Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Porto da Solidão - Capítulo 07

 




Cena 01-(Casa de Elivelton/Quarto de Elivelton/Interno/Noite)


A câmera mostra Lincoln e Vinícius entrando no quarto que estava com a luz da rua iluminando o quarto.


Lincoln(sorridente): Pronto… Deixa aí,Vinícius…


Vinícius deixa a caixa em cima da cama e Lincoln tranca a porta e a música foi baixando aos poucos.


Vinícius(rindo): O que foi,Lincoln?


Lincoln se aproxima dele e pega no seu rosto.


Lincoln(desejando): Eu queria te beijar muito agora…


Vinícius ri.


Vinícius(sorridente): Calma,Lincoln…


Lincoln se aproxima mais dele.


Lincoln(desejando): Você não quer,Vinícius?


Vinícius ri.


Lincoln(sorridente): Não vale mentir,tá?


Vinícius ri.


Vinícius(sorridente): Você me venceu… Me beija logo que eu tô com saudades de sua boca…


Os dois começam a se beijar selvagemente.


Começou a tocar Britney Spears - Toxic.




A câmera mostra os dois caindo na cama se beijando muito e desloca mostrando Júlio observando tudo pela janela do quarto sem os dois perceberem.


A música continuou tocando até o início da cena 03.


Corte para a


Cena 02-(Casa de Elivelton/Quintal/Externo/Noite)


A câmera mostra Júlio em cima de uma cadeira pegando a câmera e colocando um filme.


Júlio(sorridente): Meu dia de sorte chegou…


Júlio pega a câmera e começa a tirar várias fotos de Lincoln e Vinícius se beijando sem parar na cama do quarto de Elivelton.


Júlio(debochado): Essas fotos vão ficar sensacionais…


Júlio ri e a câmera mostra Júlio tirando o filme e olhando pro quarto de Elivelton rindo.


Júlio(debochado): Lincoln… Lincoln… Vocês não imaginam o maior escândalo que eu vou armar pra você.


Júlio ri baixo e desce da cadeira e sai correndo em direção a varanda.


Corte para a


Cena 03-(Casa de Elivelton/Quarto de Elivelton/Interno/Noite)


A câmera mostra Lincoln e Vinícius se beijando na cama e alguém bate na porta.


Elivelton(preocupado): Lincoln?! Tá tudo bem,aí?


Lincoln e Vinícius param de se beijar e se levantam da cama rapidamente.


Lincoln(desorientado): Tudo bem,Elivelton… Já estamos saindo.


Elivelton(sério): Certo… Venham que já tá na hora do parabéns.


Vinícius arruma o cabelo e Lincoln abraça ele por trás.


Lincoln(carinhoso): Eu passaria a vida toda te beijando muito…


Vinícius ri.


Vinícius(sorridente): Eu também… Mas,vamos logo que é hora do parabéns.


Os dois deram um selinho e saíram do quarto.


Corte para a


Cena 04-(Casa de Elivelton/Sala de Estar/Interno/Noite)


A câmera mostra Lincoln e Vinícius chegando na sala e Arthur observa desconfiado e Cláudia percebe.


Cláudia(curiosa): Por que está olhando pra lá,amor?


Arthur(desconfiado): Acabei de ver Lincoln e Vinícius chegando na sala depois de quase meia hora no quarto do Elivelton…


Cláudia(irritada): Deixa de conspirar,homem! Ele é seu filho! Eles foram levar o presente de Elivelton.


Arthur ri.


Arthur(rindo): Deixa de ser idiota,amor… Tá muito inocente pro meu gosto.


Cláudia fica em frente à Arthur.


Cláudia(irritada): Eu acredito no meu filho… Ao invés de ficar desprezando e humilhando por um motivo tão besta.


Arthur interrompe dando risada.


Arthur(rindo): Esse imbecil deixar de ser cabo da marinha e se tornar um vagabundo é besta?


Cláudia se irrita e Lincoln se aproxima dela.


Cláudia(irritada): Cala a boca,Arthur!


Arthur levanta a mão e Lincoln segura a mão.


Lincoln(confrontando): Se você bater na minha mãe… Eu boto o senhor na cadeia!


Arthur abaixa a mão e Cláudia o abraça.


Cláudia(séria): Vamos logo bater os parabéns?


A câmera mostra Gabriela saindo da cozinha com a caixa de fósforos.


Gabriela(empolgada): Chegou a hora do parabéns… Vem,meu filho…


Elivelton e Juvenal vão atrás da mesa onde está o bolo e os docinhos e salgados.


Elivelton(sorridente): Tô tão feliz em ver todos aqui…


Todos riram e Lincoln apagou a luz da sala e Gabriela acendeu duas velas com o número 1 e 5.


Gabriela(empolgada): É um,é dois,é três!


Todos começam a bater palmas e cantar parabéns pra você.


Todos(cantando): Parabéns pra você

Nesta data querida

Muitas felicidades

Muitos anos de vida

Parabéns pra você

Nesta data querida

Muitas felicidades

Muitos anos de vida…


A câmera desloca mostrando Vinícius,Lincoln e Cláudia batendo palmas bastante felizes.


Todos(cantando): Chegou a hora de apagar a velinha… Vamos cantar aquela musiquinha… Parabéns!


Todos batem palmas e a câmera mostra Elivelton bastante sorridente batendo palmas.


Todos(cantando): Parabéns! Pra você! Pelo seu aniversário… EEEEE…


Todos(cantando): E Deus lhe dê! Muita saúde e paz… E!


A câmera mostra Juvenal abraçando Elivelton.


Todos(cantando): Enquanto digam amém… Parabéns! Pra você! Parabéns! Pra você! Pelo seu aniversário… E… Que Deus lhe dê!


Todos riram.


Todos(cantando): E Deus lhe dê! Muita saúde e paz… E! Enquanto digam amém… Parabéns! Pra você! Parabéns! Pra você! Pelo seu aniversário…


Todos(cantando): É big,é big,é big,é big,é big… É hora,É hora,é hora,é hora,é hora… Ra,Tim,bum! Elivelton! Elivelton! Elivelton! Elivelton!


Elivelton apaga as velas e todos aplaudem sorridente.


