Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Porto da Solidão - Capítulo 40 (Último Capítulo)

 




Camila está guardando umas roupas e grita para a filha que vai tomar banho e de repente ela lembra do rosto do assassino e fica pasma.


Camila: ( Em pé/ arrumando umas roupas/ grita) Patrícia irei tomar um banho e Jajá desço pra jantarmos.


Patrícia: ( Grita) Ok, mainha.


Camila: ( Tranquila/ para) Espera aí! Aquele rosto é familiar, mas quem será? Espera eu já sei quem é…


Camila apavorada deixa cair algumas roupas e fica chocada com o rosto do assassino.



Cena 1: ( Visão aérea/ externo/ noite)


A câmera mostra a cidade iluminada e alguns carros se locomovendo de um lado pro outro.


Corte para a

Cena 2: ( Rua principal/ externo/ noite)


A câmera mostra um casal saindo do carro e a câmera foca na fachada da casa de Lincoln.


Corte para a

Cena 3: ( Casa de Lincoln/ quarto/ noite)


A câmera mostra Vinícius de braços cruzados olhando o movimento da janela e Lincoln abrindo a porta.


Lincoln: ( Surpreso) Então,a surpresa era você ?


Vinícius: ( Emocionado/ abraçando) Lincoln me perdoa,por favor.


Lincoln: ( preocupado) Do que cê tá falando,Vinícius?


Vinicius: ( chorando/ se afasta) Nós fomos vítimas do ódio do Júlio, ele acabou nos separando de propósito.


Lincoln: ( Dúvida) Espera, respira e conta direito.


A câmera mostra os dois se encarando e sai lentamente mostrando o ângulo do ambiente.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 4: ( Casa de Camila/ quarto/ noite)


A câmera mostra Camila pasma e grita pela filha que sobe a escada rapidamente


Camila: ( Chocada/ sentando na cama/ grita) Meu Deus, não acredito! Patrícia, filha...


Patrícia: ( Gritando) Tô chegando.


Camila: ( Pasma/ levanta) Tenho que ir a delegacia o quanto antes.


Patrícia: ( entrando/ preocupada) O que foi mainha? A senhora está pálida.


Camila: ( Pegando a bolsa/ pressa) Vamos, filha, temos que ir à delegacia agora.


Patrícia: ( Preocupada) O que foi mainha?


Camila: ( com pressa/ ofegante) Acabei de lembrar quem é o assassino do seu pai.


A câmera mostra as duas saindo às pressas do quarto.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 5: ( Visão aérea/ externo/ noite)


A câmera mostra a cidade bem iluminada e bastante carros no centro.


Corte para a

Cena 6: ( Rua da Solidão/ externo/ noite)


A câmera mostra duas senhoras em uma cadeira de balanço na calçada e foca na casa de Lincoln.


Corte para a

Cena 7: ( Casa de Lincoln/ quarto/ noite)


A câmera mostra Vinícius sentado e Lincoln em pé ouvindo.


Vinicius: ( Sentado/ emocionado) E foi assim tudo que aconteceu.


Lincoln: ( Revoltado) Mas,esse Júlio é doente mesmo, e ele achou que fazendo isso conseguiria me eliminar, esse palhaço é um louco.


Vinicius: ( Levanta) E você me perdoa?


Lincoln: ( abraça/ sorri) Sim meu amor, nunca te esqueci nenhum momento sequer.


A câmera sai lentamente mostrando os dois se beijando apaixonadamente.


Corta para a 


Cena 8: ( Casa de Letícia/ Sala/ noite)


A câmera mostra Letícia em pé furiosa e Júlio sentado no sofá com ódio.


Letícia: ( Furiosa/ gritando Eu não acredito no absurdo que você tá falando Júlio, essa não foi a educação que te dei, você já parou pra pensar no quanto esses rapazes sofreram por uma atitude sua?


Júlio: ( levanta/ com ódio/ gritando) Eu fiz isso e não me arrependo, e faria de novo se fosse preciso. O papai sempre me entendia e aliás ele que falsificou a certidão de óbito daquele nojento e me ajudou a bolar todo esse plano.


Letícia: ( Chocada/ decepcionada) Meu Deus eu criei um monstro, Júlio você e seu pai realmente se mereciam, armaram contra uma pessoa só pra satisfazer o ego um do outro, não acredito meu Deus.


Júlio: ( Risada debochada) Eu faria tudo de novo mamãezinha, você sempre foi uma pedra no meu sapato e jamais me ajudou a conseguir o que eu queria.


