Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Porto da Solidão - Capítulo 02

 




Participações especiais de Elisa Lucinda como Laura Silveira Santos,Thiago Martins como Marinheiro Xavier e Levi Asaf como Camilo Pontes na 1° fase.


Cena 01-(Casa de Lincoln/Varanda/Externo/Tarde)


Trilha Sonora:(Swing e Simpatia - Encaixe Perfeito)




A câmera mostra as pessoas sambando e conversando ao mesmo tempo e foca em Júlio sentado na cadeira observando ao seu redor.


Letícia(dúvida): Por que está olhando toda hora ao seu redor?


Júlio(sério): Tô só vendo se não tem nenhuma aranha nesse local…


Letícia(séria): Shiu… Cala a boca e fique quieto… Cadê a educação que eu te dei,menino?


A câmera vai se deslocando parando em Lincoln e Elivelton observando Arthur conversando com Rafael.


Elivelton(dúvida): Não seria melhor você falar com seu pai?


Lincoln(dúvida): O que,Elivelton?


Elivelton(sussurrando): Que você não é mais marinheiro… É melhor contar agora do que continuar mentindo…


Lincoln(ansioso): Não sei se tenho coragem de falar isso pra painho…


Elivelton ri.


Elivelton(rindo): Se preocupa,não… Seu pai vai entender…


Lincoln respira fundo e vai em direção a Arthur e Rafael.


Rafael(dúvida): Quanto tempo seu filho tá na marinha?


(Rafael Coqueiro: Guilherme Silva)


Arthur(sério): Desde dos 18 anos,Rafael… E mandei ele ir pra não virar esses maconheiros que temos nos dias de hoje…


Lincoln(sério): Desculpe interromper a conversa de vocês dois… Mas,painho… Preciso falar com você que…


Arthur(confuso): O que,Lincoln? Não dá pra te ouvir com esse som alto…


Lincoln(sério): Que eu saí de marinha…


Arthur(dúvida): Que você o que?


Lincoln(sério): Que não sou mais marinheiro…


Arthur(gritando): Fala mais alto,peste…


O som desliga.


Lincoln(gritando): Que eu larguei a marinha,painho!


Todos se surpreendem.


Cláudia(surpresa): Como assim,filho?


Lincoln(sério): Eu decidi largar a marinha,pai…


A câmera mostra Arthur em silêncio com a mão na cabeça e Lincoln se aproxima dele.


Lincoln(sério): Espero que o senhor não fique…


Arthur dá um tapa na cara dele na frente de todos.


Júlio(sorridente): Eu sabia que esse homem era frouxo mesmo… Largou a marinha e ainda tomou um tapa do pai de presente.


Letícia(repreendendo): Cala a boca,Júlio…


A câmera corta para Cláudia indo em direção a Arthur. 


Cláudia(surpresa): Você está louco,Arthur?


Arthur ri.


Arthur(gritando): Louco é esse irresponsável que largou a marinha pra virar um vagabundo!


Lincoln(sério): Não me chame de vagabundo…


Arthur(gritando): Vagabundo,sim! Não esperava que você ia me decepcionar,Lincoln…


A câmera corta para Lincoln chorando.


Lincoln(chorando): Mas,painho…


Arthur o interrompe.


Arthur(gritando): Mas,nada! Eu tenho vergonha de ser seu pai!


Cláudia vai em direção a Arthur e dá um tapa na cara dele e a câmera desloca mostrando Gabriela surpresa com a situação toda.


Cláudia(gritando): Você deveria ter vergonha de falar isso,homem! Tá achando que está falando com seus amigos,é?


Arthur entra em casa em silêncio.


Cláudia(séria): Peço desculpas a todos que presenciaram essa cena horrorosa nessa tarde… Eu agradeço a presença de vocês,mas por força maior estou encerrando nossa festa por aqui… Eu agradeço a cada um por ter vindo…


A câmera mostra os convidados se levantando das cadeiras e saindo comentando o que acabou de acontecer.


Gabriela(muxoxo): Não é possível que esse bode velho acabou com a festa…


Elivelton(revoltado): Quem é ele pra chamar o Lincoln de vagabundo?


Juvenal(repreendendo): Ele é o pai dele,filho… Tem direito de se revoltar com o que ele fizer…


Gabriela(séria): Eu não sabia que pai tinha direito de humilhar filho por um motivo tão imbecil… E vamos embora logo que essa festa virou enterro.


Gabriela,Juvenal e Elivelton saíram da varanda e a câmera foca em Júlio rindo baixo.


Letícia(dúvida): Por que você está rindo,Júlio?


Júlio(rindo): Desculpa,mainha… Mas,eu amei esse barraco…


Letícia dá um beliscão no braço dele.


Júlio(reclamando): Aí,mainha… Doeu,viu?


Letícia(séria): É pra doer mesmo!


A câmera mostra Lincoln saindo da varanda e Júlio se levantando da cadeira.


Júlio(dúvida): Posso sair um pouco na rua pra respirar?


Letícia(séria): Pode sim,mas não demore que vamos embora daqui a pouquinho…


A câmera corta para Júlio seguindo o Lincoln na rua.


Corte para a


Cena 02-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Tarde)


A câmera mostra Lincoln andando triste pela rua e Júlio se aproximando dele.


Júlio(dúvida): Você está bem,Lincoln?


Lincoln para de andar e vê Júlio atrás dele.


Lincoln(sério): O que está fazendo aqui,Júlio?


Júlio ri.


Júlio(debochado): Ué… Não posso te consolar depois desse barraco lindo que todos nós presenciamos nesta tarde?


Lincoln(sério): Prefiro ser consolado pelo diabo do que por você…


Júlio(irônico): Oxe,Lincoln… Você não é o marinheiro dessa cidade? … Opa,ex-marinheiro…


Começou a tocar trilha instrumental de tensão.




A câmera dá um zoom no rosto do Lincoln e depois se afasta mostrando as pessoas na rua parando pra ver a discussão.


Lincoln(sério): Pode me deixar em paz,por favor?


Júlio ri.


Júlio(debochado): Tá irritadinho,seu marinheiro?


Lincoln e Júlio ficam frente a frente.


Lincoln(sério): Cala a merda de sua boca e vai embora antes que eu…


Júlio o interrompe.


Júlio(ameaçando): Vai fazer o que comigo,seu covarde? Além de ser um ex-marinheiro,se tornou a mais nova ovelha negra desta cidade!


Lincoln dá um soco no rosto de Júlio e a câmera mostra Letícia ao fundo entrando correndo na casa de Lincoln. 


Letícia(preocupada): Essa não… 


A trilha instrumental continua tocando até a cena 04.


Corte para a


Cena 03-(Casa de Lincoln/Varanda/Externo/Tarde)


A câmera mostra Letícia indo em direção a porta batendo sem parar.


Letícia(preocupada): Cláudia… Cláudia… Cláudia!


Cláudia abriu a porta.


Cláudia(dúvida): O que tá acontecendo?


Letícia(preocupada): Corre,amiga… Que seu filho está discutindo na rua com o Júlio…


Cláudia(apressada): Vamos logo,amiga… Que esses dois vão se matar se ninguém impedir…


Letícia e Cláudia correm em direção à rua.


Corte para a


Cena 04-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Tarde)


A câmera mostra Lincoln e Júlio em pé se encarando.


Júlio(ameaçando): Como ousa bater em Júlio Pereira Costa?


Lincoln ri alto.


Lincoln(gritando): Vai fazer o que? Chorar pro papai igual um bebê chorão?


Júlio(ameaçando): Olha… Você não sabe o que meu pai é capaz de fazer com você,seu vagabundo… Esqueceu que ele é prefeito dessa cidade?


Lincoln(debochado): A-ha… Claro que todos nós sabemos o que seu pai é capaz de fazer,não é? Roubando o dinheiro do povo e colocando no bolso dele…


Júlio(irritado): Tá chamando meu pai de corrupto?


Lincoln(gritando): Corrupto é pouco… Canalha,maldito,desgraçado,ladrão!


Júlio(gritando): Quem é você pra falar assim de painho? Um jovem que tem ideias comunistas e defende as minorias?


Júlio fica na frente dele.


Júlio(sério): A cidade toda tinha orgulho do marinheiro Lincoln… Mas,você sabe o que é? Um criolo disfarçado de gente…


Lincoln(gritando): Cala boca,seu merda!


Lincoln dá um soco na cara de Júlio e todos ficam surpresos.


Rafael(surpreso): Gente…


A câmera mostra Júlio levantando seu rosto.


Júlio(gritando): Agora você vai pagar caro,seu desgraçado!


Os dois entram em luta corporal e a câmera corta para Cláudia e Letícia tentando separar os dois.


Cláudia(preocupada): Para,Lincoln!


Letícia(gritando): Para,Júlio!


As duas conseguem separar a briga.


Cláudia(dúvida): Que bicho mordeu vocês dois?


Letícia(revoltada): Vocês têm vergonha na cara,não? Dois homens brigando no meio da rua…


A câmera mostra Letícia segurando Júlio que está exaltado.


Júlio(gritando): Esse crioulo desgraçado xingou meu pai de corrupto…


A câmera corta para Cláudia segurando seu filho que está exaltado.


Lincoln(gritando): E esse me chamou de vagabundo!


Letícia(gritando): Chega! Os dois agora… Vamos pra casa,Júlio!


