Type Here to Get Search Results !

Marcadores

LÁGRIMAS EM SILÊNCIO - Capítulo 48 (Último capítulo)

 



Novela de Adélison Silva 

Personagens deste capítulo

JANA
LAURA
GIOVANA
GENIVALDO
ELIETE
RAIMUNDA
REBECA
RAVENA
BEATRIZ
JORGE
FÁTIMA
KALEB
MARIA
PANDORA
DARLAN
KIRA
VANESSA
JÚNIOR



Participação Especial:
CELEBRANTE



1. CENA 01/ EXT/ RUA/ CARRO DE JORGE/ DIA/

Fátima está fazendo força para sua filha nascer. Beatriz está a frente ajudando no parto. Jorge está ao lado de Fátima, segurando sua mão e olhando-a com olhos cheios de preocupação.

 

BEATRIZ

- Força, Fátima, já tamos quase lá! Só mais um tiquinho.

 

Fátima faz um esforço final e, finalmente, a criança nasce. Beatriz a pega com cuidado e a examina.

 

BEATRIZ

(sorrindo)

- É uma menina, uma linda menina.

 

FÁTIMA

(sorrindo, mesmo exausta)

- Bruna, o nome dela será Bruna.

 

Beatriz entrega a menina para Fátima, que a segura com cuidado. Jorge está emocionado, seus olhos estão marejados de lágrimas. Ele toca delicadamente o rosto do bebê com o dedo, sorrindo com admiração.

 

JORGE

(emocionado)

- Meu Deus, ela perfeita!

 

FÁTIMA

- Veja, meu amor, a nossa filha!

 

BEATRIZ

- Parabéns aos dois! Agora preciso ir.

 

Beatriz vai saindo discretamente, para dá mais privacidade.

 

FÁTIMA

(chamando)

- Dra. Beatriz!

 

BEATRIZ

(virando-se)

- Sim, Fátima!

 

FÁTIMA

- Muito obrigada, viu? Acho que se cê não me ajudasse correria o risco de perder minha filha.

 

BEATRIZ

- Apenas fiz o meu trabalho como médica. Do fundo do meu coração desejo toda felicidade aos dois. Espero que um dia cê possa me perdoar pelo o que fiz. Quem sabe a gente até se tornam amigas, né?

 

FÁTIMA

- Vamos deixar o tempo cuidar disso, né?

 

BEATRIZ

- Tá certa! Com licença.

 

Beatriz se despede e sai em seu carro. Fátima fica olhando ela partir, depois vira-se pra Jorge.

 

FÁTIMA

- Agora nossa filha nasceu, não vai mais precisar cê  sacrificar seu tempo pra cuidar de mim. Já pode ir atrás de sua amante.

 

JORGE

- Não fale bobagem, meu lugar é aqui com cês.

 

FÁTIMA

- Vamos ver até quando, né?

 

 

2. CENA 02/ INT/ IGREJA CAJADO DA FÉ/ TARDE

A movimentação é intensa enquanto Raimunda, Rebeca e outras mulheres se preparam para o culto.

 

RAIMUNDA

- Aí não filha, põe o banco mais pra trás para não atrapalhar os músicos que vão ficar aí. Jéssica, ajuda ela aí por gentileza. E Vanessa, menina, cadê?

 

Vanessa vai chegando bem na hora, eufórica.

 

VANESSA

- Rebeca!

 

RAIMUNDA
- Oh ela chegando aí, ajuda as meninas aí Vanessa!

 

VANESSA

- Sim senhora.

(virando-se pra Rebeca animada)

- Cê não vai acreditar quem tá lá fora.

 

REBECA

- Oxente, quem é?

 

VANESSA

- É Júnior, seu Pirulito tá aí mulher!

 

Rebeca fica animada, dá uma olhada para Raimunda, que acena positivamente com a cabeça. Rebeca sai correndo, ansiosa para encontrar Júnior.

 


CORTA PARA:

3. CENA 03/ EXT/ IGREJA CAJADO DA FÉ/ PORTA/ TARDE

Júnior em pé de costas para a igreja. Rebeca vai se aproximando toda animada.

 

REBECA

- Júnior! E cê mesmo?

 

Júnior se vira para Rebeca com um sorriso no rosto.

 

JÚNIOR

- Sou eu sim, minha linda. E vim pra ficar, viu? Não consegui ficar longe do cê não.

 

REBECA

- Tô nem acreditando, viu?

 

JÚNIOR

- Oxente, e tá esperando o quê? Venha cá me dá um cheiro!

 

Rebeca corre e se lança no pescoço de Júnior. E os dois dão um demorado beijo.

 

 

4. CENA 04/ EXT/ CLÍNICA PSIQUIATRA/ TARDE

Eliete está sentada no banco, observando o horizonte, absorvendo a tranquilidade do momento. Genivaldo se aproxima, trazendo consigo um buquê de rosas brancas.

 

GENIVALDO

- Oi!

 

ELIETE

- Oxe, mas que é isso? Que flores mais lindas!

 

GENIVALDO

- Trouxe pro cê.

 

Genivaldo sorri, orgulhoso do presente que trouxe para ela. Eliete pega o buquê, sentindo o perfume suave das rosas, mas logo depois olha para Genivaldo com curiosidade.

