Type Here to Get Search Results !

Marcadores

REBELDE PARA SEMPRE - Capítulo 05

 


Web novela de: EZEL LEMOS


Capítulo 5


NO CAPÍTULO ANTERIOR:

Thales e Karla cantam juntos;

Mabel aconselha Dimmy a trabalhar com o pai;

Thales fala de Karla para Salete;

Ricky ver Moana na piscina e fica encantado por ela;

Dimmy flagra Nicandro dar dinheiro a Mabel;

VEJA AGORA O CAPÍTULO DE HOJE:


CENA 1

(INT: Casa de Dimmy, ele flagrou o pai dando dinheiro a Mabel no escritório)


Mabel: (surpresa) Dimmy!


Dimmy: Então pode me explicar!


Nicandro: Filho é que a Mabel tava precisando de um dinheiro e ela me pediu emprestado.


Mabel: É isso meu amor. (Vai até Dimmy ajudando ele com a moleta)


Dimmy: E porque você não pediu meu amor.


(Mabel e Nicandro se olham)


Mabel: É que você já está com esse problema na perna, não quis te incomodar.


Dimmy: Sei, tá bom.


CENA 2

(INT: Mercadinho de Leonor, Maura encontra Karla)


Maura: Filha!


(Karla e Maura se abraçam)


Karla: Já estou com saúde de você, da Kaline. Por falar nela, como ela está? Sentiu minha falta?


Maura: Sim, muito. Eu também sinto saudade, a Kaline você sabe, ela é muito apegada a você. Ela sente muita falta sua.


Karla: Quando eu puder eu vou na escola dela, pra vê-la na saída.


Maura: Só me avisa antes, para eu ir buscar ela e não seu pai.


Karla: Tá bom, se ela tivesse um celular a gente falava por vídeo mas aquele aquele homem não deixa ela possuir.


(Maura abre bolsa e pega carteira onde tira várias notas de cem reais)


Maura: Eu trouxe um dinheiro aqui, para você.


Karla:  Mãe, não precisa, eu vou ver se arrumo um trabalho. 


Maura: (dar o dinheiro) Toma filha, se não vou me preocupar mas com você.


(Karla pega o dinheiro e elas se abraçam)


Karla: Oh mãe, obrigada por ser a melhor mãe do mundo.


CENA 3

(INT: Casa de Thales e família, Salete corta carne  na pia, enquanto Thales corta beterrabas e cenouras na mesa)


Thales: Se eu não gostasse tanto de cantar, eu iria ser chefe de cozinha. Cozinhar é uma arte, quando a gente faz com amor é uma terapia.


Salete: Tudo que a gente faz com amor Thales é prazeroso. Agora deixa eu ir ali no banheiro, faz tempo que eu tava querendo.


(Salete deixa faca e sai correndo)


(Thales corta cenoura e fica pensativo)


Flashback: 

(Karla cantando)


Karla:Tão longe do chão

Serei os teus pés

Nas asas do sonho

Rumo ao teu coração


Fim do flashback: 


Thales: (olha o dedo rapidamente) Aí, me cortei.




CENA 4

(INT: Casa de Moana, Ricky parado próximo a piscina e Moana sai de dentro da piscina de biquíni deixando Ricky admirado)


Moana: Fala, o que você quer?


Ricky: Eu vim… 


Moana: Veio o quê, meu querido?


Ricky: Vim entregar uma encomenda.


Moana: Ah, então você é entregador.


Ricky: Sim, eu sou entregador.


Moana: Então se você já entregou, vai embora, tá esperando o quê? 


Ricky: Nada, desculpa.


(Ricky vai embora e Moana fica olhando ele ir)


Moana: (parada pensando) Eu em, parece que é fora da casinha. É gatinho, mas o Ruy também é. Pensando bem esse é mais, o Ruy que me perdoe.


CENA 5

(INT: Pensão de Leonor, hóspedes incluindo Karla, conversam na sala da pensão)


Hóspede homem: Essa menina canta muito bem, dona Leonor vai ficar rica com ela cantando no mercado.


(Todos riem)


Hóspede homem 2: Mas é verdade, lota de pessoas lá na frente só pra ver ela cantar.


Hóspede mulher: Dona Leonor devia pagar pra você Karla.


Karla: Imagina, ela já vai me dar desconto pela estadia aqui na pensão.


Hóspede homem: Mesmo assim é muito pouco, se você for continuar cantando lá, tem que cobrar mais.


(Leonor está na cozinha batendo massa na batedeira)


Leonor: (olhando para os hóspedes na sala) Vocês podem parar de falar como se eu não tivesse aqui? Seu Valdo, saiba que eu fiz um favor pra essa menina, porque não tem mais quarto vago, e eu deixo ela ficar aqui assim mesmo. Além do mais meu neto tá deixando a cama dele pra ela. 

 

Karla: E eu sou muito agradecida dona Leonor, se não fosse a senhora eu tinha dormido na rua. 


CENA 6

(INT: Casa de Thales em paraisópolis, ele vai até o quarto com várias sacolas e sua mãe lhe acompanha)


Thales: Oi maninhos, maninha.


Yasmin: O que é isso Thales?


João: É presente?


