Type Here to Get Search Results !

Marcadores

SAGRADA FAMÍLIA - CAPÍTULO 02





SAGRADA FAMÍLIA

“Capítulo 02”

 

Novela criada e escrita por

Wesley Franco

 

 

Personagens deste capítulo

NATHALIA

HUMBERTO

CARUSO

ARLETE

JAYME

ALEXANDRE

RENATA

NENÊ

BABÁ

MELISSA

GUTO

ADELIA

MURILO

REGINALDO

PENELUC

JOYCE

MILICIANO


Esta é uma obra de ficção e sem compromisso com a realidade.


CENA 1. BAJA CALIFORNIA. ROTA TERRESTRE COM OS EUA. EXT. NOITE.

Continuação imediata da cena final do capítulo anterior.

Os milicianos antiimigração começam a disparar tiros na direção do grupo, atingindo várias pessoas que começam a cair pelo chão. Humberto tenta fugir dos disparos, mas acaba atingido por vários tiros nas costas e cai no chão. Atingido, Humberto se arrasta pelo chão por alguns metros, mas já sem forças para ir adiante, desfalece.

CORTA PARA:

CENA 2. CASA DE NENÊ. INT. QUARTO. NOITE.

Nathalia dorme inquieta na cama, se balançando de um lado para o outro e acorda gritando.

NATHALIA – (grita) NÃO!

NATHALIA – (chora) Não, não, não.

Nenê entra no quarto correndo.

NENÊ – (assustada) O que aconteceu minha filha? Ouvir seu grito de lá do quarto, tá sentido alguma coisa?

NATHALIA – (chora) Eu tive um sonho horrível com o Humberto, eu tô sentindo que alguma coisa aconteceu com ele e isso tá me dando uma angústia tão grande que só me dá vontade de chorar.

Nenê se senta na cama e abraça Nathalia.

NENÊ – Calma minha filha, não aconteceu nada com o Humberto, ele sabe se virar bem.

NATHALIA – Já tem dias que ele foi para os Estados Unidos e ainda não deu notícias.

NENÊ – Minha filha se ele não deu notícias ainda é porque ele ainda não conseguiu uma forma de se comunicar. Assim que ele conseguir você terá notícias dele.

NENÊ – Agora deita e tenta descansar, ficar nervosa assim não faz bem para você e nem para o bebê.

NATHALIA – Eu vou tentar me acalmar. Amanhã eu vou trabalhar e vou tentar pensar menos nisso.

NENÊ – Isso minha filha, com a cabeça ocupada você vai pensar menos nessas besteiras que vem em sonho. Agora dorme que eu vou ficar aqui com você, até você pegar no sono.

Nathalia se deita no colo de Nenê que acaricia sua cabeça.

CORTA PARA:

CENA 3. MANSÃO DE CARUSO. INT. HALL DE ENTRADA. DIA.

Caruso desce as escadas vindo do quarto e encontra várias malas no hall de entrada de sua casa.

CARUSO – Quantas malas...a Melissa vai viajar e não avisou nada?

PENELUC – Pelo visto sim viu seu Caruso, mas deve ser uma viagem muito longa porque a dona Melissa mandou colocar todas as roupas dela nas malas.

CARUSO – Todas as roupas? Mas pra onde ela vai que precisa de tantas malas assim?

MELISSA – (Descendo as escadas) Estou indo embora desta casa.

CARUSO – (Confuso) Como assim você está indo embora?

MELISSA – Isso mesmo que você ouviu, eu estou me divorciando de você. A partir de hoje eu não moro mais nesta casa.

CARUSO – (Surpreso) Você está louca Melissa? Resolve se divorciar do nada e apenas me comunica. O que aconteceu para você tomar essa decisão?

MELISSA – Não se faça de idiota Caruso! Eu sei muito bem que você tem uma amante.

CARUSO – Do que você está falando? Que amante? Está ficando louca.

MELISSA – (debocha) Ainda tem a cara de pau de negar de forma tão sínica. Eu contratei um detetive, e tenho fotos suas em momentos bem íntimos com a vagabunda da sua amante.

