Type Here to Get Search Results !

Marcadores

FAÇA A SUA SORTE - CAPÍTULO 12 . ESPECIAL

 










CENA 01. DELEGACIA.SALA DE VISITAS.NOITE

A sala de visitas da delegacia está envolta em uma atmosfera tensa e sombria. Romina entra, seus passos hesitantes ecoando no silêncio. Seus olhos se arregalam ao ver Paty sentada ali, uma expressão séria e preocupada estampada em seu rosto.

 

Romina - [surpresa] Paty? O que você está fazendo aqui novamente?

Paty olha para Romina com pesar, sua voz ecoando com parcimônia enquanto ela se levanta para se aproximar.

Paty - [com seriedade] Romina, você precisa ser forte.

Romina franze a testa, confusa e inquieta.

Romina - [inquietante] O que você quer dizer? O que aconteceu?

Paty respira fundo antes de revelar a notícia devastadora.

Paty-  [com cautela] Houve uma perseguição esta manhã... entre a polícia e Max...

A expressão de Romina se transforma em puro desespero.

Romina - [em um sussurro] Max... o que aconteceu com ele?

Paty baixa os olhos, incapaz de suportar a dor que está prestes a causar a Romina.

Paty - [com pesar] Max sofreu um grave acidente... Seu carro caiu no mar... Infelizmente, não há chance de sobrevivência...

Romina balança a cabeça em negação, seu coração apertando em seu peito.

Romina - [em desespero] Não... não pode ser...

Ela começa a se sentir desnorteada, as lágrimas começando a escorrer por seu rosto enquanto a realidade da perda de Max se instala.

Romina - [gritando, batendo na mesa] Não! Eu preciso sair daqui! Eu preciso encontrá-lo! Ele precisa saber que vai ser pai!

Paty se levanta, as lágrimas rolando livremente por seu rosto enquanto ela tenta confortar Romina.

Paty - [com voz trêmula] Romina, eu sinto muito... Eu sinto muito...

Romina se afunda na cadeira, suas mãos tremendo enquanto ela se agarra à última esperança de que Max ainda está vivo.

Romina - [soluçando] Não, Paty... ele não pode estar morto... Ele não pode...

Paty se aproxima e envolve Romina em um abraço apertado.

 

CENA 02. CASA DE MARISOL. QUARTO. NOITE

A maleta de Romina está posicionada no centro da cama. Marisol olha para ela com curiosidade, seus olhos brilhando com a tentação.

Marisol - [murmurando para si mesma] O que será que aquela mulher guardou nessa maleta?

Após um momento de hesitação, Marisol finalmente se enche de coragem e abre a maleta. Seus olhos se arregalam ao se deparar com os diamantes que reluzem dentro dela. Marisol fica chocada, incapaz de acreditar no que está vendo.

Marisol- [com a voz tremendo de excitação] Diamantes! São diamantes de verdade!

Ela pega um dos diamantes e o segura contra a luz, maravilhada com sua beleza.

Marisol- [gritando de alegria] Eu não posso acreditar!Eu estou rica!

Marisol começa a dançar, gritando de felicidade e pulando de alegria.

Marisol- [continuando a dançar] Adeus, contas a pagar! Olá, vida de luxo!

Ela pega mais alguns diamantes da maleta e joga para o alto, rindo enquanto os observa cintilarem no ar.

Marisol- [sorrindo radiante] Quem diria que ajudar uma criminosa poderia ser tão lucrativo!

Ela continua a dançar e comemorar, seu sorriso não deixando seu rosto enquanto ela desfruta da inesperada fortuna que caiu em suas mãos.

CENA 03. RESTAURANTE.INT.NOITE

O restaurante é elegante e romântico, com velas iluminando as mesas e música suave ao fundo. Juliano e Inara estão sentados em uma mesa, observando o ambiente ao redor. Inara, com seu jeito espontâneo, olha para os arredores com admiração, deixando escapar um sorriso maravilhado.

Inara - [batendo no braço de Juliano] Caramba, Juliano, olha só esse lugar! Tô até boba!

Juliano a interrompe gentilmente, segurando a mão dela.

Juliano- [sorrindo] Na verdade, eu te trouxe aqui porque queria um lugar mais reservado para nós dois conversarmos. Tem algo importante que eu preciso te dizer.

Inara se recompõe, sua expressão mudando para uma mistura de curiosidade e apreensão.

Inara - [séria] O que é, Juliano? O que tá acontecendo?

JULIANO respira fundo, reunindo sua coragem antes de falar.

Juliano- [com sinceridade] Inara, eu queria dizer que... eu entendo que as coisas têm sido difíceis...

Inara olha para ele, seus olhos se enchendo de lágrimas.

Inara- [com a voz embargada] Juliano, eu... eu preciso te pedir perdão. Por ter te abandonado para correr atrás daquele velho rico...

Juliano estende a mão para secar suas lágrimas, sua expressão suavizando.

Juliano- [com compreensão] Shh, não precisa se desculpar, Inara. Eu sei que as coisas não foram fáceis para você. Mas o que importa é que estamos aqui agora, juntos.

Inara suspira, reunindo sua coragem para compartilhar sua história.