(João e Yasmin levantam felizes e Cao continua jogando no celular)


Salete: Cao, sai desse celular!


(Thales abre as sacolas e entrega aos irmãos, eles abrem os presentes/roupas, calçados)


Yasmin: Olha é roupa, uma sandália da Frozen.


(Cao avança nas sacolas)


Thales: Calma Cao.


(João veste uma camisa)


João: Valeu manoh, super na moda essa camisa.


Salete: Isso é o de menos João, o importante é que é uma roupa nova.


Cao: (calçando sapato com a ajuda de Thales) Meu tênis é o melhor. Obrigado Thales.


CENA 7

(INT: Casa de Ricky, jantar com os pais dele e a irmã, Ricky mexe na comida sem comer)


Raelyn: Esse ano faço 18 anos, vou querer uma super festa tá papai.


Suzana: Filha, as coisas não tá fácil para estarmos fazendo festão!


Raelyn: Tá vendo pai, é por isso que eu sempre peço para você porque mãe é muito pão duro.


Suzana: Filha, como pode falar isso? Eu te dou tanto presente.


Eugênio: Ricky porque não está comendo? Tá desanimado desde o início do jantar.


Ricky: Tô sem fome, vou sair um pouco.


(Levanta da mesa e sai)


Raelyn: O que tá acontecendo com ele?


CENA 8

(INT: Karla está deitada na cama, enrolada com cobertor- ela pensa em Thales cantando)


Flashback:


Thales: ...Linda

E sabe viver

Você me faz feliz

Esta canção é só pra dizer

E diz

Você é linda

Mais que demais


Fim do flashback.


(Ainda deitada, Karla fecha os olhos e abre)


Flashback:


Dário: (chega até Karla) Karla você não quer formar uma dupla musical comigo?


Fim do flashback.


(Karla está de olhos fechados na cama)


CENA 9

(INT: Casa de Dimmy e família, Dimmy está na cama com a namorada)


Dimmy: Que bom que você ficou meu amor.


Mabel: Estou aqui pra te amar sempre que você precisar.


(Eles se aproximam deitados e começam se beijar cada vez mais, Dimmy tira a camisa e abre o botão e zíper da calça, ele vai para cima de de Mabel devagar e ao encolher a perna fraturada acaba sentindo dor e grita)


Dimmy: Ai, ai, tá doendo.


(Dimmy cai da cama gritando)


Dimmy: Ai! Ai! Ai!


Mabel: (sentando na cama) Dimmy! Meu amor!




CENA 10

(Amanhecer em São Paulo)


(INT: Casa de Maura, mãe de Karla, café da manhã)


Kaline: Quem vai me deixar hoje, na escola? 


Jair: Eu vou, sua mãe deve tá muito ocupada.


Maura: E estou mesmo, tem roupa pra lavar, comida pra fazer. Mas buscar, pode deixar que eu vou.


Jair: Porquê? Eu posso pegar ela.


Maura: É que eu tenho de comprar umas coisas.


Jair: Tá bom, cê que sabe.


CENA 11

(EXT: Rua- Natany vai dirigindo o carro com Moana ao lado)


Moana: Não sei onde estava com a cabeça para fazer seu gosto e acordar às 10 da madrugada pra vim na porra desse shopping.


Natany: Calma maninha, é uma surpresa.


(A câmera mostra de longe, Ricky de moto no meio dos carros)


(Natany estaciona o carro. Em frente ao shopping, do outro lado da via, as irmãs Moana e Natany descem do carro. Moana vai na frente, passando na rua sem olhar e vem uma moto que quase bate nela, fazendo ela cair no chão para desviar, o motociclista para na frente. Ao ver o que aconteceu Natany se assusta e grita)


Natany: Moana!


(Natany corre até a irmã, o motociclista também vem até elas)


Natany: (ajudando Moana levantar) Mana você tá bem?


Ricky: Moça, você é louca atravessar com sinal aberto?


Moana: (já de pé, gritando) Seu idiota! Você quase me matou! 


(Ricky tira capacete e Moana e ele se reconhecem)


CENA 12

(EXT: Ricky está numa praça cantando e várias pessoas assistem sua apresentação)


Ricky: ...Em questão de segundos

Voo pra outro mundo

Outra constelação

Não dá para explicar

Ao ver você chegando

Qual a sensação


(Karla chega e o observa cantar com outras pessoas)


 Ricky: A gente não precisa 'ta colado pra 'ta junto

Os nossos corpos se conversam por horas e horas

Sem palavras 'tão dizendo a todo instante um pro outro

O quanto se adoram

Eu não preciso te olhar

Pra te ter em meu mundo

Porque aonde quer que eu vá

Você está em tudo

Tudo, tudo que eu preciso, oh

Te vivo


(Ricky termina a música e todos aplaudem, ele ver Karla que se aproxima)


Karla: Parabéns! (Bate palma)


Ricky: Obrigado Karla.


Karla: Você canta muito, eu tive uma ideia.


Ricky: (surpreso) Ideia?


Karla: Sim, eu quero formar uma banda, você não quer fazer parte dela?


Ricky: (surpreso) Eu? Fazer parte de uma banda?


Fim do Capítulo.


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.