Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Vinganças - Capítulo 16

 Vinganças - Capítulo 16





Cena 1 Casa de Festa/ Interior/ Noite 

Pedro e Urso estavam em frente a um juiz. Urso estava olhando para Pedro, que olhava para todos os cantos, com preocupação. 

Juiz - Caro, Pedro, qual a sua resposta? Aceita a se casar com o Erick ou não?

Pedro - Eu... eu... caso. Aceito.

Juiz - Podem se beijar.

Pedro e Urso se olham. Os dois se beijam, um beijo simples, mas temido para Pedro.

Urso (falando no ouvido de Pedro) - Não conte a ninguém o que aconteceu alguns minutos atrás, por favor. Se divirta essa noite, daqui a pouco iremos embora.

Pedro fica em silêncio, se vira e faz um sorriso falso para os convidados. Maria e Leão se aproximam de Pedro. Urso caminha em direção a alguns homens.

Leão - Irmão... e o seu plano? 

Maria - Vamos, eu te ajudo a fugir.

Pedro - Deu tudo errado... mas não posso contar nada agora, eu quero muito chorar e me matar...

Maria - Não fale uma coisa dessas, Pedro.

Leão - Eu vou matar esse cara agora.

Pedro - Não, por favor. Não estrague esse momento.

Leão - Está bem, farei isso por você. 

Maria - Amanhã irei na casa de vocês, precisamos conversar urgentemente. 

Alguns convidados se aproximam de Pedro e o abraçam. 

Corta para/

É visto a cidade do Rio de Janeiro, pelo Cristo. 

Corta para/

Cena 2 Casa de Urso/ Noite 

Urso e Pedro chegam em casa. A porta é aberta por Urso, que não da nenhuma palavra. A casa está cheia de rosas no chão. Pedro observa tudo, pega até uma pétala no chão, já com lágrimas nos olhos. Urso tira sua gravata e a joga sobre o sofá. 

Urso (com os olhos vermelhos) - Vem aqui.

Pedro caminha, inseguro e por medo de ser violentado por Urso.

Urso - Este aqui é o do casal, pode ficar nele.

Urso sai do quarto.

Pedro (surpreso) - Mas e você? Vai durmir onde?

Urso (voz) - Fico em outro.

Uma porta se bate, Pedro respira fundo, fecha a porta de seu novo quarto e se olha no espelho.

Pedro - Pedro, Pedro... uma nova vida... espero que ele não me mate... 

Corta para/

O dia amanhece. 

Corta para/

Cena 3 Rua atrás do Mercado de Maria/ Dia 

Thiago - Aqui ninguém não vê não?

João - Claro que não. Agora me diz logo o que você quer.

Thiago - Eu quero que você faça alguns trabalhinhos pra mim.

Mário e Rodrigues estão caminhando, eles passam e veem Thiago e João juntos.

Mário - Olhe só, aquele é o João mas quem é aquele?

Rodrigues - Foi um dos caras que tentou comprar aqui.

Mário - Eu vou lá...

Rodrigues - Não! 

Mário - Eu vou escutar o que eles estão falando.

Os dois permanecem ali para tentar escutar.

Thiago - Eu vou te pagar, você sabe.

João - Mas isso pode dar um rolo pro meu lado...

Thiago - Não vai, nunca que desconfiariam de você. 

João - Droga é muito pesado, o mercado seria fechado de vez.

Thiago - Mas é isso que eu quero. Te entregarei cerca de três quilos de droga, quero que espalhe por todos os lugares escondidos nesse lugar.

João - Quando?

Thiago - Te entregarei logo logo. Quero isso pra amanhã ou depois.

Mário fica de boca aberta ao escutar.

Corta para/

Cena 4 Restaurante/ Dia 

Fagner e Eva estão sentados em uma mesa.

Fagner - Eu queria agradecer tanto a você que revelou que eu tinha uma filha.

Eva - Eu sempre quis te falar... desde quando engravidei.

Fagner - E como você soube que tava grávida de mim?

Eva - É até engraçado (ri) eu estava com minha mãe, a gente tinha comido um acarajé e acabamos passando mal, fomos no hospital, enquanto minha mãe recebeu diagnóstico de apenas dor de barriga, eu de gravidez. 

Fagner - Oh dó de você. 

Um talher cai ao chão, Fagner se abaixa para pegar, Eva também se abaixa. Os dois aproximam os rostos, os dois se beijam.

Fagner (se levanta) - Oh, perdão...

Eva - Eu que peço desculpas...

