Type Here to Get Search Results !

Marcadores

PRAZER, SATISFAÇÃO - CAPÍTULO 16

 



Cena 1. Barraco de Luciano. Noite.

Luciano e Renato.

Luciano: Cinco milhões de reais... É o que a Juliana vale!

Renato: E você vai reconquistar ela e vai fazer de tudo pra voltar. (T) Ainda tem as suas filhas, minhas netas.

Luciano: A Kelly e a Anne... Minhas filhas... Espera! Você me deu uma idéia perfeita!

Renato: Me diz!

Luciano: Eu vou reconquistar a emproada da Juliana pelas nossas filhas, ou melhor... Pela caçula! A Anninha! 

Renato: Boa! Mas será que ela já não fez a cabeça da menina contra você? Vai ser difícil, adolescente é complicado...

Luciano: Bem... Só cabe a mim desfazer isso!

Closes alternados.

Cena 2. Casa de Juliana. Qto de Juliana. Noite.

Juliana pálida diante de Anne, pensando numa resposta.

Anne: Eu ouvi direito? Quem tá se apaixonando por uma mulher? Me conta isso!

Juliana: Ah... Foi... Uma menina lá do hospital, eu tava mandando um áudio, mas o celular apagou, foi isso.

Anne: Hum... Tá bom!

Juliana ri seco, Anne sai do quarto e fecha a porta.

Juliana: (respirando aliviada) Quase!

Ela pega um creme, abre e passa em suas pernas, na tentativa de se acalmar...

Cena 3. Casa de Juliana. Corredor. Noite.

Anne na porta de seu quarto.

Anne: (p/si) Por um momento eu pensei que a mamãe tivesse apaixonada por uma mulher... (Rindo) Eu hein... Mas será possível?

Ela entra em seu quarto e acende a luz.

Cena 4. Shopping. Praça de alimentação. Noite.

Movimentação de pessoas. Fernanda, Eduarda e Gaby sentadas numa mesa tomando um sorvetinho.

Fernanda: Ah, vocês não sabem da maior! 

Gaby e Eduarda: O quê?!

Fernanda: A Anne lá da sala... Tá pegando o Felipe, acreditam?

Gaby: O quê? Mas ela não era tímida?

Fernanda: Tímida... (risos)

Elas riem.

Eduarda: Mas você viu? Foi onde?

Fernanda: Vi! Foi na rua da casa da Anne, eu tava passando lá por acaso...

Fernanda continua a contar fora de áudio. As amigas escutam atentas.

Cena 5. Bordel Lovely's. Salão. Noite.

As meninas do bordel mais alguns convidados se divertem. Foco em Kátia recebendo um presente de Lara.

Kátia: (abraçando-a) Ai amiga brigada!

Lara sai e Taís vai em seguida.

Taís: (entregando uma sacola) Tá aqui o meu. Não repara que é só uma lembrancinha!

Kátia abre a sacolinha e pega um biquini super sexy.

Kátia: Que lindoooo! Eu adorei! Obrigada Tá! Ai eu tô emocionada...

Taís dá um beijinho no rosto dela e sai. Kelly chega até Kátia, com uma caixinha.

Kelly: Achou que eu fosse esquecer?

Kátia: Claro que não amiga! Deixa eu ver.

Kátia abre a caixinha e tira de lá um colar com metade de um coração.

Kátia: Ai que lindo!

Kelly: É o nosso colar da amizade! Eu tenho a outra metade!

Kelly mostra no seu pescoço, o seu colar com a outra metade. 

Música: Troca de calçada - Marília Mendonça

Kátia começa a chorar, emocionada.

Kelly: Que foi Kátia?

Kátia: (escondendo seu rosto) Eu preciso ir ali.

Kátia corre e vai subir as escadas. Kelly fica apreensiva.

Cena 6. Bordel. Banheiro. Noite.

Música continua. Kátia sentada na banheira chorando. Close em seu rosto.

Flashback on:

No abrigo, Kátia (com 12 anos) olha de longe as crianças brincarem no parquinho... Ela fica triste e abaixa a cabeça.

Flashback off.

Kátia: Pela primeira vez eu tô sendo lembrada... Reconhecida...

Ela pega o colar que Kelly a deu e põe no pescoço. Batidas na porta.

Kelly: (off) Kátia, você tá aí?