Júlio(desentendido): Mas,mainha…


Letícia pega Júlio pela orelha.


Letícia(revoltada): Mas,nada… Vamos agora pra casa que precisamos conversar…


Júlio e Letícia foram andando pela rua e a câmera se afasta mostrando o plano geral da rua.


Júlio(reclamando): Aí,aí,aí…


A câmera mostra as pessoas saindo da rua e foca em Lincoln e sua mãe sozinhos.


Começou a tocar Alejandro Sanz - Regalame La Silla Donde Te Espere.




Lincoln(sério): Ô,mainha…


Cláudia(sorridente): Fala,meu filho…


Lincoln(dúvida): Posso ir pras dunas de areia?


Cláudia(séria): Pode sim,mas não chegue tarde…


Cláudia dá um beijo na testa do Lincoln e a câmera dá um zoom no rosto do Lincoln.


A tela escureceu. 


A câmera vai se afastando mostrando o Lincoln andando pela rua principal que se encontra vazia só com alguns carros estacionados no meio fio.


A música continuou tocando até o início da cena 09.


Corte para a


Cena 05-(Praia da Solidão/Externo/Tarde)


A câmera mostra a faixa de areia com poucas pessoas e o sol se pondo no horizonte.


Corte para a


Cena 06-(Dunas de Areia/Visão Aérea/Externo/Tarde)


A câmera mostra dunas com areia branca e é possível ver o sol se pondo no horizonte e Lincoln em pé na areia.


Corte para a


Cena 07-(Dunas de Areia/Externo/Tarde)


A câmera mostra Lincoln se sentando na areia observando a paisagem e ao fundo o som do vento forte.


Flashback 1:(Porto da Solidão/Doca 6/Externo/Tarde)


A câmera mostra Lincoln saindo do navio carregando duas malas e corta para Cláudia que sorri.


Cláudia(sorridente): Filho…


Lincoln(sorridente): Mainha!


Cláudia corre em direção dele e abraça ele.


Cláudia(emocionada): Meu filho… Que saudades de você…


A câmera corta para ele chorando emocionado focando no rosto dele.


Fim do Flashback.


A câmera mostra Lincoln enxugando as lágrimas.


Flashback 2:(Casa de Lincoln/Varanda/Externo/Tarde)


Lincoln(sério): Eu decidi largar a marinha,pai…


A câmera mostra Arthur em silêncio com a mão na cabeça e Lincoln se aproxima dele.


Lincoln(sério): Espero que o senhor não fique…


Arthur dá um tapa na cara dele na frente de todos.


A câmera corta para Cláudia indo em direção a Arthur. 


Cláudia(surpresa): Você está louco,Arthur?


Arthur ri.


Arthur(gritando): Louco é esse irresponsável que largou a marinha pra virar um vagabundo!


Lincoln(sério): Não me chame de vagabundo…


Arthur(gritando): Vagabundo,sim! Não esperava que você ia me decepcionar,Lincoln…


Lincoln(chorando): Mas,painho…


Arthur o interrompe.


Arthur(gritando): Mas,nada! Eu tenho vergonha de ser seu pai!


Fim do Flashback. 


A câmera mostra Lincoln chorando sem parar olhando pro horizonte.


Lincoln(chorando): Por que eu sou uma vergonha pra painho?


A tela escureceu.


Corte para a


Cena 08-(Avenida Paralela/Externo/Noite)


A câmera mostra o trânsito intenso de carros e ônibus nos dois sentidos da avenida.


Corte para a


Cena 09-(Casa de Vinícius/Quarto de Queiroz/Interno/Noite)


A câmera mostra Heloísa terminando de arrumar sua bolsa e alguém bate na porta.


Heloísa(séria): Pode entrar…


Queiroz entra no quarto e se senta na cama.


Queiroz(curioso): Tá fazendo o que,meu amor?


Heloísa(séria): Arrumando minha bolsa pra amanhã…


Queiroz(dúvida): Oxe… O que vai acontecer amanhã? Uma festa?


Heloísa ri.


Heloísa(rindo): Não,amor… Apesar que,não seria um má ideia…


Heloísa se levanta da cama e Queiroz também.


Heloísa(séria): A partir de amanhã,vou começar a trabalhar no ateliê…


Queiroz(surpreso): Como assim,amor?


Heloísa(sorridente): É isso mesmo… Enquanto você vai atrás de outro trabalho,eu tomo as rédeas da casa… E vou juntar dinheiro pra pagar o aluguel da casa.


Queiroz e Heloísa se levantam ao mesmo tempo.


Heloísa(dúvida): O que achou dessa notícia?


Queiroz(sorridente): Eu tô orgulhoso de você,meu amor!


Começou a tocar Luiz Gonzaga- O Xote das Meninas.




A câmera mostra os dois se abraçando e eufóricos.


Queiroz(sorridente): Que nossa vida daqui pra frente seja melhor…


Heloísa(esperançosa): Assim seja,meu amor… Que assim seja.


Vinícius entra no quarto sem entender o motivo dos gritos.


Vinícius(surpreso): Posso saber qual é o motivo dessa festa?


Queiroz vai em direção a Vinícius.


Queiroz(sorridente): Sua mãe conseguiu um emprego,filho…


Vinícius vai em direção a sua mãe e a abraça.


Vinícius(sorridente): Parabéns,mainha… Tenho orgulho de ser seu filho…


A câmera mostra os três se abraçando sorridentes.


Heloísa(sorridente): Vocês são as coisas mais importantes da minha vida…


A música continuou tocando até o início da cena 11.


Corte para a


Cena 10-(Igreja/Interno/Noite)


A câmera mostra a movimentação de pessoas conversando e saindo da igreja e foca em Janete e Mercedes com bolsas na mão conversando em pé e Fernando se aproximando delas.


Janete(sorridente): Como vai,Fernando?


(Janete Castro: Lília Cabral)


Fernando(sorridente): Tô bem Janete… Indo pra igreja louvar e agradecer ao senhor…


Janete ri.


Janete(sorridente): E você tá certo,irmão… Que o mundo hoje está perdido… A juventude se perdendo nas tentações.


Mercedes(dúvida): Como está a Kelly,Fernando?


Fernando(sério): Tá em casa dormindo depois dessa festa hoje… Aliás,que barraco foi esse que aconteceu na casa de Cláudia?


Janete(séria): Pelo que eu sei… Foi o Lincoln falando ao seu pai que ia sair da marinha e a reação dele foi muito surpreendente.


Mercedes(séria): Muito equivocada… Não vejo problema uma pessoa deixar as forças armadas para ajudar a sua família.


Fernando ri.


Fernando(rindo): Ajudar aonde,dona Mercedes? Ele fazendo isso só provou que a mãe dele não sabe educar seguindo as leis de Deus.


Janete(séria): Sei não,Fernando… Não duvido nada que daqui a pouco vai falar que é bicha…


Mercedes(repreendendo): Se eu fosse você,eu pensava mil vezes antes de falar mal do Lincoln…


Janete e Fernando riram alto.


Janete(rindo): Oxente,mulher… Tá com medo de queimar no fogo do inferno?


Mercedes(séria): Olha… Quem avisa amigo é,viu…


Fernando ri.


Fernando(rindo): É sério que a senhora tem medo de tomar bronca do padre Paulo que passa a mão na cabeça desse libertino?


A câmera mostra Padre Paulo se aproximando em silêncio atrás deles e Janete se assusta ao vê-lo.


Janete(preocupada): Ô,Fernando…


Fernando(irritado): Não me interrompa,Janete… O Lincoln é um vagabundo,comunista de merda que gosta de ir contra os princípios de Deus! Ele e aquela família vão queimar no fogo do inferno…


Padre Paulo(surpreso): Que bonito,não?


Fernando se assusta ao vê-lo.


Fernando(surpreso): Me desculpa,Padre… A gente só estava…


Padre Paulo(irritado): Falando mal dos outros dentro da casa do senhor?!


Fernando(sério): Não,padre… Jamais íamos desrespeitar a casa dele.


Janete(séria): Só estávamos conversando sobre o que aconteceu hoje no almoço do Lincoln…


A câmera foca em Mercedes sorrindo e deslocando pro padre Paulo.


Padre Paulo(irritado): Escutem aqui dona Janete e senhor Fernando… Eu não admito fofocas aqui,entenderam?


Janete e Fernando abaixam suas cabeças em silêncio e fazem o sinal de sim.


Padre Paulo(sério): Muito bem… Eu já falei que não devemos julgar o próximo. Quando você aponta um dedo,volta três ou quatros te condenando…


Mercedes(sorridente): Então… Abença senhor padre.


Mercedes dá a mão direita pro Padre e ele a beija.


Padre Paulo(sorridente): Deus lhe abençoe e tenha uma ótima noite,minha filha…


Mercedes(satisfeita): Muito obrigada,Padre… Até amanhã.


Mercedes sai da igreja e a câmera vai deslocando em direção a Fernando e Janete saindo logo em seguida e foca no Padre Paulo observando os dois.


Padre Paulo(sério): Aí,aí… Até quando esses dois vão entender que se meter na vida alheia é perda de tempo?


Padre Paulo levanta as mãos pro alto e faz o sinal da cruz e fecha as portas da igreja.