Corta para/

Cena 5 Casa de Urso/ Dia 

Pedro acorda, ele se  levanta.

Pedro (se olha para o espelho) - Pedro, Pedro... isso não foi um sonho... é realidade.

O jovem sai do quarto, vê Liz e toma um pequeno susto.

Pedro - Ai...

Liz - Perdão se eu te assustei.

Pedro - Não... não tem nada não...

Liz - Você deve ser o Pedro, né?! Ontem nem consegui chegar perto de você. 

Pedro - Sou sim... e tem café?

Liz - Tem sim, vem cá que irei te mostrat onde é. 

Os dois vão caminhando. Pedro observa o quanto a casa de Urso é bonita. Chegando na sala com a mesa, Liz pega uma cadeira.

Pedro - Não precise tirar a cadeira pra mim, muito obrigado.

Liz (se afastando da mesa) - Que isso meu rapaz, eu sou a empregada, minha obrigação.

Pedro (se sentando) - Mas isso você não precisa. Bom, o que você fez de gostoso?

Liz - Fiz um bolo de fubá, de trigo, um pão de leite e um cafézinho, também comprei uns iogurtes e um queijo, olha... é de Minas, é o melhor que vende no mercado. 

Pedro (alegre) - Eu amo queijo!

Liz - Olha você alegre...

Pedro (sério) - É... e o Urso?

Liz - Saiu logo cedo... 

Pedro - Foi trabalhar?

Liz - Sim... achei estranho, quando eu acordei, ele já estava de pé e nem me disse nada.

Pedro - Eu também não vi nada...

Escuta a campanhia tocar. Liz vai abrir. Maria entra no lugar.

Maria (feliz) - Pedro!

Pedro (feliz) - Maria!

Os dois se abraçam. 

Cena 6 Apartamento de Matheus/ Dia 

Nanda se  levanta da cama, Matheus acorda.

Nanda - Já acordou?

Matheus (sentando na cama) - Acordei... ai meu Deus... 

Nanda - Ainda preocupado com a notícia da construtora?

Matheus - Estou e muito. Aquele maluco do Fagner querer aquela incompetente da filha dele como presidenta.

Nanda - Mas pense bem, ela é filha dele... é de confiança. 

Matheus - Nisso aí ele tem razão, já que nós roubamos ele faz tempo.

Nanda - Vamos jogar a culpa de tudo em cima do Thiago.

Matheus - Já pensei nisso mas pra virar o jogo é muito difícil. 

Nanda - Você tem que fazer alguma coisa e rápido, essa Maria vai descobrir tudo, inclusive sobre a morte da Julia.

Matheus - Eu ainda tenho o vídeo, eu tenho que conseguir a arma que aquele desgraçado fez eu pegar.

Nanda - Vamos colocar um detetive sobre ele, ele descobre logo logo.

Matheus - Irei pagar mesmo... mas só tem um problema: se ele sonhar que estamos mexendo nessa história novamente, ele faz alguma coisa.

Nanda - Não faz não, porque vocês dois podem cair ao mesmo tempo, mesmo ele se safando, ele vai cair pelo menos em algum tempo.

Matheus - Você tem razão... 

Corta para/

Cena 7 Casa de Leão/ Noite 

Leão está fazendo umas pipocas, Maria ô abraça e o beija.

Maria - Ai meu amor, estou preocupada com o Pedro.

Leão - E eu então? Ele insiste em querer proteger aquele cara.

Maria - Ele tá meio triste mas preocupado.

Leão - É mesmo, me conte como foi lá com ele hoje.

Maria - Parece assustado com o que viu lá...

Leão - E o que ele viu?

Maria - O Urso estava apaixonado por ele mesmo... e ainda deve estar porque não brigou com ele de jeito nenhum.

Leão (surpreso) - Como assim? Depois de ter descoberto que ele iria fugir!

Maria - Pois é... dormiram em quartos separados... ele está muito triste com tudo que aconteceu.

Leão - Mas o Pedro ainda quer fugir de lá?

Maria - Ele não me disse nada, mas acho que ele quer sim.

Corta para/

Cena 8 Construtora/ Noite 

Heleno está saindo da construtora, ao entrar em seu carro, é surpreendido por Fran.

Heleno (assustado) - Fran? O que você está fazendo aqui?

Fran (entrando no carro) - Estou me sentindo traída! 

Heleno - Mas por quê?

Fran (mostra as fotos de Heleno e Mário beijando e transando) - Por isso... você me largou por causa de macho?!

A imagem congela em Heleno surpreso.




Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.