Kátia enxuga as lágrimas, se levanta, abre a porta e vai pro corredor.

Cena 7. Bordel. Corredor. Noite.

Música continua. Kátia vai até Kelly.

Kelly: Tá tudo bem? Você/

Kátia lhe dá um abraço repentino, sem dizer nada. Em seguida elas se olham, fixamente, uma pra outra. E quando vão chegar seus rostos mais perto...

Taís: Gente vocês sabem onde tão as outras garrafas... 

Kelly e Kátia disfarçam se recompondo.

Kelly: (indo até Taís) No quartinho do depósito, tá lá!

Taís: (sem graça) Tá bom...

Kátia:  Vamos voltar pra festa? Que hoje eu quero é aproveitar!

Kelly: Bora!

As duas descem as escadas. Taís fica parada no corredor, pensativa.

Taís: (pensando) Será que eu atrapalhei alguma coisa?

Música: Atenção - Pedro Sampaio e Luísa Sonza

Cena 8. Bordel. Salão. Noite.

Luzes coloridas. Todos dançam ao som da música. Kelly e Kátia brindam com taças de champanhe.

Cena 9. Terminal Rodoviário. Plataforma. Interior. Noite.

Adelaide, de óculos escuros e cachecol, caminha até um ônibus, arrastando uma mala. Ela entrega a passagem pro motorista.

Motorista: Boa viagem!

Ela entra no veículo. Corta p/: O ônibus arranca e segue rumo à saída do terminal.

Cena 10. Estrada. Ônibus. Noite.

Visão aérea do ônibus seguindo na estrada. Corta p/ o interior:

Adelaide na poltrona da janela, confortável.

Adelaide: Me aguarde Stelinha... Que eu tô chegando!

Ela ri cinicamente.

Abertura.

Cena 11. Casa de Adelaide. Frente. Noite.

Juarez na porta da casa de Adelaide.

Juarez: Será que ela saiu?

Ele bate no portão, sem sucesso.

Juarez: Ou é isso, ou ela não quer me atender! (T) Eu vou dar meu jeito.

Ele tira do bolso uma chave de fenda e começa a mexer na maçaneta...

Cena 12. Casa de Adelaide. Quarto. Noite.

Juarez entra, acende a luz e não vê ninguém.

Juarez: Merda!

Ele abre o guarda-roupa e tem uma surpresa: não há mais nenhuma roupa!

Juarez: Pra onde essa vadia foi? E pior, ela não me pagou! Mas eu vou atrás dela! Nem que seja no inferno!

Cena 13. Ap de Stela. Sala. Noite.

Stela no sofá, tomando uma taça de vinho, assistindo tv, pensativa... 

Na televisão: Duas mulheres dão um beijo de língua.

Stela sorri e dá um gole no vinho.

Algumas horas depois...

Cena 14. Rodovia. Posto de gasolina. Noite.

O ônibus de Adelaide sai da rodovia e estaciona ao lado de um posto de gasolina. Alguns passageiros e Adelaide saltam.

Adelaide: Esse posto deve ter um hotel... Vou ficar até amanhecer!

Ela caminha até uma porta de vidro e logo vemos que se trata do hotel.

Cena 15. Hotel. Suíte. Noite.

Adelaide adentra a suíte simples, arrastando sua mala. Em seguida fecha a porta.

Adelaide: (pegando seu celular) Preciso fazer uma coisa.

Ela tira o chip do aparelho, joga no chão, pisa em cima até quebrar.

Adelaide: Pronto! Agora nem aquele Juarez nem ninguém daquela boca de fumo me acha!

Ela pega outro chip no bolso e coloca no celular.

Adelaide: Agora preciso é de um banho!

Ela caminha até o banheiro.

Cena 16. Favela. Viela. Noite.

Juarez sobe algumas escadas e chega na "boca de fumo". Vemos vários usuários de drogas. Ele vai logo falar com o "chefe".

Juarez: Então chefe é o seguinte...

Chefe: (baforando numa garrafa) Manda!

Juarez: (respira fundo) Eu não consegui o consegui o dinheiro da tal da Adelaide.

Chefe: Como é que é? Cê tá ligado que essa muié pegou quase mil conto de mercadoria né?

Juarez: Eu tô ligado... Mas é que ela sumiu! Não tá em casa!

