Type Here to Get Search Results !

Marcadores

PRAZER, SATISFAÇÃO - CAPÍTULO 15

  



Cena 1. Motel. Suíte. Dia.

Continuação imediata: Juliana e Stela no maior amasso em cima da cama redonda. A campainha toca. Elas interrompem o beijo.

Stela: Deve ser o champanhe!

Juliana: Eu abro.

Juliana veste um hobbie, atende a porta e recebe a garrafa com duas taças.

Juliana: Obrigada! (Fechando a porta)

Corta para as duas brindando e depois bebendo, com muita elegância.

Juliana: Ai Stela... Eu quero ir na banheira! (Sem jeito) Eu sempre tive esse sonho assim... Toda vez que eu via nas revistas...

Stela: Não seja por isso! Vamos agora encher.

Cena 2. Motel. Suíte. Banheiro. Dia.

Juliana entra maravilhada. A banheira já está lotada de espumas...

Juliana: Caraca... Isso aqui é muito melhor do que eu pensava! Esse cheiro delicioso...

Stela: Você tem que se acostumar com os luxos que a vida proporciona. (Risos)

Juliana chega bem perto.

Juliana: E você vai me fazer acostumar, é?

Elas começam a se beijar, a se agarrar e caem na banheira, voando espuma pra todo lado... A imagem escurece e clareia. Stela começa a beijar a barriga de Juliana e vai descendo até chegar na calcinha...

Cena 3. Colégio Progredir. Sala de estudos. Dia.

Anne e Felipe estudando juntos à mesa. Thiago aparece na janelinha ao lado da porta e Anne acena.

Thiago: Como vão os estudos?

Felipe: Tô aqui na luta tentando aprender. (Risos)

Anne: Que luta? Você tá tirando de letra!

Thiago: Escuta ela Felipe! Bom, vou deixar vocês estudando! Tchau gente!

Anne e Felipe: Tchau!

Thiago sai e os dois voltam a se concentrar nos estudos. Felipe olha para Anne com atração...

Cena 4. Colégio Progredir. Corredor. Dia.

Thiago caminha risonho pelo corredor até chegar no pátio.

Thiago: (pensativo) O Felipe tá dando mesmo em cima da Anne... Ai ai!

Close nele.

Cena 5. Casa de Gabriel. Área de Lazer. Dia.

Gabriel e Danilo na piscina. Eles nadam, mergulham e depois se encostam na beira.

Danilo: (safado) E aquelas três lá da sala hein?

Gabriel: Tá falando de quais?

Danilo: Da Fernanda, Gabi e Eduarda... Mas acho a Gabi a mais linda...

Gabriel: Pra mim são todas chatas, metidas... Nem dá pra achar bonitas!

Danilo: Fala sério véi! Tem pelo menos uma que você ache a mais gata!

Gabriel: Ah sei lá... Me deixa.

Danilo: Você é viado cara?

Gabriel fecha a cara.

Gabriel: (se estressa) Sai daqui agora!

Danilo: Quê isso?

Gabriel: Vai embora rapá! Sai daqui! Já falei que não quero esse papo! Já me irritou, já deu!

Danilo: Calma... Foi só uma pergunta inocente!

Gabriel respira fundo e vira de costas para Danilo.

Danilo: (toca os ombros de Gabriel) Desculpa... Eu não toco mais nesse assunto!

Gabriel: (sem graça) Uhum.

Clima tenso. Closes alternados.

Cena 6. Cidadezinha do Interior de Minas. Rua. Frente a um Supermercado. Dia.

Instrumental: Suspense.

A câm vem de longe e busca uma mulher (cerca de 40 anos) e um homem (cerca de 30). Os dois em frente a um supermercado. Clima de mistério

Juarez: Tá com a bolsa aí?

Adelaide: Claro! 

Juarez: Então vamos entrar!

No close de Adelaide, corta rápido:

Cena 7. Supermercado. Corredores. Dia.

Adelaide olha as prateleiras do supermercado, como quem não quer nada. Juarez olha pra ela e pisca.

Adelaide: (p/si) É hoje que eu faço a festa nesse supermercado...

