Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Mudanças da vida - Capítulo 14 (reprise)

 

Capítulo 14

No Capítulo anterior, Sandra descobre algo que a deixa assustada. João e Simone dão o

primeiro beijo. Erika tem um flashback de Lucas. Sandra começou a Interrogar Miguel .

Bruno leva uma pancada misteriosa e o deixa incosciente.

No Capítulo de hoje Miguel e Sandra discutem que o leva a sair de casa. Carmela verifica

as câmeras do colégio e descobre quem atacou Bruno. João e Simone anunciam seu

relacionamento. Lucas tenta conversar com Érika. Veridiana conhece Elisângela que as

deixam muito próximas. Passam os meses e inicia o Julgamento de Vladimir.

Cena 1: ( no Restaurante João pede Simone em Namoro)

João: ( galanteador/ sorrindo/ pega na mão )

- Simone, tenho uma pergunta pra lhe fazer!

Simone: ( sorrindo)

- Pode perguntar

João: ( olhos brilhando)

- Você aceita namorar comigo?

Simone: ( surpresa)

- Nossa, que rápido.

- Claro que aceito, meu bem

( os dois se beijam e mudam a cena )

Corta p/ cena 2:

( dia seguinte)

( a cena começa com a música de abertura, mostrando os lugares mais bonito da cidade e

para na mansão melo)

Sandra: ( nervosa/ café da manhã )

- Lucas, meu filho preciso conversar sério com seu pai, se você puder dar licença eu

agradeço.

Lucas: ( assustado/ preocupado)

- Mãe, cuidado! tô indo pro colégio. Se cuida tá

Sandra: ( sorrir)

- Obrigado filho.

Lucas: ( sério)

- Tchau pai.


Sandra: ( nervosa)

- Vamos Miguel, eu lhe fiz uma pergunta ontem a noite porém não me respondeu.

Miguel: ( desconfiado/ levanta a cabeça)

- o que realmente você viu?

Sandra: ( nervosa/ levanta em direção a ele )

- Miguel, eu não sou idiota, você tá no meio dessa trama toda que assassinou a minha

amiga ?

Miguel: ( irritado/ nervoso/ bate na mesa)

- Eu não fiz nada, você que deu em me vigiar agora foi?

Sandra: ( irritada/ atrás da cadeira/ dando voltas na mesa )

- Suponhamos que sim, vai fazer o que, me matar?

- Outra coisa, a quanto tempo você tá com aquela desclassificada?

Miguel: ( se assusta/ se levanta )

- Como soube disso?

Corta p/ cena 3:

( No colégio Bruno conta a diretora o que lhe aconteceu)

Bruno: ( no colégio/na sala/ manhã)

- E foi isso que aconteceu diretora.

Diretora: ( pasma/ mexe no computador)

- Meu Deus nunca aconteceu esse tipo de coisa aqui no meu colégio.

- Eu vou checar as câmeras de segurança e ver quem foi que fez isso

Bruno: ( levanta)

- obrigado dona Carmela.

Corta p/ cena 4:

( no colégio João e Simone contam os amigos seu relacionamento)

João: ( entusiasmado/ de mãos dadas )

- Pessoal, temos uma novidade pra contar, conta aí Simone.

Simone: ( feliz)


- João e eu estamos namorando, não é um máximo!

Erika: ( feliz/ olha para Lucas rápido )

- Felicidades amigos, parabéns.

Luan: ( perto do armário)

- Parabéns mano

Corta p/ cena 5:

( Sandra e Miguel se atacam verbalmente e Miguel perde a cabeça a esbofeteia)

Miguel: ( saindo pra sala/ se vira para Sandra)

- Quer saber a verdade? Eu te traí sim, agora tô mais feliz com ela.

Sandra: ( chorando/ nervosa)

- Tudo bem seu cachorro insolente, eu já havia descoberto o relacionamento de vocês, e

mais eu implantei câmeras e escutas no lindo ninho de amor de vocês.

Miguel: ( indo em direção a ela/ apontando o dedo na cara de Sandra )

- Sua imprestável, mal amada, se enxerga só teu filho que te atura, vagabunda.


Sandra: ( enfurecida/ bate na cara dele/ e ele retribui a bofetada)

- Toma, ver se aprende a me respeitar, eu aceito ser chamada de muitas coisas, agora de

vagabunda não.

Miguel: ( subindo a escada/ e grita)

- A partir de hoje eu não moro mais aqui, e vou te deixar sem nenhum centavo.

( Sandra limpa os olhos e grita)

Sandra: ( nervosa)

- É bom mesmo, não te aguento mais...

Corta p/ cena 6:

( Lucas escreve um bilhete, amassa e joga em Erika que estão em sala de aula)

- Erika: ( se assusta/ olha para Lucas e pega o papel/ sussurra)


- O que esse cara quer?

" A noite podemos sair? te pego na sua casa"

( Respondendo o bilhete/ joga de volta)

Lucas: ( sorrir/ apanha o papel/ sussurra)

- Vamos ver o que ela diz

" Tá achando que vou sair com um mala que nem você, tô fora""

( Lucas fica com raiva amassa o papel e joga com força no lixo)

Corta p/ cena 7:

( ainda no colégio, a diretora Carmela checa as câmeras e ver que Elisângela foi que atacou

Bruno)


Diretora: ( pasma/ olho fixo no computador)

- Meu Deus que barbaridade, o que essa moça quer do Bruno, tô chocada.


Corta p/ cena 8:

( Susana checa as testemunhas a favor de Vladimir e as convoca a estarem com

antecedência no tribunal)

Suzana: ( no escritório/ entrando a tarde/ pega o telefone)

- Atende Sandra

- Será que aconteceu alguma coisa? ( sussurra)

Atende mulher...

