Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Terra do Sol - Capítulo 21 (Últimas semanas)

 


TERRA DO SOL (太陽の国) – CAPÍTULO 21

Web novela criada e escrita por: Luan Maciel

Produção Executiva: Ranable Webs


CENA 1: INTERIOR. MANSÃO DA FAMÍLIA DUBOIS. SALA DE ESTAR.

TARDE

A CÂMERA MOSTRA DE UM JEITO BEK INTIMISTA QUE KENJI ESTÁ

SENTADO NO SOFÁ DA SALA DE ESTAR TENTANDO ABSORVER TUDO O

QUE ACONTECEU. NESSE MOMENTO ESTELA VEM SE APROXIMANDO DE

KENJI E LHE OFERECE UMA TAÇA DE LICOR. ELES SE OLHAM.

ESTELA (séria): - Finalmente esse pesadelo acabou, Kenji. O homem que

foi o responsável pela morte da sua filha está preso. O Celso não tem mais

influência para nos prejudicar. Ele é uma carta fora do baralho.

KENJI (preocupado): - Eu não consigo acreditar totalmente nisso, Estela. A

minha neta sofreu muito nas mãos dessa organização japonesa e

principalmente da Mitsuko. Enquanto essa mulher não for presa a minha

neta ainda estará correndo risco.

ESTELA: - Você criou a sua neta muito bem, Kenji. Você não precisa ficar

com medo. As coisas podem ser difíceis, mas no final tudo fica bem.

KENJI CONCORDA. ELE E ESTELA FICA EM CLIMA AMISTOSO. NESSE

MOMENTO RAUL ENTRA NA MANSÃO TODO OFEGANTE E VAI NA

DIREÇÃO DE ESTELA QUE FICA INTRIGADA COM O SEMBLANTE DELE.

ESTELA (intrigada): - Raul…. O que foi que houve com você? Você está tão

ofegante e elétrico. Eu sei que está acontecendo alguma coisa.

RAUL (sério): - Eu não queria ser quem traz péssimas notícias, mas o Celso

foi esfaqueado dentro da delegacia da polícia federal. Até agora ninguém

sabe quem fez tal atrocidade.

KENJI: - E quem poderia ser capaz de fazer uma coisa dessas? Eu tenho

certeza que foi a Mitsuko. Ela não quer permitir que o Celso testemunhe

em nosso favor. (P) Nós não podemos deixar a Keiko saber disso.


ESTELA (firme): - Eu sinto muito Kenji, mas eu não posso fazer isso. A

Keiko e o meu filho merecem saber o que está acontecendo. Não seria

certo esconder isso deles.

KENJI NÃO CONCORDA, MAS ACEITA A DECISÃO DE ESTELA. ELA VAI

SUBINDO AS ESCADAS DA MANSÃO BEM SÉRIA. KENJI E RAUL FICAM

MUITO APREENSIVOS.

//

CENA 2: INTERIOR. LOFT DE MITSUKO. SALA DE ESTAR. TARDE

MITSUKO ESTÁ TOMANDO UM COPO DE SAQUÊ E OUVINDO MÚSICA

CLÁSSICA EM TODA ALTURA. NESSE MOMENTO A CAMPAINHA TOCA E A

EMPREGADA ABRE A PORTA. EM SEGUIDA FABIANA ENTRA NO LOFT

TOFA SUJA DE SANGUE O QUE DEIXA A EMPREGADA EM CHOQUE. ASSIM

QUE VÊ O ESTADO DE FABIANA, tp JÁ ENTEDE TODA A SITUAÇÃO.

MITSUKO (fria): - Como eu posso ver em suas roupas você conseguiu fazer

aquilo que eu lhe ordenei. Por um momento eu achei que você não iria

conseguir por ele ser seu pai. Você se certificou que ele está morto?

FABIANA (séria): - Eu não tive tempo de conferir se o Celso estava morto.

Eu fiz o que você me mandou e eu fui embora. Agora eu quero o meu

dinheiro. Eu não posso ficar na vista da polícia.

MITSUKO: - Com quem você pensa que está falando, garota? Eu não vou

te dar dinheiro algum enquanto você não terminar o que eu mandei você

fazer. Já que você não conseguiu matar o Celso eu terei que fazer esse

serviço sujo. Mas eu não irei falhar.

MITSUKO SE LEVANTA E VAI ATÉ UM MÓVEL NO CANTO DA SALA E ABRE

UMA GAVETA. ELA TIRA UMA ARMA DA GAVETA DEIXANDO FABIANA COM

MUITO MEDO.

