Samantha: ( Chocada/ nervosa)

- Amiga que coisa horrível é essa!?


Isadora: ( Pasma/ Assustada)

- Meu Deus isso é pura maldade, coitada dessas crianças.

( Nesse momento Charles abre a porta de uma vez e as duas se assustam)

Isadora e Samantha: ( assustadas)

- Que susto!!

Charles: ( Sorrir/ entra)

- Calma meninas parece que viram um fantasma

- Espera aí o que você tá segurando aí Samantha?

Samantha: ( Nervosa)

- Só um livro, o que tem demais nisso?

Charles: ( Nervoso/ toma o dossiê)

- Eu sabia que vocês estavam me escondendo algo, porque não me disseram isso antes?

Isadora: ( Nervosa/ toma o dociê)

- A gente não queria que você soubesse disso.

- A gente vai te contar o que achamos nisso aqui

CORTA P/ CENA 4

( Chega a hora da fulga de Cristina e Zoraide)

Cristina: ( Abre os olhos/ levanta/ Noite)

- Zoraide, chegou a hora, você está pronta?

Zoraide: ( Acorda/ sorrir)

- Prontíssima

- Vamos!

( elas conseguem abrir o cadeado com um grampo e fogem)

( Minutos depois ela acham a passagem e chegam na sala)

Cristina: ( soada/ ansiosa)

- Zoraide, parecem que tem gente nessa sala

Zoraide: ( se assusta)

- E agora o que vamos fazer? Se voltarmos eles vão até matar nós

CORTA P/ CENA 5

( Júlia verifica se tem alguém na porta e a tranca e abre a porta da passagem)

Júlia: ( Ansiosa/ nervosa)


- Que mesa pesada, espero que esse lampião consiga permanecer aceso

( uns segundos e ela abre a passagem e encontra as duas mulheres)

- Que susto!

- Quem são vocês e porque estão aqui?


CORTA P/ CENA 6

( No quarto Samantha explica tudo a Charles e Carlos)

Samantha: ( Exausta/ chora)

- E foi isso que tinha nesse dossiê.

Charles: ( Pasmo/ revoltado)

- Isso é terrível, esses caras são uns monstros.

Precisamos voltar pro Brasil e averiguar isso a fundo.

Isadora: ( Nervosa)

- Mas temos que fazer isso sem levantar suspeita e com muita cautela.

Carlos: ( Preocupado)

- E quanto à nossa formatura no final do ano?

Charles: ( Preocupado/ triste)

- Vamos ter que esperar.

- Agora vamos lá fora respirar um pouco e ver as estrelas.

CORTA P/ CENA 7

( No túnel Cristina explica tudo a Júlia, que a resolve a ajudá-las)

- Cristina: ( Triste/ assustada)

- E foi isso que aconteceu moça

Júlia: ( Pasma/ chateada)

- Meu Deus que absurdo, mais preciso que vocês guardem segredo eu vou ajudar vocês a

saírem daqui e levá-las pro hotel onde estou, mas não podem falar nada.

Zoraide: ( Desconfiada/ com medo)

- Será que podemos confiar em você mesmo?

Júlia: ( Sorrir)

- Pode sim, eles fizeram mal a alguém que amo muito e isso não ficará impune

- Vamos, rápido por aqui

CORTA P/ CENA 8


( Carlos e Charles dão de cara com Cristiane que não os conhecem)

Charles: ( Se espanta/ e fica nervoso)

- Carlos você sabe quem é essa maldita?

Carlos: ( nervoso)

- E como, mais porque ela tá aqui?

Charles: ( Se esconde/ e observa)

- Não sei, mais precinto que não é uma simples hospedagem, e tudo indica que ela pode

estar por trás daquele dossiê.

CORTA P/ CENA 9

( Jorge Volta pra casa desapontado e teme pelas crianças que estão presas)

Jorge: ( Entra na pensão devagar/ se deita e reflete)

- Meu Deus isso é muito desumano, e pobre daquelas crianças que estão trabalhando

forçado

- Meu Deus ajude-as

CORTA P/ CENA 10

( Júlia,Cristina, e Zoraide chegam ao apartamento)

Júlia: ( Apressada/ nervosa)

- vocês estão seguras aqui viu, e pode confiar que estou do lado de vocês.

Cristina: ( Espantada/ pensativa)

- Só não entendi uma coisa, porque você odeia tanto eles?

Júlia: ( Em pé/ parada)

- Eles tiraram a família do meu irmão, e ele ficou desgarrado na rua como mendigo e vim

pra cá a procura dele e derrubar esses malditos.

Mas eles pensam que estou do lado deles, e tem que pensar assim se não tudo vai por

água abaixo. Vocês de maneira nenhuma pode sair daqui na minha ausência. Vamos

dormir, tivemos um dia cheio e amanhã também.

( Um túnel é erguido e amanhece o dia)

( A cena começa no apartamento de Júlia)

CORTA P/ CENA 11

( Zoraide intercede a Júlia que envie uma carta para Sara para avisar que ela está

viva)

Zoraide: ( Sentada/ refletindo)


- Júlia, você pode enviar uma carta para o escritório de assistência social, preciso que Sara

saiba que estou viva.

Júlia: ( Preocupada)

- Isso é meio perigoso, mas pela sua cara você tá preocupada com ela não é?

Zoraide: ( Sorriso triste/ se levanta)

- Sim, gosto muito dela e imagino o quanto ela sofreu ao imaginar minha morte. Obrigada

por ajudar a gente e pode contar conosco pra derrubar essa falsa instituição.

CORTA P/ CENA 12

( Charles Conta o que viram na noite anterior para as meninas)

Charles: ( No corredor/ faculdade/ manhã)

- Meninas você não sabem quem a gente viu ontem na portaria do apartamento

Isadora: ( Curiosa/ parada)

- Desembucha logo

Samantha: ( Curiosa/ desconfiada)

- Não me diga que foi a tal Cristiane?

Carlos: ( Assustado)

- Como você sabe sobre isso?

Samantha: ( sorrir)

- Eu a vi quando vocês saíram pela janela

- Agora temos que ter muito cuidado e jamais revelar nosso nome se caso tivermos contato

com ela.

Charles: ( Apressado)

- Discutiremos isso depois, no almoço.


CORTA P/ CENA 13

( No escritório Sara recebe a carta e chora)

Sara: ( Feliz/ emocionada)

- Meu Deus, minha amiga está viva, mas será porque ela me pede segredo sobre sua

existência?

O importante é que ela está viva.

CORTA P/ CENA 14

( Jorge vai fazer uma entrega no mesmo prédio onde sua irmã está)


Jorge: ( Tranquilo/ feliz)

- Que bom que minha entrega está indo de vento em polpa Graças a Deus.

( De longe ele vê o Dr. Robert e fica assutado)

- Meus Deus esse maldito andando só na rua, ele deve tá procurando alguma coisa.

Preciso ficar aqui até ele se for, se não ele pode me reconhecer.

CORTA P/ CENA 15

( Júlio Chega no escritório e toma a carta de Sara e sabe que Zoraide se comunicou.)

Júlio: ( Abre a porta/ toma o papel / e ameaça)

- Então ela tá solta não é?

Sara: ( Com medo/ assustada)

- Você não pode entrar desse jeito.

Júlio: ( Bravo/ Sorriso sarcástico)

- Posso, e se você contar pra alguém que eu falei isso você tá morta, e mais, tudo está

prestes a mudar.

( a cena fixa no rosto e um túnel do tempo absorve a imagem)


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.