Type Here to Get Search Results !

Marcadores

TESOURO DO RETORNO - CAPÍTULO 42 - ÚLTIMOS CAPÍTULOS:

 



CAPÍTULO 042

CONTINUAÇÃO DA CENA FINAL DO CAPÍTULO ANTERIOR...

CENA 1- CASA DE BEIJAMIN. MANHÃ. INTERIOR. SALA DE ESTAR.

Beijamin e Maggie se encaram fixamente.

Maggie- É verdade o que eu estou dizendo.

Beijamin (raiva)- Não é possível! Não é possível, que aquele filho da puta, capeta, desgraçado conseguiu ter fugido!

Maggie- Calma!

Beijamin- Não tem como ficar calmo... Nós temos que agir...

Maggie- O que você pensa em fazer?

Beijamin- Com certeza ele vai vir atrás de mim, então, nós vamos antecipar tudo isso...

Maggie- Como assim?

CLOSE EM BEIJAMIN...

CORTA:

CENA 2- RUA. EXTERIOR. MANHÃ.

Maria de Lurdes vê o pai e cobre a cara.

Maria Lurdes- Por favor, vá embora...

Henrique- O que você está fazendo aqui na rua?

Maria de Lurdes- Você sabe...

Henrique- Isso foi escolha sua... Você sabe muito bem o que fez.

FLASHBACK:

CORTA:

CENA 3- RUA. EXTERIOR. NOITE.

Maria de Lurdes olha fixamente para o pai, que corre até ela e a pega pelo braço.

Maria de Lurdes (gritando)- Pai, me solta!

Henrique (nervoso)- Agora, você vai se ver comigo, sua desgraçada.

Maria de Lurdes (mais calma)- Pai, nós estamos no meio da rua.

Henrique (nervoso)- Eu não estou nem aí. Vem, vamos pra casa, sua meretriz, vagabunda.

CORTA:

CENA 4-  CASA DE MARIA DE LURDES. NOITE. INTERIOR. SALA DE ESTAR.

Henrique entra muito nervoso, jogando Maria de Lurdes no chão. Ele a empurra. Maria de Lurdes chora, incontrolavelmente.

Maria de Lurdes (chorando)- Pai, por favor!

Henrique (nervoso)- Cala boca, sua vagabunda! Não dirija-me a palavra.

Maria de Lurdes (chorando)- Por favor, meu pai. Me deixe explicar!

Henrique- Cala boca. Eu já te disse que é pra você calar a boca! E levante-se. Levante!

Maria de Lurdes, com dificuldade se levanta.

Maria de Lurdes- Eu...

Henrique a corta, lhe dando uma forte bofetada. Maria de Lurdes, chora ainda mais.

Maria de Lurdes (chorando)- Não, me bata, por favor!

Henrique- É o que eu devia ter feito a tanto tempo! Por que isso, filha? Por que? (CHORANDO)- Você tem tudo! Você tem casa, tem comida... Roupa lavada... Você não precisa de mais nada. Não precisa trabalhar, não precisa! (GRITANDO ALTO)- Mas, não. Você tinha que ir para o caminho da perdição. Por quê? Por que isso? (ELE SE AGAIXA NO CHÃO E CHORA, ABAIXANDO A CABEÇA)- Eu nunca vou te perdoar.

Maria de Lurdes, se abaixa e passa a mão no seu cabelo.

Maria de Lurdes- É minha satisfação. Eu sempre gostei de fazer programa. Sempre...

CLOSE EM HENRIQUE, COM RAIVA...

Henrique se levanta e Maria de Lurdes também se levanta. Ele lhe dá outra bofetada.

Henrique (chorando, encabulado)- Não diz mais isso. Um pai nunca suportaria uma filha dizer essas coisas. Imagina, uma filha gostar de fazer programa... (GRITANDO)- Fazer programa?

Ele lhe dá outra bofetada. Maria de Lurdes, chora.

Maria de Lurdes- Para, por favor.

