Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Noites Sangrentas - Episódio 04 (2ª temporada)



UMA PRODUÇÃO DE TORRE BRANCA EM PARCERIA COM A RANABLE WEBS

CRIADA E ESCRITA POR
LUCAS POEYS
RAMON ROCHA

EPISÓDIO 04 - O SEPULTAMENTO , PARTE II

Diário Do Autor

Dando continuidade à cena do Príncipe Diamante, surpreendido pelas atitudes da Bruxa Das Sombras e os mistérios de seu irmão Simon, percebe-se uma ligeira preocupação do Príncipe da Terra Média com os seus demais irmãos em seu castelo, por conta do Golem de Pedra:

Príncipe Simon: Ok... certo... Bino e Ban... fiquem dentro do palácio e eu ajudarei os meus pobres irmãozinhos a lidarem com o tal golem de pedra! (Fala de olhos fechados, por telepatia)

Príncipe Diamante: SIMON!!! VOCÊ AINDA NÃO ME RESPONDEU! O QUE DIABOS VOCÊ FEZ COM OS NOSSOS IRMÃOS ?! EU NÃO ESTOU BRINCANDO, CARA!!!

Príncipe Simon: Meu amado irmão... agora devo partir de volta para o meu Castelo, a fim de receber os nossos demais maninhos... A Bruxa Das Sombras vai ficar um tantinho de tempo com vocês... Até Logo, querido Dimas!!!

Simon se teleporta de volta para o seu Palácio, sumindo em uma cortina de fumaça negra. Então a Bruxa Das Sombras avisa:

Bruxa Das Sombras: Vossa Alteza! Um destes seus dois irmãos  irá trair a sua confiança futuramente. Se quiseres, posso matá-los agora! Basta me dares a ordem!

Príncipe Diamante: Hãm! Eu conheço bem os meus irmãos e sei que apesar de seus defeitos e fraquezas, nutrimos um carinho entre nós mesmos. Por isso eu ordeno que tu solte-os agora sua bruxa maldita!!!

Bruxa Das Sombras: Mas Vossa Alteza, Eu e o Mestre Simon fizemos isso unicamente para protegê-lo de uma eventual traição destes pobres miseráveis!

Príncipe Diamante: EU DISSE PRA VOCÊ SOLTÁ-LOS AGORA, SUA BRUXA DESGRAÇADA! SE NÃO SOLTARES, EU OS TIRAREI A FORÇA DE VOCÊ!

A Bruxa, temerosa, recua um pouco, enquanto o Príncipe Dimas forma uma espada de diamantes e corta as raízes que envolviam o Rei Abud e o Rei César:

Bruxa Das Sombras: Estás a cometer um erro muito grave, Vossa Alteza e o Universo cobrará caro a sua fraqueza de proteger seus irmãos imprestáveis... HAHAHAHAHAHAHA... UM BREVE ATÉ MAIS, PRÍNCIPE DIMAS!!!

Príncipe Diamante: Vai pro inferno, Bruxa desgraçada!!!

A Bruxa Das Sombras desaparece naquele instante, e o Príncipe Dimas chama por Leonardo e Lupi:

Príncipe Diamante: LEONARDO! LUPI! LEVEM OS MEUS IRMÃOS PARA O QUARTO AO LADO E DEEM A ELES ESTA PORÇÃO REVIGORANTE!

Leonardo: Sim... Mestre Diamante!

Lupi: Afirmativo, Vossa Alteza!

Grog: Uma excelente escolha, meu amado Mestre... Vossa Alteza é o melhor!!! E eu sou o seu melhor guia sem sombra de dúvidas!

Lupi: Já vai abrir sua torneirinha de asneiras, Grog! Que preguiça de você, seu sapo bafudo!

Grog: Ah! Cala essa boca, seu cachorro vira-lata!

Príncipe Diamante: QUIETOS!!! APENAS SE RESTRINJAM A AJUDAR OS MEUS IRMÃOS A IREM PRO DORMITÓRIO AQUI DO LADO E SEM BRIGAS!!!

Lupi, Grog e Leonardo: Sim, Mestre Diamante!

Os súditos ajudam o seu mestre a levar o Rei Abud e o Rei Cesar para uma recâmara ao lado.

No Jardim Das Amoras, a Rainha Shiva e suas irmãs princesas Carolina e Hana apreciam o local e experimentam aquelas frutas chamativas.

Rainha Shiva: Meu irmãozinho Simon é um doce mesmo, olha só que jardim lindo, ele cultivou em suas terras. Sem dúvidas, o meu maninho é sensacional. Admiro-lo muito !

Princesa Carolina: Ele sempre foi muito diferente dos nossos demais irmãos. Irmãs... lembra aquelas vezes, que o Simon brincava de boneca conosco. Ele nos fazia rir tanto com as suas brincadeirinhas de palhaço!

