Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Sem Rastro - Episódio 04

 

Sem Rastro Episódio 4: Bento, o jardineiro



Cena 1 / velório de Rodolfo/ext/ manhã


Otávio pega na cintura de Lúcia e dá um beijo na moça.
Pausa dramática...

A moça se solta dos braços do rapaz de lhe dá um soco no olho, ele cai um pouco desorientado.
Lúcia: Que porcaria é essa? Você tá maluco? Eu sabia que não devia ter vindo.

Otávio: Espera, eu gosto de você!

Lúcia: Por acaso eu tenho cara de idiota? Eu não sei o que você faz com essas mulheres fáceis por aí, mas te garanto que não vai acontecer comigo.

Otávio: Espera.

Lúcia sem dar ouvidos  deixa o lugar furiosa, Otávio fica para trás passando a mão em seu olho inchado polo soco.

Otávio: Caramba! Que beijo! Aí! E que soco também.



Cena 2/ delgacia / sala de Lúcia/ int /tarde



Lúcia chega estressada no trabalho entra em sua sala e em uns instantes chama o policial.

Lúcia: Policial, pode trazer o primeiro suspeito, Bento, o jardineiro.

Então o policial vai até a sela e traz Bento.
Lúcia: Hum, então você é o Bento né?

Bento: Sim senhora!

Lúcia: O Rodolgo era um bom patrão?

Bento: Sim, comigo ele era muito bom, respeitava, me tratava bem, ele tinha problema era com os outros funcionários.

Lúcia: Sei! Olha Bento, se você contar logo a verdade eu garanto que você vai se dar muito bem.
O homem pensa um pouco e diz:

Bento: É mesmo? Então eu tenho uma coisa para contar.



Cena 3 / sela da delegacia/int/ tarde



Os empregados estão na sela conversando entre si.
Bety: Coitado, o pobre do Bento, está morrendo de medo que descubram o irmão dele.

: Sinceramente, eu acho que foi o Elizeu.

Maria: Bom faz sentido.
Bety se levanta da cama rapidamente.

Bety: Verdade com o que o patrão fez com ele, eu tenho quase certeza que foi ele.

Maria: Rapaz mas o patrão bem que mereceu, ele era muito covarde, eu aposto que ele deve estar em lugar muito ruim agora.

: Eu me pergunto, o que será que ele fez com a esposa do Elizeu? Ela era um pedaço de mal caminho!

Bety: Olha só Jó, não se cobiça a mulher dos outros não!

Maria: Até por que a pobrezinha teve um fim horrível.

Jó( olhando para o alto): Isso mesmo! Nem ela e nem aquela criança mereciam
aquilo.

Os três lamentam.



Cena 4/ galpão da máfia/ int/  tarde



Otávio chega no local, ao encontro de Tubarão e Pessanha.
Pessanha: E como foi com a princesinha.

Otávio: Eu a beijei, e ela me deu isso.
Então ele aponta para o olho roxo, todos no local começam a sorrir.

Tubarão: Então a princesinha é valente?

Otávio: muito.

Tubarão: Eu acho que é você que não concegue domar uma onça.
Todos dão gargalhadas.

Otávio: Mas eu tenho que assumir que o beijo dela não saí da minha cabeça.

Pessanha: Hum tá ficando apaixonado.

De repente as portas do galpão se abrem, vários homens entram com caixas carregadas de mercadoria.


Cena 5 / delegacia/ int/ tarde


Lúcia fica animada com Bento , ela se senta na mesa em frente ao homem.
Lúcia: Então me conte...

Bento: Eu percebi coisas estranhas.

Lúcia: E que coisas são essas?

Bento: O Jó. Ele de uns dias para cá, ele anda meio cabreiro e calado, ele diz que odeia o patrão. E dois dias antes do atentado ele retirou todas as câmeras da casa dizendo que era para manutenção.

Lúcia: Você me garante isso?

Bento: Sim senhora.

Lúcia: Policial traga o Jó , quero que o Bento diga isso na cara dele.

Bento se desespera com  a atitude de Lúcia, pois ele não queria mentir na cara do amigo.



