Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Porto da Solidão - Capítulo 26

 



Lincoln está sentado na cama olhando a foto de Vinícius, Elivelton e ele, e em seguida Camilo bate na porta.


Camilo: (Batendo) Moço, posso entrar?


Lincoln: (Tranquilo) Pode sim,Camilo…


Camilo: (Curioso) Bom, você está aqui há dois dias e não sei seu nome.


Lincoln: (Disfarça a emoção) Me chamo Lincoln.


A câmera mostra Camillo surpreso e segue mostrando o plano geral do quarto e foca no rosto de Camilo surpreso.


Começou a tocar Marina Elali - All She Wants.



A música continuou tocando até o início da cena 03.

Corte para a


Cena 1: (Visão Aérea/ cidade/ noite)


A câmera mostra pouco movimento de carros e motos na rua, praça com pessoas com a cidade bastante iluminada.


Cena 2: ( Rua da Solidão/ externo/ noite)


A câmera sobrevoa a rua mostrando pouco movimento de pessoas descendo e subindo.


Cena 3: ( Casa de Elivelton/ Cozinha/ noite)


A câmera mostra Elivelton e os pais na mesa jantando e o rapaz fica emocionado quando a mãe dá a notícia. O jantar é servido com lasanha e suco de maracujá natural.


Elivelton: (Emocionado) Não acredito mãe, meu melhor amigo tá vivo!


Juvenal: (Sorridente) Sim filho, eu demorei também a acreditar, foram tantos anos né!?


Gabriela: (Tranquila) Pois é meu filho, fui lá e conferir com meus próprios olhos, foi muito emocionante.


Elivelton: (Emocionado) Vou já lá dar um abraço nele...


A câmera afasta lentamente mostrando os três rindo e em seguida Elivelton levantando da cadeira.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 4: (Casa de Lincoln/ quarto/ noite)


Camillo está em pé no quarto, emocionado por saber do nome e Lincoln Sorri sentado na cama.


Lincoln: (Sorridente) Parece que mexeu com você esse nome, não foi?


Camilo: (Sentimental) Sim, de certa forma sim, esse nome era o nome do meu pai.


Lincoln: (Levantando/ olhos brilhando) Vamos sentar aqui na poltrona irei te contar uma história.


A câmera sai lentamente mostrando os dois sentando na poltrona e a luz do poste da rua batendo na varanda do quarto.


A tela escurece.


Começou a tocar Gal Costa - Nossos Momentos.



A música contnuou tocando até o início da cena 06.


Corta para a 


Cena 5: (Visão Aérea/ cidade/ externo/ noite)


A cidade está bem iluminada, com um céu radiante e brilhante das estrelas e a luz da lua refletindo no lago.


Corte para a

Cena 6: (Casa de Fernando/ cozinha/ int/ noite)


A câmera mostra Kelly, Jônatas e Fernando ao redor da mesa jantando e todos em silêncio.


Jônatas: (Temeroso) Mainha, Fagner me convidou para amanhã eu dormir lá na casa dele.


Kelly: (Sorri/ tranquila) Que bom meu filho, assim você se distrai um pouco.


Fernando: (Debochado) Filho meu não vai a lugar nenhum, tem que tá em casa que é o seu lugar.


Jônatas: (Chateado)Engraçado painho, que o senhor passa o dia com aquela corja da Janete na igreja, e a noite sai sem falar pra onde vai e eu que tenho que ficar em casa? Acho uma pouca vergonha da sua parte.


Fernando: (Furioso/ levanta/ grita)

Já chega! Me respeita muleque senão….


Kelly: (Chorando/ nervosa/ gritando)) Para com isso Fernando, acha certo o que tá fazendo, concordo com o que nosso filho tá dizendo, você tá cada dia pior.


A câmera mostra os três em silêncio e sai lentamente dando um giro no ambiente.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 7:  ( Casa de Letícia/ Sala/ int/ noite)


A câmera mostra Timóteo e Leticia no sofá sentados e se beijando apaixonadamente.


Letícia: (Respira/ sorri) Uff! Você tá bem quente hoje né amor!


Timóteo: (Ofegante/ sorri) É que cada dia você mim  dar mais prazer.


Letícia: (Levantando) É muito bom, mas… Porque não veio para o almoço? Te esperamos quase a tarde toda.


Timóteo: (Levanta/ sério) Amor você sabe que nunca fui de acordo com as loucuras do Júlio, ainda mais casado com outro homem?