FABIANA (confusa): - O que você está pensando em fazer com essa arma?

Não vai me dizer que você está pensando em entrar naquele hospital e

matar o Celso com tanta violência? Isso é impossível.

MITSUKO (sorrindo): - Você ainda não entendeu, não é mesmo, Fabiana?

Nada é impossível para mim. Eu vou matar o seu pai, e ninguém vai me


impedir. (P) Agora trate de tomar um banho antes que mais alguém te

veja nesse estado deplorável.

FABIANA: - Me conte o que você está pensando em fazer. Eu ainda quero

que você me cumpra a sua promessa. (P) Eu quero a cabeça da Keiko em

uma bandeja de prata o quanto antes.

MITSUKO SORRI MALICIOSAMENTE. FABIANA PASSA A MÃO EM SEU

ROSTO TIRANDO O SANGUE QUE ESTÁ EVIDENTE.

//

CENA 3: INTERIOR. MANSÃO DA FAMÍLIA DUBOIS. QUARTO DE LUCAS.

FIM DE TARDE

O VENTO BATE NA JANELA ENQUANTO LUCAS E KEIKO DORMEM

TRANQUILAMENTE ABRAÇADOS. NESSE MOMENTO ESTELA ENTRA

QUARTO E ELA ESBOÇA UM SORRISO AO VER LUCAS E KEIKO JUNTOS.

LOGO DEPOIS OS NOSSOS PROTAGONISTAS DESPERTAM E FICAM

INTRIGADOS COM O SEMBLANTE DE ESTELA.

LUCAS (despertando/sério): - O que foi que houve, mãe? Eu conheço

muito bem e eu sei quando algo errado está acontecendo. (P) Você não

consegue me enganar. Me fale de uma vez o que foi que houve.

ESTELA (explicando): - Eu não queria ter que contar isso para vocês logo

agora, mas o Celso foi atacado na delegacia da polícia federal. Ninguém

sabe quem o atacou, mas o Kenji acredita que foi a Mitsuko.

KEIKO: - O meu avô está coberto de razão, Estela. Eu não conheço

ninguém mais que possa ter algum motivo para querer o Celso morto.

LUCAS OLHA PARA ESTELA QUE ENTENDE O OLHAR DE SEU FILHO.

LUCAS (ponderando): - Eu sei de tudo que a Mitsuko é capaz de fazer, mas

tem outra pessoa que tem muito ódio contra o Celso. (P) A Fabiana seria

muito bem capaz de fazer uma atrocidade dessas.

ESTELA (surpresa): - Que a Fabiana é fútil e invejosa dissonei tenho

certeza, mas eu não acredito que ela seria capaz de fazer isso. Ainda mais

com o próprio pai. Isso não entra na minha cabeça, meu filho.


KEIKO: - Se isso for verdade mesmo mostra que precisamos ter muito

cuidado com a Fabiana. Mas nada tira da minha cabeça que a Mitsuko vai

querer matar o Celso. A minha intuição não falha.

LUCAS CONCORDA COM KEIKO. ESTELA FICA PENSATIVA DIANTE DA

POSSIBILIDADE DE FABIANA SER UMA ASSASSINA.

//


• TRANSIÇÃO DE TEMPO: ANOITECE •

CENA 4: INTERIOR. HOSPITAL. CORREDOR. NOITE

FABIANA VEM ANDANDO PELO CORREDOR DO HOSPITAL COM MUITA

CAUTELA. NESSE MOMENTO UMA ENFERMEIRA VEM PASSANDO PELO

CORREDOR, E ELA ACABA SE ENCONTRANDO COM FABIANA QUE A

EMPURRA CONTRA A PAREDE E O CLIMA FICA MUITO TENSO.

ENFERMEIRA (confusa): - O que é que está acontecendo aqui? Quem é

você? E o que você quer comigo? Eu tenho que trabalhar. Me deixe ir.

FABIANA (ardilosa): - Você não vai a lugar nenhum. Você vai me dar a sua

roupa e o seu jaleco se não quiser que nada de ruim te aconteça. (P) Anda

logo. Eu não tenho trmpomoara perder com você.

ENFERMEIRA: - Você está completamente louca. Eu não vou fazer isso.

Agora me dê licença que eu tenho um paciente para cuidar.

A ENFERMEIRA DÁ AS COSTAS PARA FABIANA QUE FICA TOTALMENTE

ALTERADA. A VILÃ COLOCA UM PANO COM CLOROFÓRMIO NA BOCA DA

ENFERMEIRA QUE DESMAIA LOGO DEPOIS.

