Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Terra do Sol - Capítulo 16

 

TERRA DO SOL (太陽の国) – CAPÍTULO 16

Web novela criada e escrita por: Luan Maciel

Produção Executiva: Ranable Webs



CENA 1: INTERIOR. APARTAMENTO DE DIARA. SALA. DIA

A CÂMERA MOSTRA LUCAS E KEIKO TERMINANDO DE SE BEIJAR. ELES E

DIARA FICAM SE ENCARANDO PIR ALGUNS SEGUNDOS EM SILÊNCIO.

LOGO DEPOIS O SEMBLANTE DE KEIKO VAI FICANDO CADA VEZ TRISTE.

LUCAS PERCEBE ISSO ATRAVÉS DO OLHAR DE KEIKO.

LUCAS (sério): - Eu sei que você deve estar pensando, Keiko. Eu nunca

mais vou permitir que a Mitsuko chegue perto de você. Tudo que você

sofreu não vai mais se repetir. Eu prometo.

KEIKO (abatida): - Me desculpe se eu estou sem esperança, Lucas. Mas

aquela mulher é o verdadeiro demônio na terra. Tudo o que eu quero

nesse momento é ver ela presa por tudo que me fez.

DIARA: - E eu sei como nós podemos fazer isso. (P) Daqui a algumas

semanas Mitsuko Ishida vai receber o prêmio por promover a paz no

oriente. Todos merecem saber a verdade. É a nossa única chance.

LUCAS E KEIKO SE OLHAM. KEIKO ESBOÇA UM LEVE SORRISO.

LUCAS (ponderando): - Então o que você quer fazer, Keiko? Por mim eu

iria agora mesmo atrás da Mitsuko Ishida. Mas eu acredito que você tem

mais coisas em jogo nessa história toda. O que você deseja?

KEIKO (séria): - Eu quero justiça por tudo que eu passei, Lucas. Eu não

vou conseguir ficar em paz enquanto não ver aquela mulher atrás das

grades. Ela não é tão inatingível assim. Eu preciso fazer isso.

DIARA: - Eu posso colocar vocês nesse evento, mas o resto é com vocês. A

Mitsuko Ishida nem vai saber o que a atingiu.

KEIKO (decidida): - Então é isso que nós vamos fazer. É hora de ir atrás de

justiça, e não ficar correndo com medo dessa mulher.

KEIKO E LUCAS SE OLHAM ESPERANÇOSOS. DIARA FICA ADMIRANDO A

TROCA DE OLHARES DE NOSSOS PROTAGONISTAS.

//


CENA 2: INTERIOR. LOFT DE MITSUKO. SALA DE ESTAR. DIA

UM CERTO MOVIMENTO ESTÁ NA SALA DA LOFT DE MITSUKO. O CORPO

DO DELEGADO VAI SENDO LEVADO PARA FORA DO APARTAMENTO.

NESSE MOMENTO HAYATO VEM ENTRANDO E FICA TOTALMENTE EM

CHOQUE. MITSUKO VEM EM SUA DIREÇÃO E LHE DÁ UM TAPA.

MITSUKO (enfurecida): - Está satisfeito, seu ingrato? Por culpa daquela

mulher que você tanto insiste em defender um homem está morto.

Quantas pessoas ela vai ter que matar para você entender a péssima

pessoa que a Keiko é? Você está mais cego do que eu pensei.

HAYATO (firme): - Quem você está querendo enganar, dona Mitsuko? Eu

sei que você é quem está por trás dessas mortes. Você me criou para

saber como desvendar esse tipo de artimanha. Você é patética.

MITSUKO: - O que você pensa que eu sou? Uma assassina? Eu vou receber

um prêmio por promover a paz daqui há algumas semanas. Eu exijo que

você se retrate. (P) Anda logo. Eu estou esperando.

HAYATO DEBOCHA SINCERAMENTE DE MITSUKO. A VILÃ COSPE NA CARA

DE SEU FILHO E ELE A OLHA COM MUITO RESSENTIMENTO.

MITSUKO (debaixo a máscara cair): - Quer mesmo saber a verdade,

Hayato? Fui eu mesma que matei esses dois homens. E tudo isso para

destruir aquela desgraçada da Keiko. Ela vai perder tudo que ama.