Adelaide olha pro homem e faz um sinal de dois dedos, para que ele fume. Ele tira um cigarro do bolso e muito discreto acende. Em seguida ele vai para a sessão de papéis higiênicos e sem que ningúem veja, joga o cigarro em cima das embalagens que imediatamente começam a incendiar. Corta p/: Um cliente que vinha, vê a fumaça e entra em desespero:

Cliente 1: Meu Deus tá pegando fogo o supermercado!

Vários clientes começam a tulmutuar o local, em seguida chegam vários funcionários...

Cena 7. Supermercado. Corredor de prateleiras. Dia.

Adelaide aproveita a confusão, abre sua mochila e começa a jogar todos os tipos de mantimentos das prateleiras ali.

O controle de incêndio é acionado e começa a cair água do teto... Adelaide fica enxarcada.

Cena 8. Rua. Dia.

Adelaide corre de mochila pela rua, até parar, ofegante, na porta de sua casa.

Adelaide: Consegui! Até que o Juarez é esperto e sabe bem como causar...

Ela gargalha enquanto abre o portão e entra.

Cena 9. Motel. Suíte. Dia.

Stela e Juliana deitadas, agarradinhas, cheias de chamego.

Juliana: Ai não gosto nem de pensar que daqui a pouco já tenho que voltar pro serviço... Tá tão bom aqui!

Stela: Pensa que isso aqui pode se repetir quantas vezes você quiser...

Juliana: Hummm.

Elas dão um selinho. O celular de Stela toca.

Stela: Ai quem será agora?

Juliana pega o celular e entrega pra Stela.

Stela: (vendo) Adelaide? O quê que a Adelaide pode querer agora? 

Juliana: Quem é Adelaide?

Stela: Um instante!

Ela atende o celular.

Stela: (cel) Alô?

Adelaide: (cel) Oi minha irmã querida!

Stela: (virando os olhos) Oi Adelaide...

Adelaide: (cel) Tá sabendo da novidade? Eu vou voltar pra BH!

Stela: (cel/ desanimada) Ah... Que... Legal...

Adelaide: (cel) E eu vou ficar hospedada na sua casa!

Stela: (cel) O QUÊ?!

Reação chocada de Stela. Juliana sem entender nada.

Abertura:

Cena 10. Motel. Suíte. Dia.

Stela ao celular.

Stela: (cel) Não Adelaide, você não ficar/

Adelaide: (cel) Chego amanhã irmãzinha. Bye bye!

E ela desliga.

Stela: Alô? Alô? Desligou! (T) Eu não acredito nisso!

Juliana: O que houve?

Stela: A encostada da minha irmã me comunicou, olha, ela nem me perguntou, já foi me avisando que vai pra minha casa, passar um tempo! Isso é castigo!

Juliana: Vocês não se dão bem?

Stela: Não tem como se dar bem com aquela ignorante...

Juliana: Calma!

Stela: Ai me abraça...

Elas se abraçam.

Cena 11. Motel. Estacionamento. Dia.

Stela e Juliana, cada uma vai pro seu carro.

Stela: A gente vai se falando!

Juliana: Tá bom! Eu adorei hoje!

Stela: Eu também! Apesar da ligação no final.

As duas riem e entram em seus respectivos carros.

Cena 12. Casa de Adelaide. Quarto. Dia.

Muitas roupas em cima da cama. Adelaide as dobra e põe numa mala. Ouve-se batidas no portão.

Adelaide: (para o que está fazendo) Deve ser o Juarez... (respira fundo e conversa com si) Só por hoje Adelaide! Amanhã você nunca mais vai ver a cara dessa gente!

Cena 13. Casa de Adelaide. Alpendre. Dia.

Adelaide abre o portão e Juarez entra.

Juarez: E aí gostosa?

Adelaide: Vamo logo pagando aquela droga!

Juarez: Bora que eu tô todo todo!

Ele dá um cheiro do pescoço de Adelaide que visivelmente não gosta.

Cena 14. Casa de Adelaide. Quarto. Dia.

Na cama, Juarez e Adelaide transam. 

Adelaide: (pensamento) Acaba logo com isso muleque infeliz!