A tela escureceu.


Corte para a


Cena 05-(Casa de Elivelton/Varanda/Externo/Noite)


Começou a tocar Swing & Simpatia - Encaixe Perfeito.




A câmera mostra a varanda da casa de Elivelton cheio de pessoas sambando e conversando e foca em Arthur e Cláudia bebendo cerveja.


Cláudia(dúvida): Já quer ir pra casa,meu velho?


Arthur(sério): Daqui a pouco,mas ele não vem com a gente?


Arthur olha para Lincoln e Vinícius dançando bastante desconfiado. 


Cláudia(séria): Ele falou que vai depois com o Vinícius… Mas,o que tá acontecendo com você?


Arthur(desconfiado): Não tô gostando dessa aproximação do Lincoln com esse daí…


Cláudia ri.


Cláudia(rindo): Ele só são amigos,amor… Deixa de perturbação,homem!


Arthur ri e toma um gole de cerveja.


Arthur(sério): Devo tá caduco mesmo…


Cláudia ri e dá um selinho nele.


Cláudia(sorridente): Você pode ter mais de 60 anos… Mas,eu te amo muito.


Cláudia e Arthur dão risada e a câmera desloca pra Letícia e Júlio sentados na cadeira e ela vê seu filho tirando o filme da câmera.


Letícia(curiosa): Vai revelar as fotos amanhã,filho?


Júlio(sorridente): Vou sim,mainha…


Letícia(dúvida): Tirou alguma foto minha,filho?


Júlio ri.


Júlio(sorridente): Claro que sim,mainha… Tem umas fotos nossas e amanhã você verá o resultado.


Letícia(decepcionada): É triste pensar que as fotos só veremos amanhã… Será que sempre vai ser assim?


Júlio(esperançoso): Acho que não,mainha… Já tem câmera digital,mas custa aos olhos da cara ainda.


A câmera se desloca mostrando Vinícius e Lincoln conversando em pé.


Lincoln(sorridente): Você vai tá livre amanhã?


Vinícius(sorridente): Vou sim… Minha faculdade só vai ter aula na quarta feira agora.


Lincoln abraça Vinícius e olha para Arthur observando bem desconfiado.


A música continuou tocando até o início da cena 07.


Corte para a


Cena 06-(Porto da Solidão/Rua/Externo/Noite)


A câmera mostra a rua sem movimentação de pessoas e carros e desloca até mostrar a varanda da casa de Fernando que a luz do poste estava iluminando.


Corte para a


Cena 07-(Casa de Fernando/Quarto de Fernando/Interno/Noite)


A câmera mostra Kelly vestida com uma camisola se olhando no espelho e Fernando entra no quarto.


Kelly(sorridente): Já vai dormir,amor?


Fernando(bocejando): Vou sim… 


Fernando tira a camisa e a bermuda e deita na cama só de cueca e Kelly fica em cima de seu corpo.


Começou a tocar Priscila Senna - Alvejante.




Kelly começa a beijar Fernando que não reage.


Fernando(incomodado): Tinha que ser agora,Kelly?


Kelly(sorridente): Tem hora agora de um casal fazer amor?


Fernando joga ela na cama e fica em cima dela.


Kelly(surpresa): O que você tá fazendo,amor?


Fernando(empolgado): Seu pedido é uma ordem.


Fernando e Kelly começam a se beijar selvagemente e a câmera se afasta mostrando a luz da lua iluminando a cama.


A música continuou tocando até o início da cena 10.


Corte para a


Cena 08-(Mansão Pereira/Quarto de Timóteo/Banheiro/Interno/Noite)


A câmera mostra Letícia tomando banho no box do banheiro e corta para Timóteo tirando a cueca e entrando no box.


Letícia(surpresa): Amor?!


Timóteo ri.


Timóteo(rindo): Fala baixo,amor… Pra não acordar nosso filho.


Letícia ri.


Letícia(sorridente): Você me assustou… Eu não vi você entrando no banheiro.


Timóteo ri.


Timóteo(rindo): Tava achando que era um bandido?


Letícia ri e coloca seus braços no pescoço de Timóteo.


Letícia(sorridente): Se fosse… Você me salvaria deles…


Timóteo ri e os dois se beijam selvagemente no banheiro e a câmera afasta mostrando a sombra dos dois 

no box do banheiro.


A tela escureceu. 


Corte para a


Cena 09-(Praia da Solidão/Externo/Manhã)


A câmera mostra o sol nascendo no horizonte e um gari varrendo a rua que estava vazia.


Corte para a


Cena 10-(Casa de Elivelton/Sala de Estar/Interno/Manhã)


A câmera mostra Elivelton vestido com o uniforme da escola,Gabriela com um vestido azul e Juvenal tomando café sentados ao redor da mesa da sala.


Gabriela(sorridente): Gostou da festa ontem,meu filho?


Elivelton boceja e Juvenal ri e toma um gole de café.


Juvenal(sorridente): Pela cara dele,acho que sim…


Todos riram.


Elivelton(bocejando): Gostei sim,mãe…


Gabriela ri e Juvenal se levanta da cadeira.


Juvenal(sorridente): Já vou indo trabalhar,amor… Até mais tarde.


Juvenal dá um selinho em Gabriela e passa a mão no cabelo de Elivelton.


Juvenal(sorridente): Tchau,meu filho.


Elivelton(sorridente): Tchau,painho…


Juvenal sai de casa e Gabriela se levanta da cadeira e pega sua bolsa.


Gabriela(dúvida): Vamos,filho?


Começou a tocar Britney Spears - Toxic.




Elivelton se levanta da cadeira e pega a mochila no sofá.


Elivelton(empolgado): E o que estamos esperando,mainha?! Vamos…


Elivelton abre a porta e sai correndo e Gabriela ri.


Gabriela(rindo): Eu te amo muito,meu filho…


Gabriela sai e fecha a porta.


A música continuou tocando até a cena 14.


Corte para a


Cena 11-(Mansão Pereira/Sala de Estar/Interno/Manhã)


A câmera mostra Timóteo e Letícia tomando café sentados ao redor da mesa.


Letícia bebe um gole de café.