FABIANA (cínica): - Dorme um pouco que eu tenho algo para fazer que

não pode esperar. (P) O Celso nem espera o que está por vir.

FABIANA CONSEGUE PUXAR A ENFERMEIRA PARA UMA SALA. DEPOIS DE

ALGUNS MINUTOS A VILÃ SAI DA SALA VESTIDA DE ENFERMEIRA E SAI

ANDANDO PELO CORREDOR DO HOSPITAL SEM NENHUM PROBLEMA.

//

CENA 5: INTERIOR. DELEGACIA DA POLÍCIA FEDERAL. SALA DE DIARA.

NOITE


CLOSE EM DIARA QUE ESTÁ SENTADA NA FRENTE DO COMPUTADOR

COM UM SEMBLANTE DE ESPANTO. NESSE MOMENTO INÁCIO ENTRA NA

SALA E PERCEBE A SERIEDADE NO OLHAR DE DIARA. ELE SE APROXIMA E

TROCA OLHARES COM DIARA.

INÁCIO (sério): - O que foi que aconteceu Diara? Porque você me chamou

aqui com tanta pressa? Todos os policiais estão sendo chamados para

apagar esse incêndio que foi o Celso ter sido esfaqueado dentro de nossas

instalações.

DIARA (firme): - Eu sou ciente de tudo isso, Inácio. Mas o motivo que eu

te chamei está relacionado a tudo isso. (T) Eu finalmente tive acesso as

imagens da sala de visitas. Você não vai acreditar em quem foi a

responsável por esfaquear o Celso.

INÁCIO: - Porque esse mistério todo, Diara? Nós não temos para perder

com esses joguinhos. A nossa principal testemunha contra Mitsuko Ishida

está no hospital, e nós estamos de mãos atadas.

DIARA OLHA BEM SÉRIO PARA INÁCIO. ELA VIRA O COMPUTADOR PARA

INÁCIO QUE FICA SURPRESO AO PERCEBER QUE FOI FABIANA A

RESPONSÁVEL PELO ATAQUE CONTRA CELSO.

INÁCIO (surpreso): - Eu não consigo acreditar no que os meus olhos estão

vendo, Diara. Como a gente pode se enganar tanto com uma pessoa. Eu

jamais iria pensar que a Fabiana seria capaz de fazer isso.

DIARA (séria): - Não é só você que pensa assim, Inácio. Mas tem uma

coisa que está me deixando incomodada. Porque a Fabiana iria fazer isso

logo agora? Tem algo que não se encaixa nessa história.

INÁCIO: - Do que você está falando, Diara? Você acha que esse ataque da

Fabiana pode ter alguma coisa haver com o julgamento da Mitsuko que

está cada vez próximo? Eu não vejo a ligação que possa existir entre elas.

DIARA FICA PENSATIVA. INÁCIO PERCEBE QUE A SITUAÇÃO ESTÁ

FICANDO CADA VEZ MAIS PERIGOSA.

//

CENA 6: INTERIOR. ESTÚDIO DE TV. NOITE


A CÂMERA MOSTRA DE UM PLANO ABERTO QUE HAYATO ESTÁ EM UM

ESTÚDIO DE TV SENDO ENTREVISTADO EM UMA PROGRAMA

JORNALÍSTICO. PODEMOS VER QUE O ESTÚDIO ESTÁ COMPLETAMENTE

LOTADO. O APRESENTADOR DO PROGRAMA ESTÁ AO LADO DE HAYATO

QUE O ENCARA BEM SÉRIO.

APRESENTADOR (para o público): - Senhoras e senhores…. Hoje o nosso

convidado é um arquiteto japonês muito reconhecido em seu país natal e

que está em nossos estúdios para fazer uma grave denuncia. (P) Quando

você quiser, Hayato. Pode dizer tudo o que desejar.

TODOS NO ESTÚDIO FICAM EM SILÊNCIO. HAYATO RESPIRA FUNDO.

HAYATO (sério): - Durante toda a minha vida eu sempre acreditei que a

minha mãe fosse uma mulher honrada e de caráter, mas eu estava cego.

Hoje eu possa ver a verdade como ela realmente é. Mitsuko Ishida é uma

mulher diabólica que só pensa no dinheiro acima de qualquer coisa. Ela é

chefe de uma organização criminosa que trafica milhares de mulheres para

todo o canto da Europa. Isso precisa acabar. Ela precisa ser detida.