Letícia: ( Furiosa/ grita) Meu Deus... Meu filho enlouqueceu de vez, sai fora daqui, eu sempre tive medo desses seus desejos doentio, mas agora entendo que estava sempre certa.


A câmera mostra Júlio saindo e rindo da mãe que senta no sofá e começa a chorar de desgosto.


Corte para a


Cena 9: ( Visão aérea/ externo/ noite)


A câmera mostra a paisagem noturna da noite e poucos carros no trânsito.


Corte para a

Cena 10: ( Rua principal/ externo/ noite)


A câmera mostra uma viatura transitando pelo local e a foca na fachada da delegacia.


Corte para a

Cena 11: ( Delegacia/ sala/ noite)


A câmera mostra Camila entrando desesperada e ao lado Patrícia preocupada.


D. Felipe: ( Sentado) A senhora parece bem desesperada aconteceu alguma coisa?


Camila: ( Respira/ senta) Eu estava hoje mais cedo  tentando lembrar do rosto do assassino mas não consegui e agora a noite enquanto estava  dobrando algumas roupas um pensamento levemente apareceu e eu acabei lembrando.


Iuri: (Em pé/ curioso) E a senhora sabe quem é?


A câmera sai lentamente mostrando os três conversando e é possível ver a expressão de surpresa no rosto  do delegado Felipe.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 12: ( Visão aérea/ rua/ noite)


A câmera mostra a rua vazia e no final dela uma pessoa em pé com as mãos na cabeça.


Corte para a

Cena 13: ( Rua/ Externo/ noite)


A câmera se aproxima revelando o rosto de Júlio, com um olhar de louco ele sussurra baixo.


Júlio: (Sussurrando)

Não, não, não, isso não vai ficar assim,tenho que fazer alguma coisa pra acabar com isso.


A câmera mostra o rapaz saindo meio louco e com a mão na cabeça.











Cena 14: ( Visão aérea/ externo)


A câmera mostra o nascer do sol em Porto da Solidão e os raios do sol refletindo mas águas.


Corte para a

Cena 15: ( Rua principal/ externo/ manhã)


A câmera mostra pouco movimento na rua e mostra a fachada do prédio da Gazeta.


Corte para a

Cena 16: ( Gazeta da Solidão/ int/ manhã)


Fagner entra na sala preocupado e vê o tio com pressa no computador.


Fagner: ( preocupado) Aconteceu alguma coisa tio, me chamou com tanta pressa.


Lobato: ( com pressa) Recebi uma ligação da delegacia e o delegado me pediu que soltasse uma nota que hoje no fim da tarde na praça a identidade do assassino será revelada


A câmera mostra os dois editando e com pressa.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 17: ( Visão aérea/ externo/ manhã)


A câmera mostra muitas pessoas no trânsito e o dia bem ensolarado.


Corte para a

Cena 18: ( Rua da Solidão/ externo/ manhã)


A câmera mostra a rua movimentada e Fagner jogando o jornal nas casas e foca na fachada da casa de Lincoln.


Corte para a

Cena 19: ( Casa de Lincoln/ Sala/ int/ manhã)


A câmera mostra Cláudia limpando a estante da sala e Vinícius e Lincoln descendo felizes.


Cláudia: ( tranquila) A onde vão tão arrumados e cheirosos a uma hora dessa?


Lincoln: ( sorri) Estamos indo no cartório marcar nosso casamento, não quero mais esperar.


Vinicius: ( abrindo a porta/ se assusta) Meu Deus, Júlio, o que tá fazendo com essa arma apontada?!


Júlio: ( Louco/ sério) Vim acabar com vocês dois, vocês não merecem a felicidade, você tomou o Vinícius de mim.


Lincoln: ( furioso/ parte para cima de Júlio) Seu louco, me dá essa arma, e sai daqui, você é um desgraçado que só brincou com nossos sentimentos.


A câmera mostra Lincoln empurrando Júlio para a rua e o mesmo sai correndo desesperado sem rumo.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 20:( Rua principal/ externo/ manhã)


A câmera mostra a rua com poucos carros em movimento e foca na fachada da prefeitura.


Corte para a

Cena 21: ( Prefeitura/ gabinete/ int/ manhã)


A câmera mostra Andréia entrando na sala com um jornal nas mãos e entrega para Letícia.


Andréia: ( Tranquila) Aqui está Letícia o jornal.


