Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Entre Pais e Filhos - Capítulo 09 (Reprise)




Entre Pais e Filhos - Capítulo 09

Cena 01 - São Paulo - Hospital - Quarto - Noite

O médico chega com notícias sobre o transplante de medula óssea.

Arthur: Por que o senhor está tão sério doutor?
Vitor: Tenho uma má notícia.
Helena: Pode dizer doutor.

Arthur começa a chorar.

Vitor: A medula da sua mãe não é compatível e não temos nenhuma que seja compatível com a do Arthur.

Arthur se desespera e começa a chorar.

Vitor: Tenha calma. Nós faremos o possível e o impossível por você.
Helena: O que faremos agora?
Vitor:  Para que a medula seja aceita pelo receptor, o doador deve ser cem por cento compatível.
Helena: Quem mais poderia ser compatível?
Vitor: Em uma família existem casos raros de compatibilidade.
Helena: Ele tem um irmão que pode ser o doador.
Vitor: Teremos que fazer todos os testes e análises primeiro, mas tem vinte e cinco por cento de chances de compatibilidade.
Helena: Ótimo trarei o irmão dele amanhã mesmo ou melhor, hoje ainda.

Helena está eufórica com a chance de Murilo ser compatível com o irmão.

Arthur: Temos que ter calma mamãe. As chances são poucas.
Helena: Vamos ter fé filho.
Vitor: É melhor trazer seu outro filho amanhã. Temos que ter cautela com tudo.
Helena: Está bem doutor.
Vitor: O Arthur terá alta e pode dormir em casa, amanhã ele retorna com o irmão para prosseguimos com os testes e exames.
Arthur: Certo doutor.


Cena 02 - São Paulo - Casa de Regina - Quarto - Noite

Regina está arrumando seu guarda-roupas após chegar cansada do serviço. Ao arrumar uma caixinha de bijuterias ela percebe que sua aliança sumiu.

Regina: Meu Deus, aonde guardei essa aliança.

Ela começa a revirar o quarto na procura do objeto que para ela tinha um grande valor sentimental.

Regina: Eu jamais vou me perdoar se perder aquela aliança, jamais.

Ela procura e procura, mas não a encontra.


Cena 03 - São Paulo - Hospital - Recepção - Noite

Helena assina a alta do filho e juntos vão embora do hospital. O doutor Vitor fica impressionado com o amor de Helena pelo filho e pela luta que ela mantêm e do
comenta isso com sua colega Daniela.

Vitor: Essa mulher é formidável. O amor que ela têm pelo filho é inigualável.
Daniela: Vitor, por quê o espanto? Já vimos tantas mães lutarem pelos filhos
Vitor: Com ela é diferente. Sinto algo a mais nela.
Daniela: Vai me dizer que está apaixonado?
Vitor: Não sei Daniela. Sinceramente não sei.

Vitor dá um forte suspiro e fica pensando em Helena.


Cena 04 - São Paulo - Casa de Eduarda - Sala - Noite

Eduarda fica pensando na conversa com César e nem percebe que seu filho está  chamando.

Matheus: Mamãe? Mamãe?

Eduarda se assusta e responde o filho.

Eduarda: Fala Matheus, o que quer?
Matheus: Estava longe? Parecia estar fora de órbita.
Eduarda: Não me venha com piadinhas.
Matheus: Calma! Eu não quiz irritar a senhora.
Eduarda: Está bem filho. Lembrei agora, domingo iremos fazer um almoço para comemorar o seu aniversário e o do Murilo.
Matheus: Que legal mãe. Será aqui ou na tia Helena?
Eduarda: Aqui mesmo. Faremos na área de churrascaria do prédio.
Matheus: Posso chamar alguns amigos?
Eduarda: Pode, é seu aniversário. Só não chama um monte de gente por favor. Sabe que eu odeio bagunça.
Matheus: Está certo mamãe. Só irei chamar uma pessoa.
Eduarda: Sua namorada?
Matheus: Surpresa mamãe. Surpresa.
Eduarda: Só não vai inventar de ter filhos agora. Sou muito nova para ser avó.
Matheus: Pode deixar mamãe.

Matheus se senta ao lado da mãe e lhe dá um forte abraço. Ela tenta relutar no início, mas acaba cedendo o abraço do filho.


Cena 05 - São Paulo - Asilo - Jardim - Noite

Briana e Pedro resolvem visitar a avó e ela se alegra muito com a presença dos netos.

Pedro: Saudades vovó.
Cecília: Eu também estava morrendo de saudades de vocês.
Briana: Como tem sido aqui para a senhora?
Cecília: Estou sendo bem tratada, não se preocupem.
Briana: Ficamos tranquilos por ouvir isso.
Pedro: Vamos te visitar frequentemente não se preocupe.
Cecília: E o André? Por que não veio?
Briana: Ele está ocupado vovó. Não sabe quando poderá vir.

Cecília se entristece.

