Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Vinganças - Capítulo 25

 

Vinganças - Capítulo 25




Cena 1 Casa de Paraty/ Interior/ Noite 

Instrumental tensão 

Heleno e Mário se levantam assustados. 

Heleno (se vestindo) - Fátima... não é isso que você está imaginando... eu posso explicar...

Fátima  (nervosa) - Explicar? Explicar o quê? Que você me trai? Eu te perdoei e você fsz isso comigo?

Mário - Calma, por favor...

Fátima - E você?! Seu desgraçado...

Fátima parte para cima de Mário, da uns tapas no jovem que se protege. Heleno atravessa na frente.

Heleno (segurando a mulher) - Para... não bata nele!

Fátima  (se soltando) - Eu deveria matar vocês dois aqui... você me traiu antes e voltou a me trair... 

Heleno - Você vivia trancada no trabalho... nunca me dava atenção... e só sabia gastar, gastar e gastar!

Fátima - Não... você me trai e a culpa é minha?!

Heleno - Claro... deve até me trair lá...

Fátima da um tapa em Heleno, que cai na cama. Fátima pega sua arma e apontada para Heleno. 

Heleno - Abaixe essa arma, Fátima....

Fátima - Agora ficou todo pianinho né?!

Corta para/

Cena 2 Apartamento de Matheus/ Noite 

Thiago - Você não pode fazer nada contra mim... eu tenho as provas de você matou a Julia... tenho as suas digitais... 

Matheus - Enquanto eu tenho o vídeo e a prova de  que o seu carro passou pelo local... é muito fácil pra polícia juntar um mais um que resultará em dois...

Thiago - Olha pra  você... um cara que rouba a construtora.... 

Matheus - E você um assassino e o pior: trai a esposa que é filha do dono da empresa... vamos ver quem vai ficar por baixo agora... 

Thiago - Me surpreende você em ter investigado a fundo isso... mesmo eu te ajudando por tudo!

Matheus - Ajudou? (Ri) 

Thiago - Claro... te ajudei sim! Eu poderia muito bem ter te denunciado para a polícia...

Matheus - Mas que cara de pau! Você sabe muito bem que eu poderia fazer você perder a sua esposa, mesmo você não sendo preso... mas daria uma grande confusão, daria sim!

Thiago - Podemos fazer um acordo... continuar com o mesmo... assim nada de ruim poderia acontecer com nenhum de nós dois... não é mesmo?

Matheus - Eu quero ser o novo presidente... renuncie e passe para mim a presidência!

Thiago - Isso é demais... 

Matheus - E mais: eu quero duzentos mil reais... quero fazer uma viagemzinha pela Europa... 

Thiago - Seu desgraçado! Eu poderia...

Matheus - Poderia o quê? Me matar? Não é só eu que sei dessas provas... qualquer coisa que tente fazer e eu acabo com você!

Thiago - Se eu ceder a sua chantagem, o que serei naquela espelunca?

Matheus - Ficará na parte financeira... ou em qualquer outro departamento...

Thiago - E quando que eu tenho que te passar esse dinheiro?

Matheus - Amanhã. 

Thiago (surpreso) - O quê?

Matheus - Isso mesmo... não precisa ser tudo isso agora, me passe uns cem mil... o resto você me paga quando eu estiver na Europa... e quando eu voltar de lá, quero já voltar com a notícia de que você renunciou...

Corta para/

Cena 3 Casa de Paraty/ Noite 

Fátima está sentada em uma poltrona. Heleno se aproxima. 

Heleno - Me perdoe... por favor...

Fátima - Claro que te perdou, mas eu nunca  mais quero te ver e nem saber se você existe ou não. 

Heleno - Eu sei que você...

Fátima - Eu não saber nada... nada! E nem ouvir mais a sua voz. Eu vou me embora daqui... e vou me separar de você... e por favor, não vá em ninha casa... pode ficar com aquela casa todinha pra você e seus amantes...

Heleno - Só me responda uma coisa: por que você veio pra cá?

Mário olha pela fresta da porta entreaberta.

Fátima - Esses dias todos, eu recebi mensagens pelas redes sociais e gente na rua me falando coisa aleatória sobre isso... até aí tudo bem mas uma mulher... com roupas de cigana e ela se auto intitulava cono cigana quis ler a minha mão e disse tudo isso... então eu vim e confirmei. 

