Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Além da mente - Episódio 8

 



No Capítulo anterior, Morgana reconhece seu pai e depois revela que é sua filha. Na festa

de comemoração do orfanato Cristina se encontrou com Isadora, mas todos correm o risco

de serem pegos pelos capangas dos psicólogos. Samantha e Carlos viram o gerente do

hotel ser assassinado por Cristiane que os deixou revoltados e com medo. Dona Zuleide

enfim inaugurou sua lanchonete.


No Capítulo de hoje Jorge se emociona ao saber que sua única filha está viva. Júlia

consegue tirar Cristina e Zoraide a tempo da festa.

Isadora conversa com Sandra que descobre que sua mãe não é uma boa pessoa. Carlos e

Samantha chegam ao Brasil. Júlia invade a sala do Dr. Robert e é pega. Charles reúne

todos para poderem iniciar o plano para desmascarar os vilões da cidade. A Dra. Cristiane

retorna ao Brasil.

CENA 1

( No pátio Jorge se emociona ao ouvir toda história de Morgana e como sobreviveu)

Morgana: ( emocionada/ noite)

- E foi isso que aconteceu e como eu vim parar aqui.

Jorge: ( Emocionado/ abraça)

- Tô muito feliz em ter você de novo em meus braços.

- Mais temos que nos apressar para chamar os outros antes que aqueles loucos vejam a

gente.

Morgana: ( Assustada)

- Quem são eles?

Jorge: ( Se despede/ corre)

- É uma longa história filha depois eu te conto.

CORTA P/ CENA 2

( Depois do discurso Isadora procura Sandra e pede pra ela contar sobre os pais dela)

Isadora: ( Entra na sala)

- Festa bonita não é Dona Sandra.

Sandra: ( Com dúvida/ simpática)

- Posso ajudá-la, senhorita?

Isadora: ( Sorrir/ caminha até a mesa)

- Não me reconhece mais?

- Sou a Isadora.

Sandra: ( Se assusta/ se senta)


- Não pode ser, a Isadora que eu conheci foi embora daqui a muito tempo.

Isadora: ( Conta a história/ emocionada)

- Sou aquela garotinha que fugiu do orfanato a muitos anos, lembra? Eu e Samantha

dormimos na rua por dias.

Sandra: ( Emocionada/ se levanta e abraça)

- É você mesma! Como cresceu e tá tão linda, mais porque você veio aqui depois desses

anos?

Isadora: ( Encruza os braços/ da meia volta)

- Vim perguntar se a Senhora tem alguma informação sobre os meus pais?

Sandra: ( Anda até a porta/ preocupada)

- Infelizmente sim, mas não sei se seria uma boa ideia você ficar sabendo de tudo isso.

CORTA P/ CENA 3

( Júlia encontra Charles e avisa que seus inimigos estão na festa.)

Júlia: ( Andando no Jardim/ preocupada)

- Meu rapaz, você deve ser o Charles, não é?

Charles: ( Com dúvida/ se vira)

- Sim sou eu, deseja alguma coisa?

Júlia: ( Assustada/ olhando pros lados)

- Cristina Já me falou sobre você e quero dizer que vocês estão correndo perigo aqui e

precisam sair logo.

Charles: ( Calmo)

- Estou esperando uma amiga que foi ali, não posso agora e mesmo assim se for quem eu

estou pensando não vai nos reconhecer, continue procurando o resto do pessoal.

Júlia: ( Assustada)

- Se você acha isso tudo bem.

-Mas não dê muita bandeira

CORTA P/ CENA 4

( Na sala da Diretora, Sandra não aguenta esconder a verdade e revela quem são os

pais de Isadora)

Isadora: ( Com dúvida/ preocupada)

- Como assim, infelizmente?

Sandra: ( Trêmula/ preocupada/ olha fixo )

- Você já é grande e precisa saber de tudo.


- Sua mãe se chama Cristiane e seu pai Vando eles estão vivos e nunca quiseram saber

sobre você, ela lhe abandonou quando você era recém nascida.

Isadora: ( chateada/ emocionada)

- E porque você nunca me contou como eles se chamavam?

Sandra: ( Preocupada/ arrasada)

- Porque pra me eles não são pessoas honestas, já ouvi boatos que eles são pessoas ruins.

- E depois que entraram nesse novo ramo, é possível que todos nós estejamos em perigo.

Isadora: ( Chocada/ com dúvida)

- Então eles fazem parte daquela instituição, a tal FUNJOA?

Sandra: ( Surpresa/ se senta)

- Como sabe de tudo isso?

Isadora: ( chorando/ arrasada)

- Porque eles perderam pessoas que amo, e quer saber a senhora tem razão não foi uma

boa saber quem eles são, já sentia ódio deles mesmo sem saber quem eram, e agora que

sei não faz diferença mais. Tenho que ir

Sandra: ( Chocada/ preocupada)

- Mais Isa... ela finalmente cresceu.

CORTA PARA/ CENA 5

( Isa encontra Charles e chama para ir embora)

Isadora: ( Nervosa/apressada)

- Vamos Charles, não temos mais nada pra fazer aqui.

Charles: ( Preocupado/ estranha)

- O que aconteceu, você tá tão estranha.

Isadora: ( Revoltada/ decidida)

- Reúna os demais, temos uma instituição para desmascarar.