Letícia(curiosa): Cadê o Júlio,amor?


Timóteo(sorridente): Deve tá dormindo um pouquinho,amor… 


Timóteo pega um morango e coloca na boca de Letícia que come.


Timóteo(sorridente): Você é tão fofa comendo,amor…


Letícia ri e dá um selinho nele.


Letícia(sorridente): Nunca mais te vi assim desde do nosso casamento…


Timóteo ri.


Timóteo(sorridente): Você ontem me deixou tão feliz como nunca mais eu fui… Deveríamos fazer isso mais vezes.


Os dois riram e Júlio desce as escadas vestido com uma camisa branca e bermuda preta e se senta em uma cadeira.


Júlio(sorridente): Bom dia,painho e mainha.


Timóteo e Letícia(sorridentes): Bom dia,filho…


Júlio(surpreso): Uau… O que aconteceu com vocês dois?


Letícia ri.


Letícia(sorridente): Meu filho… Eu e seu pai dormimos tão bem ontem.


Júlio(desconfiado): Hum…


Júlio ri.


Júlio(rindo): Bom que vocês dormiram ontem…


Timóteo ri.


Timóteo(curioso): Vai sair pra onde assim todo arrumado?


Letícia passa a manteiga no pão e entrega para Júlio.


Júlio(sorridente): Obrigado.


Letícia(sorridente): Ele vai levar as fotos que ele tirou ontem para serem reveladas…


Júlio toma um gole de suco.


Timóteo(curioso): Tem alguma foto minha?


Júlio(confuso): Acho que sim,painho… 


Júlio se levanta da cadeira e pega o filme em cima da bancada da sala.


Júlio(sorridente): Eu já vou indo levar as fotos pra revelar…


Júlio dá um abraço em sua mãe e pai.


Júlio(sorridente): Tchau,painho e mainha… Aproveitem o dia de vocês.


Júlio sai de casa e os dois riram e começaram a se beijar.


Corte para a


Cena 12-(Porto da Solidão/Visão Aérea/Externo/Manhã)


A câmera mostra a movimentação intensa de carros e pessoas e ao fundo uma floresta cheias de árvores.


Corte para a


Cena 13-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Manhã)


A câmera mostra a movimentação de pessoas e carros pela rua e foca em Lincoln saindo de casa e encontrando Meire varrendo a rua.


Lincoln(sorridente): Bom dia,dona Meire…


Meire ri.


Meire(sorridente): Bom dia,Lincoln… 


Lincoln entra na padaria e a câmera desloca para Júlio andando na rua bastante sorridente.


Júlio(sorridente): E hoje que verei o resultado da minha obra prima.


Júlio ri e passa em frente à Fernando e Janete.


Fernando(incomodado): Olha o viado passando…


Júlio(debochado): E o corno olhando…


Fernando se assusta e Janete acaba rindo.


Janete(rindo): Tomou,em…


Fernando(irritado): Vamos entrar logo,Janete… Que preciso conversar com o padre.


Fernando e Janete entram na igreja e a câmera se afasta mostrando a movimentação da praça.


Corte para a


Cena 14-(Lan House/Recepção/Interno/Manhã)


A câmera mostra Júlio chegando na Lan House que tava vazia e cheias de mesas e cadeiras com computadores antigos e corta pra funcionária se aproximando dele.


Funcionária(sorridente): Bom dia,moço…


Júlio(sorridente): Bom dia… Eu quero revelar essas fotos que eu tirei nesse filme…


Júlio entrega o filme na mão dela.


Funcionária(sorridente): Vai custar 4 reais a revelação de 12 fotos…


Júlio(curioso): Certo… Mas,até que horas vai ficar pronto as fotos?


Funcionária(sorridente): Até uma da tarde,vai tá pronta suas fotos… 


Júlio(sorridente): Obrigado,moça…


A câmera mostra a Funcionária entrando numa sala e corta para Júlio colocando os óculos escuros.


Júlio(ansioso): Mal posso esperar para ver essas fotos incríveis…


Júlio ri e sai da Lan house.


Fim da trilha sonora.


A tela escureceu. 





Cena 15-(Praia da Solidão/Externo/Manhã)


A câmera mostra a praia sem banhistas e é possível o barulho das ondas do mar e uma buzina de navio.


Corte para a


Cena 16-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Manhã)


A câmera mostra a movimentação intensa de pessoas e carros pela rua e desloca até a porta da igreja.


Corte para a


Cena 17-(Igreja/Interno/Manhã)


A câmera mostra o Padre Paulo vestido com uma bermuda e camisa olhando o teto da igreja que tá com infiltração.


Padre Paulo(preocupado): Preciso ver o que vou fazer pra consertar o telhado da paróquia?


Padre Paulo faz o sinal da cruz com os dedos.


Padre Paulo(orando): O senhor vai providenciar que esse telhado seja reformado o quanto antes…


Janete e Fernando se aproximam dele.


Janete(sorridente): Bom dia,padre… Abença.


Padre Paulo(sério): Deus lhe abençoe,minha filha…


Fernando(sorridente): Bom dia,padre… Como vai o senhor?


Padre Paulo(sorridente): Bem,Fernando… Querer falar alguma coisa?


Fernando(dúvida): Você não acredita quem vimos passar aqui na frente da igreja?


Começou a tocar Luiz Gonzaga - Xote das Meninas. 




Padre Paulo bufa.


Janete(empolgada): Você não vai acreditar quando ouvir quem passou…


Padre Paulo(debochado): Deixa eu adivinhar… O Papa?


Fernando(irritado): É sério,padre… A gente viu aquele desviado do filho do prefeito passando na rua.


Padre Paulo(irritado): O que eu tenho haver com isso?


Janete ri.


Janete(incomodada): Como não,padre?! Esse desviado andando na rua no meio das famílias trazendo sua má influência junta…


Fernando se aproxima do padre que está em silêncio.


Fernando(sério): Vamos ser sinceros,padre… Temos que defender a moral da família e os bons costumes que ainda tem nessa cidade…


Janete(séria): Pois é… Não podemos permitir a destruição dos lares.