Letícia: (Surpresa) Aqui tá dizendo que no fim da tarde na praça a polícia vai revelar a população o culpado dos crimes que tiveram. Até que enfim, meu Deus.


Andréia: ( Tranquilo) Graças a Deus esse pesadelo vai acabar, agora tenho que terminar de anexar uns papéis na minha mesa.


A câmera sai lentamente mostrando Andréia saindo e Letícia com uma expressão de preocupação.


Corte para a

Cena 22: ( Visão aérea/ Externo/ manhã)


A câmera sobrevoa a cidade ensolarada, mostrando a movimentação dos pedestres no sinal e árvores no parque e na praça.


Corte para a

Cena 23: ( Rio/ externo/ manhã)


A câmera mostra Júlio andando desorientado ouvindo vozes e avistando uma trincheira de pedra e chegando perto vê um precipício não muito grande.


Júlio: ( louco/ desorientado/ gritando) Vocês todos vão me pagar malditos, sai, sai da minha cabeça.


A câmera mostra Júlio se jogando do penhasco e rolando nas pedras e a câmera foca em seu rosto e seu corpo ensanguentado perto de uma pedra e do rio.


Corte para a


Cena 24: ( Visão aérea/ externo/ fim de tarde)


A câmera mostra o sol quase se pondo e a cidade bem agitada. 


Corte para a

Cena 25: ( Praça Principal/ externo/ fim de tarde)


A câmera mostra muitas pessoas se aproximando da praça e bastantes curiosos.


Ana Paula: ( Curiosa) Até que enfim, tomara que apodreça na cadeia.


Oscar: ( Tranquilo) Tô curioso pra saber quem é.


Juvenal: ( Preocupado) Tomara que a polícia chegue logo, pra esse tormento acabar.


Gabriela: ( Com medo) Tenho medo que ele escape e comece a atirar em todos nós.


Elivelton: ( Curioso) Calma mainha ele vai chegar com uma escolta de policiais.


A câmera sai lentamente mostrando as pessoas fazendo um círculo na praça. 


A tela escurece. 


Corta para a


Cena 26: ( Visão aérea/ Fim de tarde)


A câmera mostra o centro da cidade com alguns carros transitando e corta para a praça.


Corte para a

Cena 27: ( Praça Principal/ externo/ fim de tarde)


A câmera mostra todos em círculo e o carro da polícia chegando e alguns policiais fazem uma roda e o Delegado Felipe tira o meliante do carro e na sua cabeça um saco cobrindo o rosto e todos ficam na expectativa.


Patrícia: ( Curiosa) Meu Deus quem será esse? Já que não quis me falar não é mainha?


Camila: ( Nervosa) Você se surpreenderá muito.


Antonio: ( Curioso) Lá vem ele trazendo esse maldito, ainda bem que nosso filho viajou.


Andréia: ( Nervosa) Sim, ainda bem.


D. Felipe: ( Sério/ Grita) Atenção cidadãos!  Aqui está o homem que tirou a vida de três cidadãos desta cidade! E o assassino do Pedro, do Caetano e do Prefeito Timóteo nada mais é que Kaique...


Começou a tocar trilha instrumental de tensão.



A câmera mostra o delegado tirando o saco da cabeça do assassino e todos sem acreditar





Cena 28: ( Praça Principal/ externo/ fim de tarde)


A câmera mostra todos pasmos e sem entender nada e os pais do Rapaz totalmente decepcionados.


Andreia: ( Sem chão/ nervosa) Filho, como pode fazer isso?


Antônio: ( Decepcionado) Você tirou a vida de três pessoas inocentes!


Patrícia: ( chorando) E meu pai, tanto que ele te considerava, tínhamos tanto planos como pôde seu ….


Camila: ( nervosa) Vem filha, a situação é bem chocante.


D. Felipe: ( Sério) Agora anda, fala na frente de todos porque fez isso?!


Kaique: ( cabisbaixo/ grita) Eu sei o quanto todos querem me matar agora, e o que fiz foi porque eles me pegaram no flagra.


Ana Paula: ( Decepcionada) E porque as duas mortes foram na docas, justamente lá?


Kaique: ( frio/ sério) Eu tinha um segundo emprego em uma das concorrentes das docas, e o salário era bem alto e ela precisava das escrituras das docas para prosseguir com o protocolo.


Juliana: ( chorando) Meu pai gostava muito de você, por que?


Kaique: ( frio/ sério) Naquela noite eu entrei por trás e me dirigi até a sala da administração e já estava quase saindo com o documento quando ele me viu, claro que tive que atirar pra não ser descoberto.


