Type Here to Get Search Results !

Marcadores

SAGRADA FAMÍLIA - CAPÍTULO 30 - ÚLTIMAS SEMANAS

 


SAGRADA FAMÍLIA

“Capítulo 30”

 

Novela criada e escrita por

Wesley Franco


Esta é uma obra de ficção e sem compromisso com a realidade.

 


CENA 1. CASTRO COSMÉTICOS. INT. SALA DE ALEXANDRE. DIA.

Alexandre, Guto e Reginaldo estão reunidos na sala de Alexandre lendo as manchetes dos jornais.

GUTO – Bingo! A essa hora metade do Rio de Janeiro já deve tá odiando o Murilo por ele ter assediado essa modelo tão famosa.

ALEXANDRE – O mais importante de tudo é a Nathalia ficar sabendo.

REGINALDO – Ela já está, assim que eu cheguei eu vi a Beatriz apreensiva correndo para sala da Nathalia com vários jornais nas mãos, a essa hora ela já deve está sabendo.

ALEXANDRE – Certamente está pensando em uma alternativa, porque a reunião da diretoria é hoje à tarde e uma das pautas é a escolha do diretor-geral.

GUTO – Você acha que com isso as minhas chances sobem?

ALEXANDRE – (sorrindo) Com certeza filho! Essa promoção já é sua!

Guto sorrir bastante contente com a possibilidade de ser promovido a diretor-geral da empresa.

CORTA PARA

CENA 2. CASTRO COSMÉTICOS. INT. SALA DA PRESIDÊNCIA. DIA.

Murilo está tenso, sentado em um sofá, enquanto Nathalia o encara com uma expressão séria. O clima está pesado.

NATHALIA – (olhando fixamente para Murilo) Precisamos conversar, Murilo. Há uma acusação séria contra você, e eu preciso saber a verdade.

Murilo engole em seco, visivelmente nervoso. Ele respira fundo antes de começar a se sefender.

MURILO – (olhando nos olhos de Nathalia) Nasthalia, eu juro por tudo que é mais sagrado, eu não fiz nada do que estão me acusando. Isso é um mal-entendido terrível.

NATHALIA – (receosa) Murilo, eu não posso ignorar algo assim. A pessoa que fez a acusação parece estar muito convicta, ela já estrelou várias campanhas da fábrica, você a conhece e há mensagens suas enviadas para ela.

MURILO – (desesperado) Eu sei que parece ruim, mas eu juro que não fiz nada. Eu não enviei essas mensagem, eu só troquei uma ou duas palavras com essa mulher quando ela esteve aqui no escritório, nada além disso, mas eu posso te garantir que é uma mentira que eu tenha enviado essas mensagens.

Nathalia parece dividida entre acreditar e duvidar. Ela se senta em uma poltrona, esperando por mais explicações.

NATHALIA – (exigindo) Você que alguém pegou seu celular e enviou essas mensagens?

MURILO – Se não foi desta forma, alguém hackeou o meu telefone e enviou essas mensagens. Eu posso te garantir que eu não fui!

Nathalia parece começar a considerar a possibilidade de ele estar dizendo a verdade, mas ainda está cautelosa.

NATHALIA – Você tem em mente alguém que por algum motivo queira te prejudicar?

MURILO – No momento não penso em ninguém.

NATHALIA – Murilo, eu quero acreditar em você, mas preciso de mais do que sua palavra.

MURILO – Eu vou contratar uma equipe de peritos para provar que não fui eu que enviei essas mensagens e que provavelmente meu celular foi vítima de hackers.

NATHALIA – Enquanto isso infelizmente você não poderá ser promovido. Iria comunicar à você hoje na reunião que você tinha sido o escolhido para o cargo de diretor-geral, mas com esse escândalo ficaria péssimo para imagem da empresa uma promoção sua.

MURILO – Eu entendo, Nathalia. Vou fazer o possível para provar minha inocência.

Nathalia fica pensativa, enquanto Murilo parece determinado a esclarecer as acusações.

CORTA PARA

CENA 3. CASTRO COSMÉTICOS. INT. SALA DE REUNIÕES. DIA.

A sala de reuniões está cheia, com os diretores da empresa sentados ao redor da mesa. Nathalia, a presidente, está de pé na frente da sala, prestes a fazer um anúncio importante.

NATHALIA – (olhando para a equipe) Boa tarde a todos. O motivo da reunião de hoje é compartilhar com vocês uma notícia que trará uma mudança significativa para a nossa empresa.

A tensão no ar é palpável enquanto todos aguardam ansiosos.