Fernando(sério): Se deixarmos esses viados andarem entre nós tranquilamente… Podem trazer muita coisa ruim como: Safadeza,sem vergonhice,depravação,descaração,libertinagem …


Fernando começa a pensar e olha para Janete.


Fernando(confuso): Me ajude,Janete…


Janete(indignada): Indecência,Fernando… Eles trazem sujeira e falta de respeito às famílias de bem.


Fernando(sério): Isso mesmo,Janete… A gente não pode permitir que esses marginais fiquem por aí espalhando imoralidade por essa cidade…


Padre Paulo(gritando): Chega!


Os dois se assustam.


Padre Paulo(furioso): Quem são vocês dois pra encherem a boca ao falar de moralidade?!


Fernando(assustado): Credo,Padre… Eu sou um homem de Deus e coordeno minha vida de acordo com os dogmas cristãos…


Janete fica na frente de Fernando.


Janete(calma): E eu que sou uma mulher viúva e respeito a castidade como ninguém?


Padre Paulo(indignado): Vocês dois são lobos em corpo de cordeiro!


Fernando(surpreso): Como assim,padre?


Padre Paulo(indignado): Vocês dois são mais perigosos para as famílias dessa cidade…


Fernando e Janete se assustam e ficam perto da porta.


Janete(assustada): Fernando! Me proteja,pelo amor de Deus…


Fernando levanta a mão em direção a Paulo.


Fernando(corajoso): Sai daqui,Paulo… O senhor tá possuído pelo espírito maligno!


Padre Paulo(furioso): Estou sim! Possuído pelo espírito de Jesus que expulsou os vendedores do Templo!


Fernando e Janete dão um passo para trás.


Padre Paulo(furioso): E o expulso do meu rebanho de ovelhas! Cê vocês dois só conseguem enxergar maldade no próximo? Saiam daqui agora!


Fernando(assustado): Mas,padre…


Padre Paulo interrompe.


Padre Paulo(furioso): Saiam agora! Aqui não é casa da mãe Joana,não!


Fernando e Janete saíram da igreja e a câmera mostra o Padre Paulo olhando pra rua.


Padre Paulo(irritado): Dai-me paciência,São Pedro!


A música continuou tocando até o início da cena seguinte.


Corte para a


Cena 18-(Casa de Lincoln/Sala de Estar/Interno/Manhã)


A câmera mostra Vinícius,Lincoln e Cláudia sentados no sofá conversando.


Cláudia(dúvida): Que dia você tem aula na faculdade?


Vinícius(sério): É terça,quarta e sexta…


Cláudia se levanta do sofá.


Cláudia(dúvida): Vão querer café,rapazes?


Lincoln(sorridente): Eu vou querer,mainha… O meu é com leite e açúcar.


Vinícius(sorridente): O meu também,dona Cláudia…


Começou a tocar Tim Maia e Gal Costa - Dia de Domingo.




Cláudia ri e vai em direção a cozinha e a câmera desloca mostrando Lincoln olhando pro Vinícius em silêncio.


Lincoln(curioso): Sua mãe já sabe que você me ama?


Vinícius faz o sinal de não com a cabeça.


Vinícius(curioso): E a sua sabe,Lincoln?


Lincoln(sussurrando): Ainda não,Vinícius… Tenho medo de painho descobrir.


Vinícius(sério): Eu sei disso,Lincoln… Seu pai parece ser bem preconceituoso e cabeça dura.


Lincoln(sussurrando): Você acertou em cheio… Ele é isso mesmo que tu caracterizou.


Vinícius sorri para Lincoln e a câmera mostra Cláudia chegando na sala com uma bandeja tendo duas xícaras de café.


Cláudia(sorridente): Cheguei,rapazes…


Os dois se afastam e pegam as xícaras de café.


Cláudia(sorridente): Podem ficar à vontade…


A música continuou tocando até o início da cena 23.


Corte para a


Cena 19-(Porto da Solidão/Docas/Externo/Manhã)


A câmera mostra a movimentação intensa de funcionários e caminhões e foca em Antônio,Oscar e Juvenal andando em direção a Doca 5.


Antônio(ofegante): Nossa.. Quantas caixas chegaram aqui hoje,Oscar?


Oscar pega a prancheta e se surpreende.


Oscar(surpreso): Até agora 50 caixas,Antônio.


Juvenal ri e abraça os dois.


Juvenal(sorridente): É assim que eu gosto de ver… O Porto cheio e trazendo muita prosperidade pra essa cidade…


Oscar(dúvida): Podem me acompanhar até o escritório?


Antônio(sorridente): Claro que sim,Seu Oscar… 


Antônio ri e a câmera afasta mostrando eles subindo as escadas em direção ao escritório.


Oscar(ansioso): Mal posso esperar pra ver a cara do Marcos quando ver isso…


Corte para a


Cena 20-(Porto da Solidão/Escritório/Interno/Manhã)


A câmera mostra Marcos sentado na cadeira lendo as notícias no computador e alguém bate na porta.


Marcos(sério): Pode entrar…


A câmera mostra Juvenal,Antônio e Oscar entrando no escritório bastante sorridentes.


Oscar(sorridente): Bom dia,seu Marcos…


Marcos ri.


Marcos(rindo): Qual é o motivo dessa alegria toda?


Juvenal(empolgado): Chefe… Você não vai acreditar quantas caixas já chegaram aqui no Porto até agora…


Marcos(curioso): Quantas foram,Oscar?


Oscar(sorridente): Até agora foram 50 caixas e mais de 10 navios atracaram no Porto…


Marcos se levanta da cadeira.


Marcos(sorridente): Parabéns pra você,Rapazes… Tá sendo a melhor Manhã que o Porto tá vivendo desde da sua inauguração…


Antônio(curioso): Qual foi a última vez que esse Porto teve tanta movimentação?


Marcos começa a pensar.


Marcos(sério): Foi em 1952… Que tivemos 100 caixas e 13 navios que atracaram no Porto…


Antônio(surpresa): Nossa… Quase 51 anos atrás…


Juvenal(surpreso): Pra você ver,Antônio… Meu pai trabalhou no Porto nesse período e ele falava que aquele dia foi maravilhoso… Tiveram até aumento de salário por quase três meses…


Antônio ri e abraça os dois.