Sandra: ( no quarto/ na cama)

- Alô!

Suzana:

- Sandra estou ligando por que daqui a 1 mês começa o julgamento do Saudoso Vladimir e

as testemunhas de defesa tem que estarem bem informadas

Sandra: ( arrasada/ passa a mão nos olhos e levanta)

- Ah é mesmo, eu tinha esquecido.


Suzana: ( fica em pé)

- Aconteceu alguma coisa? sua voz ta estranha

Sandra: ( em pé na janela olhando pro jardim.)

- Miguel e eu tivemos uma discussão muito feia e ele saiu de casa.

Suzana: ( surpresa/ se senta)

- Lamento, então se tranquilize e boa sorte na vida

Sandra: ( volta pra cama)

- Obrigada.

Corta p/ cena 9:

( Veridiana vai a sorveteria e se esbarra em Elisângela na porta do banheiro)

Veridiana: ( sozinha/ terminando o sorvete)

- Que sorvete saboroso, mais preciso ir ao banheiro com urgência

( ao entrar se esbarra na porta com Elisângela)

Elisângela: ( se assusta/ reclama)

- Não olha pra onde anda não, mocinha?

Veridiana: ( seria/ pega a bolsa do chão)

- Desculpa senhora

( rapidamente Elisângela fixa os olhos em Veridiana e sussurra)

Elisângela ( olhar de maldade/ Sarcástica/ sussurra)

- Humm, essa moça pode ser útil para os meus planos.

( Rapidamente volta ao banheiro)


( Um mês depois)

Corta p/ cena 10:

( a cena mostra o cenário do tribunal e fixa nas testemunhas em isolamento)

Sandra: ( na sala/ com medo/ no sofá/ manhã)


- E aí Júlio, você conta tudo que sabe, não pode esconder nada. Se bem que vai ser um

julgamento pra lá de esquisito sem o acusado presente. Meu Deus cuida de nós.

Júlio:( no sofá/ roendo as unhas/ nervoso)

- Pior que vai ser amiga, é um mistério que quanto mais se desvende mais difícil ele fica.

Sandra: ( se levanta/ anda na sala)

- Pior que eu descobri algo que pode inocentar ou melhor limpar a memória do nosso

colega.

Júlio: ( se espanta/ reflete)

- O que foi amiga?

Sandra: ( se senta no sofá/ balança as pernas nervosa)

- Um mês atrás eu fui seguir uma pessoa e lá descobrir algo que se eu tiver certa essa

pessoa é a executora do crime da Geovanna.

Júlio: ( se espanta/ fica com medo)

- Você sabe quem é?

Sandra: ( olha para Júlio fixo)

- Sim, mas não posso falar ainda.


Corta p/ cena 11:

( Na Mansão Vásquez, Josivan comenta com Érika sobre o julgamento)

Erika: ( na mesa/ pegando a xícara/ manhã )

- Papai, o Sr. vai ao julgamento daquele infeliz?

Josivan: ( surpreso/ comendo uma fatia de bolo)

- Acho que não, hoje é só a abertura, imagino que leve mais dias. Espero que ele seja

condenado, mesmo já morto.

Erika: ( acanhada/ tomando Iogurte)

- Pai mudando de assunto, o que você acha do Lucas?

Josivan: ( se espanta)


- Parece ser igual ao pai, um canalha. Mais por que a pergunta?

Erika: ( Olhar desviado/ levanta rápido )

- Por nada!

-Estou indo pro colégio

Corta p/ cena 12:

( No colégio Lucas fica sozinho no pátio/ no chão e Silvio chega)

Silvio: ( contente)

- Como tá, mano?

Lucas: ( cabisbaixo/ segurando o celular)

- Nada, não tô afim de conversa me deixa só

Silvio: ( senta ao lado/ se escora na parede)

- deve ter acontecido alguma coisa grave pra você tá desse jeito.

- Vou ali então.

Corta p/ cena 13:

( A diretora chama Camila e fala a respeito do que Elisângela fez)

Diretora: ( na sala dos professores/ tomando uma água)

- Prof Camila pode vim até minha sala ?

Camila: ( desconfiada/ guarda os papéis)

- Aconteceu alguma coisa Diretora?

Diretora: ( Séria/ sentando na cadeira)

- Sim, e muito grave.


Corta p/ cena 14:

( Ainda no colégio, Erika entra e percebe Lucas no pátio tenta ir conversar com ele mais é

interrompida por Simone )

Erika: ( olha pro pátio/ sussurra )


- Será que ele está tão triste?

Simone: ( feliz/ mexendo na bolsa)

- Amiga, o que você vê ali? É só o Lucas.

Erika: ( entra/ e vai para a sala)

- Ele parece tá triste, depois falo com ele.

Corta p/ cena 15:

( Preste a entrar para depor Sandra não aguenta e tenta dizer a Suzana quem é a

executora do crime )

Sandra: ( nervosa/ roendo as unhas/ caminha até a porta)

- Policial Por favor pode chamar a Advogada Suzana tenho algo a falar


Policial: ( sério)

- Lamento mais não pode falar com ninguém

Sandra: ( muito nervosa)

- Mais é urgente.

Policial: ( sério)

- Lamento, se tiver algo a dizer só no tribunal.

Sandra: ( volta para a cadeira/ sussurra e Júlio ouve)

- Preciso dizer que a executora do crime da Giovanna é aquela maldita da Elisângela.

( Júlio ouve e fica pasmo)

( A imagem congela e se quebra)

Continua…


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.