CORTA P/ CENA 6

( Amanhece o dia e Jorge vai atrás da filha)

Jorge: ( Ansioso/ alegre)

- Bom dia! Posso falar com a Senhorita Morgana? ela está a minha espera

Porteiro: ( Simpático)

- Sim!, fique a vontade.

Morgana: ( Se alegra/ emocionada)


- Pai, Você veio mesmo

Jorge: ( Sorridente/ satisfeito)

- Eu nunca mais vou te abandonar, mas temos que ir ver a diretora pra falar com ela a

respeito vamos!

CORTA P/ CENA 7

( Chega um telegrama na instituição)

Júlia: ( Bate na porta/ com medo)

- Dr. Robert, chegou esse telegrama pro Sr. agora a pouco.

Dr. Robert: ( Fechado)

- Obrigado, pode sair

( após ler a carta ele fica nervoso)

Dr. Robert: ( Zangado/ bravo)

- Senhora Júlia venha cá

Júlia: ( Com medo/ Nervosa)

- Sim senhor

Dr. Robert: ( Bravo/ sentado)

- Você sabe quem entregou essa carta?

Júlia: ( Pasma/ nervosa)

- Não Sr., apenas eu vinha chegando e o carteiro me entregou, aconteceu alguma coisa?

Dr. Robert: ( Nervoso)

- Não, pode se retirar.

Júlia: ( Nervosa/ pensando)

- Finalmente deu certo, ele ficou nervoso.

CORTA P/ CENA 8

( Se passa dois dias e enfim, Carlos e Samantha chegam ao Brasil e com novidades)

Charles: ( Sentado/ tomando café)

- Isa, o Carlos e a Samantha chegam hoje, e pelo que ele falou na carta, parece que tem

alguma novidade.

Isadora: ( Se levanta/ por a xícara na mesa)

- Que bom, vamos com tudo pra cima desses imbecis

Charles: ( preocupado/ se levanta)


- Isa eu não entendo, depois daquela conversa com a Diretora você se tornou mais

ambiciosa em desmascarar aquele pessoal.

Isadora: ( Sorri/ nervosa)

- Você saberá no dia

CORTA P/ CENA 9

( Júlia entra na sala do Dr. Robert para procurar mais pista mas em seguida ele entra)

Júlia: ( Assustada/ trêmula/ desconfiada)

- Desculpe Dr. ter entrado assim sem sua permissão, vim ver se estava tudo em ordem.

Dr. Robert: ( Desconfiado/ entra)

- Da próxima vez avise, saia imediatamente.

Júlia: ( Respira/ aliviada)

- Uffa! essa foi por pouco.

CORTA P/ CENA 10

( Carlos e Samantha chegam a estação, e Charles está a espera deles)

Samantha: ( tirando as malas/ exausta/ manhã)

- Ufa, enfim chegamos Carlos.

Carlos: ( Sorrir/ pega as malas)

- Bom, vamos ver se o Charles está esperando a gente, olha ele ali.

CORTA P/ CENA 11

( Na pensão Dona Zuleide convida Jorge e Morgana para irem almoçar na sua

lanchonete.)

Jorge: ( Sentado na mesa/ pega a xícara)

- Como foi naquele dia a inauguração da sua lanchonete?

Dona Zuleide: ( Em pé/ colocando os pães)

- Foi um espetáculo, teve muita gente, pena que você não pode estar presente.

Jorge: ( Sorrir)

- Eu lamento, tive uns assuntos particulares para resolver, mas o pessoal tá comentando

muito sobre sua lanchonete.

Dona Zuleide: ( Agradecida)

- Obrigado, qualquer dia passa lá você e sua filha pra fazerem um lanche ou almoçar será

por minha conta.


Jorge: ( Sorrir)

- Que beleza, passo sim.


CORTA P/ CENA 12

( Carlos e Samantha ficam contente por estarem de volta a sua terra natal)

Charles: ( No apartamento/ sentado)

- E aí, como vocês estão?

Carlos: ( Contente/ se senta)

- Muito Contente por tá aqui, mais preocupado com o que pode acontecer daqui pra frente.

Samantha: ( Respira/ sentada)

- Temos revelações que você nem imagina do que seja.

CORTA P/ CENA 13

( Dr. Robert começa a investigar quem colocou a carta na sua mesa, mais com sigilo)

Dr. Robert: ( Preocupado/ desconfiado)

- Tenho que descobrir quem colocou essa carta aqui, com certeza sabe de alguma coisa, e

quando eu descobrir essa pessoa vai sofrer e se arrepender de ter me enfrentado.

CORTA P/ CENA 14

( Isadora conta a verdade a seus amigos quem são seus pais e todos ficam

chocados.)

Isadora: ( Triste/ preocupada/ chega na sala)

- Que bom que vocês estão aqui, quero revelar algo muito sério sobre meus pais.

Samantha: ( Duvidosa/ preocupada)

- Você foi ao orfanato?

Isadora: ( Se senta)

- Sim, e você nem imagina quem são meus pais.

Charles: ( Preocupado)

- Você parece tão pálida, tem certeza, nem pra me você quis contar.

Isadora: ( Determinada)

- Eu ia contar no momento certo, como vocês estão aqui e são meus amigos seria injusto eu

esconder algo assim.

- Pessoal, eu descobri que meus pais são a Dra. Cristiane e o Dr. Vando daquela maldita

instituição.


( Todos ficam chocados com a revelação)

( a cena fixa no rosto e um túnel do tempo absorve a imagem)


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.