Antônio(sorridente): E tenho certeza que esse Porto vai voltar a ser uns dos mais importantes de toda a Bahia…


Os três comemoram.


Antônio(empolgado): Estão liberados pro almoço… Terão mais meia hora de descanso pra comemorar essa boa movimentação de hoje…


Juvenal(empolgado): Eita… Que felicidade,meu Deus…


Os três saíram do escritório e Marcos fecha a porta.


Corte para a


Cena 21-(Porto da Solidão/Visão Aérea/Externo/Manhã)


A câmera mostra a floresta e o açude ao fundo e é possível escutar o som de pássaros cantando.


Corte para a


Cena 22-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Manhã)


A câmera mostra a movimentação de carros e pessoas e segue Mercedes andando pela rua em direção a Gazeta da Solidão.


Morador 1(sorridente): Bom dia,Mercedes…


Mercedes(sorridente): Bom dia,vizinho…


Mercedes entra no prédio da Gazeta.


Corte para a


Cena 23-(Gazeta da Solidão/Escritório/Interno/Manhã)


A câmera mostra Lobato tomando uma xícara de café e vê Mercedes entrando.


Lobato(surpreso): Bom dia,dona Mercedes…


Mercedes(sorridente): Bom dia,Lobato…


Lobato cumprimenta Mercedes.


Lobato(sorridente): É um prazer te receber na minha humilde residência…


Mercedes ri.


Mercedes(rindo): Você é um amor de pessoa,Lobato…


Lobato ri e se senta na cadeira.


Mercedes(dúvida): Já saiu a Gazeta do meio-dia?


Lobato(sério): Ainda não,Mercedes… Mas,daqui há meia hora tô publicando…


Mercedes(sorridente): Tá bem,obrigado pela informação,Lobato…


A câmera mostra Lincoln e Vinícius entrando na Gazeta.


Lincoln(sorridente): Bom dia,Lobato e dona Mercedes…


Lobato(sorridente): Bom dia,Lincoln e Vinícius… Se vieram saber da Gazeta do meio-dia já já vou publicar…


Vinícius observa o estado do escritório que estava precário.


Vinícius(surpreso): Caraca,Lobato… Quanto tempo que não reformar o seu escritório?


Lobato(confuso): Acho que uns 30 anos,Vinícius… A Gazeta tá passando por uma crise financeira tem uns 10 anos… Não sei se ela vai sobreviver até o final do ano…


Lincoln(sorridente): Pode contar comigo e com Vinícius para ajudar você na Gazeta…


Lobato(grato): Valeu pela ajuda de vocês dois,meninos… Mas,preciso terminar de escrever a edição…


Lincoln(sério): Então… Até mais tarde,Lobato…


Lobato,Mercedes e Vinícius saíram do escritório e o telefone começou a tocar.


Lobato(sério): Espero que seja alguma notícia interessante…


Lobato atende o telefone.


Lobato(sério): Alô? Gazeta da Solidão,Bom dia…


A câmera se aproxima do Lobato que se surpreende ao escutar a notícia.


Começou a tocar trilha instrumental de tensão.




Lobato(surpreso): Como assim? Não é possível…


Lobato traz o fio do telefone para a mesa e ele se senta em frente à máquina de escrever.


Lobato(empolgado): Se isso não é interessante?! Mais interessante que qualquer escândalo político! Isso vai ser uma bomba como Porto da Solidão jamais presenciou…


Lobato(empolgado): Pode falar que tô escrevendo… Isso será capa da edição do meio dia…


Lobato começa a digitar na máquina de escrever bastante entusiasmado e a câmera foca em seus dedos digitando.


A trilha instrumental continuou tocando até a cena 25.


Corte para a


Cena 24-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Tarde)


A câmera mostra Júlio andando pela rua vestido com bermuda preta e camisa branca e usando óculos escuros em direção a Lan house.


Corte para a


Cena 25-(Lan House/Interno/Tarde)


A câmera mostra a funcionária entregando o envelope com as fotos reveladas para Júlio que tira os óculos escuros.


Funcionária(sorridente): Aqui está suas fotos,moço…


Júlio entrega uma nota de cinco reais para ela.


Júlio(grato): Muito obrigado,moça… Espero que tenha ficado muito boas…


Funcionária(sorridente): Pode conferir que tá tudo certo… Com licença…


A funcionária sai da Lan house e a câmera mostra Júlio abrindo o envelope e feliz ao ver as fotos de Lincoln e Vinícius se beijando.


Júlio(surpreso): Não é que fizeram o trabalho bem? Pelo menos,esse fim de mundo tem uma Lan house decente…


Júlio ri e beija a foto bastante empolgado.


Júlio(empolgado): Agora…


Júlio coloca os óculos escuros e guarda as fotos no envelope.


Júlio(sorridente): É hoje que Lincoln vai se arrepender de ter nascido…


A câmera mostra Júlio saindo da Lan House.


Fim da trilha instrumental. 





Cena 26-(Praia da Solidão/Externo/Tarde)


Começou a tocar Filhos de Jorge - Vai que Cola.




A câmera mostra poucos banhistas no mar e a movimentação da rua ao lado do acesso à praia.


A música continuou tocando até o início da cena 29.


Corte para a


Cena 27-(Casa de Luana/Sala de Estar/Interno/Tarde)


A câmera mostra Camila e Heloísa sentadas no sofá tomando café conversando.


Heloísa(sorridente): Como tá você,minha querida?


Camila ri e toma um gole de café.


Camila(sorridente): Tô bem,Heloísa… Como está seu filho?


Heloísa(sorridente): O Vinícius,tá bem… Fazendo a faculdade dele e espero vê-lo formado…


Camila ri.


Camila(esperançosa): Eu sempre quis ter um filho,sabia?


Heloísa(sorridente): Quantos anos você tem,Camila?


Camila(rindo): Eu não me lastimo com isso… Eu tenho só 24 anos.


As duas riram.


Heloísa(rindo): Você tem 24 anos,mas tá com cara de 40…


Camila ri.


Camila(rindo): Pra você ver como tá a situação…


Heloísa(curiosa): Você ainda tá nova,Camila… Quem sabe daqui há uns anos…


Heloísa pega na mão da Camila.