Henrique- Sabe, uma coisa que eu não consegui enxergar a tanto tempo. O quão vagabunda, mentirosa, dissimulada que você é.

Maria de Lurdes- Eu não sou vagabunda!

Henrique- Ah não é não. Não é não! (ELE LHE DÁ UMA BOFETADA)- É isso, o que você merece. É isso! Isso o que você merece!

Henrique tira o cinto da cintura e Maria de Lurdes o encara.

Maria de Lurdes (com medo)- O que o senhor vai fazer, meu pai?

Henrique- Você vai ver. Uma coisa que eu tinha que ter feito à muito tempo. Uma coisa, que eu deveria ter lhe dado à muito tempo. Eu te mimei, e fiz você ser essa pessoa que é!

Maria de Lurdes (chorando)- Não, pai! Não!

Henrique fecha os olhos e chora. Ele levanta o cinto. Maria de Lurdes, chora, se agachando. Ele se aproxima dela e a pega pelo queixo. Ela continua chorando. Ele começa a bater em suas costas.

Maria de Lurdes (urrando de dor, chorando)- Para pai, por favor! Para!

Henrique (nervoso, gritando)- Cala boca, vagabunda. (GRITANDO)- Levanta, levanta!

Maria de Lurdes se levanta com as mãos nas costas. Henrique a pega pelo cabelo e o balança, e arranca mechas.

Maria de Lurdes (chora, gritando de dor)- Pai... Pelo amor de Deus!

Henrique parte pra cima dela e lhe dá 10 tapas no rosto. Ela geme de dor, tentando desvencilhar dele.

Henrique (gritando)- Fica aqui, sua meretriz. Sua piranha! Eu vou te mostrar o que é bom pra pele! Quero ver se os homens vão te querer mais!

Maria de Lurdes (gritando)- Para!!!

Henrique dá lhe mais 10 bofetadas e ela caí no chão, com a boca e o rosto sangrando. Henrique se levanta de cima dela e a pega pelo braço a levando até o seu quarto.

CORTA:

CENA 5- CASA DE MARIA DE LURDES. QUARTO DE MARIA DE LURDES. NOITE. INTERIOR.

Henrique entra no quarto de Maria de Lurdes, puxando Maria de Lurdes pelo braço. Ele a joga em cima da cama abre o seu guarda-roupa e pega suas roupas. Ele a coloca dentro de uma mala.

Henrique (chorando, nervoso, joga as roupas dentro da mala)- Você vai embora dessa casa, sua piranha! Você vai embora daqui. Eu não quero te ver mais na minha frente!

Maria de Lurdes balança a cabeça, chorando.

Maria de Lurdes (chorando)- Não, pai! Por favor... Não! Não faz isso comigo!

Henrique (gritando)- Você vai embora sim... Vai embora!

CORTA:

CENA 6- CASA DE MARIA DE LURDES. MANHÃ. INTERIOR. SALA DE ESTAR.

Henrique arrasta Maria de Lurdes pelo chão. Ela chora, pedindo clemência.

Maria de Lurdes (chorando)- Por favor, pai! Não faça isso, comigo!

CORTA:

CENA 5- RUA. EXTERIOR. NOITE.

Henrique saí de casa, arrastando Maria de Lurdes. Ele joga as malas delas, na rua. Ele empurra Maria de Lurdes, que caí na rua, chorando.

Henrique (gritando)- Vai embora, vagabunda, desgraçada!

As pessoas que passam ali na rua, estranham tudo.

Henrique (gritando)- Sabe, o que essa mulher fez. Tava dando o cú para os homens da rua. Ela é uma vagabunda, gente! Bom, eu não quero mais uma vagabunda dessas na minha casa, não é! Quem quiser?! Eu dou ela de graça!

CLOSE EM MARIA DE LURDES, CHORANDO...

FIM DO FLASHBACK:

CORTA:

CENA 7- RUA. EXTERIOR. MANHÃ.

Henrique pressiona Maria de Lurdes.