HAYATO (sério): - Que espécie de monstro você é? Pensando agora quem

me garante que não foi você que tirou o meu pai da minha vida. Eu sei que

não é da sua conta, mas o velho Kenji está no Brasil. É questão de tempo

para ele encontrar a Keiko. Eu vou fazer de tudo para ajudar ele.

MITSUKO: - E onque o velho Kenji pode fazer contra mim? Eu vou destruir

com todos eles, e você não vai poder fazer nada, Hayato. Apenas assitir.

MITSUKO DÁ AS COSTAS PARA HAYATO. ELE FICA PARADO SEM AÇÃO.

//

• ALGUMAS HORAS DEPOIS •

CENA 3: INTERIOR. CASA DE SHIN E OLENKA. TARDE


SHIN ENTRA EM SUA CASA DEPOIS DO ENCONTRO QUE TEVE COM LUCAS

HORAS ATRÁS. NESSE MOMENTO OLENKA EM SUA DIREÇÃO COM UM

SEMBLANTE DE ENTUSIASMO. ELA O ABRAÇA, E SHIN NAO ENTENDE.

OLENKA (sorridente): - Meu amor…. Ainda bem que você chegou. Tem

uma pessoa que está aqui para te ver. (P) Você não acredita quem é.

NESSE MOMENTO SHIN OLHA PARA O CANTO DA SALA E VÊ KENJI ALI

PARADO. ELES SE APROXIMAM E SE CUMPRIMENTAM.

SHIN (surpreso): - Kenji…. Meu velho amigo. Quando tempo que eu não te

vejo. Eu já esperava por essa sua visita. A sua neta esteve com nós, Kenji.

Mas aquela infeliz da minha ex-mulher a levou para um lugar da qual nós

não sabemos onde é. Eu falhei com você, e eu te devo mil desculpas.

KENJI (sendo cordial): - Você mal tem culpa, meu amigo. Mas tem uma

coisa que você precisa saber. O seu filho está no Brasil, e eu acho que

você deveria conversar com ele. O Hayato é um bom homem. Ele só

precisa deixar de ser influenciado pela Mitsuko.

SHIN FICA EM TOTAL SILÊNCIO. ELE OLHA PARA OLENKA QUE TOCA EM

SEU ROSTO DELICADAMENTE. SHIN RESPIRA FUNDO.

SHIN (pensativo): - Eu não sei se isso é o certo, Kenji. Faz tantos anos que

eu não vejo o meu filho que eu tenho medo da reação dele. A influência

que a Mitsuko deve ter sobre ele é algo inatingível.

OLENKA (séria): - Você vai deixar o medo te dominar, meu amor? Todos

esses anos que eu estou ao seu lado eu sei o quanto a falta do seu filho te

corrói por dentro. Você merece ter esse reencontro com seu filho.

KENJI: - A sua esposa está certa, meu amigo. Tem muita coisa em jogo.

Eu vou reencontrar a minha neta, e você o seu filho. Nós merecemos isso.

SHIN CONCORDA COM A CABEÇA. ELE E KENJI APERTAM AS MÃOS

ENQUANTO OLENKA OLHA PARA SEU MARIDO ADMIRADA.

//

CENA 4: INTERIOR. CAFETERIA. TARDE

CLOSE EM ESTELA SENTADA TOMANDO UMA XÍCARA DE CAFÉ. NESSE

INSTANTE VALÉRIA VEM SE APROXIMANDO MUITO CAUTELOSA E SE


SENTA BEM NA FRENTE DE ESTELA. O CONFLITO E A PREOCUPAÇÃO

PODEM SER VISTAS NO OLHAR DE VALÉRIA.

ESTELA (intrigada): - O que foi que aconteceu de tão grave para que você

me chamasse assim com tanta pressa? Você está muito nervosa.

VALÉRIA (nervosa): - O Celso descobriu o nosso plano, Estela. Ele queria

que eu entregasse as provas que temos contra ele. E o pior de tudo é que

a minha filha se uniu com ele nesse plano sórdido. Ele nunca quis saber da

própria filha, e agora estão juntos nisso? Isso não me desce.

ESTELA: - A questão é que sua filha sempre foi obcecada com o meu filho,

Valéria. Tudo que a Fabiana sempre quis é terno Lucas só para ela. Agora

ela quer se vingar do meu filho. Mas isso não vai acontecer. Eu prometo.