 

ELIETE

- Mas venha cá, como é que cê conseguiu entrar aqui no céu?

 

GENIVALDO

- Acho que me arrependi de todos os meus pecados, e por isso Deus resolveu me conceder essa graça.

 

ELIETE

- Aleluia meu irmão, que Deus seja louvado!

 

GENIVALDO

- Posso me sentar ao seu lado?

 

ELIETE

- Por favor, fique a vontade.

 

Genivaldo senta ao lado de Eliete, e ela continua admirando o buquê com um sorriso nos lábios.

 

GENIVALDO

- Sabe Eliete, esse tempo que passei sozinho em casa longe do cê, me fez entender como cê faz falta. Também me fez entender que apesar dos apesares, ainda sou apaixonado por cê.

 

Eliete fica um pouco pensativa, depois olha nos olhos dele.

 

ELIETE

- Agora tô entendendo o porquê que Deus permitisse que cê entrasse aqui no céu. Cê é um homem muito bom. E se cê quer saber, também sou muito apaixonada por cê.

 

Ele a abraça e ela deita no ombro dele juntos contemplando o pôr do sol.

 

 

 

5. CENA 05/ INT/ IGREJA CAJADO DA FÉ/ NOITE

Raimunda faz um culto com uma pregação linda sobre fé e respeito pela as diferenças. Sobre o amor real de Deus. Kaleb e Laura se olham um pega na mão do outro.

 

Raimunda está no púlpito. Os fiéis estão reunidos, ouvindo atentamente suas palavras.

 

RAIMUNDA

- Irmãos e irmãs, hoje estamos aqui para celebrar não apenas a nossa fé, mas também a diversidade que Deus nos concedeu. Ele nos ama incondicionalmente, independentemente de quem somos ou de onde viemos. Assim como Ele nos aceita, devemos aceitar uns aos outros, com amor e compreensão. É esse amor real, esse amor divino, que nos une como uma família, independentemente das nossas diferenças.

 

Durante a pregação, Kaleb e Laura, cujos olhares se encontram, trocando um sorriso cúmplice. Eles entrelaçam seus dedos suavemente.

 

Alguns dias depois...

6. CENA 06/ EXT/ PRAIA/ NOITE

Um luau foi preparado com delicadeza, iluminado por tochas e lanternas. No centro do luau, um pequeno altar é montado com flores frescas e velas. Giovana e Kira, vestidas em trajes brancos, olham uma para a outra com amor e expectativa.

 

CELEBRANTE

(sorrindo)

- Queridos amigos, estamos reunidos aqui hoje para celebrar o amor puro e sincero entre Giovana e Kira. Este casamento não é apenas a união de duas almas apaixonadas, mas também a celebração do compromisso, da lealdade e do respeito mútuo. Que este amor continue a crescer e florescer, assim como as ondas do oceano que nos cercam.

 

Giovana e Kira se olham.

 

GIOVANA

(emocionada)

- Kira, desde que cê entrou na minha vida, tudo se iluminou. Seu amor me deu força nos momentos difíceis e alegria nos dias felizes. Prometo lhe amar e lhe respeitar todos os dias de minha vida.

 

KIRA

(cheia de emoção)

- Giovana, Estou honrada em compartilhar minha vida com cê. Prometo ser sua companheira fiel, lhe apoiando em todas as jornadas que a vida nos reservar.

 

O celebrante sorri e faz um gesto para que troquem as alianças.

 

CELEBRANTE

(com ternura)

- Com a troca destas alianças, cês afirmam perante todos nós o amor eterno e a dedicação um ao outro. Que este laço simbolize a união inseparável de seus corações.

 

O casal dá um demorado beijo, enquanto os convidados ao redor aplaudem.

 

 

7. CENA 07/ EXT/ PRAIA/ NOITE

Jana caminha pela areia, seu olhar perdido no horizonte. Ela está visivelmente abalada. Maria se aproxima devagar, seus passos suaves na areia. Ela observa sua mãe por um momento antes de falar.

 

MARIA

(com cuidado)

- Mainha...

 

Jana vira-se para encarar Maria, seus olhos cheios de tristeza e remorso.

 

JANA

(chorando)

- Oh minha linda, sinto tanto... Sinto tanto por não ter conseguido lhe proteger como deveria. Eu deveria ter sido mais forte, mais vigilante. Essa dor que cê carregou durante todos esses anos, foi culpa minha.

 

MARIA

- Não fale bobagem minha mãe.  Cê não tem culpa de nada. Cê sempre fez o melhor que pôde. Nós duas fomos vítimas de daquele monstro, alguém que nunca deveria ter entrado nas nossas vidas. Nós vamos superar isso juntas, como sempre fizemos. Lhe amo, viu minha mãe, e nada disso é sua culpa.

 

Jana soluça e Maria a abraça com força, envolvendo-a em um gesto de amor e consolo.

 

JANA

- Também lhe amo, minha linda. Cê é a coisa mais preciosa que tenho na vida. Tanto que lhe desejei, tanto que lutei pra lhe ter. Agora pode ter certeza, farei tudo o que tiver ao meu alcance para lhe proteger sempre.

 

Elas permanecem abraçadas na praia silenciosa. 


FIM




Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.