Caruso fica sem reação diante da fala de Melissa.

MELISSA – Presta atenção Caruso que é bem simples. Irei morar no nosso apartamento no Leblon que agora será apenas meu, você me dará uma boa mesada e eu também quero uma parte das ações da fábrica, e assim poderemos ter um divórcio tranquilo e em paz. Caso contrário, as fotos que eu tenho irão sair nas colunas sociais e eu me colocarei no papel de vítima, e eu juro que eu vou tirar até seu último centavo.

CARUSO – Você não faria isso comigo e com a nossa filha.

MELISSA – Com você eu faria coisas ainda pior, joguei esses últimos anos da minha vida no lixo estando ao seu lado. A única coisa boa que você me deu foi a nossa Bárbara, que enquanto eu não me estabelecer completamente no Leblon, fica aqui. Depois a gente vê o que faz.

Melissa pega sua bolsa que está em cima de uma das malas.

MELISSA – Peneluc ajude o Antônio a colocar as malas no carro, são muitas e não quero que demore.

PENELUC – Sim senhora.

Peneluc pega algumas malas e leva até o carro que está do lado de fora da casa.

MELISSA – Adeus Caruso, faça bom proveito da casa. (solta beijinho)

Melissa sai da mansão e deixa Caruso incrédulo no hall da casa.

CORTA PARA:

CENA 4. CASTRO COSMÉTICOS. INT. SALA DA VICE-PRESIDÊNCIA. DIA.

Alexandre está sentado na sua sala analisando uns papéis até que o telefone toca e ele atende.

ALEXANDRE – (ao telefone) Diga.

SECRETÁRIA – (no outro lado da linha) O Senhor Reginaldo já está aqui, posso mandá-lo entrar?

ALEXANDRE – (ao telefone) Sim, estava à espera dele.

Alexandre desliga o telefone e após alguns instantes Reginaldo entra na sala carregando uma maleta.

ALEXANDRE – (sorrindo) Grande Reginaldo! Como foi de viagem?

Alexandre se levanta, ergue a mão e cumprimenta Reginaldo.

REGINALDO – (sorrindo) Uma maravilha! Exatamente como esperávamos.

ALEXANDRE – Perfeito, e quanto rendeu desta vez?

REGINALDO – Conseguimos desfalcar 200 mil dólares.

ALEXANDRE – Bingo!

REGINALDO – É um valor bastante razoável, você não acha perigoso fazer retiradas tão grandes?

ALEXANDRE – Eu cuido da parte financeira da empresa, o Jayme nunca vai desconfiar. Desde que a esposa e o filho morreram, ele está muito distante de tudo que envolve os negócios.

REGINALDO – Desde o acontecido, o Jayme nunca mais foi o mesmo. Muito triste.

ALEXANDRE – Sim...mas vamos falar de coisas boas. Nesta mala ai está o dinheiro?

REGINALDO – Sim, 200 mil dólares em notas de 100.

Reginaldo abre a mala e expõe a maleta repleta de dólares.

ALEXANDRE – (Sorrir) Lindas.

Alexandre fecha a maleta e a coloca em cima da sua cadeira.

ALEXANDRE – É muito bom fazer negócios com você.

REGINALDO – Sempre um prazer.

ALEXANDRE – Se eu não tivesse que levar essas verdinhas com segurança para um lugar seguro, te convidaria para tomar um whisky.

REGINALDO – Não se preocupe, o whisky fica para depois, hoje preciso chegar cedo em casa, meu filho está completando 18 anos.

ALEXANDRE – Então, tenha uma boa festa e amanhã esteja cedo aqui.

Alexandre ergue as mãos para cumprimentar Reginaldo.

CORTA PARA:



CENA 5. CASA DE ANTÔNIO. INT. COZINHA. DIA.

Pelenuc conversa com seu marido Antônio enquanto dá comida a seu filho Murilo que está sentado em uma cadeira para bebê.

PELENUC – Você precisava ver a cara que o seu Caruso ficou quando a dona Melissa avisou que estava indo embora.

Pelenuc dá risada e o bebê Murilo também rir.