Cena 6 / galpão dos mafiosos/ int/ tarde


Otávio está sentado em um banco pensando em seu pai e em Lúcia .
Otávio: Será que ela vai encontrar quem matou meu pai?

Tubarão se aproxima...

Tubarão: O Pessanha mandou investigar ela, pois é cara ela não perde um caso, e por isso ele sentiu medo dela acabar descobrindo os negócios dele, nós não podemos deixar o Jó dar testemunho, se não estaremos fritos.

Otávio: O que vão fazer?

Pessanha: Isso é só com  a gente. Você se atente de deixar a sua namoradinha feliz e bem londe da gente.

Otávio: Ok.


Cena7 / sela da delegacia/int/  tarde.



Os presos continuam conversando...
Maria:  Jó, por que você se importa tanto com a esposa do Eleizeu?

: Nada demais, ela era uma boa pessoa, mas teve que partir de uma forma tão triste, ela e o bebê.

Bety: O Elizeu estava babando o bebê, pena que a mãe e a criança tiveram o fim tão triste.

O polícia entra na sela e leva Jó, as mulheres ficam apreensivas.


Cena 8/ sala de Lúcia na delegacia/ int / tarde


Lúcia coloca Jó e Bento frente a frente, para que Bento confirme o que o mesmo disse.

Lúcia: Olha sr Jó, eu nem ia te chamar hoje, mas o Bento me deu informações, e fez com que você se tornasse a única suspeita, por isso quero que ele fale na sua cara, e me confirme essa versão.

: Seu maldito traidor, e eu pensava que nós éramos amigos.
Então Jó tenta partir para cima de Bento mas é segurado.

Bento: Sim Jó e você o culpado.

: Sabe por quê dona Lúcia, que ele quer jogar a culpa em mim? Ele não quer que ninguém saiba que ...

Bento o interrompe gritando.
Bento: Cala a boca.

Lúcia: Silêncio Bento.

: Ele não quer que vocês saibam do irmão dele, Eleizeu o antigo mordomo da casa, todos nós empregados temos toda a certeza que ele é o assassino.
Elizeu tem todos os motivos.

Bento: Cala a boca... por favor.
Bento se joga no chão e começa  a chorar descontroladamente.

Lúcia: Levem eles para a sela, por hoje é só.

A mulher fica na sala pensando, e os dois são levados para a sela.



Cena 9/ galpão da máfia/  int /noite


Tubarão e Pessanha conversam escondidos em uma sala.
Tubarão: Pessanha, será  que ela vai nós descobrir?

Pessanha: Bom, com o play boyzinho do filho do defunto acho que nós temos chance, mas de ela descobrir o que não deve...

Tubarão: Aí nós sentimos muito.

Os dois começam a sorrir.



Cena 10/ casa de Lúcia / int / noite



Fernanda está com Lúcia jantado e conversando.
Fernanda: Amiga por quê você está nas nuvens hoje?

Lúcia: É por causa de um beijo.

Fernanda:  Até que enfim você deu uma chance para o Rodrigo?

Lúcia: Não!

Fernada: Então  me conta que é.

Lúcia: Ele me roubou um beijo, no enterro do pai dele, mas eu não paro de pensar, já  tentei de tudo mas aquele beijo... o nome dele é Otávio.

Fernanda: Acho que alguém está se apaixonando.

As duas conversam durante horas até que  Fernanda vai embora. E depois de uns 15 minutos.

TIM- DOM a campanhia toca. Lúcia  abre aporta e vê Otávio.

Lúcia: O que você quer aqui?

Otávio: Eu quero te pedir desculpas, por ter te roubado aquele beijo, mas eu não parei de pensar nele.

Lúcia: Tá eu te desculpo. Isso foi totalmente irresponsável e infantil. Mas eu também não parei te pensar nele.

Os dois se olham...

Otávio: Beijar  você foi a melhor coisa, seus lábios mágicos...

Começa a tocar um fundo romântico.

Os dois começam a se aproximar, os narizes se encostam e dançam, os lábios se encontram o corpos dos dois se incitam e começam a se beijar.


Continua...



Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.