Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Vinganças - Capítulo 01 (estreia)

Uma web novela criada e escrita por Iuri.

Cena 01 Escritório de Maria/ Interior/ Dia

Maria está sentada em uma mesa. A jovem assina diversos papéis rapidamente, que estão sobre a mesa. A luz do Sol entrava pela janela, iluminava um tapete branco, que refletia para todo o local. Bate-se na porta, que seguidamente a abre. É João e Rodrigues. João está sério e de pose, Rodrigues completamente feliz da vida. O homem de expressão alegre, adentra a sala e põe sobre a mesa uma pilha de papéis. Maria, sem entender nada com aquela situação, larga os papéis que assinava, e fica de pé. 

Maria - Por que vocês dois entraram em minha sala assim de supetão? E ainda me atrapalham. Estou tão ocupada, vocês não tem noção. 

Rodrigues (olha para baixo e volta seu olhar fixamente para a moça) - Perdão, mas precisamos te falar sobre os resultados que estão contidos nesses papéis. 

Maria - Me falem logo! O que está nesses papéis?

João - Os três mercadinhos faturaram cerca de trinta e cinco porcento a mais que no mês passado e cerca de sessenta e dois porcento a mais que no último semestre... (interrompido por Rodrigues)

Rodrigues - Isso significa que bombou! Os lucros estão aumentando dia após dia, Maria.

Maria (alegre) - Sim! Você tem total razão. 

João - Foi uma excelente ideia expandir mais uma loja para outro ponto da cidade.

Maria - Agora iremos expandir para mais um local, mas não aqui na cidade e sim para outra na região metropolitana... talvez Belford Roxo. O importante é que está funcionando a minha rede. Agora voltemos ao trabalho. Vamos, pessoal.

Corta para/

Cena 02 Motel/ Interior/ Dia 

Mário está apenas de cueca box. Ele vem da direção de outro quarto. Joana está dentro de uma banheira com um taça de champanhe na mão. A mulher indica o dedo para uma caixinha que está perto da banheira.

Joana - Você está cada vez mais gostoso, meu grandão. Abra esta caixa, tenho uma surpresinha pra você. 

Mário (abrindo a caixa e tirando uma fantasia de gato) - Você quer que eu transe com você com essa breguice? 

Joana - Ai amor... eu acho lindo aqueles atores gostosos que vestem essas fantasias.

Mário - Hum... tá. Mas nós acabamos de transar, vamos esperar mais uns minutinhos... não sou de ferro hein!

Joana - Mas eu sou! Agora se veste e venha me transformar em uma jovem de dezoito anos. Vamos, venha, meu grandão!

Mário (revirando os olhos) - Aí tá bem, meu bem... tá bem... (telefone toca, ele atende) Alô minha aluna preferida! (Ele põe a mão por baixo do celular) É a Inês, calma aí. 

Joana - Tá, tá. 

Mário - Então marcamos nossa aulinha para umas três da tarde? Ok! Ok! Então... bye! (Desliga o celular)

Joana - Não acredito que aquela anta ligou pra você para marcar uma aula hoje... 

Mário - Oh dó... não diga assim dela não!

Joana - Ela é anta sim! Vive com a cabeça nas nuvens. 

Mário - Por falar em nuvens, preciso de dinheiro.

Joana - Pegue em minha bolsa, você sabe que eu te dou o mundo e um pouco mais.... agora venha, meu gatinho! Faz miau!

Mário - Miau... miau...

Corta para/

Cena 03 Escritório de Maria/ Interior/ Dia 

Maria lia alguns papéis, a porta se abre rapidamente, ela toma um susto. Leão adentra, com uma rosa na mão.

Leão - Como que meu amor está?

Maria - Ah! É você? Tomei um susto. Já é a segunda vez que tomo susto! Mas que surpresa maravilhosa é essa? 

Leão (beijando ela e entregando a rosa a ela) - Uma flor para a minha princesa.

Maria (cheirando a rosa) - A minha favorita, meu príncipe! 

Leão - E você a minha princesa.

Novamente o casal se beija. O celular de Leão vibra, ele olha e volta seu olhar para a moça. 

Leão - Vamos pra casa de sua mãe, benzinho?

Maria - Vamos sim.

Corta para/

Cena 04 Construtora/ Sala de reuniões/ Interior/ Dia

Fagner, Thiago, Matheus e Heleno estão em reunião. Todos sentados em frente a Fagner, que está de pé. 

Fagner - Devemos continuar a manter nosso alto nível de qualidade. A ideia da compra e construção de um condomínio luxuoso perto da praia foi nosso melhor plano até hoje.

Heleno - Realmente ficou muito bom, mas também, pagamos um horror pros engenheiros, técnicos e toda a equipe...

Matheus - Além da matéria prima para a obra... cimento, cerâmicas, tintas...

Fagner - Mesmo com isso tudo... me da um prazer enorme ver que minha construtora está indo incrivelmente ao sucesso.