Juarez para, exausto. Adelaide se levanta da cama rapidamente e impaciente.

Adelaide: Pronto né? Vamos embora?

Corta para: Juarez veste sua blusa, seguindo para fora do quarto.

Juarez: É... Cê pode me passar o dinheiro daquela maconha que tú vendeu?

Adelaide: Amor... Isso aqui já foi o pagamento! Acho que aimda paguei até mais do que eu devia! Uma gostosa dessas, não é pra qualquer um não! (T) E vamos logo que eu tô atrasada!

Juarez: Atrasada pra quê hein?

Adelaide: Pra um assunto aí...

Juarez: Tá certo...

Juarez coloca seu boné pra trás e sai da casa. Adelaide espera uns segundos e respira fundo.

Adelaide: Encosto! Além de tudo transa mal... Tão inexperiente coitado! (Ri) Ainda bem que vazou logo!

Ela abre o armário pega sua mala e volta a arrumá-la.

Adelaide: Ele não pode nem sonhar que eu vou embora da cidade e ainda mais com a grana dele... (Gargalha)

Close nela.

Cena 15. Colégio Progredir. Pátio. Dia.

Anne e Felipe caminham até a saída.

Felipe: Eu te deixo em casa!

Anne: Não precisa!

Felipe: Precisa sim! Depois de você ter me ajudado a estudar, é o mínimo! E eu também quero te fazer companhia, se você quiser claro.

Anne sorri.

Música: Todo Seu - Jorge e Mateus

Anne: (tímida) Ah, tudo bem... Vamos?

Felipe: Vamos!

Eles saem pela catraca e vão para a rua.

Cena 16. Rua. Casa de Juliana. Frente. Dia.

(Música continua) Anne e Felipe param em frente à casa de Anne.

Anne: É aqui!

Felipe: Bem perto da escola.

Felipe segura as mãos de Anne.

Felipe: Eu preciso te dizer uma coisa...

Anne: Felipe, olha, vamos com calma...

Felipe a surpreende com um selinho, ela se rende.

Felipe: Tchau! Obrigado pela aula. Você é a melhor professora que existe!

Anne: (sem reação) Tchau!

Felipe vai embora, dando as costas... Anne chocada, põe a mãos nos lábios.

Anne: Ai Felipe... Será que eu te dou uma chance?

A câm se afasta e vemos que do outro lado da rua, atrás de uma árvore, Fernanda viu toda a cena.

Fernanda: Anne e Felipe juntos? Chocada. A Anne tá bem atiradinha hein... Hahaha! A Gaby e a Eduarda vão adorar saber disso. (Gargalha)

Cena 17. Ap de Felipe. Quarto. Dia.

(Música continua) Felipe deitado em sua cama, pensativo, mexendo no celular.

Felipe: (p/ si) Eu tô me apaixonando pela Anne... Isso não tá certo, eu vou acabar com a aposta! E vai ser amanhã!

Close nele.

(Música termina)

Cena 18. Ruas. Perto do Terminal Rodoviário. Dia.

Adelaide anda pela rua segurando sua bolsa, até chegar em frente a rodoviária da cidade.

Adelaide: Não vejo a hora de sair desse buraco... Agora é só comprar a passagem e partir!

Ao seu lado há uma vitrine de loja, ela olha pelo vidro e vê o reflexo de Juarez do outro lado da rua, te olhando... Suspense.

Adelaide: Ai meu pai... Esse menino tá me seguindo porra...

Foco no olhar de Juarez, vigiando Adelaide... Adelaide sai correndo, Juarez atravessa a rua correndo atrás.

Cena 19. Prédio Comercial. Entrada. Dia.

Adelaide adentra num prédio comercial apressada e já vai entrando no elevador. O porteiro não entende nada.

Porteiro: Ei dona, vai aonde? Tem que ser anunciada!

Cena 20. Elevador. Dia.

Adelaide respira aliviada.

Adelaide: Me safei!

Cena 21. Rua. Dia.

Juarez anda pela rua procurando por Adelaide, sem sucesso. Ele passa EM FRENTE ao prédio comercial.

Juarez: Merda! A Adelaide sumiu!

Juarez frustrado... Close.