Letícia: ( Decepcionada) E quanto ao delegado Caetano e ao meu esposo?


Kaique: ( frio/ sério) O delegado com certeza queria me pegar, e deixei ele chegar até o container e lá agi, e após matar não deu tempo de pegar o documento. E o prefeito Timóteo, eu descobri que ele soube desse emprego e claro como linguarudo ele é, ele não ia perder tempo em me entregar. E pra disfarçar quando sai com minha mãe pra irmos pra casa deixei a porta aberta de propósito, só assim eu chegaria em casa e daria tempo de sair.


Andréia: ( chorando) Filho, como pôde?

Nunca te faltou nada! 


Antonio: ( decepcionado) Você diz que fez tudo isso pra não ser descoberto e olha onde está, algemado e preso!


D. Felipe: ( Sério) Agora como todos sabem a identidade do assassino é hora de levarmos ele pra prisão.


A câmera mostra o delegado colocando o meliante no carro e Andreia e Antônio abraçados chorando e as pessoas chocadas e decepcionadas.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 29: ( Visão aérea/ externo)


A câmera mostra os dias passando e a paisagem da cidade.


            Uma semana depois…


Começou a tocar João Gomes - A Noite.



A música continuou tocando até o início da cena 34.

Corte para a


Cena 30: ( Faculdade/ int/ manhã)


A câmera mostra todos os formandos recebendo homenagem e chega a vez de Patrícia.


Camila: ( sentada/ gritando) É isso aí filha, parabéns!


A câmera mostra todos aplaudindo e sai lentamente mostrando o plano geral da quadra.


Corte para a

Cena 31: ( Visão aérea/ externo)


A câmera mostra a cidade movimentada e algumas pessoas transitando e foca na fachada da Paróquia.


Corte para a

Cena 32: ( Paróquia/ int/ noite)


A câmera mostra a igreja lotada, e Oscar no altar nervoso.


Oscar: ( Nervoso) Ela tá demorando demais padre.


Padre Paulo: ( Sorri) Calma que noiva se atrasa mesmo...


A câmera mostra a noiva entrando e minutos o padre faz a pergunta.


Padre Paulo: ( tranquilo) Ana Paula, aceita Oscar como seu legítimo esposo?


Ana Paula: ( sorri) Sim...


Padre Paulo: ( tranquilo) E Oscar, aceita Ana Paula como sua legítima esposa?


Oscar: ( sorri)

Sim...


Padre Paulo: ( sorri) Pelo poder concedido a mim eu os declaro Marido e Mulher, o noivo pode beijar a noiva.


A câmera mostra os dois beijando os convidados aplaudindo.


A tela escurece


              Uma semana depois...


Corta para a 


Cena 33: ( Visão aérea/ externo/ tarde)


A câmera mostra toda a cidade bem enfeitada para a comemoração de 100 anos de emancipação do município e foca na fachada do centro cultural.


Corte para a

Cena 34: ( Centro cultural/ externo/ tarde)


A câmera mostra o centro cultural bem arrumado e um altar bem elaborado cheio de flores e uma passarela estendida e as cadeiras do lado e outros e alguns amigos e familiares estão vendo os noivos no altar e o juiz de Paz e o Padre Paulo conversando um lado do outro.


Camilo: ( em pé) Meu pai tá tão bonito.


Cláudia: ( Sorri) Sim,o dois estão lindos...


Elivelton: ( Sorri) É isso amigo, sempre torci por vocês dois.


Juiz de Paz: ( tranquilo) E essa união será bem registrada e com vocês a palavra do Padre Paulo.


Padre Paulo: ( tranquilo) Muito obrigado... Quero desejar aos noivos,muitas felicidades e paz...


Todos aplaudem.


A câmera sai lentamente mostrando os convidados em pé e os noivos beijando.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 35: ( Visão aérea/ noite/ externo)


A câmera mostra muitas pessoas na praça com muito movimento e a cidade bem enfeitada e foca no palco.


Corte para a

Cena 36: ( Palco/ Externo/ noite)


A câmera mostra a prefeita Letícia discursando e muitas autoridades locais presentes.


Letícia: ( Discursando ) E é com alegria que declaro a vocês nesses 100 anos de emancipação uma linda salva de palmas.

É um…


A câmera mostra os fogos de artifício estourando no céu e os casais presentes se beijando e a câmera retorna aos fogos e…

                      

FIM


A tela congela e fica Azulada.







Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.