Princesa Hana: O Simon sempre foi um cavalheiro conosco. Ele adorava brincar de esconde-esconde com a gente também. E lembra aquela vez também que ele nos ajudou a jogar ovo podre em cima do nosso irmãozinho Arthur kkkkkkk... o maninho teve de tomar um montão de banho pra tirar todo aquele mau-cheiro!

Rainha Shiva: Fico tão desolada por ele... não quero vê-lo sofrer ainda mais... Meninas! Estava pensando em depois que passar tudo isso, conversar com a Mestra Yuna, para arrumarmos uma boa sacerdotisa, quem possa cuidar bem de nosso irmãozinho. Ele vai precisar muito do nosso apoio emocional.

Princesa Carolina: Bem... contanto que não seja alguem desesperada por casamentos como a Prima Holy, eu penso que seria sim, uma ótima ideia!

Princesa Hana: Apoiado maninhas, vamos ajudar nosso maninho Simon a superar esta fase de luto, arrumando uma boa moça quem possa fazê-lo muito feliz!

Neste instante o Rei Gustavo e o Príncipe Trevor chegam no mesmo local onde estão a Rainha Shiva e suas irmãs. Todos eles se encaram logo depois:

Rei Gustavo: Ora! Ora! Se não é a Rainha mais bela dentre todo o Desconhecido, e também minha ex-esposa... Como vai meu Amor ? Há quanto tempo não nos vemos...

Rainha Shiva: Gustavo! É você ?... Já faz muito tempo mesmo... desde aquele dia trevoso.

Princesa Hana: Rei Gustavo! Faz muito tempo que não vemos Vossa Majestade, acho que desde quando você e a minha irmã Shiva... (interrompida por Carolina)

Princesa Carolina: Opa! Tudo bem com você, Vossa Realeza ? E como vai Príncipe Trevor ? Apesar de tudo que aconteceu no passado, ainda temos um carinho grande por vocês dois.

Rei Gustavo: Obrigado Hana... e Carolina! Vocês também são meninas iluminadas e guardo-lhes muito afeto, no entanto, Shiva machucou muito o meu coração. O Simon me falou que vocês estariam aqui, porém o irmão de vocês não tem o conhecimento de tudo que aconteceu entre eu e vossa irmã.

Rainha Shiva: Gustavo... eu... eu... nem sei como te encarar agora... mas saiba... que apesar de tudo que aconteceu, eu ainda tenho um carinho muito forte por ti. Nunca esqueci um só momento o qual passamos juntos.

Rei Gustavo: Meninas, preciso conversar com Shiva em particular... Trevor! Meu irmão... leve as meninas para dar um passeio aqui pelo bosque e depois, leve-as direto para o Palácio de nosso amigo Simon!

Príncipe Trevor: Tudo bem maninho, vou levá-las comigo em segurança. Vossas Altezas! Se me permitem, posso conduzi-las em um rápido passeio pelo bosque e depois vamos ao sepulcro da Rainha Kyone ?

Princesa Hana e Carolina: De acordo, Príncipe Trevor!

Trevor conduz Hana e Carolina pelo passeio no bosque das amoras, deixando Shiva e Gustavo a sós. O Rei fica bem próximo da Rainha e a encara com um olhar apaixonado:

Rei Gustavo: Meu Amor! Eu nunca te esqueci, EU TE AMO DEMAIS! EU PRECISO DO SEU ABRAÇO, ME BEIJE!!! MUAAAHHH!

Rainha Shiva: Pára Gustavo! Tenha modos! O meu irmão Simon está sofrendo, não quero fazer isso aqui! Você disse da última vez que nos vemos, que nunca mais queria me ver. Eu cometi um erro e te traí com o meu primo, o Príncipe Christian... (Shiva tenta evitar os beijos de Gustavo)

Rei Gustavo: Você errou muito comigo, no entanto eu ainda sigo te amando. Vamos juntos até o meu quarto, meu Amor... Eu sei que você quer isso tanto quanto eu.

Rainha Shiva: Eu quero sim, mas não me sinto bem em fazer isso... Gustavo! Tenho uma imagem a zelar perante todo o meu Reino. Tu sabes bem disso!

Rei Gustavo: O seu reino iria adorar saber que a sua rainha cometeu adultério contra minha pessoa. Eaí Shiva, provavelmente, você perderia a sua Coroa.

Rainha Shiva: Não te reconheço Gustavo, tu estás a me chantagiar... Você sempre foi um homem autêntico e ético. Não conhecia esse seu lado sombrio!

Gustavo se agarra em Shiva e lhe rouba um beijo forçado:

Rei Gustavo: Muuuuuuuaaaaahhhh!!! HAHAHAHAHA tem muita coisa que você não sabe sobre mim, meu amor... eu quero mais beijos AGORA!!!