Thiago - Oh, senhor Fagner, foi por isso mesmo que chamei vocês aqui para uma reunião urgente. 

Fagner (preocupado) - Oh, me diga... o que aconteceu para uma reunião urgente? Por que os outros sócios minoritários não estão?

Thiago - Chamei o senhor e o senhor Heleno aqui porque, além de serem os principais donos, vocês são o presidente e o vice... 

Heleno - Diga de uma vez, homem... o que aconteceu?

Fagner - A empresa está acumulando saldos negativos desde o ano passado. Este novo projeto milionário acabou de raspar o... como posso dizer... o tacho das economias da construtora. Mas não é o fim da construtora, já que existe novos empreendimentos à vista mas de área pobre.

Fagner (chocado e se sentando) - Quer dizer então que... que... estamos falidos? Oh céus! Eu não estou me sentindo bem...

Heleno (se aproximando de Fagner) - Chame um médico... rápido! 

Corta para/

Cena 05 Casa de Margarida e Fagner/ Quarto do casal/ Interior/ Dia

O quarto é grande, gigante. A cama está coberta de vestidos de diversas cores e modelos. De dentro do guarda-roupa, sai Cíntia com mais vestidos nos braços.

Cíntia (jogando os vestidos na cama) - Ah dona Margarida... já peguei quase todos os seus vestidos e a senhora ainda não escolheu um?

Margarida (saindo de dentro do guarda-roupa) - Você sabe que eu sou indecisa! 

Cíntia - Mas dona Margarida... a festa é só amanhã.

Margarida - Por isso mesmo! Já fiquei o mês inteiro pensando e ainda não cheguei na conclusão. 

Cíntia - Ai... só a senhora mesmo.

Um empregado entra no quarto apressadamente. 

Empregado - Dona Margarida... o seu Fagner... 

Cíntia - Fala logo! Parece até que o gato comeu sua língua. 

Empregado - Ele passou mal na sede da construtora... 

Margarida (chocada) - Meu Deus! Por que não disse logo! (Saindo do quarto) Vou ir logo pra lá!

Corta para/

É visto a cidade do Rio de Janeiro do alto do cristo. O Sol reinando e as nuvens soltas dando um cenário de pintura no céu fluminense. A noite cai.

Corta para/

Cena 06 Casa de Munique/ Exterior/ Noite

Munique, de roupa bem curta, sai de sua casa, Leão também sai de dentro da casa, ela da um beijo na bochecha do jovem.

Leão - Não precisa me beijar, hein.

Munique - Claro que precisa! Você é tão especial pra mim.

Leão - Você que é pra mim, se não fosse seu pai, jamais eu estaria onde estou. Vou indo, ainda tenho que resolver umas coisinhas. 

Munique - Vai lá, meu gostoso.

Enquanto isso, Pedro passava pela rua de carro e vê tudo. Ele fica chocado ao ver Munique beijando o rosto de seu irmão. 

Corta para/

Cena 07 Casa de Joana/ Sala/ Noite

Mário - Então é assim que você se pronuncia o you're de uma forma mais rápida e que dê para entender. 

Inês - Estou tão animada com nossas aulas. Hoje eu participei de um bate papo com outros aprendizes e entendi quase tudo! 

Mário - Olha que coisa maravilhosa. Agora só falta pouco para se tornar uma falante quase americana.

Inês (se levantando e saindo da sala) - Irei pegar o dinheiro de seu pagamento, desculpe por atrasar.

Mário - Não tem problema nenhum, você sabe que eu não ligo pra dinheiro.

Inês - Que compreensivo! Vou indo. 

A mulher sai da sala, Mário, que estava com um sorriso no rosto, revira os olhos e se levanta. 

Mário - Aquela preguiçosa, até pra pagar é lenta. Daqui a pouco estará disputando com as lesmas quem é mais lento, já imagino quem ganhará. 

Ele entra no escritório da casa.

Mário - Onde será que aquela velha guarda tanto dinheiro?

Ele começa a olhar atrás de todos os quadros.

Mário - E não é que essa velha é inteligente? Não fez nenhum cofre atrás de quadro. (Olha fixamente para um quadro no centro do escritório, atrás da poltrona e mesa) Deve estar aí!

Mário se aproxima do quadro, quando põe suas mãos sobre a mesa, sempre olhando para o quadro, é pego por Jonas.

Jonas - O que você está fazendo aqui? 

Mário se choca e fica pálido. 

Corta para/





Corta para/

Cena 08 Casa de Leão e Pedro/ Sala/ Noite

Leão está assistindo futebol. O homem, vestido uma camisa do Flamengo, vibrava com o gol do Arrascaeta.

Leão - Ae mengão! Ae Arrasca! Mete neles!

Pedro entra na sala. 

Leão - Vem ver nosso mengão, mano! Já tá ganhando de dois a zero.

Pedro - Mano... precisamos conversar...

Leão - Mas agora? Deixe de chatura e vem assistir o jogo!