Pedro: Não vamos falar dele.
Cecília: Eu não entendo porque não gostam dele. Sempre cuidei dos três igualmente.
Briana: Esse é o problema vovó. Não somos como ele. Nós sim somos sua família de verdade.
Cecília: Eu amo os três igualmente. Sabem disso. Ele é um filho para mim, assim como vocês.
Briana: Esta bem vovó. Está bem.

Após passarem mais um tempo com a avó os dois vão embora e marcam para voltar dentro de alguns dias para acompanharem a avó e pegarem os resultados dos exames dela.


Cena 06 - São Paulo - Carro - Estrada - Noite

Helena está no carro com Arthur voltando para casa até que o filho resolve fazer um pedido para a mãe.

Helena: Quer falar alguma coisa filho? Está meio inquieto.
Arthur: Como sabe?
Helena: Eu te conheço filho. Sei quando quer falar algo só pelo olhar.

Arthur e Helena sempre tiveram uma conexão muito forte.

Arthur: Não fala nada com o Murilo ainda.
Helena: Não estou entendendo filho!
Arthur: Não peça a ele para fazer os exames de compatibilidade ainda.
Helena: Por que filho?
Arthur: Domingo é aniversário dele. Melhor esperarmos essa data. Não quero por pressão sobre ele.
Helena: Sempre tão amoroso. Mas temos que fazer isso o quanto antes pela sua saúde.
Arthur: São só três dias mamãe. Eu posso esperar. A senhora me dá muita atenção, não quero parecer o centro de tudo.
Helena: Filho eu amo vocês igualmente, mas neste momento você precisa mais da minha atenção.
Arthur: Sei disso. Faça isso por mim e por ele? Por favor. Ele sente sua falta.
Helena: Está bem filho. Vou esperar o aniversário dele e segunda conversamos sobre.
Arthur: Muito obrigado mãe. Te amo.
Helena: Te amo mais filho. Muito mais.

Helena de orgulha do filho e do grande homem que se tornou.


Cena 07 - São Paulo - Casa de Helena - Cozinha - Noite

Helena fica pensando nas palavras de Arthur em que Murilo está meio sem atenção, assim que chega ela fala do almoço de aniversário do filho.

Helena: Filho como está?
Murilo: Estou bem mamãe.
Helena: Não pense que esqueci do seu aniversário no domingo.
Murilo: Não se preocupe.

Ele tenta fingir que não se importa.

Helena: Faremos um almoço no domingo na casa da sua tia Eduarda.
Murilo: Ótimo mamãe.
Helena: Você vai gostar muito.
Murilo: Obrigado mãe.
Helena: Não tem que agradecer. Filho eu te amo. Sempre se lembre disso.

Ela da um beijo na testa do filho e o abraça e o mesmo retribui.


Cena 08 - São Paulo - Mansão dos Gonçalves - Quarto de Raquel - Noite

Melissa sabe que a irmã está de castigo a vários dias e proibida de sair e então decide ir falar com ela.

Melissa: Posso entrar irmã?
Raquel: Você já entrou.
Melissa: Quero falar contigo.
Raquel: O que você quer?
Melissa: Sei que está muito chateada com tudo o que está acontecendo.
Raquel: A mamãe não entende.
Melissa: Ela só quer o seu bem, tenha certeza.
Raquel: Ela é preconceituosa. Não deixa eu jogar futebol por ser “ esporte de homem”.
Melissa: Eu te entendo. Quero te ajudar.
Raquel: Por que está sendo assim comigo? Não faz seu gênero.
Melissa: A mamãe já me privou de várias coisas também é sem motivo. Só quero sua felicidade.
Raquel: Então você vai me ajudar?
Melissa: Sim, eu irei.
Raquel: Obrigada irmã.

Raquel agradece a ajuda de Melissa e fica alegre com isso.


Alguns dias depois…


Cena 09 - São Paulo - Apartamento de Eduarda - Área da churrascaria - Tarde

Todos estão presentes para o almoço de comemoração ao aniversário de Murilo e Matheus. O almoço é mais reservado para a família e alguns amigos de ambos. Murilo convidou Paulo seu amigo de faculdade, Helena chamou Regina e seu afilhado Kauã. Eduarda se aproxima do sobrinho e logo tenta fazer a cabeça dele.

Murilo: Acho que minha mãe realmente me ama. Aquilo era coisa da minha cabeça.
Eduarda: É pode ser, mas ela mal estava lembrando do seu aniversário.
Murilo: Como assim?
Eduarda: Eu que a lembrei que hoje era aniversário de vocês dois. Ela anda com a cabeça nas nuvens.
Murilo: Não consigo acreditar nisso.
Eduarda: O Arthur está doente e precisa mais dela. Além disso ele é o filho preferido, além de ser mais velho. Tem mais uma coisa também.
Murilo: O que tia?
Eduarda: Foi após o seu nascimento que o pai de vocês foi embora. Talvez seja por isso que ela tenha mais apreço pelo Arthur.

Murilo fica com raiva do que ouve da tia e com ciúmes do irmão.

Continua...



 

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.