Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Entrelaçados - Capítulo 22



CAPÍTULO  22


Criada e Escrita por ANDIE ARAÚJO 


Diretor de Núcleo DENNIS CARVALHO 


CENA 01.SALA DE ESTAR/ APART. DE MIGUEL. INT. NOITE.

Continuação do capítulo anterior.Marinho beija Jasmin. Miguel adentra o apartamento e vê o beijo tórrido do casal. Jasmin percebe, se desvencilha.

JASMIN sussurra: Miguel?!

Miguel não fala nada, deixa uma lágrima cair. Jasmin se aproxima de Miguel.

JASMIN: Meu amor, me escuta!

MIGUEL: Não precisa falar nada, eu tô vendo!

Jasmin balbucia algumas palavras.

MIGUEL: No nosso apartamento, Jasmin…

JASMIN desesperada aos prantos: Eu te amo, Miguel. Eu te amo demais…

MIGUEL: Traição, um ato de amor! Isso que você chama de amor? Você não sabe amar!

Miguel vai saindo, Jasmin aos prantos. Marinho apenas observa tudo, estático.

Corta para:


CENA 02. SALA DE ESTAR/ COBERTURA DE TERESA. INT. NOITE.

Continuação da cena 09, capítulo anterior. Teresa, Leandro e Lia ali.

LIA: Que fotos são essas aí?

LEANDRO: Não é da sua conta! Vai dormir, maninha!

LIA: Chato!

Lia sobe o lance de escadas chateada.

TERESA: Calma, Leandro. Sua irmã não tem nada a ver com isso! Não precisa ser rude com ela. Mas o que está pensando em fazer?

LEANDRO: Não sei. Poderia mandar essas fotos de modo anônimo para o tal Seixas…

Teresa pensativa.

TERESA: Não faz nada ainda, vou pedir ajuda para a Stella, ela há  de ajuda!

Leandro e Teresa ali.

Corta para:


CENA 03. RUA DO CATETE. INT. NOITE.

Miguel saindo do prédio aos prantos. Jasmin atrás, ela se aproxima, tenta segurar ele. A medida que vão discutindo, transeuntes vão se aproximando, observando toda a cena.

MIGUEL: Não encosta em mim! Volta pro seu amante!

JASMIN: Eu não tenho amante nenhum, Miguel.

MIGUEL sarcástico: Além de corno, eu sou louco? É isso? Vagabunda!

JASMIN: Não fala assim comigo!

MIGUEL: Eu tô sentindo nojo de você! Decepção. Você é a maior decepção da minha vida!

JASMIN Aos prantos: Miguel… 

Jasmin chora e acaba sentando no meio-fio. E fica ali aos prantos enquanto Miguel vai se afastando.

Corta para:


CENA 04. BOATE. INT. NOITE.

A CAM passeia pelo local. Muitas pessoas na pista de dança. Pessoas alegres, bebendo, se divertindo. A CAM vê ali Helena dançando, exuberante ao som de “Water - Tyla”. Ela atrai os olhares dos homens ali.

Leonardo, Miro e Nanda chegam ao local. Os olhos de Léo ficam hipnotizados com Helena dançando.

Corta para:


CENA 05. QUARTO DE JASMIN/ CASA DE MARGARIDO. INT. NOITE.

Jasmin e Gardênia ali. Jasmin deitada na cama, aos prantos. Reação surpresa de Gardênia ao que Jasmin revelou.

GARDÊNIA: Como você pôde, Jasmin? (t) Eu sabia que você estava escondendo algo, sabia. Por quê, minha?

JASMIN: Foi algo de pele, mãe. Não foi premeditado! Foi um tesão que foi subindo, uma paixão avassaladora, mãe! Amor, amor eu sinto pelo Miguel.

GARDÊNIA: Que amor é esse? Que machuca? Que trai? Isso não é amor, é canalhice.

JASMIN: Eu tô me sentindo a pior das mulheres… Que vergonha!

Jasmin desolada, chora. Gardênia tocada, abraça a filha.

GARDÊNIA: Eu tô aqui. Tua mãe tá aqui pra tudo, filha!

Gardênia ali consola a filha.

Corta para:


CENA 06. QUARTO DE MIGUEL/ CASA DE JERÔNIMO.