Heloísa(sorridente): Você e o Caetano,terão um filho já já… 


Camila abraça Heloísa e as duas se levantam do sofá.


Camila(sorridente): Muito obrigado pela ajuda,Heloísa… 


Heloísa(sorridente): E um prazer te ajudar… Aliás,você vai comprar o jornal?


Camila(séria): Vou sim,que o Caetano me pediu pra levar na delegacia…


Heloísa pega a bolsa na mesa.


Heloísa(sorridente): Ótimo… Vou passar na banca pra comprar também…


Camila(sorridente): Obrigada pela companhia,Heloísa…


Camila e Heloísa saem de casa e ela fecha a porta.


Corte para a


Cena 28-(Casa de Lincoln/Varanda/Externo/Tarde)


A câmera mostra um carro branco passando em frente a casa de Lincoln.


Corte para a


Cena 29-(Casa de Lincoln/Quarto de Cláudia/Interno/Tarde)


A câmera mostra Cláudia terminando de dobrar umas blusas e Lincoln entra no quarto.


Lincoln(dúvida): Posso entrar,mainha?


Cláudia(sorridente): Claro,meu filho…


Lincoln entra no quarto e se senta ao lado dela.


Lincoln(dúvida): Posso contar uma coisa pra senhora?


Cláudia(preocupada): O que tá acontecendo,Lincoln? O que seu pai fez?


Lincoln ri.


Lincoln(rindo): Ele não fez nada,mainha… Pode ficar tranquilo.


Cláudia ri e se levanta da cama e fecha o guarda roupa.


Cláudia(rindo): Que susto,filho… Pensei que fosse uma coisa pior.


Lincoln(sério): Eu não aguento mais esconder os meus sentimentos para a senhora… A senhora não vai ficar chateada comigo?


Cláudia ri e pega no ombro de seu filho.


Cláudia(rindo): Claro que não,meu filhote… Conta pra sua mainha que vou te entender…


Lincoln respira fundo.


Lincoln(nervoso): Eu tô apaixonado,mainha…


Cláudia ri.


Cláudia(sorridente): Parabéns,meu filho… Quem é,filho?


Lincoln(nervoso): É o Vinícius,mãe…


Cláudia se surpreende e se senta na cama surpresa.


Cláudia(surpresa): Como assim,filho?


Começou a tocar Ornella Vanoni - Non Mi Innamoro Più.




Lincoln começa a chorar e abraça Cláudia.


Lincoln(chorando): Tá tudo tão confuso,mainha…


Cláudia(confortando): Calma,meu filho…


A câmera mostra os dois abraçados bastante emocionados.


A música continuou tocando até o início da cena 33.


Corte para a


Cena 30-(Porto da Solidão/Docas/Externo/Tarde)


A câmera mostra um caminhão entrando no Porto e foca em Pedro e Juvenal entrando no refeitório.


Corte para a


Cena 31-(Porto da Solidão/Refeitório/Interno/Tarde)


A câmera mostra os funcionários do Porto almoçando sentado nas cadeiras ao redor de diversas mesas e foca em Marcos e Antônio terminando de almoçar.


Marcos(dúvida): Cadê o Pedro e o Juvenal,Antônio?


Antônio os avista andando em direção a mesa que eles estão.


Antônio(sorridente): Ô eles vindo aí,chefe…


Pedro e Juvenal se aproximam deles.


Pedro(sorridente): O horário do almoço já acabou?


Marcos(sorridente): Falta só 10 minutos,Pedro… 


Juvenal se senta ao lado dele e abre a marmita.


Juvenal(despreocupado): Vai dar tempo de eu comer o almoço que minha querida fez…


Marcos ri.


Marcos(rindo): O cheiro do feijão tá chegando aqui… 


Pedro(satisfeito): O cheiro tá bom demais,Marcos… Gabriela tem mãos de ouro pra fazer um bom feijão.


Juvenal ri.


Juvenal(sorridente): Eu amo essa mulher… Não me arrependo do dia que falei sim na igreja… Espero que nosso casamento dure muito tempo…


Marcos tira 1 real e entrega a Pedro.


Marcos(dúvida): Já saiu a Gazeta do meio-dia?


Juvenal(confuso): Acho que sim,chefe…


Marcos(dúvida): Pode comprar um jornal pra mim,Pedro?


Pedro(sorridente): Compro sim,chefe…


Juvenal(sério): Apesar que essa cidade seja tão pacata que nada aconteça… A Gazeta é o único jornal local dessa cidade que ainda resiste…


Pedro(sério): Então… Vou indo lá na banca comprar o seu jornal… Vai querer me acompanhar,Antônio?


Antônio se levanta da cadeira.


Antônio(sério): Claro que sim,Pedro…


Marcos(sério): Vão lá que eu preciso me atualizar do que acontece aqui…


Antônio e Pedro saíram do refeitório.


Juvenal(dúvida): Na televisão não passa as notícias daqui?


Marcos ri.


Marcos(sério): De vez em nunca,Juvenal… Se não fosse esse Porto… Essa cidade seria esquecida por Deus.


Marcos termina de comer a marmita e se levanta da cadeira com dificuldade.


Corte para a


Cena 32-(Prefeitura/Gabinete/Interno/Tarde)


A câmera mostra Timóteo conversando ao telefone.


Timóteo(dúvida): Já saiu a notícia da venda do Porto na Gazeta?


Timóteo sorri.


Timóteo(sorridente): Ótimo saber disso,Lobato… Quero que todos saibam da transformação que Porto da Solidão terá…


Timóteo(sorridente): Muito obrigado,Lobato… Até mais tarde…


Andréia entra no gabinete vestida com um vestido azul com um jornal nas mãos.


Andréia(sorridente): Aqui está o jornal,seu prefeito… Precisa de mais alguma coisa?


Timóteo ri.


Timóteo(sorridente): Obrigado pelo favor,Andréia… Aliás,pode me trazer a papelada que preciso assinar ainda hoje?


Andréia(séria): Trago sim,Seu prefeito…


Andréia sai do gabinete e Timóteo lê o jornal bastante sorridente.