Corte para a


Cena 11-(Mansão Pereira/Quarto de Júlio/Interno/Noite)


A câmera vai se descolando mostrando o quarto de Júlio com as paredes azuis e fotos dele com artistas famosos até parar nele sentado na cama comendo pipoca vendo o filme Harry Potter e a Câmara Secreta.


Júlio(impressionado): Nunca imaginei que esse filme era tão bom… Ainda bem que comprei o DVD pra não ir ao cinema me encostando nas cadeiras imundas. Pelo menos,lá tem cinema ao contrário deste fim de mundo.


Alguém bate na porta.


Júlio(sério): Quem é?


Letícia abre a porta.


Letícia(séria): Sou eu,filho… Podemos conversar agora?


Júlio bufa e se deita na cama.


Júlio(indisposto): Não pode ser amanhã,mainha?


Letícia(séria): Nada de amanhã,mocinho… Vamos conversar agora e sem enrolação.


Letícia entra no quarto e pausa o filme com o controle do DVD.


Júlio(indignado): Para de estragar minha noite,mãe!


Júlio se levanta da cama.


Letícia(séria): Júlio Pereira Costa! Fale direto comigo,que o senhor não tá falando com seus amiguinhos…


Júlio(sério): Certo,mãe… Fala logo o que a senhora quer…


Letícia(indignada): Por que você foi provocar o Lincoln no meio da rua?


Começou a tocar Britney Spears- Toxic.



Júlio bufa de raiva.


Júlio(indignado): A senhora prefere acreditar num pobre marinheiro do que no seu filho?


Letícia(irritada): Deixe de drama,Júlio! Eu não sou tão burra como acha que é… 


Júlio(revoltado): Mãe… A senhora acha que eu seria capaz de provocar aquele neguinho descarado?


Letícia fica na frente de seu filho. 


Letícia(indignada): Cala a boca,Júlio! Você não me obrigue a…


Júlio ri alto e a câmera mostra Timóteo abrindo a porta e ouvindo a discussão. 


Júlio(gritando): A senhora acha que vou ser certinho,né? Que vou ser politicamente correto com gente miserável que nasceu pra ser humilhada!


Letícia(séria): Não fale mal dessa cidade que,aliás… Se não fosse os impostos que eles pagam! Você não teria essa vida boa que tem…


Júlio(gritando): Então… Se a senhora acha que tô errado… Adote o Lincoln como filho ao invés de mim!


Letícia dá um tapa na cara de Júlio e Timóteo entra indo em direção a seu filho. 


Timóteo(surpreso): Que isso,mulher? Cê tá maluca em bater no nosso filho?


Letícia(revoltada): Não venha defender as coisas erradas que ele faz,Timóteo!


Timóteo(indignado): Quem mandou levar ele pra esse almoço foi você!


Letícia ri.


Letícia(séria): Não vem jogar a culpa pra mim,senhor Timóteo! Com licença…


Letícia e Timóteo saíram do quarto e a câmera vai se descolando até parar em Júlio pegando um abajur em cima do armário.


Júlio(enfurecido): VOCÊ ME PAGA,LINCOLN!


A câmera mostra Júlio arremessando o abajur com tanta força que acaba quebrando e caindo no chão.


A tela escureceu. 


A música continuou tocando até o início da cena 13.


Corte para a


Cena 12-(Comunidade/Ruas/Externo/Manhã)


Três semanas depois…


A câmera mostra motos e carros passando pelas ruas e os comércios abrindo e um ônibus com o letreiro Estação Lapa partindo do ponto de ônibus e corta para uma moto passando em frente a casa de Vinícius.


Corte para a


Cena 13-(Casa de Vinícius/Sala de Estar/Interno/Manhã)


A câmera mostra Vinícius,Heloísa tomando café na sala.


Vinícius(dúvida): Cadê painho,mainha?


Heloísa(séria): Sei não,filho… Ele foi tomar banho pra fazer alguma coisa na rua.


Vinícius come um pedaço de pão com mortadela e a câmera desloca se mostrando Queiroz arrumado com uma camisa branca e calça jeans.


Queiroz(sorridente): Cheguei,família… Bom dia!


Queiroz se aproxima da mesa e dá um beijo na testa de Heloísa e Vinícius.


Vinícius(impressionado): Uau… Aonde o senhor vai assim todo arrumado?


Heloísa(sorridente): O senhor tá bonito demais…


Queiroz ri.


Queiroz(sorridente): Obrigado pelos elogios… Mas,vou no banco pagar o aluguel da casa.


Heloísa(séria): Peraí… Deixa eu pegar o dinheiro.


Heloísa se levanta da cadeira e vai na bancada perto do sofá e pega o dinheiro enrolado em um papel branco e entrega para Queiroz.


Queiroz(sorridente): Obrigado,amor… Pelo menos,essa dor de cabeça vai acabar.


Heloísa(preocupada): Toma cuidado que na rua está cheio de ladrão…


Vinícius(sério): Pois é… Falta poucas semanas pro Carnaval e é o único dinheiro que temos…


Começou a tocar Ornella Vanoni - Non Mi Innamoro Più (I'll Never Fall in Love Again)




Queiroz(sorridente): Prometo tomar cuidado… Bom,vou logo pra não pegar fila…


Queiroz dá um selinho em Heloísa e um abraço em Vinícius.


Queiroz(sorridente): Tchau,meu filho…


Vinícius(sorridente): Tchau…


Queiroz sai de casa e a câmera vai descolando parando em Vinícius e Heloísa abraçados.


A música continuou tocando até a cena 14.


Corte para a


Cena 14-(Avenida Dorival Caymmi/Calçada/Externo/Manhã)


A câmera mostra vários carros e ônibus passando nos dois sentidos e corta para Queiroz saltando do ônibus.


Queiroz(sorridente): Obrigado,motor…


Fim da trilha sonora.


O ônibus parte do ponto e a câmera mostra Queiroz andando pela calçada tranquilamente.


Começou a tocar trilha instrumental de tensão.




A câmera mostra um homem alto com bermuda e camisa preta se aproximando dele perto de uma rua deserta.


Assaltante 1(sussurrando): Mãos pro alto…


Queiroz levanta as mãos bastante nervoso e a câmera mostra a arma apontada nas costas dele.


Assaltante 1(furioso): Passar tudo agora… Senão,te meto bala! Vamos,coroa?


A câmera vai se aproximando do Queiroz com as mãos pro alto tremendo.


Fim da trilha instrumental. 





Cena 15-(Avenida Dorival Caymmi/Calçada/Externo/Manhã)


A câmera mostra Queiroz com as mãos para o alto tenso e o assaltante com a arma apontada nas suas costas.


Assaltante 1(gritando): Passa a grana,coroa!


Começou a tocar trilha instrumental de tensão.




A câmera mostra Queiroz pegando a carteira em seu bolso entregando pro assaltante.


Queiroz(nervoso): Tá tudo aí…


Assaltante 1(alterado): Cala a boca! Agora,anda normalmente e se você gritar eu te meto bala!


Queiroz começou a andar devagar.


Assaltante 1(sério): Anda logo,seu velhote!


O Assaltante saiu correndo pela rua e a câmera mostra Queiroz andando pela rua bastante nervoso e um morador vai em direção dele.


Fim da trilha instrumental. 


Morador 1(preocupado): O senhor tá bem?


Queiroz(nervoso): Acabaram de me assaltar…


Morador 1(espantado): Minha Nossa Senhora… Levaram o que,moço?


Começou a tocar Gal Costa - Nossos Momentos.




A câmera dá um zoom no rosto de Queiroz que está chorando.


Queiroz(chorando): Levaram minha dignidade…


A câmera mostra o morador abraçando o Queiroz.


Morador 1(preocupado): Tenha calma que vai tudo se resolver,amigo…


A tela escureceu.


A câmera mostra Queiroz andando pela calçada da avenida que muitos carros e ônibus passam.


Queiroz(chorando): O que vou fazer,meu Deus? Só acontece desgraça comigo!


Queiroz se senta no meio fio e a câmera mostra um carro estacionado do lado dele.


Cebola(sorridente): Quer uma carona,senhor Queiroz?


(Cebola da Quebrada : MC Cabelinho)


Queiroz se assusta e levanta do meio fio.


Queiroz(surpreso): Cebola da Quebrada?


A câmera mostra Cebola no volante sorridente.


Cebola(dúvida): Quer uma carona pra comunidade?


A câmera foca em Queiroz em silêncio olhando para ele.


A música continuou tocando até o início da cena 18.


Corte para a


Cena 16-(BR 324/Externo/Manhã)


A câmera mostra muitos carros e caminhões passando pela rodovia e vai se descolando mostrando um caminhão entrando na cidade.


Corte para a


Cena 17-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Manhã)


A câmera mostra a movimentação de pessoas e carros pela rua e foca na varanda da casa de Gabriela.


Corte para a


Cena 18-(Casa de Elivelton/Sala de Estar/Interno/Manhã)


A câmera mostra Elivelton e Gabriela sentados no sofá vendo televisão.


Elivelton(dúvida): Ô,mainha?


Gabriela(sorridente): Fala,meu filho…


Elivelton(dúvida): Painho já foi trabalhar?


Gabriela(sorridente): Já tá nas docas trabalhando e falou que hoje vai chegar mais cedo…


Elivelton(desconfiado): Oxente… Mas,ele não chega aqui no fim da tarde?