Rainha Shiva: PARE GUSTAVO!!! ARGGGHH! VOCÊ ESTÁ ME BEIJANDO A FORÇA, PARE COM ISTO!!!

Shiva rebate o beijo de Gustavo com um tapa, minutos depois de ser agarrada pelo próprio:

(Tapa!)

Rei Gustavo: Isso me excita!!! Você me deixa louco!!! Mas agora eu tenho uma surpresinha para você, meu amorzinho...

O Rei atira um pó vermelho em cima de Shiva, fazendo-na desmaiar em seus braços. O moço a leva consigo para o Castelo de Simon, e fala sozinho:

Rei Gustavo: Tu serás minha Shiva, para toda eternidade. Eu nunca vou deixar você próxima de nenhum homem que não seja EU! TE AMO, MINHA RAINHA DO PRAZER!!!

Enquanto isso em um local do Jardim do Castelo De Simon, o Senhor Conrad está junto de seus companheiros e seu filho Alexsandro.

Senhor Conrad: Fiquem por aqui rapazes, vou ver se dou uma volta por aí e encontro o meu amigo Simon! Sentem-se nestas mesas!

Senhor Alex: PAAAAAI!!! O QUE VOCÊ ESTÁ APRONTANDO AGORA ?!

Senhor Conrad: Não posso te revelar meu filho favorito, mas é algo que irá beneficiar a nossa família possivelmente! Até a hora do enterro, rapazes!

Todos: Até mais, Senhor Conrad!

Daniel Ulkel: Theo, vamos no sentar alí e aguardar esse bendito enterro. Esse tipo de ocasião é bem cansativa.

Theo Ulkel: Penso o mesmo irmão... pudera eu estar combatendo as pragas no feudo do Vovô Miguel junto do Diogo e do Carlinhos. Seria bem mais emocionante. Ou então estar curtindo uma aventurinha com o meu amigo Corvo.

Narllos: Acho que vou me sentar aí perto de vocês, preciso de umas dicas para melhorar minha agilidade como kitsune.

Daniel Ulkel: Então sente-se aqui do nosso lado, jovem Narllos. Acho que posso te repassar algumas orientações sobre este assunto.

Narllos: Perfeitamente, Senhor Ulkel!

Neste meio-tempo Cristine se aproxima do irritado Senhor Alex:

Cristine: Senhor Alex! Não fique triste, pelo seu papai! Ele é meio estranho, mas é o seu pai e se importa muito contigo. Tanto que elegeu o Senhor como o filho predileto.

Senhor Alex: O papai sempre foi assim... desatento... e não mudou nada... você viu, Cristine... ele tem filhos em vários lugares malucos. Fora Eu, o Bills, o Falk, o Bernard e o Alanzito... o papai nos considera troféus, provavelmente. Isso me entristece!

Cristine: O seu pai é bem estranho, talvez goste de ser um pegador de mulheres. Mais uma coisa devo admitir... ele gerou filhos muito lindos, e de longe, o Senhor é o mais Bonitão!

Senhor Alex: Obrigado Cristine, você também é muito lindinha... o Chad deve te proteger muito né ?

Cristine: O Chad é bem preocupado comigo... mas o Senhor sabe né... até hoje ele não decidiu se ama realmente o Senhor Daniel Ulkel, ou o seu irmão Bills Alex...

Senhor Alex: Amar o Bills é uma perda de tempo. Aquele escroque imbecil não ama ninguém, a não ser a si próprio!

Cristine: Senhor Alex! Por obséquio, o Senhor é casado ?! Tem filhos ?! 

Senhor Alex: Sou casado sim... no entanto, é apenas um casamento de fachada e de interesses arranjado pelo papai, faz muito tempo. Infelizmente acabei tendo 2 filhos... 1 já bem grandinho, que se chama Demitri e minha esposa Diana está grávida de outro filho, o qual eu descobri recentemente. 

Cristine: Poxa Vida! Então vocês já transaram várias vezes ne ? 

Senhor Alex: Pouquíssimas vezes... e quando rola, geralmente estamos bem embriagados. Mas esta segunda gravidêz, a minha esposa fez inseminação artificial do meu esperma. 

Cristine: O Senhor é tão lindo... não entendo como a sua esposa não lhe
dê tanta atenção. 

Senhor Alex: Eu tenho mais dificuldades em lidar com o Demitri... Ele puxou os seus tios. E gosta muito mais deles do que de mim, pois eu sempre quero lhe educar do jeito certo, porém os meus outros irmãos imbecis estragam o meu filho. 

Cristine então beija a bochecha do Senhor Alex e se senta em seu colo lhe abraçando:

Cristine: Me sinto protegida, estando perto do Senhor... obrigado pelo seu acolhimento comigo. 