PENELUC – Olha até o Murilinho riu.

ANTÔNIO – A dona Melissa foi extremamente fria. Eu levei ela até o apartamento do Leblon e ela parecia muito feliz para alguém que estava se separando.

PENELUC – E ela vai achar ruim? Ganhou um belo de um apartamento de frente pro mar, vai ganhar uma gorda de uma pensão e ainda se livrou dos chifres que o marido dava. Foi a melhor escolha pra ela!

ANTÔNIO – O seu Caruso passava de todos os limites, lembra daquela vez que a gente teve que esconder uma das amantes dele aqui para dona Melissa não flagrar? Não duvido nada que muito em breve ele não coloque a amante dentro de casa.

PENELUC – E pode anotar, ele vai trair essa daí com outras, porque aquele ali não é homem de uma mulher só.

ANTÔNIO – É...mas isso não é assunto nosso, você é a empregada da casa e eu apenas sou um motorista. Eles que são ricos, eles que se entendam.

CORTA PARA:

CENA 6. MANSÃO DA FAMÍLIA CASTRO. INT. BIBLIOTECA. DIA.

Nathalia limpa os livros e objetos da biblioteca, ao mexer nas revistas encontra uma que lhe interessa e começa a folhear, quando é surpreendida pela governanta da casa.

ADÉLIA – O que está bisbilhotando aí mocinha?

NATHALIA – (assustada) Me desculpa dona Adélia, achei a capa dessa revista tão bonita que me deu curiosidade de abrir.

ADÉLIA – Não precisa se desculpar, realmente ela tem uma capa muito linda. Pode ficar com a revista para você. Agora preciso que você termine de limpar este cômodo o mais rápido possível, os patrões já devem estar chegando.

NATHALIA – Obrigada. Termino já.

ADÉLIA – Quando você termina, pode ir.

CORTA PARA:

CENA 7. CASTRO COSMÉTICOS. INT. CORREDOR. DIA.

Alexandre sai da sua sala e encontra Caruso chegando a empresa.

ALEXANDRE – (Sorrir) Chegando tarde assim Caruso, logo você. E que cara é essa?

CARUSO – A cara de quem acordou de manhã e descobriu que estava separado.

ALEXANDRE – (surpreso) Separado?

CARUSO – A Melissa foi embora de casa. Ela descobriu que eu estava com uma amante e pediu o divórcio.

ALEXANDRE – Mas essa não é a sua primeira amante, e provavelmente não é a primeira que ela descobre. Ela te pegou na cama com ela?

CARUSO – Não, ela contratou um detetive, conseguiu fotos minhas com a garota e com isso ela tinha munição suficiente para pedir um bom divórcio.

ALEXANDRE – (Rir) Que mulher geniosa foi essa que você foi casar meu caro, mas veja pelo lado bom você agora é um homem livre.

CARUSO – (sorrir) A única vantagem do divórcio.

CORTA PARA:

CENA 8. CASA DE ARLETE. INT. SALA. DIA.

Arlete fala com Joyce ao telefone.

JOYCE – (ao telefone) É isso mesmo que você ouviu, não se fala outra coisa pelos corredores da empresa. O Caruso se separou da esposa, ela descobriu o caso de vocês dois. É a sua oportunidade de fisgar o Caruso de uma vez.

ARLETE – Essa é a melhor notícia que eu poderia receber. Agora ele não tem mais motivos para não assumir a nossa relação.

JOYCE – (ao telefone) Ele nunca quis te assumir, essa é a verdade que você não enxerga., porque se ele realmente quisesse você ele teria pedido divórcio, mas quem pediu foi ela.

ARLETE – Eles dois tem uma filha, ela fazia chantagem emocional com ele utilizando a filha.

JOYCE – (ao telefone) Pois você deveria fazer o mesmo.

ARLETE – Como fazer o mesmo? Eu não tenho filho com o Caruso.

JOYCE – (ao telefone) Diga a ele que você está grávida. Se aproveita desse momento de fragilidade dele, mente que está grávida e que ele deve assumir a criança e você.

ARLETE – Você acha que isso vai dar certo?