APRESENTADOR (surpreso): - Eu nem posso imaginar como deve ter sido

difícil para você denunciar a sua própria mãe. Mas você fez a coisa certa.

HAYATO CONCORDA. LOGO DEPOIS ELE VAI ATÉ O CENTRO DO ESTÚDIO

ENQUANTO A CÂMERA O SEGUE.

HAYATO (firme): - Eu só tenho mais uma coisa para dizer. Mitsuko…. Eu

sei que você deve estar vendo esse programa. Saiba que o filho ingênuo e

influenciável que você tinha morreu. Eu vou fazer tudo que estiver ao meu

alcance para te colocar na cadeia. Você é um verdadeiro monstro.

TODOS NO ESTÚDIO INCLUSIVE O APRESENTADOR APLAUDEM A

ATITUDE DE HAYATO. DO LADO DA TELA MITSUKO FICA COM MUITA

RAIVA. ELA JOGA UMA TAÇA DE VINHO COM MUITA RAIVA NA PAREDE.

//


• TRANSIÇÃO DE TEMPO: ALGUNS DIAS DEPOIS •


CENA 7: INTERIOR. HOSPITAL. LEITO. DIA

CELSO ESTÁ DEITADO NA CAMA DO LEITO SENDO VISTORIADO POR UM

MÉDICO. LOGO DEPOIS O MÉDICO SAI DO QUARTO DEIXANDO O VILÃO

SOZINHO. ALGUNS SEGUNDOS DEPOIS FABIANA ENTRA NO QUARTO

ACOMPANHADA DE MITSUKO QUE OLHAM A SITUAÇÃO DE CELSO E

DESDENHAM DELE.

MITSUKO (cínica): - Olha só o estado dele. Nem parece aquele homem viril

e ardiloso que queria me destruir. A hora é chegada, Fabiana. Você vai ter

que terminar o serviço que começou. Não vai dar pra trás logo agora.

FABIANA (ponderando): - Você sabe que eu queria muito fazer isso,

Mitsuko. Mas em compensação eu não quero ir parar atrás das grades. Eu

não vou fazer isso. Se quiser faça você mesma.

MITSUKO: - Eu não tenho mais nada para perder, mesmo. O ingrato do

meu filho já me denunciou ao vivo para quem quisesse ver. Se o Celso

continuar vivo eu irei perder a liberdade. Isso não pode acontecer.

MITSUKO PEGA UM TRAVESSEIRO E COLOCA SOBRE O ROSTO DE CELSO.

OS BATIMENTOS DO VILÃO COMEÇAM A FICAR CADA VEZ MAIS

AGITADOS. NESSE MOMENTO A PORTA SE ABRE. KEIKO ENTRA NO

LEITO E IMPEDE MITSUKO DE CONCLUIR O ATO DE ASSASSINATO.

KEIKO (em choque): - O que você está fazendo, Mitsuko? Você está

passando de todos os limites. Você quer matar o Celso só para ele não

possa testemunhar contra você. Você é uma assassina.

MITSUKO (ardilosa): - Não vai me dizer que está com pena dele, KEIKO?

Ele matou a sua mãe, hnunca quis saber de você e ainda queria mais do

que eu mesma te vender como escrava para a Europa. Você já se

esqueceu de tudo isso?

FABIANA: - Porque você ainda perde tempo em explicar o óbvio para essa

sonsa, Mitsuko? Ela não passa de uma falsa moralista que se finge de

boazinha para enganar o Lucas. (P) Você não me engana, Keiko.

KEIKO (séria): - Não importa o que o Celso já me fez. Ver ele morrer e não

fazer nada não é certo. Se eu fizesse isso eu seria pior do que ele.

MITSUKO FOCA FRENTE A FRENTE COM KEIKO. NESSE MOMENTO

FABIANA OEGA UM BANDEJA DE INSTRUMENTOS CIRÚRGICOS E BATE NA


CABEÇA DE KEIKO QUE CAI NO CHÃO DESACORDADA. AOS POUCOS

CELSO VAI ABRINDO OS OLHOS E PRESENCIA TUDO QUE ESTÁ

ACONTECENDO.

A IMAGEM CONGELA EM KEIKO DESACORDADA AOS PÉS DE MITSUKO E

FABIANA. AOS POUCOS A IMAGEM VAI GANHANDO UM TOM ALARANJADO

COMO SE O SOL ESTIVESSE NASCENDO NO HORIZONTE.


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.