Gabriela(séria): Verdade… Mas,hoje tem uma surpresa pra você.


Elivelton se levanta do sofá entusiasmado.


Começou a tocar Pedro Sampaio e Pabllo Vittar - Sal.




Elivelton(ansioso): Não me diga que é presente pro meu aniversário?


Gabriela ri.


Gabriela(rindo): Tenha calma,filho… Seu aniversário é só no começo do mês que vem.


Elivelton(sorridente): Isso eu sei… Mas,já quero uma festa de parar a cidade.


Gabriela se levanta do sofá e abraça Elivelton e a câmera foca neles.


Gabriela(sorridente): Tenha muita fé que seu desejo vai realizar…


A música continuou tocando até o início da cena 20.


Corte para a


Cena 19-(Porto da Solidão/Portaria/Externo/Manhã)


A câmera mostra um caminhão saindo das docas.


Corte para a


Cena 20-(Porto da Solidão/Docas/Escritório/Interno/Manhã)


A câmera mostra a movimentação intensa de funcionários pela janela do escritório.


Marcos(sorridente): Pelo que seu currículo… Você preenche todos os requisitos pra trabalhar aqui,senhor…


A câmera vai se descolando até parar em Marcos sentado na cadeira lendo o currículo de Antônio que também está sentado em frente à sua mesa.


Antônio(sorridente): Meu nome é Antônio Nunes da Fonseca… Mas,pode me chamar de só Antônio que já basta.


(Antônio Nunes da Fonseca : João Vitti)


Os dois se levantam e ficam frente a frente.


Marcos(sério): Bom,seu Antônio… O senhor sabe que trabalhar aqui nas docas exige não só a força física…


A câmera vai seguindo o Marcos andando pelo escritório. 


Marcos(sério): Exige muita dedicação,competência e amor pela profissão.


Antônio(sorridente): O senhor pode ter certeza que tenho todos esses requisitos.


Marcos cumprimenta Antônio. 


Marcos(sorridente): O senhor está contratado,Antônio…


Começou a tocar Arriba Saia - Libera o Toim.




Antônio(sorridente): Muito obrigado por essa oportunidade,senhor Marcos… Tenha certeza que não vou te decepcionar…


Marcos ri.


Marcos(sorridente): Pode já trabalhar a partir de amanhã… Aliás,vou chamar o Juvenal para te levar as docas conhecer seu novo local de trabalho…


A câmera mostra Marcos abrindo a porta do escritório.


Marcos(gritando): Ô,Juvenal!


Marcos olha para Antônio em pé.


Marcos(sério): Espera aí que ele já vem… Ô,Juvenal!


Juvenal entra no escritório de surpresa, assustando Marcos.


Juvenal(sorridente): Oi,Chefe… Cheguei!


Marcos(assustado): Ô,Juvenal… Quer me matar de coração?


Juvenal ri.


Juvenal(sorridente): Desculpa,chefe… O que você quer?


Marcos e Antônio se aproximaram de Juvenal.


Marcos(sorridente): Esse é o Antônio… Ele vai trabalhar com a gente,e quero que você o leve pra conhecer as docas…


Antônio(sorridente): É um prazer te conhecer,Juvenal…


Antônio e Juvenal se cumprimentam. 


Juvenal(sorridente): Vamos conhecer as docas,colega?


Antônio ri e abraça Juvenal.


Antônio(sorridente): Claro que sim… Até amanhã,Marcos…


Marcos(sorridente): Tchau,Antônio…


Antônio e Juvenal saíram do escritório e a câmera foi descolando até parar em Marcos se sentando na cadeira ligando o monitor de tubo do computador.


A música continuou tocando até o início da cena 24.


Corte para a


Cena 21-(Porto da Solidão/Docas/Externo/Manhã)


A câmera mostra Juvenal e Antônio andando pelas docas que estavam cheio de funcionários trabalhando.


Juvenal(sorridente): Nessa área,fazemos o conferimento das cargas que levamos aos navios…


A câmera mostra Oscar se aproximando deles.


Oscar(sorridente): Temos gente nova na equipe,Juvenal?


Juvenal(sorridente): Esse é o Antônio… Ele vai trabalhar com a gente,a partir de amanhã.


Oscar e Antônio se cumprimentam. 


Oscar(sorridente): É um prazer te conhecer,Antônio… Essa equipe vai ficar maior com você nos ajudando a coordenar esse Porto.


Todos riram.


Antônio(sorridente): Assim,espero…


Oscar(sorridente): Podem me dar licença,que preciso voltar a trabalhar… Mas,seja muito bem vindo Antônio.


Antônio(sorridente): Muito obrigado,Oscar…


Juvenal(dúvida): Vamos continuar o tour pelo porto?


Antônio(entusiasmado): É claro…


Os dois continuaram andando pelas docas e ao fundo a câmera mostra funcionários carregando caixas grandes para um navio que está atracado.


Corte para a


Cena 22-(Casa de Antônio/Sala de Estar/Interno/Manhã)


A câmera mostra Andréia arrumando a mesa com um bolo e balões pela sala.


Andréia(ansiosa): Espero que ela tenha conseguido emprego no Porto…


(Andréia Nunes da Fonseca : Karin Hills)


Andréia termina de arrumar a mesa e alguém toca à campainha.


Andréia(gritando): Já vou…


Andréia abre a porta e vê Antônio entrar em casa sem falar nada.


Andréia(ansiosa): E aí,amor? Conseguiu?


Antônio(comemorando): Consegui,sim!


Os dois se abraçam bastante felizes.


Andréia(sorridente): Parabéns,meu amor… Você merece ter esse emprego lá no Porto… Agora,vamos comemorar!


Andréia estoura o lança confeite e os dois começam a se beijar e deitam no sofá se beijando.


Corte para a


Cena 23-(Comunidade/Visão Aérea/Externo/Tarde)


A câmera sobrevoa a comunidade mostrando as casas e a vegetação local.


Corte para a


Cena 24-(Comunidade/Beco 13/Externo/Tarde)


A câmera mostra Queiroz e Cebola conversando em pé e ao fundo mostra pessoas passando pelo beco.


Cebola(dúvida): Tem certeza que quer fazer isso,Queiroz?


Queiroz(lamentando): Essa é a única alternativa que tenho,Cebola… Se eu não conseguir esse dinheiro em 24 horas,vamos ser despejado de nossa casa…


Começou a tocar a trilha instrumental tensão.



Cebola(sussurrando): Vou te levar pra falar com ele,mas vou logo avisando…


Os dois se aproximam. 


Cebola(sussurrando): Se você fizer crocodilagem com ele,colega…


Queiroz(preocupado): O que vai acontecer comigo?


Cebola(sério): Será fim da linha na sua vida…


Cebola passa o dedo na garganta e a câmera corta para Queiroz em silêncio demonstrando preocupação.


Queiroz(sério): Pode falar com o seu chefe que vou subir no morro…


Cebola pega o Walkie-talkie do seu bolso. 


Cebola(sério): Alô,Pimentel… Câmbio…


Cebola aperta o botão.


Pimentel(sério): Pimentel na escuta,Câmbio …


Cebola(sério): Fale por Ronaldo que o Queiroz está querendo trocar umas palavrinhas com ele,Câmbio …


Pimentel ficou um tempo em silêncio.


Queiroz(apressado): Cadê ele,Cebola?


Cebola(concentrado): Peraí…


Pimentel(sério): Podem subir que ele está aguardando vocês dois,Câmbio…


Cebola(sério): Já estamos subindo,Câmbio desligo…


Cebola guarda o walkie-talkie no bolso.


Cebola(apressado): Vamos logo que Ronaldo está te esperando…


A câmera mostra os dois subindo o beco em direção ao morro.


A trilha sonora continuou tocando até a cena seguinte.


Corte para a


Cena 25-(Morro da Babilônia/Escritório do tráfico/Interno/Tarde)


A câmera mostra Ronaldo fumando um cigarro e corta para Pimentel em pé com um fuzil em seu corpo e um homem se aproxima dele.


Pimentel(sério): Eles acabaram de chegar,chefe…


Ronaldo se levanta da cadeira.


Ronaldo(sério): Podem mandar entrar,Pimentel…


(Ronaldo Malvadão : Douglas Silva)


A câmera mostra Queiroz e Cebola adentrando o local.


Cebola(sério): Tá entregue em suas mãos,chefe…


Ronaldo(sério): Muito obrigado,Cebola… Você e o Pimentel podem nos dar licença pra eu conversar melhor com o senhor…


Queiroz(nervoso): Queiroz,Ronaldo…


Cebola e Pimentel saíram do escritório e Ronaldo pega outro cigarro e acende.


Ronaldo(sério): Muito bem,senhor Queiroz… Desembucha logo o que você quer.


A câmera mostra Queiroz em silêncio demonstrando nervosismo e corta para Ronaldo em silêncio.


Fim da trilha instrumental. 





Cena 26-(Morro da Babilônia/Escritório do tráfico/Interno/Tarde)


Ronaldo se levanta da cadeira em silêncio e vai andando pelo escritório.


Ronaldo(sério): Pode falar agora,Queiroz…


Queiroz(nervoso): Olha,seu Ronaldo… Eu queria pedir uma coisa…


Ronaldo dá um tapão em seu ombro.


Ronaldo(rindo): Tá com medo de mim,Queiroz?