Henrique- Você se lembra do que fez, não se lembra?

CLOSE EM MARIA DE LURDES, CHORANDO...

CORTA:

CENA 8- CASA DE BEIJAMIN. MANHÃ. INTERIOR. SALA DE ESTAR.

Beijamin anda de um lado para o outro. Almeida chega nesse momento e questiona:

Almeida- Me chamou, senhor?

Beijamin- Chamei!

Almeida- O que deseja?

Beijamin- Procure Petruchio e Renan, tenho certeza que ele está com ele. Procure-os e dêem um recado por mim.

CLOSE EM BEIJAMIN, ASSUSTADO...

CORTA:

CENA 9- CASA DE MARCOS. MANHÃ. INTERIOR. SALA DE ESTAR.

Nicolle está pálida sem saber o que fazer. Márcia está preocupada com a reação de Nicolle.

Márcia (preocupada)- O que foi, Márcia?

Nicolle (assustada)- Peraí... (NICOLLE FALA AO TELEFONE)- Tá bom, muito obrigado! Já estamos indo para aí!

Márcia- O que foi, Nicolle? Por quê você está assim?

Nicolle- O Marcos sofreu um acidente de carro e está em estado grave!

CLOSE EM MÁRCIA, PÁLIDA, ASSUSTADA...

CORTA:

CENA 10- CARRO. ESTRADA. INTERIOR.

Renan e Petruchio se beijam...

Renan- Você é gay?

Petruchio- Vamos se dizer que eu experimentei já.

Renan ri...

Petruchio- Mas, vamos deixar de falatório e vamos ao que interessa, né.

Petruchio e Renan se agarram. Eles se beijam, se abraçam. Renan pega no órgão genital de Petruchio e ele geme.

CORTA:

CENA 11- IMAGENS DO CÉU... DIA/NOITE...

CORTA:

CENA 12- IMAGENS DA RUA DA CIDADE...

CORTA:

CENA 13- IMAGENS DO RIACHO...

Barulho da água caindo nas pedras...

CORTA:

CENA 14- IMAGENS DA MATA...

CORTA:

CENA 15- DELEGACIA. NOITE. INTERIOR. SALA DO DELEGADO.

Henrique chega a delegacia e descobre que Petruchio fugiu.

Policial 1- Delegado, o detento Petruchio sumiu...

CLOSE EM HENRIQUE...

CORTA:

CENA 16- HOSPITAL. UTI. INTERIOR.

Marcos tem uma parada cardíaca. Os paramédicos chegam e tentam reanimá-lo.

CLOSE EM MARCOS...

CORTA:

CENA 17- CASA DE BEIJAMIN. NOITE. INTERIOR. BANHEIRO.

Beijamin faz a barba no espelho, enquanto Isacc toma banho.

Isacc- Já pensou no que vai fazer?

Beijamin- Como eu te disse... Vou dar uma lição em Petruchio...

Isacc- Você acha isso bom?

Beijamin- Acho!

CORTA:

CENA 18- CASA DE BEIJAMIN. NOITE. INTERIOR. QUARTO.

Beijamin e Isacc saem, juntos com uma toalha.

CORTA:

CENA 19- CASA DE BEIJAMIN. NOITE. INTERIOR. SALA DE ESTAR.

Beijamin e Isacc, descem as escadas. Eles vão até a cozinha.

CORTA:

CENA 20- CASA DE BEIJAMIN. NOITE. INTERIOR. COZINHA.

Beijamin e Isacc entram na cozinha. Beijamin abre o grande refrigerador e pega água. Ele sorri para Isacc.

CORTA:

CENA 21- CASA DE BEIJAMIN. NOITE. INTERIOR. SALA DE ESTAR.

Beijamin e Isacc vão até a sala. As luzes desligam, piscando.

CLOSES NOS ROSTOS ALTERNADOS DE BEIJAMIN E ISAC...

Congela com respingos de chuva em Beijamin e Isacc...

CORTA:





Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.