NATHALIA – Após cuidadosa consideração e avaliação de desempenho, estou muito feliz em anunciar que o Guto será promovido a Diretor Geral da empresa.

Guto, sentado entre os diretores, exibe um sorriso surpreso e grato. Reginaldo exibe um enorme sorriso. Todos os outros presentes na sala aplaudem, demonstrando seu apoio.

GUTO – (levanta-se, agradecido) Não tenho palavras para expressar o quanto isso significa para mim. Agradeço a tia Nathalia pela confiança e a todos pelo apoio.

NATHALIA – Guto demonstrou não apenas habilidades excepcionais, mas também um compromisso incomparável com os valores da nossa empresa. Estou confiante de que ele desempenhará esse novo papel com integridade e excelência.

Enquanto Nasthalia fala, a câmera captura expressões de aprovação e sorrisos nos rostos de Alexandre e Reginaldo, e de expressões de desconforto no rosto de Murilo.

NATHALIA – (olhando para Guto) Estou ansiosa para ver as grandes coisas que você conquistará nesse novo papel. Parabéns, Guto.

Aplausos mais intensos preenchem a sala enquanto Guto agradece novamente Nathalia com um abraço.

CORTA PARA

CENA 4. CASTRO COSMÉTICOS. INT. ESTÚDIO. NOITE.

Helena está pegando sua bolsa que se encontra em cima de um sofá que há no estúdio. Guto entra, cumprimentando-a com um sorriso.

GUTO – (animado) Helena, tenho uma novidade incrível para te contar.

HELENA – (curiosa) Ah, sério? Me conta!

Guto sorrir, antecipando a boa notícia.

GUTO – Fui promovido a diretor-geral da Castro Cosméticos! Mal posso acreditar.

Helena demonstra surpresa e alegria genuína.

HELENA – (abraçando Guto) Parabéns, Guto! Isso é maravilhoso! Você merece muito.

Guto retribui o abraço, grato pela reação positiva de Helena, ele a beija e ela retribui o beijo.

GUTO – E tem mais. Como parte da comemoração, gostar que você fosse jantar comigo. O que acha?

HELENA – (sorrindo) Claro, Guto! Será um prazer comemorar essa conquista com você.

GUTO – Ótimo! Vamos para um restaurante especial para mim. Afinal, essa promoção merece ser comemorada em grande estilo.

CORTA PARA

CENA 5. CASA DE ANTÔNIO. INT. COZINHA. NOITE.

Murilo está sentado na mesa da cozinha, visivelmente abatido, mexendo de maneira distraída com sua xícara de café. Bárbara entra na cozinha e se aproxima, percebendo a tristeza em seu rosto.

BÁRBARA – (sentado-se) Amor, você está tão abatido. Ainda é por conta de hoje?

Murilo suspira profundamente antes de falar.

MURILO – (olhando para baixo) As coisas têm sido difíceis, Bárbara. Fui alvo de uma acusação de assédio, e a situação está tomando proporções complicadas.

Bárbara expressa compaixão e apoio, colocando a mão sobre a de Murilo.

BÁRBARA – (solidária) Sinto muito que esteja passando por isso, Murilo. Você vai conseguir provar que é inocente, todos que te conhecem sabem que você não faria isso.

MURILO – Acredite, eu nunca faria algo assim. Eu vou fazer de tudo para provar a minha inocência, eu vou me defender, mas isso tem afetado meu estado emocional e a maneira como veem na empresa.

Bárbara aperta suavemente a mão de Murilo, oferecendo conforto.

BÁRBARA – Você não está sozinho, Murilo. Vamos trabalhar juntos para esclarecer isso. Agora, sobre a promoção a diretor-geral, sinto muito que não tenha dado certo.

MURILO – É, perdi essa oportunidade. Parece que todos os meus esforços foram ofuscados por essa situação.

BÁRBARA – Não deixe que isso defina sua carreira. Você é talentoso e dedicado. As coisas vão melhorar.

MURILO – (agradecido) Obrigado, Bárbara. Seu apoio significa muito para mim. Vou lutar contra essas acusações e tentar seguir em frente.

CORTA PARA

CENA 6. CARRO DE GUTO. INT. NOITE.

Guto dirige com Helena no banco do carona. A atmosfera é descontraída, e a noite está calma.

GUTO – (sorrindo) Foi uma noite incrível, Helena. Adorei passar esse tempo com você.

HELENA – (sorrindo) Eu também, Guto, sempre ótimo passar as noites com você. Obrigada por me trazer para casa.

Guto estaciona o carro em frente à casa de Helena. Os dois permanecem sentados por um momento, aproveitando o clima agradável.