Pedro - O que você estava fazendo na casa da Munique? Eu vi você lá e o pior: ela te beijando. 

Leão (se levanta) - Mano... ela me chamou lá pra porque estava com problemas na rede elétrica. Mas qual o problema nisso? Ela ainda foi super educada em me dar um beijo no rosto.

Pedro - Você sabe muito bem que a Maria detesta a Munique. 

Leão - Só porque já fomos namorados não significa que eu fique com ela.

Pedro - Olhe... vai por mim... não vá mais lá não. 

Leão - Tá. E você não conte a Maria que eu estava lá. 

Pedro - Tá. Agora deixe eu ver se o meu mengão tá bom assim (risos).

Leão (rindo) - Hoje tá que tá. 

Corta para/

Cena 09 Casa de Joana/ Escritório/ Noite

Jonas (firme) - Vamos, me responda.

Mário (pálido) - Bom... eu entrei porque... porque achei lindo os quadros, inclusive aquele ali (marcando para o principal da sala).

Jonas (sério) - Tem certeza?

Mário - Claro! Inclusive a sua mãe já tinha me dito sobre os gostos por arte rural com contraste urbano ao fundo. Eu sempre vou à exposições  de artes.

Jonas - Mamãe gosta mesmo desse tipo de pintura. Mas como você entrou aqui?

Mário (sério) - A sala estava aberta, acabei olhando e decidindo vir aqui. Mas tem algum problema?

Joana e Inês entram no local.

Inês (entregando o dinheiro a Mário) - Aqui, Mário. Obrigado por ser compreensivo. 

Joana - O que vocês dois estão fazendo aqui?

Jonas - Eu cheguei e vi que ele estava aqui no escritório... 

Mário - Joana, do sofá eu vi um dos quadros e fiquei fascinado pelas pinturas! Você que já tinha me dito sobre este seu gosto, que é muito bonito, por sinal. 

Joana - Eu amo quadros assim. Tenho um da praia de Santos que é lindo! 

Mário - Bom, eu já vou indo... tenho muitas coisas a fazer ainda. Tchauzinho. 

Corta para/ 

Cena 10 Casa de Margarida e Fagner/ Sala de jantar/ Noite

Fagner e Margarida jantam. Robson e outros jovens adentram o local.

Fagner - Que barulhão! 

Margarida - Ei Robson! Venha aqui.

Robson (caminhando até os pais) - Olá mãe e pai... tudo bem?

Fagner - Onde você estava? Está todo sujo.

Robson - Eu estava na praia catando lixo. Nunca vi um povo tão porco quanto dessa cidade aqui.

Margarida - Eu não quero escutar um piu hein?! Vá tomar banho... sabia que enquanto você limpava praia pra lá, o seu pai quase morria?

Fagner - Nem é pra tanto, querida...

Robson (chocado) - Meu Deus, pai... o que o senhor teve?

Margarida - Tome um banho, depois conversamos. Inclusive a sua irmã já está chegando.

Robson - Olha que bom! Já estou com saudades de minha maninha.

Corta para/

Cena 11 Casa de Heleno e Fátima/ Jardim/ Noite 

Uma grande festa acontecendo. Muitas pessoas. Heleno conversa com sua esposa, Fátima, e com outros sócios minoritários da construtora.

Heleno - Infelizmente, creio eu, que o Fagner já está quase saindo da presidência... 

Fátima - Ele já está velho mesmo... é uma pessoa, mas você vai querer a presidência?

Heleno - Não... penso em me abdicar da vice presidência logo logo, quero apenas ter a porcentagem que tenho mas sem grande importância. 

Sócio 1 - Eu também me abdicaria se o Fagner saísse, os filhos dele devem brigar agora pelas cadeiras, e estar dentro de fogo cruzado, é muito ruim.

Heleno - Verdade.

Enquanto eles falavam, Thiago escutava tudo atrás de umas plantas. Matheus chega por trás e da um susto nele.

Matheus (rindo) - Olha ele todo fofoqueiro. 

Thiago fecha a cara.

Corta para/

Cena 12 Casa de Maria/ Sala/ Noite 

Maria está comendo pipoca e assistindo um filme. O seu celular toca, ela atende.

Maria (ON) - Alô... quem é?

Munique - Olá Maria... tudo bem?

Maria - Ah... é você Munique? O que você quer?

Munique - Eu não quero nada não, moça... é que eu só estou ligando para você avisar ao Leão que ele esqueceu o celular dele aqui em casa... 

Maria - O quê? Mas o que ele...

Munique - Ah, você sabe, né?! A gente tava aqui... o tempo foi tão bom... a gente nem viu o tempo passando e acabou que ele esqueceu o celular dele aqui...

 Leão entra pela porta.

Leão (com sorriso no rosto)- Olá, amor... você não imagina o quanto eu estou animado pra hoje a noite.

Maria (séria) - Onde está o céu celular?

Congela. Gancho.






Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.