JOYCE – (ao telefone) O golpe da barriga é um truque bem antigo, ainda funciona, ainda mais se ele realmente sentir alguma coisa por você,  ai você captura ele de uma vez!

CORTA PARA:

CENA 9. CEMITÉRIO. INT. MAUSÓLEU DA FAMÍLIA CASTRO. DIA.

SONOPLASTIA: Eu não existo sem você – Maria Bethânia

CAM filma lápide da esposa e do filho de Jayme. Em seguida aparece Jayme de joelhos depositando flores sobre o túmulo dos dois.

JAYME – Hoje eu passei o dia todo pensando em vocês, não conseguir trabalhar e nem fazer nada além de passar o dia com as lembranças de vocês na minha cabeça.

JAYME – Eu sei que não vou esquecer vocês nunca, para sempre vão estar no meu coração, mas eu peço tanto a Deus que me faça de alguma forma ser feliz de novo.

JAYME – Mas eu acho que eu só seria feliz de novo se eu pudesse ter vocês de volta.

JAYME – Tudo me lembra vocês, a falta que vocês me fazem é tanta.

Jayme chora bastante de cabeça baixa sobre lápide.

SONOPLASTIA OFF.

CORTA PARA:

CENA 10. MANSÃO DA FAMÍLIA CASTRO. INT. SALA DE JANTAR. NOITE.

Renata entra na sala de jantar e encontra a babá alimentando Guto.

RENATA – Ele tá comendo direitinho?

BABÁ – Sim dona Renata, o menino Guto come que é uma beleza.

RENATA – Eu bem sei, era o tempo todo querendo mamar.

Adélia entra na sala de jantar.

ADÉLIA – O jantar já está pronto senhora Renata, se quiser já posso servi-la.

RENATA – Nem o Alexandre e nem o Jayme chegaram ainda, vou esperar eles. Detesto jantar sozinha.

ADÉLIA – O seu Jayme já deve está chegando, agora o seu Alexandre telefonou e pediu para avisar que não o esperasse para jantar que ele ficaria na empresa até mais tarde.

RENATA – O Alexandre passa o dia todo naquela empresa, deveria ao menos estar aqui na hora do jantar.

RENATA – Então pode servir o jantar Adélia, não vou esperar o Jayme, porque é bem capaz dele chegar, nem querer jantar aqui embaixo e se prender lá dentro do quarto. Um fica preso dentro do escritório o dia inteiro, o outro gosta de ficar preso o dia inteiro no quarto. Santa paciência!

CORTA PARA:

CENA 11. APARTAMENTO DE MELISSA. INT. SALA. NOITE.

A campainha toca e Melissa vai abrir. Ao abrir a porta ela dá de cara com Alexandre que sorrir e logo entra.

MELISSA – Como você descobriu meu endereço tão rápido?

ALEXANDRE – (sorrir) Eu tenho meus contatos. Assim que seu marido me contou do divórcio, eu corri para descobrir onde você tinha se instalado.

ALEXANDRE – Você foi muito esperta em enquadrar o idiota do Caruso.

MELISSA – (sorrir) Eu sou esperta para tudo, por isso você tome cuidado também.

SONOPLASTIA: Simplesmente Mulher – Silvia Manchete

Alexandre agarra Melissa e a beija com bastante intensidade.

ALEXANDRE – Você que precisa ter cuidado comigo!

Melissa beija Alexandre. Os dois começam a se pegar na sala do apartamento. Alexandre retira toda a roupa de Melissa e a empurra pelada no sofá. Alexandre retira a camisa e a calça, se jogando de cueca em cima de Melissa.

CORTA PARA:

SONOPLASTIA OFF

CENA 12. MANSÃO DA FAMÍLIA CASTRO. EXT. NOITE.

Nathalia deixa a mansão e se encaminha para sua casa, ao atravessar a rua é surpreendida por um carro dirigido por  Jayme, que por uma distração não percebe a presença de Nathalia atravessando a rua e a atropela. Nathalia cai no chão desacordada.

CONGELAMENTO EM  NATHALIA CAIDA NO CHÃO.




Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.