Queiroz ri sem graça e Ronaldo se senta na cadeira.


Queiroz(nervoso): Não,Ronaldo… Na verdade,eu vim te pedir um empréstimo…


Ronaldo(surpreso): Como assim,Queiroz? Pensei que você tinha emprego…


Queiroz(sério): Eu tinha,mas a loja faliu  é tô no olho da rua…


Ronaldo(compreensivo): Sua situação deve tá feia ao ponto de vim pra cá pedir um empréstimo…


Queiroz faz o sinal de sim com a cabeça.


Ronaldo(sério): Quanto você quer,Queiroz?


Queiroz(sério): Vou querer uns 600 reais,Ronaldo…


Ronaldo começa a pensar e se levantar da cadeira e a câmera foca nele olhando pra janela bastante pensativo.


Ronaldo(pensativo): Pra que esse valor alto,Queiroz?


Queiroz(sério): É pra pagar o aluguel de casa,Ronaldo…


A câmera mostra Ronaldo abrindo o cofre.


Queiroz(sério): O senhor sabe que o aluguel está caro demais nesse início do ano… E preciso pagar pra minha família não ficar no olho da rua.


Ronaldo ri e pega 6 notas de 100 e fecha o cofre.


Ronaldo(sorridente): Eu sei dessas paradas toda que tá acontecendo,Queiroz… Tenho minhas fontes.


Começou a tocar a trilha instrumental tensão.




Ronaldo coloca as notas na mesa e Queiroz pega.


Ronaldo(sério): Tá aí seus 600 reais,senhor Queiroz…


Queiroz guarda o dinheiro no bolso e cumprimenta Ronaldo.


Queiroz(sério): Muito obrigado,Ronaldo… Você não sabe o quanto esse dinheiro vai me ajudar a resolver meus problemas…


Ronaldo(sério): Eu sei,Queiroz…


Queiroz(sorridente): Até a próxima…


Queiroz vira de costas para sair do escritório.


Ronaldo(gritando): Espera aí!


Queiroz se assusta e olha para ele.


Queiroz(assustado): O que foi,Ronaldo?


Ronaldo se aproxima dele.


Ronaldo(sério): Olha… Eu tô te emprestando esse dinheiro pra você pagar suas dívidas… E te dou um prazo de 24 horas pra me pagar os 600 reais de volta…


Queiroz engole seco.


Ronaldo(sério): Se não me pagar meu dinheiro de volta no prazo que eu te estipulei…


Ronaldo passa o dedo no pescoço e Queiroz se arrepia.


Ronaldo(sério): Esse será o fim de sua vida se não me pagar,Entendeu?!


Queiroz faz o sinal de sim em silêncio.


Queiroz(nervoso): Posso sair agora?


Ronaldo(sério): Claro que pode… E use esse dinheiro de maneira consciente…


Queiroz sai do escritório em silêncio e a câmera desloca mostrando Ronaldo rindo e fumando um cigarro.


A trilha sonora continua tocando até a cena seguinte.


Corte para a


Cena 27-(Comunidade/Beco 13/Externo/Tarde)


A câmera mostra Queiroz descendo o beco que tinha muitas motos e pessoas passando e foca nele olhando pro dinheiro.


Queiroz(sério): Eu pensei que nunca faria isso… Mas,foi por desespero.


Fim da trilha instrumental.


Queiroz guarda o dinheiro no bolso de sua calça.


Queiroz(preocupado): Nem minha esposa e meu filho devem descobrir que paguei o aluguel com dinheiro de traficante.


Queiroz respira fundo.


Começou a tocar Luiz Gonzaga - O Xote das Meninas.




A câmera mostra ele descendo a ladeira do beco e duas pessoas conversando sentados no meio fio.


A música continuou tocando até o início da cena 29.


Corte para a


Cena 28-(Porto da Solidão/Rua Principal/Visão Aérea/Externo/Tarde)


A câmera desloca mostrando a visão aérea da cidade.


Corte para a


Cena 29-(Estação Ferroviária/Plataforma 1/Interno/Tarde)


A câmera mostra uma aglomeração de pessoas na plataforma olhando para um palanque e foca em Lincoln e Elivelton chegando na estação.


Lincoln(curioso): O que tá acontecendo pra ter tanta gente aqui?


Elivelton(sério): Sei não,Lincoln… Oh,amigo… Pode me falar o que vai acontecer?


Morador 1 se aproxima dele. 


Morador 1(sorridente): Saiu que o prefeito vai entregar a reforma da estação…


Elivelton(confuso): Como assim,reforma?


Lincoln olha pra estação e vê ferragens e infiltrações no telhado. 


Lincoln(indignado): Como ele vai inaugurar a estação nesse estado que está?!


Elivelton(indignado): Não é possível que vocês acham que só pintar é suficiente?


Morador 1(sério): Oxe… Não fale mal do melhor prefeito que essa cidade teve…


Um carro buzina.


Morador 1(sorridente): Nosso prefeito chegou,gente!


A câmera mostra um carro chegando e todos na plataforma aplaudindo corta para Timóteo,Letícia e Júlio saindo do carro.


Timóteo(sorridente): Viu como eles me amam,amor?


Letícia(séria): Tô vendo sim… Um bando de puxa-saco sendo enganados.


Timóteo(sério): Deixe de ser estraga prazer… Vamos entregar essa reforma logo.


Júlio(apressado): Claro que sim… Esses pobres estão cansando minha beleza.


A câmera mostra que Timóteo vai andando entre as pessoas e acena para elas e ao fundo mostra Lincoln e Elivelton indignados.


Elivelton(indignado): Não adianta,Lincoln… Até quando as pessoas vão votar em político que não presta?


Lincoln(sério): Sinceramente,amigo… Não sei…


Lincoln olha pro teto bastante preocupado ao ver a ferrugem exposta nos pilares pintados de tinta branca.


Fim da trilha sonora.


A câmera mostra Timóteo subindo no palanque com sua família e fazendo o sinal para a música parar.


Timóteo(sorridente): Povo de Porto da Solidão… Boa tarde!


Todos aplaudem.


Timóteo(sorridente): Obrigado… Hoje,estamos todos presentes na entrega da reforma da estação Ferroviária que tem grande importância no nosso comércio e turismo…


Timóteo continuou o discurso e a câmera desloca-se para Cláudia e Gabriela chegando à estação e encontrando Lincoln e Elivelton.


Cláudia(séria): Filho…


Lincoln(sério): Oi,mainha… Tava me procurando?


Cláudia(séria): Tava sim,mas o que tá acontecendo aqui pra ter essa gente toda?


Gabriela(séria): Tá tendo alguma festa ou coisa parecida?


Elivelton(sério): É só o prefeito entregando a reforma de uma estação que só pintaram…


Gabriela(confusa): Oxente,filho… Como assim? 


Lincoln(sério): Isso que a senhora ouviu… O prefeito enganou as pessoas falando que reformou a estação de trem… Mas,na verdade, só pintou e a estação está em estado de conservação lamentável.


Gabriela olha a plataforma e vê ferragens nos pilares e o teto solto.


Gabriela(impressionada): Pois é… Essa estação não tem condição nenhuma de funcionamento… Mas,por que ele mesmo assim está fazendo essa festa?


Lincoln(sério): Sei lá… Deve ser pra alegrar seus eleitores que não são poucos…


Cláudia(séria): Pois é… A última eleição prova isso.


A câmera corta para Timóteo terminando de falar no palanque.


Timóteo(sorridente): Agora,chega de enrolação… E vamos entregar esse importante equipamento.


Todos aplaudem e Timóteo desce do palanque e vai em frente à plataforma que tinha uma fita vermelha.


Timóteo(sorridente): Pode trazer a tesoura,querida.


Letícia desce do palanque trazendo a tesoura sorridente e entrega a Timóteo.


Timóteo(sorridente): Muito obrigado…


Júlio desce do palanque e vai em direção a sua mãe e ao fundo Lincoln observa em silêncio.


Lincoln(pensamento): Esse daí deve tá incomodado vendo essa pataquada.


A câmera mostra Lobato se aproximando deles com uma câmera na mão.


Lobato(sorridente): Antes de cortarem a fita… Vocês podem tirar uma foto pra Gazeta da Solidão?


(Lobato Conceição : Érico Brás)


Timóteo(sorridente): Pode tirar sim,Lobato… Quero isso na primeira página do jornal de amanhã.


Timóteo,Letícia e Júlio pousaram e Lobato tirou a foto e o flash foi tão forte que Júlio se incomodou. 


Júlio(incomodado): Minha Nossa… O que você colocou aí?


Lobato(sorridente): Desculpe,seu Júlio… Foi a pólvora.


Timóteo(sorridente): E agora,cidadãos Porto Solideses… A estação de trem está oficialmente aberta.


Timóteo corta a faixa e todos aplaudem felizes.


Todos(sorridentes): Viva o prefeito!


A câmera corta para Lincoln olhando para todos aplaudindo bastante indignado.


Lincoln(indignado): Eu não tô aguentando… Vou lá acabar com essa palhaçada!


Lincoln vai correndo em direção ao prefeito.


Cláudia(preocupada): Filho,espere…


Lincoln chega na frente de todos.


Lincoln(gritando): Parou!


Todos olham pra ele bastante surpresos.


Júlio(dúvida): O que esse idiota tá fazendo?


