Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Vinganças - Capítulo 17

 Vinganças - Capítulo 17




Cena 1 Construtora/ Estacionamento/ Noite 

Heleno e Fran estão dentro do carro. Heleno olha as fotos e as rasga.

Heleno - Você é uma golpista barata! 

Fran (ri) - O único errado nessa história aqui é você! Olha pra você, você trai a sua esposa e ainda quer que nada de ruim acontece com você? 

Heleno (nervoso) - E você é uma golpista! Aposto que foi você mostrou aquelas fotos de mim com você para a Fátima!

Fran - Não, não fui eu... mas eu devia ter mostrado mesmo. Agora eu quero o meu e é em dinheiro!

Heleno - Eu deveria ir na polícia e te denunciar por me filmar.

Fran - Ótimo, aproveite e deixe a sua mulher na direção das investigações. Ela irá adorar saber de tudo.

Heleno (respira fundo) - Eu te pago.

Fran - Maravilha! 

Heleno - Quanto você quer?

Fran (pega um papel e mostra para Heleno) - Isso aqui.

Heleno (surpreso) - Isso tudo?!

Fran - Isso é nada comparado ao que você tem!

Heleno - Golpista! 

Fran - E você um traidor.

Corta para/

Cena 2 Casa de Urso/ Noite 

Pedro está sentado na mesa lendo um livro, Urso chega na casa.

Urso (passando pela sala) - Boa noite.

Pedro (olhando para Urso) - Boa noite... 

Urso entra para o quarto e fecha a porta. 

Pedro (voz mental) - Nossa, ele está tão abatido... estou me sentindo um monstro depois de tudo isso que aconteceu... acho que irei falar com ele...

Pedro se levanta e caminha na direção do quarto de Urso. Ao chegar perto da porta, é ouvido um choro. Pedro cola a orelha na porta.

Pedro (voz mental) - Meu Deus... ele está chorando... por que eu não me separei dele antes? Eu fui um monstro!

Corta para/

Cena 3 Casa de Eva/ Noite 

Jota (bate as mãos no chão) - Meu amor agora tá lá na casa daquele desgraçado!

Maria (pegando nas costas de Jota) - Ele vai retornar essa situação...

Leão - A Maria conversou com ele... pelo menos o Urso não fez nada de mal com ele.

Maria - É verdade. Ele está bem lá e logo logo vamos estar todos juntos.

Jota (chorando) - Eu queria ele comigo.

Corta para/

Cena 4 Jornal/ Noite 

Jonas está digitando algo no computador, começa a chorar. Ariela, que está ao lado, se levanta e o abraça. 

Ariela - Meu amigo, meu amigo... 

Jonas - Mamãe... mamãe morreu...

Ariela - Sei que é difícil... chore, chore! Coloque pra fora tudo.

Jonas - Eu não tive nem tempo de dizer que eu amava ela... 

Ariela - Fique pra cima. Pense que pelo menos agora ela terá um descanso e você descubra quem a matou.

Jonas - Eu vou descobrir sim! Você tem razão...

Os dois se abraçam novamente. Os ficam com os rostos bem próximos, eles se beijam, se afastam um do outro.

Jonas - Perdão... perdão...

Ariela - Eu que peço desculpas... foi sem querer...

Jonas - Eu que peço... 

Ariela - Já deu a nossa hora... vou embora, quer que eu te ajudo a fechar a redação?

Jonas - Não, não... pode ir...

Ariela - Então eu vou indo...

Corta para/

Cena 5 Casa de Fagner e Margarida/ Noite 

Fagner chega no quarto de Robson, bate na porta e entra. Robson está deitado na cama.

Fagner - Filho?

Robson - Opa, pai. Entre.

Fagner - Eu queria conversar com você...

Robson - Tudo bem. O que você quer?

Fagner - É sobre sua mãe. 

Robson - Vish, a mamãe brigou com você de novo?

Fagner - Não é isso... eu não amo mais a sua mãe e não sei como dizer isso a ela.

Robson - Se o senhor não a ama, diga logo... não deixe que venha uma traição antes. Fale o quanto antes isso com ela para não causar mais dor e sofrimento.

Fagner - Você tem razão, eu tenho que dizer isso a ela o quanto antes.

Robson - Seja sensível com ela... porque ela ainda te ama.

Fagner - Sim... não quero a machucar...

Corta para/

Cena 6 Apartamento de Heleno/ Noite 

Heleno (sendo massageado por Mário) - Você nem imagina, meu amor...

Mário (surpreso) - O quê? 

Heleno - Minha antiga amante, está me ameaçando... acho que irei mexer meus pauzinhos e dar um susto nela.

Mário - Como assim? Você vai matar ela?

Heleno - Não... eu queria dar um susto mesmo... um sequestro com ameaças. 

Mário - Melhor não... talvez ela te  ameaça pior... ou talvez chame a polícia... não quero ver meu amor perdido não...

Heleno (se levanta) - Ah... meu amorzinho sempre pensando em mim! Te amo, mozinho.

Os dois se abraçam. Mário da um sorriso maligno.

Corta para/

O dia amanhece.

Cena 7 Casa de Fagner/ Dia 

Margarida, Robson e Fagner estão tomando café. Robson se levanta.

Robson - Tchauzinho pra vocês... 

Margarida - Você ainda tem que parar com essa história de salvar o meio ambiente... olha pra você, uma pessoa no meio de um país inteiro!

Robson - Ai ai, mamãe...

Robson sai do local. Fagner se levanta e senta próximo a Margarida.

Margarida - E você? Quer o quê?

Fagner - Precisamos conversar.

Margarida - Vamos, diga, o que você tem pra falar?

Fagner - Você sabe que nossa relação não está bem desde quando eu descobri que tinha uma filha.

Margarida - E?

Fagner - E aos poucos eu descobri que não te amo mais... eu quero o divórcio. 

Margarida (surpresa) - O quê?

Congela no rosto de Margarida surpresa.




Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.