ESTELA SE LEVANTA DA MESA DECIDIDA. VALÉRIA VAI FICANDO CADA

VEZ MAIS APREENSIVA. ELA IMPEDE ESTELA DE SAIR DALI.

ESTELA (séria): - O que você está fazendo, Valéria? Nós não podemos

deixar que o Celso faça o que ele bem deseja. Aquele maldito precisa

pagar por tudo que fez contra nós. Essa é a nossa chance.

VALÉRIA (preocupada): - Eu não sei se eu quero continuar com esse plano,

Estela. O Celso é poderoso demais para querermos fazer alguma coisa

contra ele. É melhor a gente desistir antes que seja tarde demais.

ESTELA: - Isso não pode acontecer, Valéria. Você acha mesmo que se a

gente desistir o Celso vai te deixar em paz? O Celso é um monstro.

VALÉRIA FICA EM SILÊNCIO. ESTELA VAI EMBORA DA CAFETERIA

TOTALMENTE IRRITADA.

//

CENA 5: EXTERIOR. CASA DE DORALICE E ZECA. ENTRADA. TARDE

RAMON ANDA DE UM LADO O OUTRO NA FRENTE DA CASA SEM

CONSEGUIR ENTRAR. ELE COMEÇA A ESMURRAR A PORTA COM RAIVA.

NESSE MOMENTO A JANELA SUPERIOR DA CASA É ABERTA. DORALICE

OLHA PARA RAMON COM MUITA MÁGOA NO OLHAR.

DORALICE (séria): - O que você ainda quer aqui, Ramon? Quando é que

você vai perceber que acabou? Eu não quero mais nada com você. Vai

embora de uma vez por todas. Não me obrigue a chamar a polícia.


RAMON (nervoso): - Você não teria coragem, Doralice. Sem mim você não

é ninguém. Você pode não querer admirir agora, mas no fundo você sabe

que a sua vida só tem significado quando estou por perto.

DORALICE: - Eu cansei das suas humilhações, Ramon. Eu quero algo mais

do que ser ignorada por um homem que não me dá valor. Pra mim, chega.

RAMON FICA CADA VEZ MAIS FORA DE SI. ELE TENTA ARROMBAR A

PORTA, MAS SEM SUCESSO. DORALICE O OLHA COM DECEPÇÃO.

RAMON (esbravejando): - Abre essa porta agora, Doralice. Se eu tiver que

quebrar essa porta para entrar na minha própria casa você não vai gostar

do que eu irei fazer com você. Essa é sua última chance.

DORALICE (firme): - Essa não é mais a sua casa, Ramon. Eu perdi muito

tempo da minha vida do seu lado, e agora eu quero aproveitar a minha

liberdade. Adeus, Ramon. Espero nunca mais de ver.

DORALICE FECHA A JANELA DEIXANDO RAMON FALANDO SOZINHO. ELE

VAI FICANDO CADA VEZ MAIS FORA DE SI.

RAMON: - Doralice…. Não me dê as costas. (P) Você vai se arrepender do

que você está fazendo comigo, sua maldita. Isso é uma promessa.

RAMON VAI EMBORA COM MUITA RAIVA EM SEU OLHAR.

//

CENA 6: EXTERIOR. PRAIA. TARDE

PLANO GERAL DA CENA. A CÂMERA MOSTRA DE UMA FORMA AMPLA

LUCAS E KEIKO CAMINHANDO PELA ORLA DA PRAIA. O SORRISO NO

ROSTO DE KEIKO É EVIDENTE. NESSE MOMENTO PODEMOS VER UM

CARRO PASSANDO PRÓXIMO A PRAIA. CORTE PARA DENTRO VEMOS

FABIANA QUE OLHA COM MUITO ÓDIO E INVEJA AO VER LUCAS E KEIKO

FELIZES. SEM PENSAR DUAS VEZES A VILÃ SAI DO CARRO E VAI NA

DIREÇÃO DE NOSSOS PROTAGONISTAS QUE FICAM SURPRESOS.

FABIANA (com inveja): - Então quer dizer que é por causa dessa infeliz que

você está cada vez mais longe de mim, Lucas? Não me diga que você se

apaixonou por um oriental? Eu tenho nojo de você.


LUCAS (sério): - É melhor você ficar calada, Fabiana. Você não tem moral

nenhuma para me recriminar. Você é cúmplice da morte da Alice. Fique

satisfeita em uma hora dessas você não estar na cadeia.