Inara- [com um nó na garganta] Eu sempre fui pobre, sempre lutei para sobreviver. E quando aquele homem rico apareceu, parecia um sonho. Eu me deixei levar pelo brilho do dinheiro, pelo conforto que ele poderia me proporcionar. Mas agora eu vejo que nada disso importa se eu não estiver ao seu lado.

SONOPLASTIA ON: “Faz uma loucura por mim – Malia

Juliano a encara, seus olhos cheios de compaixão e amor.

Juliano- [suavemente] Inara, eu te amo. E estou disposto a passar uma borracha em tudo o que aconteceu e começar do zero. Nós dois juntos, enfrentando o mundo.

Inara sorri. Uma mistura de alívio e gratidão se espalhando por seu rosto.

Inara- [comovida] Juliano, eu também te amo. E eu prometo que vou fazer tudo para merecer o seu amor e confiança.

Juliano, com um sorriso radiante, se levanta da mesa e ergue os braços para o alto.

Juliano - [gritando para todos no restaurante] Eu amo Inara! Eu amo ela mais do que qualquer coisa neste mundo!

Aos poucos, os olhares dos outros clientes se voltam para Juliano, e então para Inara, que fica ligeiramente envergonhada com a demonstração pública de afeto.

Inara- [sorrindo, levantando-se também] E eu amo o Juliano!

Juliano caminha até ela com determinação, sua expressão transbordando de amor e admiração.

Juliano- [pegando a mão de Inara e beijando-a com ternura] Você é tudo pra mim, Inara.

Em um momento de pura felicidade e cumplicidade, Juliano e Inara se abraçam e se beijam apaixonadamente. O resto do restaurante irrompe em aplausos e assobios, celebrando o amor que transborda entre o casal.

SONOPLATIA OFF.

CENA 04. DELEGACIA. CELA DE ROMINA. NOITE

Dentro da cela, Romina está sentada em um banco de concreto, olhando ao redor com os olhos marejados. O silêncio é ensurdecedor, apenas quebrado pelo som distante das chaves dos guardas. Romina fecha os olhos, permitindo que as lembranças inundem sua mente.

SONOPLASTIA ON: “MY ALL – MARIAH CAREY

Romina - [em um sussurro, com a voz embargada] Max...

As lembranças dos momentos felizes com Max invadem sua mente. Ela se lembra dos sorrisos, dos abraços, das promessas de um futuro juntos. Seu coração se aperta com a dor da perda.

Romina - [com lágrimas rolando por seu rosto] Por que, Max? Por que você teve que ir embora?

Ela luta para conter os soluços, mas a dor é avassaladora demais. A imagem de Max, sorrindo e vivo, é difícil de reconciliar com a realidade sombria da sua ausência.

Romina - [com voz trêmula] Não consigo aceitar que você se foi...

Romina se encolhe em um canto da cela, abraçando seus joelhos enquanto as lágrimas continuam a cair. O vazio ao seu redor parece ecoar sua angústia, deixando-a afundar ainda mais na escuridão da tristeza e do desespero.

CENA 05. RIO DE JANEIRO. PLANO GERAL. AMANHECER

Com a sonoplastia da cena anterior ainda ativa, são mostradas as paisagens em geral do Rio de janeiro na transição da noite para o dia.

 

CENA 06. COMPILADO DE ACONTECIMENTOS. PASSAGENS DE TEMPO

SONOPLASTIA ON: “ERA UMA VEZ – KELL SMITH

A sonoplastia começa a tocar suavemente, enchendo as cenas de emoção e melancolia.

Romina na Cadeia:

Romina está em uma cela, com expressão de dor e angústia, enquanto recebe ajuda para dar à luz. Ela segura a mão do médico com força, os olhos cheios de lágrimas de sofrimento e esperança.

 

Juliano e Inara:

Juliano e Inara estão diante do altar, trocando votos de amor eterno. Eles olham um para o outro com ternura e felicidade, enquanto os convidados sorriem e aplaudem. O amor deles é palpável no ar.

Paty está sentada em sua cadeira de rodas, observando a cerimônia de casamento com uma mistura de alegria e tristeza em seu rosto. Seus olhos brilham com emoção enquanto ela segura a mão de um ente querido ao seu lado.

 

Marisol:

Marisol está relaxando em uma banheira de espuma, com uma taça de champanhe na mão. Um sorriso radiante ilumina seu rosto enquanto ela desfruta de um momento de paz e tranquilidade.

 

Paty, Juliano, Inara e a Filha de Romina:

Juliano e Inara estão em um campo ensolarado, brincando com a filha de Romina, que tem aproximadamente 2 anos de idade agora. Eles riem e correm juntos, compartilhando momentos de pura felicidade e inocência.

 

Paty está sentada em sua cadeira de rodas, bastante debilitada, assistindo com um sorriso gentil. Juliano, Inara e a filha de Romina vão até Paty e brincam de ciranda ao seu redor. Seus olhos estão cheios de amor e gratidão pela família que ela encontrou em seus amigos.

 

Há uma transição comovente, mostrando Juliano, Inara e a filha de Romina continuando a brincar de ciranda no mesmo campo, mas sem Paty. O vazio deixado pela ausência de Paty é palpável, mas o amor e a união da família permanecem fortes.

A cena termina com um momento de silêncio, enquanto a sonoplastia continua a tocar suavemente ao fundo, envolvendo os leitores em um turbilhão de emoções.

 

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.