A CAM passeia pela instante cheia de livros jurídicos. Miguel aos prantos. Ele com raiva dá um soco no espelho, que se trinca. Sangue sai das mãos de Miguel.

MIGUEL: Eu te amei, desgraçada! Eu te amei!

Miguel se olha pelo espelho trincado.

Corta para:



CENA 07. BOATE. INT. NOITE.

Helena sai da pista de dança, ofegante. Ela é interceptada por um homem, que vem com um drink.

HOMEM: Um drink?

HELENA incomodada: Não, não. Obrigada!

HOMEM insiste: É  pra você, gata!

Ele é insistente, importuna.

HELENA: Sai. Que saco!

Do outro lado, Leonardo percebe a movimentação e se aproxima.

LEONARDO: Não se tocou que ela não quer nada com você?

O homem fica intimidado e sai. Helena se faz de indiferente.

HELENA: Não precisava. Sei me cuidar!

Helena sai, Leonardo a segura.

LEONARDO: Você tá linda!

HELENA: Eu sempre soube disso, dá licença.

Helena sai. Leonardo ali.

LEONARDO: Eu pego essa mulher!

Leonardo observa Helena, admirado.

Corta para:



CENA 08. CATETE. EXT. DIA.

Instrumental dramático. Pessoas andando pelas ruas, lojas abrindo.

Corta para:


CENA 09. SALA DE ESTAR/ CASA DE JERÔNIMO. INT. DIA.

Jerônimo abrindo a porta. Jasmin contida. Jerônimo paciente.

JERÔNIMO: Você?!

JASMIN: Seu Jerônimo, O Miguel… eu quero muito falar com ele.

JERÔNIMO: Eu acho que não é o momento de conversarem… os ânimos ainda estão exaltados! Por favor…

JASMIN: Por favor, Seu Jerônimo, pede para ele vir falar comigo!

JERÔNIMO mente: Ele não dormiu em casa.

JASMIN: Ele dormiu aqui, sim. Eu vigiei da janela lá de casa!

Miguel vem de dentro.

MIGUEL: Acho que não entendeu… Fora daqui!

JASMIN: Miguel?

MIGUEL: Vaza daqui! Eu não quero te olhar nunca mais…

Jasmin tenta, mas não insiste mais e dá meia-volta. Jerônimo fecha a porta. Miguel fica ali sério.

Corta para:

CENA 10. PORTARIA PRÉDIO. INT. DIA.

Porteiro ali em suas funções. Mauro passa com Lucca para ir a escola.

PORTEIRO: Bons dias!

MAURO: Bom dia!

LUCCA: Bom dia!

Porteiro faz gesto chamando Mauro para um particular.

MAURO: Filho, espera lá no portão!

LUCCA: Tá bom, papai!

Mauro beija a testa do filho e Lucca sai.

MAURO: Então, o que foi?

PORTEIRO: O síndico pediu para avisar que a conta de luz já está a dois meses sem pagar! Ele avisou que estão prestes a cortar sua luz.

MAURO: Ok. Eu vou providenciar isso! Valeu!

Mauro cumprimenta o porteiro e sai. Encontra Lucca no portão e os dois saem.

Corta para:

CENA 11. CATETE. INT. DIA/ NOITE.

Ao som de “Mapa - Melim, Vitor Kley”. O pôr-do-sol caindo. As luzes do Bairro começando a se acender, trânsito caótico do bairro. A noite chega.

Corta para:

CENA 12. SALA DE ESTAR/ APART. DE MAURO. INT. NOITE.

Lucca sozinho. Ele assistindo algo na TV. Luzes oscilam. A luz da casa apaga. Lucca se assusta.

LUCCA: Pai! Pai!

Lucca passa por todos os cômodos. Mauro não está. Lucca vai até  uma gaveta.

LUCCA pensando: A Tia Do Carmo deixou as velas por aqui… achei.

O menino pega a caixa de velas e uma caixa de fósforo. Ele acende a vela de cera e põe em uma mesinha perto da janela, que está aberta.

Lucca se encolhe no sofá e fica ali. Close na chama da vela se movimentando.

A cena congela, um esfumaçado azul, como se fosse uma neblina.

FIM DO CAPÍTULO




Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.