Letícia: (Séria) Timóteo, quando vai parar com essa palhaçada?

Nosso filho tá feliz, e nós como os pais dele devemos está feliz.


Timóteo: (Sério)

Bom Letícia, se for pra tá falando disso, é melhor eu ir dormir, pode ficar aí com seus queridinhos.


A câmera mostra Timóteo subindo a escada e Leticia em pé na frente do sofá chateada.


Começou a tocar Pedro Sampaio e Pabllo Vittar - Sal.



A música continuou tocando até o início da cena 09.

Corte para a


Cena 8: ( Visão aérea/ rua principal/ noite)


A câmera sobrevoa a rua, mostrando pouca movimentação e um rapaz descendo a rua pela calçada.


Cena 9: (Casa de Lincoln/ quarto/ noite)


Lincoln está contando uma história e Camilo fica confuso.


Camilo: (Confuso/ curioso/ em pé)) Então quer dizer que você se chama Lincoln igual ao meu pai, tem um filho com a mesa idade que eu, e que tem o mesmo nome que eu…


Lincoln: (Sorridente) Aparentemente sim!


Começou a tocar Trilha instrumental triste.


Camilo: (Em pé/ estranho) Espera aí! Eu sou seu filho não é?


Lincoln: (Levanta/ emocionado) Sim, meu filho, eu voltei.


Camilo: (Emocionado/ abraçando) Pai senti, tanto sua falta, não acredito que você tá aqui, te amo tanto.


Lincoln: (Chorando/ abraçado) Eu também meu filho...


A câmera mostra os dois abraçados e emocionados em pé frente as poltronas  e a câmera mostrando o plano geral do quarto.


A tela escurece.


A trilha instrumental continuou tocando até o início da cena 12.


Corta para a 


Cena 10: (Visão aérea/ cidade/ externo/ noite)


A câmera mostra a cidade às 21 horas bem iluminada com fluxos de carros na avenida e foca em uma placa escrita Bar da Solidão


Cena 11: ( Bar Solidão/ externo/ noite)


A calçada do bar está um carro de som parado e tocando funk com umas mesas separadas e pessoas bebendo e uma pessoa servindo


Cena 12: (Bar Solidão/ int/ noite)


Leila está no balcão olhando o movimento do bar e seu marido Rafael chega empolgado com o movimento.


Rafael: (Empolgado) Minha linda, o movimento bom hoje não e?


Leila: (Sorridente) Nunca vi uma movimentação tão boa quanto essa.


Rafael: (Sorridente/ saindo) Amor vou ali ver se os clientes daquela mesa querem mais alguma coisa.


Leila: ( Sorridente) Ok, meu amor...  Nossa! Que tontura, deve ser o cansaço que tá chegando.


A câmera mostra Leila com a mão direita na cabeça e depois segue até a cozinha do bar.


A tela escurece.





Cena 13: (Visão Aérea/ rua da Solidão/ noite)


A câmera sobrevoa a rua mostrando algumas pessoas na calçada e foca na casa de Lincoln.


Cena 14: (Casa de Lincoln/ sala/ noite)


Cláudia ouve a campainha tocar e vai abrir e fica surpresa quando ver que é Elivelton bastante sorridente.


Cláudia: (Tranquila) Quem é? Elivelton meu filho, tudo bem?


Elivelton: (Sorridente) Desculpa dona Cláudia vir logo agora quase meia noite é que não aguentei esperar quando minha mãe falou que Lincoln está vivo.


Cláudia: (Sorri/ feliz) Ele está sim, ele acabou de subir pra dormir, mas pode ir lá, talvez ele esteja acordado.


Elivelton: (Feliz) Obrigado dona Cláudia, tô contando os segundos pra abraçar meu grande amigo.


A câmera sai lentamente mostrando Elivelton seguindo até a escada e Claudia indo até a cozinha.


Começou a tocar Gilsons - Várias Queixas.



A música continuou tocando até o início da cena 17.

Corte para a


Cena 15: (Salvador/ cidade/ externo/ visão aérea/ noite)


A câmera sobrevoa a cidade de Salvador mostrando os prédios,as luzes, ruas e segue até um apartamento.


Cena 16: (Apartamento de Magno/ sala/ noite)


Magno está sentado no computador olhando as notícias e  Claudio saindo do quarto molhado e de toalha.


Cláudio: (Tranquilo) Tava pensando Magno, como será que o Lincoln está se saindo lá no Porto?


Magno: (tranquilo) Eu digo que deve está bem, não ligou para falar nada.