Chefe: Eu te dou dois dias pra você achar essa piranha do caralho e pagar o que me deve! Porquê senão mermão...

Ele tira um revólver do bolso e mostra pra Juarez que gela de medo...

Chefe: Já sentiu a dor de um tiro desse?

Juarez: (engolindo seco) Não...

Chefe: Então vaza rapá! Te dei um prazo hein! Esquece não!

Juarez vira de costa e vai descer as escadas, pálido...

Cena 17. Hotel. Suíte. Noite.

Adelaide sai do banheiro enrolada na toalha.

Adelaide: Puta que pariu! Água fria do caralho... Tomara que na casa da Stelinha tenha um aquecedor.

Corta p/: Adelaide, já vestida, se deita na cama, embrulha e fecha os olhos, tentando dormir...

Cena 18. Bordel Lovely's. Salão. Noite.

Clima de fim de festa, só uma menina e Kelly e Kátia no salão.

Menina: Ai Kátia, a festa foi perfeitaaa, parabéns de novo! Agora cês me dão licença que eu vou dormir!

Kátia: Boa noite minha linda! (Manda beijinho)

A garota sobe as escadas.

Kátia: Vai dormir aqui Kelly?

Kelly: Não... Eu aluguei o carro e você sabe como é minha mãe né?

Kátia: Ah... Liga pra ela e fala que vai dormir na casa de uma amiga... Você tem 20 ou 15 anos afinal?

Kelly: (convencida) Ai tá! Eu vou ligar! Vou dormir na sua cama, com você!

Elas riem.

Cena 19. Casa de Juliana. Quarto de Juliana. Noite.

Juliana sonolenta falando ao celular.

Juliana: (cel) Oi Kelly! (T) Dormir fora? Na casa de quem?

Kelly: (cel) Vou dormir na casa de uma amiga mãe! A Duda! 

Juliana: (cel) Tá filha... só vou deixar, porquê tô morta de sono! (T) Beijo, tchau!

 Ela desliga e volta a dormir.

Cena 20. Casa de Juliana. Quarto de Anne. Noite.

Anne na cama, acaba de escutar o que mãe disse no telefone.

Anne: A Kelly dormindo fora? Ai meu Deus... Não vou me meter!

Música: Troca de calçada - Marília Mendonça (até o fim da cena 23).

Ela vira pro lado e tenta dormir.

Cena 21. Bordel Lovely's. Corredor. Noite.

Kelly e Kátia caminham abraçadas e risonhas até o quarto de Kátia. Taís sai por uma porta.

Taís: (p/si) Essas duas... Sei não...

Cena 22. Bordel. Quarto de Kátia. Noite.

Kelly termina de vestir uma camisola.

Kelly: Deu certinho, sua camisola em mim!

Kátia: É, a gente tem quase o mesmo corpo. (Risos)

As duas vão se deitar na cama e se embrulham com o edredon. Elas estão de costas uma pra outra. Kátia quebra o silêncio.

Kátia: Tá dormindo?

Kelly: Ainda não, mas tô quase...

Kátia: Tá frio não tá?

Kelly: Aham...

Kátia abraça Kelly de conchinha. Kelly se vira, e a abraça de frente. Foco aéreo na cena: Kelly e Kátia dormindo juntas e abraçadinhas...

Cena 23. Belo Horizonte. Takes do amanhecer. Dia.

Amanhece na cidade. Plano geral no prédio de Stela.

Cena 24. Ap de Stela. Cozinha. Dia.

Na mesa, Stela enche uma xícara de café e pega um pão de queijo.

Stela: Tomara que a ligação da Adelaide não tenha passado de um trote... Não quero perder minha liberdade... 

Ela toma um gole de café.

Stela: Se a Adelaide me incomodar muito... Ahhhh, mas eu não penso duas vezes. Eu mando ela embora daqui.

Desânimo de Stela.

Cena 25. Barraco de Luciano. Dia.

Luciano abre a porta e Renato entra.

Renato: O carro tá aí fora Luciano!

Luciano: Eu não vou me machucar muito... Ou vou?

Renato: Não sei... Mas a Juliana não é enfermeira?

Luciano: Já tava me esquecendo. (Risos)

Renato: Depois o velho sou eu...