Timóteo(sorridente): Isso vai ficar pra história da minha administração…


A câmera foca na mesa do gabinete.


Corte para a


Cena 33-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Tarde)


A câmera mostra a movimentação intensa de pessoas e carros pela rua e foca em Heloísa e Camila caminhando em direção a banca e encontram Gabriela e Elivelton dentro da banca.


Corte para a


Cena 34-(Banca de Jornal/Interno/Tarde)


Camila e Heloísa entram na banca que estava cheia de revistas e livros.


Camila(sorridente): Boa tarde,Gabriela…


Gabriela se surpreende e a abraça.


Gabriela(surpresa): Oi,Camila… Quanto tempo… Como você está?


Camila(sorridente): Tô bem,amiga… 


Gabriela(dúvida): Vieram comprar a Gazeta?


Heloísa(séria): Sim,Gabriela… Preciso ler as notícias daqui da região…


O jornaleiro entra na banca.


Jornaleiro(sorridente): Cheguei…


Elivelton(impaciente): Graças a Deus,aonde o senhor estava?


Gabriela dá um beliscão em seu braço.


Elivelton(reclamando): Aí,mainha…


Gabriela(repreendendo): Cadê a educação que te dei,menino?


Elivelton(arrependido): Desculpa,mainha…


Jornaleiro ri e se senta na cadeira e entrega o pacote com a Gazeta e entrega pra Gabriela e Heloísa.


Jornaleiro(sorridente): Saiu a edição agora… Tá custando 1 real…


Gabriela e Heloísa entregam um real a eles.


Jornaleiro(satisfeito): Podem ficar à vontade…


Jornaleiro pega o jornal e se surpreende ao ver a capa e a câmera dando um zoom em sua reação.


Começou a tocar trilha instrumental de tensão. 




Jornaleiro(surpreso): Como assim?


A câmera desloca para reação da Gabriela ao ler a capa.


Gabriela(surpresa): Não tô acreditando nisso…


Desloca para a reação de Heloísa.


Heloísa(revoltada): Como ele foi capaz de fazer isso?


Pedro e Antônio chegam na banca.


Pedro(sorridente): Boa tarde,gente…


Antônio(curioso): O que tá acontecendo,gente?


Heloísa(séria): É melhor vocês dois lerem…


Heloísa entrega o jornal para os dois e eles olham pra capa que tinha a foto do Timóteo e está escrito "Prefeitura abre licitação para privatização do Porto da Solidão".


Pedro(revoltado): Não é possível… O prefeito tá querendo privatizar o Porto pra que?


Antônio(sério): Eu não sei… Mas,seu Marcos não vai gostar nada dessa notícia…


Pedro se aproxima do balcão, pega um jornal e entrega 1 real pro jornaleiro.


Jornaleiro(sério): Obrigado…


Pedro(apressado): Vamos ter que voltar agora ao Porto… Todos os funcionários tem que saber desse absurdo que o Timóteo tá propondo.


Antônio(sério): Tchau,gente… 


Antônio e Pedro saíram da banca em direção a rua.


A trilha instrumental continuou tocando até a cena 36.


Corte para a


Cena 35-(Porto da Solidão/Rua Principal/Visão Aérea/Externo/Tarde)


A câmera se afasta mostrando Pedro e Antônio correndo em direção às docas.


Corte para a


Cena 36-(Porto da Solidão/Docas/Escritório/Interno/Tarde)


A câmera mostra Marcos fumando e vendo uma cena de O Cravo e a Rosa.


Marcos(rindo): É muito engraçada essa novela… Realmente,ela vale a pena ver de novo.


Juvenal,Antônio,Oscar e Pedro entram no escritório de repente.


Marcos(assustado): Que susto,gente…


Marcos desliga a televisão e se levanta da cadeira.


Marcos(curioso): O que aconteceu,gente?


Oscar(sério): O senhor não vai acreditar no que saiu no jornal.


Oscar entrega o jornal para Marcos que coloca seus óculos e começa a ler e a câmera dá um zoom na reação dele.


Marcos(surpreso): Não tô acreditando que ele fez isso…


Marcos joga o jornal na mesa bastante revoltado.


Marcos(revoltado): Que desgraçado!


A câmera mostra todos no escritório em silêncio olhando para Marcos bastante sério.


Fim da trilha instrumental. 





Cena 37-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Tarde)


A câmera mostra a movimentação de pessoas e carros pela rua.


Corte para a


Cena 38-(Casa de Lincoln/Quarto de Cláudia/Interno/Tarde)


A câmera mostra Cláudia e Lincoln sentados na cama conversando.


Lincoln(emocionado): Eu sou uma vergonha para a senhora e painho…


Começou a tocar Gal Costa - Nossos Momentos. 




Cláudia abraça Lincoln e a câmera dá um 360 ao redor do quarto.


Cláudia(chorando): Não precisa chorar,filho… Eu te amo.


Lincoln para de chorar.


Lincoln(emocionado): Muito obrigado,mainha… Sua aceitação já é o bastante pra mim.


Cláudia e Lincoln se sentam na cama.


Cláudia(emocionada): Tô preocupada com seu pai ao descobrir que você ama o Vinícius… Ele é muito preconceituoso…


Lincoln(sério): Eu sei,mainha… Ainda não sei o que vou fazer… Pretendo fugir com o Vinícius pra fora daqui se for preciso.


Cláudia abraça Lincoln.


Cláudia(emocionada): Não quero ficar longe de você,meu filho…


Lincoln começa a chorar.


Lincoln(chorando): Calma,mainha… Você não vai ficar longe de mim,mãe.


A câmera se afasta mostrando Lincoln e Cláudia sentados na cama e ao fundo a luz do sol iluminando o quarto.


A música continuou tocando até o início da cena 40.


Corte para a


Cena 39-(Porto da Solidão/Docas/Externo/Tarde)


A câmera mostra um caminhão saindo do porto e alguns funcionários entrando nas docas.


Corte para a


Cena 40-(Porto da Solidão/Doca 1/Interno/Tarde)


A câmera mostra uma aglomeração de funcionários falando ao mesmo tempo e Marcos pega um megafone.