Cláudio: (Tranquilo/ em pé) Tomara que ele acabe com a alegria desse Júlio, ele merece sofrer e muito.


Magno: (Levantando) Isso é verdade, mas agora vou tomar um banho e ir dormir que amanhã temos um dia cheio.


A câmera mostra Magno indo em direção ao quarto e Cláudio de toalha indo até a cozinha.


A tela escurece. 


Corta para a 


Cena 17: (Casa de Vinícius/ quarto/ noite)


Vinicius está arrumando a cama e Júlio o agarra por traz fazendo carinho.


Júlio: (Saliente) Hoje você tá mais bonito sabia meu amor.


Vinicius: (Sorrindo) Calma aí amor, ainda tô arrumando nosso ninho.


Júlio: (Safado) Mas,antes de dormirmos porque a gente não toma um champanhe pra termos uma noite bastante quente?


Vinicius: (Sorrindo) Um champanhe até aceito, agora a noite quente ainda não sei, mas tentaremos.


A câmera sai mostrando os dois se beijando e mostra o plano geral do quarto.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 18: (Bar Solidão/ int/ noite)


Rafael está terminando de colocar as mesas e cadeiras para dentro e percebe que Leila não está lá .


Rafael: (Contente)  Nossa, a noite foi muito boa… Amor você viu quanto que faturamos hoje?


Silêncio…


Rafael: (Preocupado) Amor, cadê você? Deve tá na cozinha … Vamos lá… Meu Deus, Leila, o que houve meu  amor, socorro!!!!


A câmera mostra Rafael tentando acordar a amada e desesperado, pegando ela nos braços e saindo às pressas e a câmera lentamente mostrando o bar totalmente vazio.


Corta para a 


Cena 19: (Visão aérea/ cidade/ externo/ noite)


A câmera sobrevoa a cidade e poucos carros se locomovendo e foca na fachada da casa de Lincoln na varanda.


Cena 20: (Casa de Lincoln/ quarto/ madrugada)


Elivelton batendo na porta e Lincoln está deitado e levanta estranho.


Lincoln: (Tranquilo) Minha mãe deve vir deixar leite logo agora que me deitei.


Elivelton: (Sorridente) Ainda se lembra de mim,velho amigo?


Lincoln: (Emocionado/ abraçando) Como eu ia poder te esquecer meu amigo você é uma das razões de estar aqui.


A câmera sai lentamente mostrando os dois abraçados chorando e mostra o ângulo do ambiente.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 21: (Posto de Saúde/ madrugada/ int)


Rafael desesperado fica sentado na recepção chorando e preocupado.


Rafael: (Chorando) Meu Deus, o que houve com minha mulher?


Doutor: (Sério) Você é o esposo de Leila Coqueiro?


Rafael: (Levanta/ preocupado) Sim Dr.  O que aconteceu com minha esposa?


Doutor: ( Sério) Vamos fazer uns exames, e enquanto isso ela terá que ficar em observação por esta noite.


Rafael: (Preocupado) Tomara que não seja algo grave, mas posso ficar com ela no quarto?


Doutor: (Sério) Pode sim


A tela escurece.


Corte para a


Cena 22: (Visão Aérea/ sol nascendo/ externo/ manhã)


O dia nasce em Porto da Solidão e os raios do sol clareando as águas, que é possível ouvir a brisa do mar, o canto dos pássaros e na cidade a movimentação começando e sons de rádio ecoando

E a câmera foca numa rua e mostra a fachada do posto de saúde.


Cena 23: (Sala/ posto de saúde/ int/ manhã)


Leila e Rafael estão sentados na sala do Doutor esperando ele entrar.


Leila: (Preocupada) O que será que deu nos exames ?


Rafael: (Preocupado) Vamos pensar positivo meu amor, talvez não seja algo tão grave. Olha aí vem o doutor.


Doutor: (Sério) Bom dia, e você Leila como está se sentindo agora?


Leila: (Nervosa) Bom Doutor, agora não sinto nada, mas o que realmente aconteceu?


Doutor: (Sério) Vamos logo ao ponto  dona Leila, os seus exames deram um alteração em um dos seus seios.


Rafael: (Preocupado) E isso quer dizer o quê Doutor?


Leila: (Nervosa) Então,quer dizer que eu…


Doutor: (Sério) Sim dona Leila, a senhora tem um câncer de mama.


A câmera mostra a expressão de Leila tensa.


A câmera congela e fica azulada.





Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.