Senhor Alex: Nossa!  Ehh! ... de nada... você é uma garotinha muito simpática. Tens idade até para seres a minha filha. 

Cristine: Não desejo ser sua filha... quero algo a mais! 

Alexsandro fica tímido diante da reação da moça, enquanto Daniel, Theo e Narllos conversam sobre lutas, e nem dão atenção a estes dois.

No espaço onde estavam os demais irmãos de Simon, observamos o Príncipe Dyogo tentando incendiar o Golem de Pedra junto do Príncipe Lucas e do Príncipe Fábio. O Príncipe Samuel tenta aprisionar o monstro com as suas raízes e o Príncipe Cadú usa suas correntes de ar para tentar imobilizar a criatura. Nesse meio-tempo o Príncipe Simon chega para ajudar os demais irmãos.

Príncipe Dyogo: Mandem mais chamas para cima do monstro...certamente o faremos ir para longe.

Príncipe Lucas: Essa criatura é resistente ao fogo, nossos golpes não surtem efeito.

Príncipe Fábio: O que faremos agora ?!

Príncipe Cadú: Não sei quanto tempo minhas correntes de ar vão segurar essa criatura.

Príncipe Samuel: Se fosse só suas correntes de ar né... a minhas raízes não vão segurá-lo muito. Pensem em algo rápido!

O Príncipe Simon chega até este local e estala seus dedos fazendo a criatura sumir...

(Barulho de estalidos)

Príncipe Dyogo: Mas que barulho de estalido é este ?

Príncipe Lucas: Maninhos, o monstro desapareceu do nada.

Príncipe Fábio: Mantenham a guarda em alerta. Pode ser um truque da criatura.

Príncipe Cadú: Isso pode ser obra de alguém muito forte também.

Príncipe Samuel: Será possível que o Simon resolveu nos ajudar de algum lugar deste Palácio ?

Simon chega ao local...

Príncipe Simon: IRMÃOS!!! ESTÁ TUDO BEM COM VOCÊS ??? CARAMBA! SINTO MUITO POR TEREM SIDO RECEBIDOS POR ESTE MONSTRO PAVOROSO!!! VEZ OU OUTRA ELES APARECEM POR AQUI E CAUSAM ESTRAGOS. AÍ EU SOU OBRIGADO A ESPANTÁ-LOS PARA LONGE.

Príncipe Dyogo: Está tudo bem conosco irmãozinho Simon... a propósito eu me chamo Dyogo e sou o caçula da Família Ventura. É um imenso prazer poder te conhecer pessoalmente, ainda que seja num momento como esse, super difícil para você.

Príncipe Simon: Obrigado Dyogo! É um prazer também poder te ver de perto. Fui poucas vezes ao Desconhecido, pois por aqui sempre tenho muitas responsabilidades. Quando te vi a última vez, você ainda era um bebê de 2 anos. Peguei você no meu braço.

Príncipe Dyogo: Poxa Simon! Que legal! Fico muito feliz, neste caso, por todo o seu carinho comigo. Gratidão!!!

Príncipe Simon: Que isso, meus irmãos! Eu que sou grato por todos vocês estarem aqui... bem... quer dizer quase todos né ?

Príncipe Lucas: Realmente nem todos estão aqui, parando pra ver agora! 

Príncipe Fabio: Bem eu soube que alguns de nossos irmãos andam passando por alguns probleminhas internos em seus devidos reinos.

Príncipe Cadú: Eu posso responder pelo Frost... ele anda meio sumido já faz um tempo! E o seu Reino ficou sob cuidados de alguns nobres da confiança dele. O pessoal acha que ele foi fazer algum tipo de exílio espiritual em algum local isolado.

Príncipe Samuel: O nosso irmão Apocalypse continua fazendo sua meditação espiritual na Ilha Rosa, em Ventura Do Sul. Nesse período, ele se desliga totalmente das coisas do mundo. E o Arthur... então... eu e ele... não nos damos bem... mas soube que ele está enfrentando uma guerra contra os trolls em Camelot.

Príncipe Dyogo: O nosso irmão Franko também sumiu já faz um bom tempo, lembro que foi pouco depois do Pai deixar o Desconhecido para se exilar em Jamiel. Creio que o Grande Mestre deva tê-lo levado a um outro Reino, a fim de que ele pudesse governar algo para si e para outros cidadãos.

Príncipe Lucas: Neste interím só nos resta o irmão Abud, o irmão Cesar e o irmão Damião. Também não os vejo por aqui!