Heleno - Isso está muito suspeito...

Fátima - Mas pense bem... agora eu sei quem é o lixo que você é... você e esse gigolôzinho que você está ficando.

Corta para/

Cena 4 Casa de Ariela e Thiago/ Noite 

Thiago sai do banho. Ariela está deitada na cama.

Thiago - Oh amor... estou me sentindo tão cansado...

Ariela - Entra de férias na construtora... podemos viajar...

Thiago - Não é isso...

Ariela (estranhando e se levantando) - Então é o quê? 

Thiago - A presidência está me deixando exausto... não consigo mais ter  uma noite tranquila... deitar de noite e não conseguir parar de pensar lá. 

Ariela (abraça Thiago) - Meu amor... o que você exatamente pensa disso... você quer sair da presidência?

Thiago - Com muita dor no coração mas sim... eu preciso concentrar em nós dois... na nossa casa... e em mim.

Ariela - Eu sei que você lutou muito por isso... não desista... mas se faz  tanto mal a você, amanhã mesmo saía. 

Thiago - Irei esperar mais um tempo... seu resolver mesmo, irei desistir. 

Ariela - Pode ter certeza que eu sempre estarei ao seu lado...

Os dois se beijam.

Corta para/

Cena 5 Apartamento de Matheus/ Noite 

Nanda  (com uma taça na mão) - E ele vai te pagar?

Matheus (bebendo champanhe) - É claro! Amanhã mesmo estaremos em Paris!

Nanda beija Matheus.

Nanda - Vou tirar tantas fotos! Já quero comer todas aquelas delícias da França. 

Matheus - Lá é tão maravilhoso... e principalmente que eu irei ser o próximo presidente da construtora. 

Nanda - Eu tenho que ir no shopping e compras roupas novas...

Matheus - Eu também! Vamos agora lá?

Nanda - Claro! 

Corta para/

Cena 6 Casa de Paraty/ Noite 

Mário e Heleno estão abraçados. Mário se levanta.

Mário - E agora?

Heleno (estranha) - O quê?

Mário - O que será de nós dois? 

Heleno - Nós dois?

Mário - Sim... depois que sua esposa descobriu tudo... 

Heleno - Eu não queria apressar as coisas... mas eu ía te chamar pra morar junto comigo... se casar comigo...

Mário  (surpreso) - O quê? Nos casarmos?!

Heleno - Sim... não gostou da ideia?

Mário - Nossa... ninguém disse a mim isso... (começa a chorar)

Heleno (abraça com Mário) - Eu te amo, Mário... eu te amo...

Mário abraça com Heleno, enquanto Heleno faz um sorriso bom, Mário faz  um falso e maligno.

Corta para/

Cena 7 Casa de Urso/ Quarto de Pedro/ Noite 

Urso entra no quarto, Pedro já está deitado.

Urso (pegando em Pedro) - Pedro? Pedro? Você já dormiu?

Pedro (acordando) - Oi... 

Urso - Vish... você já estava dormindo?

Pedro - Sim... mas, o que quer?

Urso - Venha pro nosso quarto...

Pedro - Não sei se é o tempo... 

Urso - Pode vim... eu te amo e eu sei que você me ama... (da o braço)

Pedro (olha para Urso, pega na mão dele) - Está bem!

Ao entrarem no quarto, Pedro observa quanto o quarto é bonito e bem equipado com televisão, vídeo gamer e um espaço para leitura.

Pedro - Que lindo o seu quarto... 

Urso - Você que  é a única beleza que brilha nesse lugar... 

Pedro (corando e dando um tímido sorriso) - Qua... não sou tão lindo assim não...

Urso beija Pedro, que retribui. Os dois começam a se beijar. Urso se deita na cama, Pedro começa a tirar a camisa e o shorts de Urso. É visível o tesão de Urso.

Urso - Deixa eu tirar a sua roupa também?

Pedro (se deita na cama) - Sou todo seu...

Urso - Como eu queria escutar isso...

Urso tira a roupa de Pedro aos poucos e com beijos pelo corpo. Urso tira a sua cueca. É visível a bunda de Urso. 

Pedro (olhando para o rosto de Urso) - É isso tudo?

Urso - Não... é mais um pouco... 

Pedro - Posso?

Urso - Todo seu...

A imagem vai desfocando até desfocar tudo.