Timóteo(incomodado): O que tá acontecendo com você,meu jovem?


Lincoln(gritando): Gente… Vocês não tão vendo que a estação está em péssimas condições!


Júlio ri e vai em direção dele.


Júlio(debochado): Olha quem tá aqui,gente… O ex-marinheiro Lincoln… Tá querendo fazer barraco,é?


Lincoln(sério): Meu papo não é com você,Júlio…


Timóteo(incomodado): Pode sair daqui,agora? Você está atrapalhando a inauguração da estação…


Lincoln ri.


Lincoln(rindo): Inauguração com a estação toda enferrujada com o telhado solto? Você só pode estar brincando com a nossa cara,senhor prefeito?


Timóteo(nervoso): Olhe… Pare de mentir pra população… Olhe como está a estação toda bonita com uma pintura nova.


Lincoln olha pra estrutura toda pintada escondendo a ferrugem e as rachaduras.


Lincoln(indignado): Tá achando que tinta esconde o descaso que o senhor deixou a estação? Pois,então… Prove que a estrutura está boa! Vá,Timóteo!


Júlio se aproxima de seu pai.


Júlio(sério): Não escute as lorotas desse mentiroso!


Timóteo(arrogante): Pois então… Vou provar que esse prédio está reformado e pronto para funcionar!


Timóteo se aproxima do pilar que sustenta o telhado que começa a balançar por conta dos murros que ela dava no pilar.


Timóteo(sério): Viu o que falei,meu povo? A estação está em boas condições…


Timóteo dá um soco tão forte que um pedaço do telhado cai em câmera lenta e acaba caindo em sua cabeça e todos ficam preocupados.


Letícia(preocupada): Amor… Amor… Você tá bem?


Começou a tocar Arriba Saia - Libera o Toim.




Timóteo(desmaiando): Estou sim…


Timóteo desmaia e cai no chão desacordado e Júlio se ajoelha desesperado batendo no rosto dele tentando acordar.


Júlio(desesperado): Painho? Painho? Socorro! Alguém chame uma ambulância!


A câmera desloca para Lincoln,Elivelton,Gabriela e Cláudia olhando em silêncio para o prefeito desmaiado.


Lincoln(sorridente): Eu não falei que essa estação não foi reformada?


A música continuou tocando até o início da cena 31.


Corte para a


Cena 30-(Rua da estação/Externo/Tarde)


A câmera mostra uma aglomeração ao redor da ambulância que mostra Timóteo na maca desmaiado e sua família entra na ambulância e parte em disparada pela rua com a sirene ligada.


Corte para a


Cena 31-(Porto da Solidão/Docas/Externo/Tarde)


A câmera mostra o movimento de funcionários pelas docas e vai abaixando aos poucos até revelar Antônio,Pedro e Juvenal andando e conversando.


Antônio(dúvida): O que tinha nessa caixa pras eles querem vistoriar?


Pedro ri.


Pedro(rindo): Parece piada,mas encontraram drogas dentro das pílulas de viagra…


(Pedro Prudente Silva : Luciano Quirino)


Juvenal(rindo): Meu Deus…


Todos riram alto e se sentaram em alguns caixotes espalhados pelo chão.


Antônio(rindo): Aí,aí… Esse porto tem cada história.


Juvenal(sorridente): Tem mesmo,Antônio… 


A câmera mostra Marcos se aproximando deles.


Marcos(sorridente): Posso participar dessa prosa?


Juvenal(sorridente): Senta aí,chefe…


Marcos se senta em um caixote.


Marcos(dúvida): Tão falando sobre o que?


Pedro(sorridente): Estava contando pro Antônio sobre as coisas inusitadas que encontramos no Porto e contei naquele dia que acharam drogas no viagra…


Marcos ri alto.


Marcos(rindo): Esse dia foi uma surpresa tremenda para todos… E eu com meus 72 anos,não me espanto com a malandragem sendo criativa.


Todos se levantam dos caixotes.


Antônio(sorridente): A conversa tá boa,mas tenho que ir pra casa…


Marcos abraça Antônio.


Marcos(sorridente): Então,até amanhã…


Juvenal(sério): Até,Antônio… Mas,tome cuidado com o marinheiro fantasma.


Pedro e Marcos riram alto.


Pedro(rindo): Pare de tentar assustar ele,Juvenal… 


Marcos(rindo): Pois é… Isso não existe,homem!


Juvenal(irritado): Não fiquem brincando com coisa séria!


Antônio(dúvida): Que história é essa do “marinheiro fantasma”?


A câmera dá um zoom no rosto de Marcos.


Marcos(sério): Os mais antigos contam que a cidade foi fundada pelo marinheiro Xavier no ano de 1923 junto com os pescadores que residiam nesse local… 


Flashback ON (Porto da Solidão-1923)


A câmera mostra uma aglomeração de pescadores na praça da cidade vendo o marinheiro Xavier tirando o pano de cima de uma placa de bronze junto com o governador e todos aplaudindo.


Marcos(sério): E o Xavier,além de fundar a cidade… Ele foi o 1° marinheiro dessa cidade e ainda viu esse Porto ser construído do início ao fim.


A câmera corta para Xavier acompanhando as obras do Porto.


A tela escureceu.


Porto da Solidão,1927.


A câmera mostra Xavier bastante sorridente tirando foto com o prefeito e o governador.


A tela escureceu.


10 anos depois…


Antônio(dúvida): Mas,o que aconteceu com ele depois?


Marcos(sério): Ao longo dos anos,a população se esqueceu da importância dele… E ele não era levado a sério por mais ninguém.


Corte para a


Porto da Solidão/Ruas/Externo/Tarde


A câmera mostra Xavier bêbado perturbando pelas ruas e as pessoas rindo dele.


Morador 1(rindo): Esse maluco tá falando que foi ELE que fundou essa cidade…


Todos riram e Xavier sai correndo pela rua indo em direção às docas.


Corte para a


Porto/Docas/Externo/Tarde


A câmera mostra Xavier bêbado olhando para o mar e se jogando na água.


Flashback OFF


Juvenal (sério): E ele se suicidou por não aguentar as humilhações e a falta de reconhecimento por ter fundado a cidade… E até hoje,dizem algumas pessoas… Que o Porto é assombrado pelo fantasma dele…


A câmera mostra todos olhando um para o outro em silêncio.


A tela escureceu. 


Corte para a


Cena 32-(Avenida Vasco da Gama/Externo/Tarde)


A câmera mostra muitos carros e ônibus passando nos dois sentidos da avenida e corta pro sol se pondo no horizonte. 


Corte para a


Cena 33-(Casa de Vinícius/Sala de Estar/Interno/Noite)


A câmera mostra Queiroz revirando a sala procurando o dinheiro.


Queiroz(desesperado): Minha Nossa Senhora… O Ronaldo vai matar se eu não pagar esse dinheiro dele…


Vinícius chega na sala e coloca a mochila na cadeira.


Vinícius(sorridente): Boa noite,painho…


Queiroz(nervoso): Boa,meu filho… Como foi a faculdade?


A câmera mostra Queiroz fechando a gaveta.


Vinícius(confuso): Foi bem… Mas,o que o senhor tá procurando?


Queiroz (sério): Tô procurando uns 600 reais,que é pra pagar o aluguel…


Vinícius(sério): Mas,o senhor já não tinha pago?


Queiroz se levanta do chão.


Queiroz(sério): Eu fui roubado quando estava indo no banco e sua mãe me deu o dinheiro e tô procurando…


Vinícius encontra um bilhete na mesa.


Vinícius(sério): Painho… Mainha escreveu um bilhete falando que foi pro mercado comprar com os 600 reais que estava na mesa e lhe mandou o beijo…


Queiroz(preocupado): Não é possível que ela fez isso…


Queiroz começa a andar de um lado para o outro.


Vinícius(confuso): Calma,painho… Pra que essa preocupação toda?


Queiroz(desesperado): Como vou ficar calmo,Vinícius?! Minha vida está em perigo agora!


Começou a tocar trilha instrumental de tensão.




Vinícius(dúvida): Como assim,painho?


Queiroz fica em silêncio.


Vinícius(dúvida): O que você fez,painho?


Vinícius(furioso): Não minta pra mim,painho! Fale logo!


A câmera mostra Vinícius olhando pro seu pai que fica em silêncio.


A trilha sonora continuou tocando até o início da cena 35.


Corte para a


Cena 34-(Casa de Lincoln/Varanda/Externo/Noite)


A câmera mostra a luz do poste e frente a casa de Lincoln iluminando a varanda. 


Corte para a


Cena 35-(Casa de Lincoln/Sala de Estar/Interno/Noite)


A câmera mostra Cláudia e Lincoln sentados no sofá assistindo televisão que estava passando a novela Mulheres Apaixonadas.


Lincoln(sorridente): Tô gostando dessa nova novela das 8…


Cláudia(sorridente): Eu também,meu filho… Graças a Deus,uma novela boa… Já não aguentava mais essa Esperança que acabou sexta passada…


Arthur entra em casa e Cláudia se levanta do sofá e dá um selinho em Arthur. 


Cláudia(sorridente): Boa noite,homem…


Arthur(ríspido): Boa,minha mulher… Que é a única pessoa dessa casa que não me fez passar vergonha na frente da cidade toda!


A câmera mostra Lincoln em silêncio afrontando ele.