Marcos(gritando): Pessoal! 


Todos param de falar e prestam atenção em Marcos em cima de um palco.


Funcionário 1(dúvida): Que história é essa que vão privatizar o Porto?


Todos começam a falar ao mesmo tempo e Juvenal bate palmas.


Juvenal(gritando): Gente! Vamos deixar o Marcos falar? Que é um assunto sério que precisamos debater!


Marcos(sério): Obrigado,Juvenal…


Marcos volta a falar no megafone.


Marcos(revoltado): É verdade que a prefeitura da cidade está querendo privatizar o Porto… Isso é prejudicial para nós,trabalhadores que trabalhamos para manter essas docas funcionando… Desde da fundação,a administração é de responsabilidade da prefeitura.


Funcionária 2(revoltada): Quem Timóteo pensa que vai enganar vendendo a roda da economia dessa cidade a iniciativa privada?!


Marcos(gritando): Por isso,eu convoco amanhã a todos os trabalhadores fazerem uma greve por 24h e irmos em caminhada em direção a prefeitura!


Todos(gritando): Trabalhadores unidos,jamais serão vencidos!


Todos levantam a mão com o punho fechado.


Marcos(gritando): Juntos iremos impedir esse projeto absurdo passar pra frente!


Todos batem palmas.


Marcos(gritando): Nossa passeata começa amanhã às 08h da manhã na entrada do Porto…


Marcos desce do palco e todos saem em direção a rua.


Corte para a


Cena 41-(Praia da Solidão/Externo/Tarde)


A câmera mostra o sol se pondo no horizonte.


Corte para a


Cena 42-(Mansão Pereira/Quarto de Júlio/Interno/Tarde)


A câmera mostra Júlio sentado na escrivaninha do quarto terminando de escrever uma carta.


Júlio(sorridente): Pronto!


Júlio se levanta da cadeira e coloca a carta dentro do envelope.


Júlio(sorridente): A carta está prontinha… Espero que o Lincoln não esteja em casa…


A câmera dá um zoom no rosto de Júlio.


Começou a tocar Britney Spears - Toxic.




Júlio ri e sai do quarto e fecha a porta.


A música continuou tocando até o início da cena 44.


Corte para a


Cena 43-(Mansão Pereira/Sala de Estar/Interno/Tarde)


A câmera mostra Júlio descendo as escadas e Letícia vai em direção dele.


Letícia(indignada): Tá sabendo da última que seu pai aprontou?


Júlio(debochado): Fraude de imposto de renda?


Letícia ri.


Letícia(indignada): Deixa de piadinha,filho… Seu pai vai querer vender o Porto pra iniciativa privada!


Júlio(surpreso): Como assim,mainha?


Letícia(indignada): Saiu no jornal,filho… Seu pai enlouqueceu mesmo… Quero só ver se os funcionários vão ficar felizes com essa decisão dele.


Júlio(irritado): A senhora está preocupada com os funcionários,por quê?


Letícia(séria): Tem uma coisa chamada empatia,filho… Eu sinto pena dos funcionários do Porto que podem perder o emprego por conta da privatização…


Júlio(apressado): Então… Tchau,mainha que preciso entregar uma coisa…


Júlio dá um beijo na bochecha de Letícia e sai de casa.


Letícia(confusa): Como assim,Júlio?


Letícia bufa e se senta no sofá.


Letícia(irritada): Sinceramente… A idade tá chegando pro Timóteo… Daqui a pouco ele vai privatizar a linha férrea que passa aqui na cidade.


Corte para a


Cena 44-(Porto da Solidão/Rua Principal/Externo/Tarde)


A câmera mostra a movimentação de carros e pessoas pela rua e foca em Marcos saindo do carro entrando na prefeitura e corta para Mercedes e Meire observando tudo.


Começou a tocar trilha instrumental de tensão. 




Meire(ansiosa): Eita… A cobra vai fumar!


Mercedes ri.


Mercedes(sorridente): Ele comprou briga com quem não devia…


A trilha instrumental continuou tocando até a cena 47.


Corte para a


Cena 45-(Prefeitura/Recepção/Interno/Tarde)


A câmera mostra Marcos e Andréia discutindo na recepção.


Marcos(furioso): Cadê o prefeito,Andréia?


Andréia(calma): Ele tá aí,Marcos… Mas,o que tá acontecendo?


Marcos(furioso): Esse canalha vai se ver comigo…


Andréia(calma): Tenha calma,Marcos…


Marcos sai correndo em direção ao gabinete e Andréia o segue.


Andréia(preocupada): Marcos?! Marcos?! Peraí. 


Corte para a


Cena 46-(Prefeitura/Gabinete/Interno/Tarde)


A câmera mostra Timóteo sentado na cadeira lendo notícias no computador e de repente,Marcos e Andréia entram no gabinete e ele levanta surpreso.


Timóteo(surpreso): O que tá acontecendo aqui,Andréia?


Andréia(séria): Desculpe,seu prefeito… Mas,Marcos quer falar com você…


Marcos joga o jornal em cima da mesa.


Timóteo(dúvida): Por que está tão irritado,Marcos?


Marcos(furioso): Que história é essa de você vender o Porto sem avisar a administração?!


A câmera mostra Marcos e Timóteo se encarando e Andréia em pé olhando bastante preocupada. 


Corte para a


Cena 47-(Casa de Lincoln/Sala de Estar/Interno/Tarde)


A câmera mostra a sala de estar sem ninguém e Júlio entrando.


Júlio(curioso): Boa tarde?


Ninguém responde e ele pega a carta com as duas fotos.


Júlio(rindo): Lincoln… Lincoln… Sua vida vai virar um inferno a partir de hoje!


Júlio começa a procurar um lugar pra colocar a carta e Lincoln chega na sala o surpreendendo.


Lincoln(surpreso): Júlio?!


Júlio olha pra ele assustado e esconde a carta atrás das costas.


Júlio(nervoso): Oi,Lincoln?


Lincoln(desconfiado): O que você tá fazendo na minha casa?


A câmera mostra Lincoln e Júlio se olhando em silêncio.


Fim da trilha instrumental. 


A tela congela e fica azulada. 



Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.