Príncipe Simon: Mandei um comunicado para todos eles. Mas se as minhas corujas cósmicas não os localizaram, talvez eles estejam muito bem escondidos ou não querem ser notados. Quanto ao nosso Pai, ainda sabendo que ele não viria, tentei mandar mesmo assim, por haver um restinho de esperança dele aparecer aqui. E quanto ao Abud e ao Cesar, eles já chegaram a algum tempo. Damião, ao que parece, ficou nas Dunas para representar o Cesar em vários eventos locais. Porém, eu fico feliz de muitos de vocês estarem junto de mim num momento tão difícil como este, meus maninhos. Agora me sinto um pouco menos triste e menos sozinho!

Príncipe Cadú: A gente jamais te deixaria sozinho, meu maninho. Você também é fechado com a gente. Conta conosco para tudo!

Príncipe Fábio: Pois é, meu maninho... mesmo com as suas travessuras com a gente na nossa infância, nós estamos com você pro que der e vier. Nunca te esqueças disto.

Príncipe Simon: Fabinho! Vocês ainda lembram das minhas brincadeiras né... eu sei que no passado, eu era um irmão bem complicado de se lidar. Mas posso garantir a vocês, que hoje sou bem mais tranquilo. Eu amadureci muito durante esses tempos. E o que mais desejo é a união de toda a nossa família.

Príncipe Samuel: Gente... acho que esquecemos do Dimas! Ele não mora mais conosco no Desconhecido, no entanto o Patriarca o levou para outro mundo distante. Será que ele vem também ?! Poxa! Queria dar um abração neste nosso maninho.

Príncipe Simon: Olha Samuca! O Dimas chegou cedo junto da Shiva, Carolina e Hana. Tive de separar até uma briga deles 4. Mas todos já estão bem.

Príncipe Samuel: Ufa! Você agiu bem, Simon! A Shiva odeia o Dimas desde criança... aliás ela odeia a todos os irmãos homens. Acho que você, é o único de nós por quem ela nutre um forte carinho. Da última vez que a vi, ela me falou muito bem de você.

Príncipe Simon: Eu também guardo por ela um forte carinho... e é o mesmo carinho que sinto por cada um de vocês!

Príncipes De Ventura: OBRIGADO, IRMÃO!!!

Príncipe Simon: Irmãos por favor! Gostaria que vocês se dirigissem até o Salão Principal de meu Castelo! Lá encontrarão algumas cadeiras para se sentarem. Meus servos estarão servindo um bom chá de ervas da Terra Média... Sentem-se lá e aguardem um pouco. Logo, estarei por lá para fazer um rápido discurso e liberar o caixão para ser enterrado num terreno aqui perto. Por favor sigam o Ban!

Ban: Venham comigo, Vossas Altezas!!!

Príncipe Simon: Bino, venha até aqui!!!

Bino: Sim, Senhor Simon!

Neste meio-tempo, todos os príncipes seguem Ban até o Salão Principal. Enquanto Bino e Simon conversam entre si.

Príncipe Simon: Vá até a casa do Senhor Miguel, amigo do Conde Conrad e encontre um moço de nome Bills. Leve-o até a parte final do Jardim de meu Castelo. Por lá, tem uma pessoa a espera deste rapaz. E não deixe ninguém espionar nada!

Bino: Compreendo perfeitamente, Vossa Majestade... com a sua licença!!!

Bino se teleporta para a fazenda do Vovô Miguel, enquanto Simon se dirige até o Salão Principal de seu Palácio.

Voltando ao Castelo De Diamantes, observamos o Rei Abud acordando depois de receber na boca, uma infusão mágica de recuperação de energia. Ele abre os seus olhos e enxerga o seu irmão Dimas:

Rei Abud: Irmão... o que está havendo... me sinto meio tonto... Droga!!! 

Príncipe Diamante: Você e o Cesar estavam encurralados pela Bruxa Das Sombras. Felizmente eu consegui salvar ambos daquela feiticeira maldita!

Rei Abud: Dimas, Você é o cara! Eu nunca ouvi falar sobre essa tal Bruxa Das Sombras. Mas certamente ela tinha interesses malignos por trás! 

Rei Cesar: Arggggh! Que fraqueza! Abud... Dimas... onde estamos ??? 

Leonardo: Vossa Majestade, estamos na Torre de Diamantes, também conhecida como Castelo De Diamantes. Aqui é um outro reino de posse do Príncipe Diamante, no Planeta Quebra-Cabeça!

Rei Cesar: Primo...arggh! Primo Leonardo... é você ? Filho da Tia Adelaide ?! 

Leonardo: Sou eu mesmo, Vossas Majestades... agora sirvo fielmente o Príncipe Diamante! É um prazer poder revê-los novamente. 

Rei Cesar: Ah corta essa! Eu e você jogávamos petecas quando crianças. Você sempre será o meu primo independente da ocasião. Pode me chamar do que quiser! (Coloca seu braço sobre os ombros de Leonardo)

Leonardo: Sim Senhor, mas prefiro manter a cordialidade. Sou apenas um mero vassalo em meio a 3 poderosos Suseranos.