Cláudia(séria): Arthur! Pare de ficar humilhando nosso filho!


Arthur(ríspido): Humilhando? Esse sem vergonha me humilhou na frente da cidade toda e é eu que tô errado na história toda?


Lincoln se levanta do sofá.


Lincoln(sério): Vou dormir,mainha… Boa noite.


Cláudia(sorridente): Boa,meu filho… 


Arthur(gritando): É bom mesmo,seu incompetente! Vá embora daqui!


Lincoln sai da sala em silêncio e Cláudia se revolta.


Cláudia(revoltada): Para! Isso já está feio,Arthur! Pare de tratar seu filho como se ele fosse a pior coisa do mundo…


Arthur(revoltado): E ele é o que,mulher? Uma vergonha pra nossa família…


Cláudia(séria): Para nossa,não! Pra SUA família… 


Arthur(ríspido): Seja o que for,mulher… Chegou uma carta pra você.


Arthur entrega a carta para Cláudia. 


Cláudia(dúvida): Quem foi que mandou essa carta?


Arthur(sério): Eu sei lá… Não sou vidente… Agora,licença que vou dormir e te espero lá…


Arthur dá um beijo em Cláudia e sai da  sala.


Cláudia(curiosa): Deixa eu pegar meus óculos pra ler melhor…


Cláudia pega o óculos em cima do rack da TV e se senta no sofá. 


Cláudia abre a carta e começa a ler.


Laura(narrando): Cara,Cláudia… Amanhã,estou levando o Camilo pra visitar o pai dele e preciso conversar uma coisa séria com seu filho e você… Estarei chegando aí,amanhã de manhã… Um beijo e até amanhã…


Ass: Laura…


Cláudia sorri e fecha a carta.


Cláudia(sorridente): Lincoln vai adorar saber dessa boa nova… Vou poder matar saudades do meu netinho…


Cláudia se levanta do sofá.


Cláudia(curiosa): O que será que a Laura tem de importante pra falar comigo e com meu filho?


A câmera mostra ela desligando a TV e apagando a luz da sala indo em direção ao corredor.


Corte para a


Cena 36-(Casa de Vinícius/Sala de Estar/Interno/Noite)


A câmera mostra Vinícius e seu pai conversando em pé com a luz da sala acesa.


Vinícius(revoltado): Por que você fez isso,painho?


Queiroz(emocionado): Estava desesperado,filho… Eu tinha sido roubado em Itapuã e aí o Cebola me trouxe pra cá e resolvi pedir pro Ronaldo o dinheiro pra eu pagar o aluguel…


A câmera mostra o Vinícius andando de um lado para o outro passando a mão no cabelo.


Vinícius(revoltado): Precisava mentir para sua família,painho?


Queiroz(chorando): Me entenda,filho… Se você estivesse no meu lugar…


Ao fundo,Heloísa chega na sala cheia de sacolas na mão e para pra prestar atenção na discussão sem os dois perceberem.


Vinícius(exaltado): Se eu tivesse em seu lugar,eu não faria essa loucura de pedir dinheiro pra traficante!


Queiroz(chorando): E o pior,que sua mãe pegou os 600 reais sem saber que era do Ronaldo pra pagar o aluguel!


Heloísa(revoltada): Como é a história,Queiroz?!


Os dois olham para trás e se assustam ao ver Heloísa.


Vinícius(espantado): Mainha?


Queiroz se levanta do sofá.


Queiroz(assustado): Amor… Eu posso explicar.


Heloísa larga os sacos de compras na mesa e se senta no sofá.


Heloísa(séria): Pois bem… Podem falar que eu não tenho a noite toda pra escutar essa história absurda!


A câmera mostra os dois olhando para Heloísa em silêncio.





Cena 37-(Casa de Vinícius/Sala de Estar/Interno/Noite)


A câmera mostra Heloísa,Vinícius e Queiroz em silêncio se olhando.


Heloísa(séria): Vamos,Queiroz! Desembucha logo!


Heloísa se levanta do sofá e vai em direção dele.


Queiroz(nervoso): Amor… Lembra do dinheiro que você me deu essa semana pra pagar o aluguel?


Heloísa faz o sinal de sim com a cabeça.


Queiroz(nervoso): Quando fui depositar o dinheiro em Itapuã… Eu fui roubado na rua…


Heloísa anda de um lado pro outro bastante preocupada.


Queiroz(nervoso): E aí o Cebola me encontrou e trouxe pra cá e pensei que se pedisse o dinheiro pro Ronaldo… Eu conseguiria pagar o aluguel…


Heloísa(desesperada): Você tá maluco,Queiroz?!


Queiroz começa a chorar.


Queiroz(chorando): Me entenda,amor… Eu fiz isso pro nosso bem.


Heloísa(desesperada): Se você pensasse em nossa família! Não teria feito essa besteira de pedir dinheiro pra traficante!


Vinícius(decepcionado): Estou decepcionado com senhor,painho…


Queiroz(chorando): Meu amor… 


Queiroz tenta se aproximar de Heloísa,mas ela se afasta.


Heloísa(chorando): Me esqueça,Queiroz!


Começou a tocar Gal Costa-Nossos Momentos. 



Queiroz se ajoelha perto de Heloísa e começa a chorar.


Queiroz (chorando): Me perdoa,amor!


Heloísa(emocionada): Quero só saber como a gente vai pagar o empréstimo sem dinheiro algum?


A câmera mostra ao fundo Cebola e Pimentel ouvindo toda a discussão pela janela.


Queiroz(sério): Eu vou pensar numa solução…


Heloísa(séria): Não precisa… Vai pro quarto dormir que preciso pensar como vamos desfazer essa merda que você fez.


Queiroz e Vinícius sobe as escadas em silêncio e a câmera desloca mostrando Heloísa pegando o telefone e discando um número.


Heloísa(séria): Espero que a Luana esteja acordada… Alô?


A tela escureceu. 


A música continuou tocando até o início da cena 39.


Corte para a


Cena 38-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Noite)


A câmera mostra a movimentação intensa de pessoas e carros pela rua e desloca mostrando a varanda da Mansão toda iluminada e uma pessoa passando em frente ao portão.


Corte para a


Cena 39-(Mansão Pereira/Sala de Estar/Interno/Noite)


A câmera mostra Timóteo se sentando no sofá com dificuldade e sua esposa e filho observando em pé.


Timóteo(incomodado): Aí … Que dor insuportável!


Júlio(dúvida): Como o senhor está,painho?


Timóteo(sério): Como estou? Estou com meu orgulho ferido!


Letícia(séria): Eu achei bem feito… Quem mandou querer enganar a população com uma reforma que nunca aconteceu?


Timóteo(furioso): Por acaso,a culpa é minha que aquele desgraçado do Lincoln me humilhou na frente dos meus eleitores?


Júlio(sério): Agora,painho… Você entendeu do porque eu odeio esse marinheiro de quinta… Ele se acha demais…


Timóteo(sério): Concordo com você,meu filho…


Letícia(indignada): Não entendo vocês dois… Sinceramente,viu! Boa noite…


Letícia sobe as escadas pro segundo andar bastante indignada.


Júlio(sem entender): Mainha… Mainha?


Timóteo(sério): Deixa ela,meu filho… Tá fazendo isso pra chamar atenção.


Júlio se deita no sofá com a cabeça em cima do colo de seu pai.


Júlio(sorridente): O senhor é o melhor pai do mundo…


Timóteo ri e Júlio se levanta e os dois se abraçam.


Timóteo(sorridente): Tenho orgulho de ser o seu pai…


A câmera se afasta mostrando o plano geral da sala.


Corte para a


Cena 40-(Casa de Luana/Sala de Estar/Interno/Noite)


A câmera mostra Luana se levantando do sofá com o telefone na orelha direita.


Luana(surpresa): Como assim,minha prima?


Heloísa(revoltada): Cê acredita que o Queiroz pediu dinheiro pro traficante daqui da comunidade para pagar o aluguel da casa?


Luana(séria): Não tenho o que dizer,prima… Mas,ele errou feio em ter feito isso… E cadê esse dinheiro?


Heloísa(séria): Eu,tonta… Peguei e fiz as compras do mês…


Luana(compreensiva): Tenha calma,Heloísa… Você não tem culpa nenhuma nesse bolo que seu marido meteu todos vocês… Onde está o meu sobrinho?


Começou a tocar Alejandro Sanz - Regalame La Silla Donde Te Espere.




Heloísa(séria): Ele está no quarto dormindo… Aliás,podemos ficar em sua casa,prima?


Luana(séria): Claro que sim,prima… Vocês são bem-vindos aqui… Que horas vem?


Heloisa(sorridente): Vamos amanhã cedo,prima… Muito obrigada por nos acolher em sua casa.


Luana ri.


Luana(sorridente): De nada,prima… Aguardo vocês,amanhã…


Heloísa(séria): Tchau e boa noite pra você…


Luana(sorridente): Pra você também…


Luana desliga o telefone e a câmera mostra ela se sentando no sofá e ligando a televisão.


Luana(preocupada): Espero que nada de mais ruim aconteça…


A música continuou tocando até o início da cena 41.


Corte para a


Cena 41-(Comunidade/Visão Aérea/Externo/Noite)


A câmera mostra a visão aérea de toda comunidade com as luzes dos postes e casas iluminando e descola mostrando as casas no morro e ao fundo som de tiros.