Cena 22. Belo Horizonte. Takes. Noite.

Takes do Anoitecer. Plano geral no prédio de Rodrigo.

Cena 23. Ap de Rodrigo. Sala. Noite.

Rodrigo entra, de jaleco, deixando suas coisas em cima da mesa. Ele não percebe Vanessa, no sofá mexendo em alguns convites.

Vanessa: Oi amor! Já chegou?

Rodrigo se assusta.

Rodrigo: Vanessa? Que susto! Como você entrou aqui?

Vanessa: Eu tenho a cópia da chave, ora!

Rodrigo: Não acredito que você fez a cópia sem minha autorização...

Vanessa: Querido, a gente é um casal, prestes a se casar! É normal que eu interfira um pouco na sua vidoca. Você também pode interferir na minha!

Rodrigo: A palavra privacidade não existe no seu dicionário?

Vanessa: Não, entre um casal não pode existir!

Rodrigo vira os olhos.

Vanessa: Agora, você pode dar uma olhada nesses modelos de convites pro nosso casamento?

Rodrigo: (desanimado) Tá mostra aí!

Vanessa começa a mostrar, toda alegrinha, Rodrigo com zero animação...

Cena 24. Rua Próxima ao Bordel. Noite.

Kátia caminha pela rua, pensativa.

Kátia: (p/si) Mais um aniversário da minha vida que eu passo sem nenhuma emoção... Eu já devia tá acostumada!

Ela continua andando até chegar em frente ao bordel.

Cena 25. Bordel Lovely's. Salão. Noite.

Tudo arrumado para a festa de Kátia. Balões, bolo, mesas, uma boate com luzes. Kelly passa por lá checando tudo e vai falar com Taís.

Kelly: Tomara que ela goste!

Taís: Tomara!

Lara chega correndo.

Lara: Gente, ela chegou!

As luzes são apagadas, todos os convidados se calam. Kátia abre a porta principal e entra.

Kátia: Uai... Não tem ninguém aqui?

Quando ela acende a luz... Todos gritam.

Todos: SURPRESAAAAAA!

Lágrimas caem de seus olhos.

Kátia: (emocionada) Eu não acredito!

Kelly chega correndo e a abraça forte. As outras meninas vêem e todas dão um abraço coletivo...

Cena 26. Casa de Juliana. Quarto de Juliana. Noite.

Juliana sai do banheiro de roupão e vai direto deitar em sua cama. Ela abre um sorrisinho...

Flashback on: (cena 2 deste capítulo)

Juliana e Stela começam a se beijar, a se agarrar e caem na banheira, voando espuma pra todo lado... A imagem escurece e clareia. Stela começa a beijar a barriga de Juliana e vai descendo até chegar na calcinha...

Flashback off.

Juliana: Quando na vida eu pensei que eu fosse me apaixonar por uma mulher... E que mulher!

Neste momento Anne abre a porta, surpresa com o que a mãe dissera.

Anne: Como assim mãe?

Juliana fica encurralada, sem saber o que dizer. Close nela.

Cena 27. Barraco de Juliano. Noite.

Luciano abre a porta de casa para alguém.

Luciano: Como vai... Pai?

Renato, um homem de cerca de 70 anos se revela e entra no barraco.

Renato: Lugar horroroso que você arrumou hein meu filho?

Luciano: Foi o que deu...

Renato: Você vai ter que encontrar a tal da Juliana amanhã! Sorte que vocês ainda não se separaram no papel!

Luciano: Sorte... Mas quando eu abandonei ela, eu não sabia que ela era uma herdeira! Aliás, nem ela sabe que é herdeira... Bendita comunhão de bens!

Renato: E que herdeira... Você tá preparado pra amanhã? Já adianto que cê vai se machucar...

Luciano: Tô nem ligando... O que é um ou dois raladinhos pra quem vai faturar CINCO MILHÕES DE REAIS!

Renato: Se essa mulher é tão difícil como você diz... Cê vai penar muito pra reconquistar ela!

Close alternados. Suspense.

Foco em Luciano/ A imagem congela com o fundo esfumaçado.

(Encerramento: Todo Seu - Jorge e Mateus)


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.