FABIANA: - Quando é que você vai entender que eu sou louca por você,

Lucas? Tudo o que eu fiz foi por amor. Eu faria tudo de novo. (P) O Celso

tem toda a razão. Você é muito idealista. Isso o torna previsível.

AO OUVIR O NOME DE SEU PAI KEIKO TREME DE MEDO. LUCAS PERCEBE

QUE TEM ALGO ERRADO. FABIANA DESDENHA DO PAVOR DE KEIKO.

LUCAS (apreensivo): - Keiko…. O que foi que houve? Você está tão pálida.

FABIANA (cínica): - Acho que essa japa não está nada bem hein, Lucas. (P)

Não se engane, garota. Você não é mulher para o Lucas e sim eu. Se eu

tiver que tirar do meu caminho então eu farei.

KEIKO: - Lucas…. Esse homem de quem vocês estavam falando. Foi ele

que deu a ordem para o meu sequestro. Celso Cipriaris… Ele é o meu pai.

O SORRISO DE FABIANA SE DESFAZ NA MESMA HORA. LUCAS NÃO

CONSEGUE ACREDITAR QUE O SEU PADRASTO É O VERDADEIRO PAI DE

KEIKO.

//

CENA 7: INTERIOR. HOTEL. QUARTO DE HAYATO. TARDE

SHIN ESTÁ PARADO NO CORREDOR DO HOTEL. ELE ESTÁ TOMANDO

CORAGEM PARA APERTAR A CAMPAINHA DO QUARTO DE HAYATO.

DEPOIS DE MUITO PENSAR SHIN TOCA A CAMPAINHA. MOMENTOS

DEPOIS HAYATO ABRE A PORTA, E FINALMENTE PAI E FILHO FICAM

FRENTE A FRENTE.

SHIN (confiante): - Eu sei que você não deve se lembrar de mim, mas eu

preciso reparar um erro cometi no passado. O meu maior arrependimento

como homem foi ter te abandonado quando você era uma criança, meu

filho.

HAYATO NÃO ESCONDE A SURPRESA DE ESTAR NA FRENTE DE SEU PAI.

HAYATO (surpreso): - Você…. Sabe quando tempo eu fiquei imaginando o

que teria te acontecido? Quanto tempo eu te culpei por sempre me sentir

sozinho? Você não pode imaginar como eu precisei de um pai.


SHIN: - Eu sei que você tem todos os motivos para me odiar, mas eu

depois que eu descobri que você estava no Brasil eu precisava te ver. Nós

podemos conversar meu filho? Eu só te peço isso.

HAYATO CONCORDA E SHIN ENTRA NO QUARTO. ELES SE SENTAM

FRENRE A FRENTE E O SILÊNCIO É ENSURDECEDOR.

SHIN (emocionado): - Eu quero que você entenda os meus motivos que

me fizeram ter a atitude de te deixar, Hayato. (P) A sua mãe senpre foi

uma mulher perigosa. Eu tinha medo dela fazer alguma coisa com você

somente para me atingir. Por isso eu te deixei com ela. Esse sempre foi o

meu maior arrependimento.

HAYATO (desabafando): - Eu sempre acreditei que a minha mãe fosse uma

mulher digna e honrada. Mas agora eu posso ver a verdade. Ela é uma

assassina que precisa ser detida. Ela matou dois homens somente para

conseguir destruir a vida da Keiko. Isso precisa acabar.

SHIN: - Eu sei muito bem do que a sua mãe é capaz de fazer, meu filho. A

Keiko esteve alguns dias e eu não pude proteger ela de sua mãe. Mas

agora nós podemos nos unir para fazer com que a Mitsuko pague por

todos os crimes que ela cometeu. (P) Você consegue me perdoar, meu

filho?

HAYATO FICA EM SILÊNCIO PIR ALGUNS SEGUNDOS. LOGO DEPOIS ELE

DÁ UM FORTE ABRAÇO EM SHIN QUE RRTRUIBI O GESTO DE SEU FILHO.

A EMOÇÃO TOMA CONTA DELES NESSE MOMENTO TÃO ESPECIAL.

A IMAGEM CONGELA NO ABRAÇO EMOTIVO DE SHIN E HAYATO. AOS

POUCOS A IMAGEM VAI GANHANDO UM TOM ALARANJADO COMO SE O

SOL ESTIVESSE NASCENDO NO HORIZONTE.


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.