O dia amanhece. É visto o Rio de Janeiro através do Aeroporto.

Cena 8 Shopping/ Dia 

Inês caminha pelo shopping, ela se depara com Robson organizando uma apresentação. 

Inês - Ei, você...

Robson (surpreso) - Oi... nós já nos conhecemos.

Inês - Sim... sim... 

Robson - Bom, e o que você deseja?

Inês - Eu estava passando por aqui e te vi... o que realmente você faz?

Robson - É simples... eu luto para que todos preservem a natureza... todos os dias faço palestras em escolas, aqui shopping, em praças...

Inês - Mas não é desgastante?

Robson - Não! Eu amo o que faço. 

Inês - Eu tenho vontade de aprender mais sobre isso...

Robson - Olha que bom... quer ver a minha palestra?

Inês - Começa que horas?

Robson - Daqui meia hora...

Inês - Vou ir tomar um sorvete e irei vir assistir sim.

Robson - Que ótimo!

Corta para/

Cena 9 Redação/ Dia 

Ariela (sentada em sua cadeira) - Jonas, precisamos conversar... 

Jonas - Fale.

Ariela - Eu pensei e decidi em não abandonar o meu casamento... quero continuar sendo a sua amiga... mas não quero tentar algo...

Jonas - Está bem... vou seguir firme a procura de alguém... pelo menos me ajude, né?!

Ariela (ri) - Tá bem... (ri).

Jonas - Eu queria falar sobre o que descobri sobre o assassinato de mamãe e da tentativa do seu pai.

Ariela - Diga.

Jonas - Alguns policiais pensam que pode ter ligação...

Ariela - Como assim?

Jonas - Que o assassino é o mesmo... 

Ariela - Pode ter novas vítimas. 

Jonas - Sim! E também tem um motivo em comum.

Ariela - Precisamos descobrir. 

Jonas - Irei me transformar em um Sherlock Holmes (ri).

Ariela - E eu na sua parceira (ri).

Corta para/

Cena 10 Apartamento de Matheus/ Dia 

Thiago entrega uma mala cheia de dinheiro.

Matheus - Como é bom ver você humilhado!

Thiago - Rato! Carniceiro!

Matheus - E você é a minha carniça... oh, carniça... (ri) 

Thiago - Um dia eu vou te pegar... e vou acabar com você. 

Matheus - Isso é o que você pensa. Agora vá embora, daqui a pouco estarei em Paris!

Corta para/

Cena 11 Casa de Urso/ Dia 

Urso está tomando café, Liz está sentada conversando com Urso. Pedro entra na sala com um sorriso.

Liz - Olha como ele está alegre...

Pedro - Bom dia Liz... bom dia, amor.

Urso - Bom dia, amorzinho. Cadê meu beijo?

Pedro beija Urso.

Liz - Amor? 

Pedro (ri) - Sim.

Liz - Então vocês se acertaram! Eu amo! 

Urso - Sim, Liz. Agora você pode ficar tranquila e parar de fazer promessas.

Liz - Amém!

Corta para/

Cena 12 Apartamento de Fran/ Dia 

Mário entra no apartamento. 

Fran - E como foi lá?

Mário - Deu tudo certo! O idiota caiu como pato!

Fran - E a cara  da Fátima?

Mário - Ficou louca! Me deu um tapa e no do Heleno.

Fran - Eu sabia que ela iria fazer um barraco!

Mário - E foi dos grandes!

Fran - E agora? Qual o próximo passo?

Mário - Pra mim é se casar com o Heleno. 

Fran - E o meu?

Mário - Sumir da minha vida.

Fran (surpresa) - O quê? Isso não foi nosso combinado!

Mário - Não foi, mas eu planejei assim. Mas não se preocupe, te darei cem duzentos reais... que tal?

Fran - Essa mereca? E mais: eu quero mais e mais! Se não eu conto tudo que sei pro Heleno.

Mário - Chantagem?

Fran - Sim!

Mário - Tudo que fiz, foi com você na frente... se alguém foi se esborrachar, será você! 

Fran - Vamos ver o que o Heleno vai achar de você quando souber que o santinho dele é um demônio!

Mário - Você não tem nenhuma prova contra mim! Só a boca mesmo... ele nunca vai acreditar em você...

A imagem congela nos dois cara a cara.





Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.