Corte para a


Cena 42-(Morro da Babilônia/Escritório do tráfico/Interno/Noite)


Começou a tocar a trilha instrumental tensão.



A câmera mostra Ronaldo jogando o vaso de planta na parede que acaba se quebrando no chão e assusta Pimentel e Cebola.


Ronaldo(furioso): MALDITO!


Ronaldo anda de um lado pro outro bastante furioso.


Pimentel(sério): Calma,chefe…


Ronaldo(furioso): Como vou ficar calmo,Pimentel?! Descobrindo que esse pilantra do Queiroz passou a perna em mim?


Cebola(sério): Verdade,chefe… A gente acabou ouvindo a discussão toda que teve na casa deles…


Ronaldo(furioso): Mas,esse infeliz vai ser comigo! 


Cebola(sério): Olha… É melhor ir adiantando sua vingança que amanhã mesmo eles vão sair daqui…


Ronaldo pega um cigarro e começa a fumar.


Ronaldo(sério): Interessante… Que horas?


Pimentel(sério): Seria de manhã bem cedo,chefe…


Ronaldo levanta da cadeira  e fica de costas pros dois.


Cebola(curioso): O que está pensando em fazer,chefe?


Ronaldo(sério): Se ele está pensando que vai fugir de mim sem acertar as contas comigo…


Ronaldo ri e bate na mesa e Pimentel se assusta.


Ronaldo(sério): Eles não pedem o que esperar… Ninguém passa a perna em Ronaldo Malvadão…


A câmera foca em Ronaldo fumando o cigarro e sai muita fumaça de sua boca.


Fim da trilha instrumental. 


Corte para a


Cena 43-(Praia da Solidão/Externo/Noite)


Começou a tocar Henri Salvador - All I Really Want is Love.




A câmera mostra a faixa de areia vazia e a lua cheia no céu e ao fundo o som das ondas do mar.


A música continuou tocando até o início da cena 45.


Corte para a


Cena 44-(Casa de Pedro/Varanda/Externo/Noite)


A câmera mostra uma mão apertando o botão play do rádio e se afasta revelando Leila indo em direção a mesa onde estavam Rafael,Pedro,Juvenal e Juliana conversando e tomando cerveja. Leila se senta na cadeira ao lado de Rafael e dá um selinho.


Rafael(sorridente): Obrigado,amor…


Todos riram alto.


Juliana(sorridente olhando em direção deles): O amor é lindo mesmo…


(Juliana Prudente Silva : Larissa Nunes)


Juvenal(sorridente): É mesmo… Sua mulher tem bom gosto pra música…


Rafael ri.


Rafael(sorridente): Ela é a mulher da minha vida…


Leila(tímida): Que isso,pessoal… Eu não sou perfeita… O Rafael pediu pra trazer esse CD…


Pedro(sorridente): Muito bom por sinal… Ô,filha… Você pode comprar pra mim,amanhã?


Juliana(sorridente): Olho sim,painho… Amanhã,antes de entrar na faculdade eu compro pro senhor esse CD…


Juvenal toma um gole de cerveja. 


Juvenal(surpreso): Sua filha já tá estudando,Pedro?


Pedro(sorridente): Sim,amigo… Passou na Federal de direito em 1° lugar…


Todos se surpreendem.


Leila(sorridente): Parabéns,Juliana…


Juliana(agradecendo): Muito obrigada,Leila… É um prazer estar aqui conversando com vocês… Vamos blindar?


Todos se levantam e pegam seus copos de vidro.


Rafael(sorridente): Um brinde pra comemorar a vida…


Todos brindam e bebem bastante sorridentes e o celular de Juvenal começa a tocar e ele atende.


Juvenal(sorridente): Alô? Oi amor… Tudo bem?


Gabriela(irritada): Cadê você,Juvenal? Já tá tarde pra ficar de besteira na rua…


Juvenal ri.


Juvenal(sorridente): Fique tranquila,amor… Tô na casa de Pedro tomando uma,mas já tô indo embora.


Gabriela(aliviada): Graças a Deus,amor… Um beijo… E não demore,viu?!


Juvenal desliga o celular e larga o copo vazio na mesa.


Juvenal(sério): Bem,pessoal…  Vou ter que ir pra casa…


Pedro(lamentando): Tá cedo,amigo… 


Juvenal(sério): Eu sei… Mas,a Gabriela já me ligou mandando eu ir agora… E vocês sabem,que eu não for… Ela me faz picadinho.


Todos riram.


Rafael(sorridente): Então,até amanhã…


Juvenal se despede do pessoal.


Juvenal(sorridente): Tchau,gente… E boa noite…


Todos(sorridentes): Tchau,Juvenal…


Juvenal abre a porta da varanda e vai em direção a rua.


Corte para a


Cena 45-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Noite)


A câmera mostra Juvenal andando sozinho pela rua tranquilamente e um carro passando do lado dele e de repente ele ouve um barulho.


Juvenal(assustado): Porra! Que susto…


Juvenal ri e continua andando.


Juvenal(despreocupado): Não deve ser nada mais…


E o barulho volta e ele olha em direção ao beco e vê a sombra de um homem indo em direção a rua.


Juvenal(assustado): Será que é o marinheiro fantasma?


Uma lata de lixo cai no chão e a câmera foca em Juvenal olhando pro beco.


Começou a tocar Arriba Saia - Libera o Toim.




Juvenal(desesperado): Socorro!


Juvenal corre desesperado pela rua e a câmera desloca-se para Fernando saindo do beco com uma camiseta branca e uma calça jeans.


Fernando(confuso): Oxe,oxe…


Fernando começa a andar pela rua.


Fernando(confuso): Aí,aí… Essa cidade só tem maluco mesmo…


A câmera se afasta mostrando Fernando andando pela rua que estava sem movimento de pessoas.


A música continuou tocando até o início da cena 47.


A tela escureceu. 


Corte para a


Cena 46-(Dunas de Areias/Externo/Manhã)


A câmera mostra o sol nascendo no horizonte e dá pra ouvir o som dos ventos.


Corte para a


Cena 47-(Estação Ferroviária/Plataforma 1/Interno/Manhã)


A câmera mostra um trem estacionado na plataforma e Laura sai do trem com um menino segurando sua mão.


Laura respira fundo e tira os óculos escuros.


Laura(sorridente): Que saudades dessa cidade… Nunca mais vim pra cá visitar minha querida Cláudia…


(Laura Silveira Santos: Elisa Lucinda)


Laura pega o Camilo na mão.


Laura(empolgada): Vamos logo… Que vovó e papai estão te esperando.


Camilo(empolgado): Mal posso esperar pra ver ele…


Laura e Camilo andam pela plataforma.


Corte para a


Cena 48-(Casa de Vinícius/Sala de Estar/Interno/Manhã)


A câmera mostra Vinícius,Queiroz e Heloísa arrumando as malas e olhando para casa toda vazia.


Vinícius(triste): Vou sentir falta desse lugar…


Heloísa(emocionada): Eu também,meu filho… Mas,vamos logo que sua tia está nos esperando… Um capítulo novo da nossa vida começa hoje.


Heloísa e Vinícius saíram da casa emocionados.


Corte para a


Cena 49-(Comunidade/Rua/Externo/Manhã)


A câmera mostra Vinícius,Heloísa saindo de casa e Queiroz está parando olhando pra frente e ela cutuca ele.


Heloísa(apressada): Vamos logo,amor…


Começou a tocar a trilha instrumental tensão.




Queiroz(concentrado): Peraí… Tem um carro vindo pra cá…


A câmera corta para Ronaldo e uns traficantes chegando num jipe indo em direção dele.


Heloísa(preocupada): Vixe… Estamos perdidos.


Vinícius(preocupado): Meu Deus… O que ele vai fazer com a gente?


O jipe para em frente a ele e Ronaldo sai do jipe e vai em direção a eles e Heloísa segura Vinícius em sua frente.


Ronaldo(sério): Aonde vocês pensam que vão? 


A câmera mostra eles olhando para Ronaldo em silêncio.


Fim da trilha instrumental.


Corte para a


Cena 50-(Casa de Lincoln/Sala de Estar/Interno/Manhã)


A câmera mostra Lincoln,Cláudia e Arthur tomando café ao redor da mesa da sala e descola para Cláudia olhando fixamente pro relógio e Lincoln percebe.


Lincoln(curioso): A senhora tá esperando alguém?


Cláudia(sorridente): Tô sim,filho… E aposto que você vai gostar…


Arthur(sério): Deixa eu adivinhar? O Cazuza?


Lincoln ri sem graça.


Lincoln(sério): Nossa… Que engraçado,painho…


Cláudia se levanta da cadeira.


Cláudia(séria): Eu não quero saber de briga nenhuma,entenderam?


Os dois ficaram em silêncio e a campainha tocou.


Cláudia(sorridente): Já chegaram…


Arthur e Lincoln se levantam de suas cadeiras e ficam em pé olhando pra porta e Cláudia abre a porta e Laura está com o Camilo na porta surpreendendo os dois.


Lincoln(surpreso): Laura?


Laura(sorridente): Bom dia,gente…


Camilo(empolgado): Painho… Painho…


A câmera mostra Lincoln se emocionando ao ver Camilo na porta e ele sorri.


A tela congela e fica azulada.




Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.