Luciano: (olhando o relógio) Faltam algumas horas ainda... Tô com um frio na barriga!

Renato: Larga de ser frouxo!

Closes alternados.

Cena 26. Colégio Progredir. Pátio. Dia.

Anne passa pela catraca e logo encontra Thiago. Os dois vão subir as escadas, quando Gabriel vai até eles.

Gabriel: Oi!

Thiago: Oi Gabriel!

Anne: Oi! Eu vou pra sala, vejo vocês lá!

Anne se afasta e discretamente dá uma piscada para Thiago. 

Thiago: E aí... Tudo bem?

Gabriel: Tô indo...

Thiago: Hum...

Gabriel: É... Depois da escola você quer sair comigo?

Thiago: (ri) Vamos. Pra onde?

Gabriel: Pra minha casa! Pra piscina, o que acha?

Thiago: Ah de boa! Só vou ter que passar em casa pra pegar a sunga.

Gabriel: Bom, se você quiser te empresto uma minha!

Thiago: (ri) Tudo bem então... 

Neste momento o sinal toca.

Thiago: Vamos pra sala?

Gabriel: Bora!

Os dois seguem juntos rumo à escada.

Cena 27. Colégio Progredir. Sala de aula. 

Anne e Felipe sentam na fila do canto, ao fundo.

Felipe: Você vai fazer alguma coisa hoje?

Anne: Não sei...

Felipe: Caso queira... Tô disponível pra te levar no shopping.

Anne: Se eu tiver afim, te falo!

No outro lado da sala: Fernanda, Eduarda e Gaby os observam, com caras de deboche.

Cena 28. Casa de Juliana. Sala. Dia.

Juliana tomando seu café, de jaleco, mega apressada. Seu celular toca, ela atende, sorridente.

Juliana: (cel) Oi Stela!

Cena 29. Colégio Progredir. Diretoria. Dia.

Stela ao celular.

Stela: (cel) Vamos nos ver hoje?

Juliana: (cel) Claro! Por mim eu passava a noite com você!

Stela: (cel) E por quê não passa hein?

Juliana: (cel) Minhas filhas... Mas se bem que...

Cena 30. Bordel Lovely's. Quarto de Kátia. Dia.

Kátia e Kelly dormindo. Kelly acorda.

Kelly: Bom dia Kátia...

Kátia: Bom dia... Ai adorei dormir com você! (Ri)

Kelly sorri, envergonhada.

Kelly: Nossa... quantas horas?

Kátia olha no celular.

Kátia: Oito e meia.

Kelly: Vish, tenho que ir pra casa, tenho umas coisas pra resolver... Como devolver o carro na locadora, alugar outro...

Kátia: Nossa, mas esse lance de alugar carro todo dia não é muito caro? Você devia era comprar um logo, agora que só eu e você somos as sócias do bordel, não tem mais a peste do Raul...

Kelly: Não fica tão caro, porque fiz o pacote... Mas você tem razão! Um carro quebraria muito mais o galho!

Kátia: Vamos descer pra tomar um café?

Kelly: Vamos!

Cena 31. Bordel. Cozinha. Dia.

Kelly, Kátia e as outras meninas tomam café da manhã à mesa. A campainha toca.

Kátia: Vou ver quem é.

Ela se levanta e vai até a sala.

Cena 32. Bordel. Sala. Dia.

Kátia abrindo a porta. É um daqueles homens que estavam atrás de Raul (alguns capítulos atrás).

Kátia: O que você quer?

Homem: Eu quero falar com o Raul. Cadê ele?

Kátia sem saída. Close.

Cena 33. Ap de Stela. Sala. Dia.

Stela entra em casa e larga sua bolsa no sofá.

Stela: Ai como é bom sair mais cedo...

A campainha toca. 

Stela: Quem será que o porteiro nem avisou? (T) Deve ser algum vizinho...

Stela vai abrir a porta. E quando abre tem uma surpresa. É Adelaide, sua irmã.

Stela: (surpresa) Adelaide?!

Adelaide: Quem é vivo sempre aparece irmã! Mas dessa vez eu liguei avisando!

Stela paralisada na porta.

Adelaide: Não vai me deixar entrar?

Close em Stela.

Foco em Stela/ A imagem congela com o fundo esfumaçado.

(Encerramento: I'm Good - David Guetta Bebe Rexha)

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.