GUTO – (olhando para a casa) Parece que está tudo tranquilo por aqui.

Helena suspira, olhando para o próprio reflexo no retrovisor.

HELENA – (olhando para Guto) Sabe, Guto, estou sozinha esta noite. Meu pai está fora de casa. Não quer entrar?

Guto sorri, surpreso e animado com o convite.

Guto – (Animado) É o que eu mais quero!

CORTA PARA

CENA 7. CASA DE MURILO. INT. SALA. NOITE.

Guto e Helena entram na casa, aconchegante e bem iluminada.

GUTO – Sua casa é bem espaçosa.

HELENA – Na verdade não é minha, o Murilo cedeu para eu e meu pai morarmos, mas eu já estou buscando uma nova casa.

GUTO – Entendi, se você precisar de alguma coisa, só falar.

HELENA – (olhando nos olhos de Guto) Estou feliz que tenha aceitado entrar. A noite ficou ainda melhor.

Guto sorri, sentindo uma conexão especial entre eles.

GUTO – Eu também estou feliz, Helena. Sonhava muito em entrar aqui.

HELENA – Na sala ou no meu quarto? Não quer conhecer ele.

Helena beija Guto intensamente e o puxa pelo braço até seu quarto.

CORTA PARA

CENA 8. RIO DE JANEIRO. AMANHECER/DIA.

SONOPLASTIA: É COM ESSE QUE EU VOU – ELIS REGINA

O sol desponta no horizonte, tingindo o céu com tons suaves de rosa e laranja. O Cristo Redentor emerge majestosamente na paisagem, observando silenciosamente a cidade que acorda aos seus pés. Tomada de vários pontos da cidade do Rio de Janeiro, destacando a diversidade de sua arquitetura e as montanhas que se elevam ao fundo.

LEGENDA: ALGUMAS SEMANAS DEPOIS

SONOPLASTIA OFF

CORTA PARA

CENA 9. MANSÃO DE CARUSO. INT. JARDIM. DIA.

O jardim da mansão está decorado com flores e detalhes românticos. A luz suave do sol cria uma atmosfera calorosa. Convidados se acomodam nos bancos, ansiosos para testemunhar o casamento de Eduardo e Beatriz. A música começa a tocar, indicando o início da cerimônia. O padre está no altar, esperando.

SONOPLASTIA: IMBRANATO – TIZIANO FERRO

Eduardo, elegantemente vestido em um terno clássico azul, aguarda nervoso no altar. Beatriz deslumbrante em seu vestido de noiva, se aproxima com seu pai. Beatriz caminha pelo tapete montado no jardim até o altar, seu olhar encontra o de Eduardo, e um sorriso amoroso se forma em seus rostos.

O padre inicia a cerimônia, destacando a importância do amor e do compromisso no casamento. Eduardo e Beatriz trocam votos personalizados, expressando seu amor e prometendo apoiar um ao outro nos altos e baixos da vida.

Eduardo e Beatriz trocam alianças, simbolizando a união de suas vidas. O padre abençoa o casal, invocando votos de amor eterno e felicidade.

PADRE – E eu vos declaro, marido e mulher.

Eduardo e Beatriz se beijam, selando sua união diante de amigos e familiares aplaudindo.

Eduardo e Beatriz são cumprimentados pelos convidados com sorrisos e abraços. Pétalas de rosas são jogadas sobre o casal, criando um cenário romântico.

SONOPLASTIA OFF

CORTA PARA

CENA 10. MANSÃO DE CARUSO. INT. JARDIM. DIA.

Beatriz circula pela festa procurando por Eduardo, até que ela encontra com Naná.

BEATRIZ – Naná, você viu o Eduardo? Não estou encontrando.

NANÁ – A última vez que vi o seu Eduardo ele estava subindo para os quartos.

BEATRIZ – Vou atrás dele lá em cima.

Beatriz caminha para dentro da mansão.

CORTA PARA

CENA 11. MANSÃO DE CARUSO. INT. QUARTO DE EDUARDO. DIA.

O quarto está silencioso, iluminado apenas pela luz fraca do abajur. Beatriz entra devagar, ansiosa para encontrar Eduardo, ela se aproxima da porta semiaberta do quarto e para abruptamente ao testemunhar uma cena inesperada. Eduardo está dentro do quarto, mas não sozinho. Ele está beijando Guilherme. A expressão de choque e decepção toma conta do rosto de Beatriz.

BEATRIZ – (surpresa e magoada) Eduardo?

Os dois se separam, claramente nervosos e sem palavras.

CONGELAMENTO FINAL EM EDUARDO E GUILHERME NERVOSOS.




Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.