Rei Abud: A sua etiqueta social é muito bem requisitada... Estás de parabéns, primo Leonardo! Argh! Que dor de cabeça! 

Lupi: Mestre Diamante! Vossa Alteza deseja mais alguma coisa ?

Príncipe Diamante: Vá a cozinha e providencie o meu chá de amoras. Preciso me manter calmo!  E... Grog... fique na porta do lado de fora deste quarto e me avise caso o Simon apareça. Afinal... todo cuidado é pouco com aquele cara.

Grog: Sim... Mestre Diamante!

Grog e Lupi saem do quarto deixando Abud, Diamante, Cesar e Leonardo sozinhos.

Rei Abud: E então Dimas, tu ainda continuas usando esse apelido idiota de Príncipe Diamante ? Hehehehe!!! apelido mais meia-boca esse seu. 

Príncipe Diamante: Eu amo o meu novo nome e gostaria que vocês me chamassem de Diamante! Dimas não existe mais... NUNCA MAIS!!! 

Rei Cesar: Pois para mim tu sempre vais ser o nosso maninho Dimas, o cara que pintava os melhores quadros do Desconhecido. As mulheres nuas que você pintava eram tão incríveis que Eu e o Abud ficávamos excitados. Lembra que a mamãe batia em você e em nós com cintadas por te apreciar a fazer essas coisas que ela dizia ser "coisas das trevas" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Rei Abud: Pela primeira vez esse ladrãozinho de galinhas falou algo interessante. Pior era quando a mãe nos puxava as orelhas por espionarmos as nossas irmãzinhas nuas no quarto. E sim... vou continuar te chamando de Dimas, menino mau! HAHAHAHAHA! 

Príncipe Diamante: Parem de falar do meu passado. Sou uma nova pessoa, Sou o Príncipe Diamante, A Grande Criança do Mundo Zero! Nada mais... nada menos que isto! 

Rei Abud: Fica tranquilo, irmãozinho... eu sei bem da pilantragem que a Shiva armou contra você. Eu fiz uma promessa a mim mesmo sabe, e estou estudando magias capazes de quebrar este seu selamento maldito neste Universo aqui. Tu sabes que sempre que posso, faço umas visitas para você, lá no seu Planeta, com a ajuda do Toc Toc. Mas nunca hei de desistir de te trazer de volta para perto de nós, os teus maninhos de fé. 

Príncipe Diamante: Arrggh! Desistam disso, seus tolos. EU NUNCA MAIS PODEREI VOLTAR PARA O DESCONHECIDO! APENAS ACEITEM ISTO... E vos digo mais... o Simon está aprontando alguma coisa! Foi ele quem enviou aquela tal de Bruxa das Sombras para atacar vocês. Eu os salvei, por... por... por ter um provável carinho e preocupação por vocês e os nossos demais irmãos. E tambem pelo nosso pacto de irmãos homens lá de Ventura! 

Rei Cesar: Dimas! Relaxa... eu e os nossos irmãos acharemos uma forma de te trazer de volta pra casa. E quanto ao Simon, eu acho que você está sendo injusto. Ele está passando por um momento bem difícil. Temos de apoiar o nosso irmão! 

Rei Abud: Eu ainda tenho minhas dúvudas sobre o caráter do Simon...mas será mesmo que ele seria capaz de estar armando alguma coisa ruim, por trás desse circo dos horrores. 

Príncipe Diamante: Pode ter certeza de que ele está aprontando, Abud! Minha intuição nunca erra. E foi ele quem me trouxe até aqui na presença de vocês 2. A tal bruxa me avisou que um de vocês iria me trair, porém eu não acreditei. Certamente eles queriam me desestabilizar de alguma forma. 

Rei Cesar: Essa bruxa é uma MENTIROSA! Nem eu, nem o Abud e nenhum de nossos irmãos homens machucaria um cara tão bacana como você, Dimas... Poxa Vida! Não entendo o porquê do Simon está metido com essas entidades traiçoeiras. Será que a morte da mãe o deixara pertubado ?!

Rei Abud: Pertubado ele já é né, Gênio!!! Provavelmente ele deve ter piorado no quadro mental. Nunca esqueço do dia em que ele colocou um ovo podre na minha cadeira de embalar. Aí eu sentei nela e fiquei com a bunda toda fedida. E ainda tive de tomar banho frio pra sair o mal cheiro.

Príncipe Diamante: Não sei quais as reais intenções do nosso irmão, no entanto, deveremos partir depois da coroação real dele que será amanhã. Para a nossa segurança, é bom sabermos tudo o que aquele carcamano está aprontando.

Neste instante, Lupi adentra com os chás e serve aos Suseranos e Grog avisa:

Grog: Mestre Diamante! Um elfo que trabalha para o Senhor Simon já avisou que a cerimônia está prestes a começar...

Príncipe Diamante: Tudo bem Grog... assim que terminarmos de beber os chás, iremos até o enterro. Eu mesmo levarei os meus irmãos até o Castelo Da Terra Média, via teletransporte!

Grog: Positivo, Mestre Diamante!!!

O Príncipe Diamante e os seus subordinados junto do Rei Abud e do Rei Cesar terminam de tomar o chá de amoras, e 15 minutos depois, eles se teletransportam para a entrada do Castelo De Simon, e se dirigem até o Setor Central do Paço, onde estavam os demais convidados e o caixão da Rainha Kyone.

Enquanto isso na fazenda do vovô Miguel, Bills Alex segue preso dentro do calabouço da casa. Uma pessoa adentra o cômodo e fala com o rapaz:

Bills: Que mancada! O pápis esqueceu das minhas cartas kosmo e da minha chave kosmo em cima deste barril velho! HAHAHAHA, agora eu posso usar a magia delas para sair daqui! 

(Barulho de pisadas na escadaria)

Bills: Mas... Quem é você cara ?! 

Bino: Prazer, Senhor Bills! Eu me chamo Bino... e trabalho para o Príncipe Simon do Reino Da Terra Média.

Bills: Bino ? Putz! Que nome mais estranho hehehe... mais me diga, o que o Senhor teria de interesse num pobre homem da vida como eu! 

Bino: O meu Senhor Simon deseja trocar umas palavras com Você. E pediu que eu viesse te buscar aqui nas terras do Senhor Miguel!

Bills: Escuta bro! Não sei se tu manjas, mas o meu papaizinho Conrad me aprisionou aqui. E acho que ele não vai querer o seu filhotinho soltinho por aí, dando cantadas em caras atraentes como você... aliás! És um bom partidão viu, Binão! Hahahahahaha!!! 

Bino: Então Senhor Bills ?! Posso levá-lo até o Encontro de Meu Mestre! Bem... quanto ao seu pai, não se preocupe... o Senhor Conrad não irá se opor quanto a um desejo do Senhor Simon. Afinal eles são super amigos!

Bills: Bem... então neste caso eu topo! Vamos lá! Leve-me até o seu mestre Simon. Tô precisando ver gente nova... cansado de ficar nesse porão com cheiro de coisa velha.

Bino: Então pegue nas minhas mãos e me segure. Em alguns instantes estaremos no Jardim do Palácio.

Bills: Certo!

Bino junto de Bills se teletransportam para o Jardim Real do Principe Simon. No lugar marcado pelo próprio Suserano, eles dois chegam em segundos.

Bills: Caramba! Tão rápido assim, jurava que teletransportes eram demorados.

Bino: O meu teletransporte é bem rápido. Agora aguarde aqui alguns instantes, logo o meu Senhor virá ao seu encontro. Pode-se sentar nestas cadeiras, se quiser!

Bills: TUDO BEM MANO E... valeu pela carona (...) Poxa! O cara sumiu... certamente deve ter se teleportado pra algum fim de mundo (...) Caramba! Que mega Castelão! Esse tal de Simon deve ter muita sorte de morar num lugar tão lindo como este, hehe! 

Um homem estranho e mascarado se aproxima de Bills e o afronta:

Homem: SORTE DEFINITIVAMENTE É UM ATRIBUTO QUE TU NÃO TERÁS MAIS NESTA VIDA, CARO BILLS! NÃO ENQUANTO EU EXISTIR!!!

Bills: E agora essa... mais um dos criados desse tal de Senhor Simon vindo me afrontar... Olha bebê, eu sei que eu, Bills Alex, tenho um charme arrebatador, no entanto, eu já tenho um rapaz lindo por quem sou xonadinho! Aliás 2... Ah meu Davidzinho... meu Douguinho... eu amo vocês, meus TUDES!!!!

Homem: Seu desgraçado! Como ousa me chamar de criado. Eu pertenço a Cavalaria Real do Reino Da Terra Média, sou um Duque! E infelizmente, nosso Pai sempre esteve certo sobre tu, Bills Alex! És um FILHO FRACO E TOLO!

Bills: ESPERA! TU FALASTES NOSSO PAI E... E... COMO SABES O MEU NOME ???

O moço retira o lenço que cobria o nariz e boca de seu rosto e se apresenta para Bills:

BILLY-OH: Permita-me apresentar: Eu me chamo Billy-oh e sou nada mais, nada menos do que o seu irmão gêmeo... caro irmãozinho Bills Alex! Hahahaha! 

Bills: Mas... mas... como ?! ENTÃO QUER DIZER QUE EU TIVE UM IRMÃOZINHO GÊMEO ?! AH PAPAIZINHO... POR ESSA EU NÃO ESPERAVA!!!

Billy-oh: Senta aí, irmãozinho! Vou te contar tudo sobre a minha história, AGORA!

Os dois se encaram frente a frente demonstrando surpresa de estarem cara a cara, graças a uma possível manobra do destino.

No Salão Principal, encontramos Simon defronte o caixão da sua mãe. Neste instante chegam todos os convidados, incluindo o Rei Abud, o Rei Cesar e o Príncipe Diamante, que o encaravam com um olhar desconfiado. Conrad vai até o encontro de Simon e o puxa para um canto.

Senhor Conrad: Simon! Meu amigo de fé... eu sinto muito pela morte de sua mãe, a Rainha Kyone. Ela foi um exemplo não só de Rainha, como de Mulher!

Príncipe Simon: Obrigado, meu caro amigo Simon... ainda me dói muito a perda de minha mãe. No entanto, eu preciso superar esta Dor. E neste momento estou disposto a seguir com esta ideia! 

Senhor Conrad: Força meu Amigo! O Universo está do seu lado.

Príncipe Simon: Meu Amigo Conrad... ordenei que o meu servo buscasse o seu filho Bills Alex, para vir até o meu Jardim. Neste exato instante, ele deve estar conversando com seu irmão gêmeo, Billy-oh! Melhor que esses dois se falem logo. O seu filho e leal cavaleiro real me pediu insistentemente por este encontro. E eu cedi à vontade dele.

Senhor Conrad: Minha Nossa Simon... espero que não haja pancadaria entre aqueles dois... tu sabes bem do gênio forte de Billy-oh. E das fraquezas de meu filho Bills. Iria contar sobre este gêmeo para os meus demais filhos, mais a frente. No entanto, tu adiantastes um pouco mais esta questão.

Príncipe Simon: Vai dar tudo certo, meu amigo! Sinto que aqueles dois precisam se conhecer... É algo mesmo de minha intuição. 

Senhor Conrad: Assim espero, amigo!

Príncipe Simon: Agora devo ir até o caixão de mamãe. Mas antes disso tenho um pedido a fazer para você. Já chegou a hora de você se livrar daquele velho idiota do Rei De Górr. Mate-o imediatamente, e se torne o Rei daquele lugar. Sabes bem que aquele tolo nunca gerou descendentes. E você é a pessoa mais próxima da linha de sucessão tronal daquele Reino. Tenho interesses naquelas Terras, e tu vais me ajudar com isto, meu Amigo! 

Senhor Conrad: O Rei De Górr é o meu amigo, porém ele serve diretamente aquela mulher... a Senhorita Yuna! Conhecida como a Bruxa Das Dimensões. Apesar de também ser a minha amiga, eu e ela temos visões muito diferentes quanto a condução do destino e das questões do Universo. 

Príncipe Simon: A Bruxa Das Dimensões é realmente intrigante, porém ela segue o outro lado da força. A minha mãe era sua fiel seguidora, e olha o que ela fez... deixou a minha mamãe ser levada pela morte. Não quero envolvimentos desnecessários com aquela senhorita. Estou fechado com você e a Dama De Preto, sua esposa, amigo Conrad!

Senhor Conrad: Gratidão meu Amigo, ter você ao nosso lado, é super especial para a condução de um novo Universo... baseado em nossos ideais de Justiça e Verdade! Estarei com você neste momento difícil. A minha mulher está resolvendo algumas pendências em Górr, mas certamente virá à sua coroação amanhã, meu grande amigo!

Príncipe Simon: Neste caso, fico muito satisfeito, amigo Conrad... Agora vou até a minha mãe, vê-la de perto pela última vez... Licença!!! 

O Príncipe Simon se dirige até o caixão de sua mãe e Conrad fica próximo de seu filho Alexsandro, quem estranha toda aquela situação obscura.

Em um dormitório daquele Palácio, o Rei Gustavo deita Shiva em uma cama confortável. A moça ainda desmaiada recebe vários beijos ardentes daquele nobre. Depois de beijar a sua amada Rainha, Gustavo avisa:

Rei Gustavo: Shiva! Eu ainda te amo muito... muito mesmo! Sou louco por você, meu Amor! Entretanto, tu me machucastes muito... e não hei de descansar enquanto não te fazer sofrer o tanto que sofri durante parte de minha vida. VOCÊ JAMAIS SE VERÁ LIVRE DE MIM, MEU AMOR... HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!


O Rei Gustavo solta um sorriso bem malicioso para a sua amada Rainha Shiva, enquanto a cerimônia de sepultamento da Rainha Kyone estava prestes a se iniciar. Muitas emoções ainda estão porvir!


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.