Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Entre Pais e Filhos- Capitulo 05 (Reprise)

 


Entre Pais e Filhos - Capítulo 05

Cena 01 - São Paulo - Hospital Santa Mônica - Quarto - Tarde

Helena chega ao quarto aonde estão seus filhos e logo corre para abraçar Arthur.

Helena: Meu filho como você está? Fiquei tão preocupada.
Arthur: Calma mãe. Já estou bem. Só foi um susto.

Helena estava tão preocupada que não comprimentou Murilo ao entrar no quarto, o deixando chateado.

Murilo: Boa tarde mamãe. Eu e o médico também estamos no quarto sabia?
Helena: Me perdoe filho, é que eu estava tão aflita.
Murilo: Imagino.
Helena: Boa tarde doutor.
Médico: Boa tarde senhora.
Helena: O que meu filho tem?
Médico: Vou ser direto com vocês. Ainda não podemos afirmar nada, porque tudo ainda é muito recente, temos que fazer mais exames.
Arthur: Pode dizer doutor.
Médico: Arthur suspeitamos que você esteja com um tumor em desenvolvimento.
Helena: Tumor? Como assim doutor?

Arthur fica em choque com o que acaba de ouvir, ele fica imóvel e não apresenta reação alguma.

Médico: Ainda é muito cedo para termos um diagnóstico concreto.
Helena: Doutor vamos fazer todos os exames possíveis. Se meu filho tiver algo nós vamos fazer o tratamento o quanto antes.
Médico: Está certo.

Helena abraça Arthur e diz:

Helena: Não se preocupe meu amor. Estarei com você sempre. Não vou te deixar desamparado. Nunca.

Médico: Vamos fazer alguns exames antes do Arthur e mantê-lo em observação.

Murilo fica triste pela situação do irmão e ao mesmo tempo com ciúmes da atenção que ele recebe, então decide ir até a casa da tia.

Cena 02 - Apartamento - Quarto - Tarde

Silvana está arrumando algumas coisas em seu quarto até que acha a foto de seu sobrinho e fica se imaginando tento um filho.

Silvana: Meu Deus eu gostaria tanto de ter um filho. Tanto. Por que meu marido é tão irredutível neste assunto? Por quê?

Luiz que estava observando tudo escondido fica com remorso pelo que a esposa está sentindo.

Cena 03 - Casa de Cecília - Sala - Tarde

Briana e Pedro estão conversando algumas coisas do trabalho e brigam com a avó.

Cecília: Que dia é hoje mesmo?
Briana: Vovó a senhora já me perguntou isso mais de três vezes seguidas. Chega.
Pedro: Pela última vez hoje é quinta-feira. Temos coisas importantes para resolver e a senhora fica nos importunando.
Cecília: Me desculpe! Eu não quiz atrapalhar vocês.
Briana: Sei que não faz por mal, mas senhora tem que ocupar a mente com algo. Vá fazer crochê ou algo do tipo.
Pedro: Isso a Briana tem razão.

Cecília sai bem triste da sala e percebe que é um fardo para os netos.

Briana: Temos que tomar alguma medida com a vovó. Não temos tempo de ficar cuidando dela.
Pedro: Não se preocupa. Essa semana vou procurar um lar de idosos para ela. É o melhor a ser feito.



Cena 04 - Apartamento de Eduarda - Sala - Tarde

Murilo chega até a casa de Eduarda que se espanta com a visita do sobrinho que não é muito acostumado a ir lá, pois sempre foi muito reservado.

Eduarda: O que faz aqui sobrinho? Você não é muito de visitas.
Murilo: Sabe o que é tia, meu irmão está no hospital e a suspeita é que ele tenha câncer.
Eduarda: Câncer? Como assim?
Murilo: Ainda é cedo para afirmar, mas tudo indica que ele tenha algo neste sentido.
Eduarda: Meu Deus. E como ele e a Helena reagiram?
Murilo: Ele ficou em choque, não soube o que falar e minha mãe ficou toda preocupada.
Eduarda: Você não veio até aqui apenas para me contar o estado de saúde do Arthur, não é?
Murilo: É que tia eu não sei por qual motivo parece que minha mãe não gosta de mim.
Eduarda: E porque pensa isso querido?
Murilo: Ela não demonstra comigo o mesmo amor que sempre demonstrou pelo meu irmão.
Eduarda: Não fique com essas coisas na cabeça. Ela te ama sim.
Murilo: Será mesmo?
Eduarda: Ela te ama, tenha certeza. Mas...
Murilo: Mas o que?
Eduarda: O Arthur foi o primeiro filho dela. Geralmente as mães têm um apreço maior pelo primeiro filho.
Murilo: Será mesmo?
Eduarda: É talvez. Além de que seu pai foi embora logo após o seu nascimento, talvez isso tenha feito a Helena se distanciar de você.
Murilo: Você tem razão tia. Ela sempre diz que sempre foram muito felizes antes e que não sabe o motivo dele ter ido embora.
Eduarda: Isso é mesmo um mistério, mas não fique pensando nisso que te falei. São apenas suposições.
Murilo: Não se preocupe tia. E obrigado por me ouvir.
Eduarda: Não precisa agradecer querido.

Eduarda dá um abraço em Murilo e relembra o dia do nascimento de seu filho.

Eduarda: Helena vai morrer de ódio de mim por ter falado essas coisas ao filho dela, mas isso pouco me importa.

Ela fica rindo de tudo mostrando aos poucos sua verdadeira face.

Cena 05 - Hospital - Quarto - Noite

Arthur tem alta e vai embora com Helena com recomendações médicas.

Médico: Não consigamos descobrir o que seu filho tem de fato, mas aqui estão todos os papéis para ele ir até um especialista.
Helena: Pode deixar doutor iremos o quanto antes.
Médico: Faça isso. É muito importante que o seja detectado a doença que de fato o Arthur tem e depois iniciar um tratamento adequado.
Arthur: Não se preocupe doutor. Farei isso logo.
Médico: Está certo.

Helena e Arthur vão embora e ela promete que vai ajudar o filho.

Helena: Estarei contigo em tudo meu filho, não vai ficar desamparado. Nunca.
Arthur: Muito obrigado mãe, por sempre estar ao meu lado.
Helena: É para isso que servem os pais.

Os dois se abraçam fortemente e choram muito.

Helena: Vamos passar por essa. Juntos.

Alguns dias depois…

Cena 06 - Casa de Regina - Cozinha - Manhã

Helena decide fazer uma visita a comadre e desabafar um pouco.

Regina: É um prazer tê ver minha amiga.
Helena: Verdade. Já faz algum tempo.
Regina: Nunca mais você veio me visitar.
Helena: Aí amiga, são tantos problemas. Tantas coisas em minha vida.
Regina: Você está mesmo meio abatida.
Helena: Aconteceu tanta coisa. Estou com muito medo.
Regina: Está me deixando preocupada. O que aconteceu?
Helena: O Arthur tem tido constantes desmaios. E descobrirmos que ele pode estar com câncer.
Regina: Câncer? Meu Deus.
Helena: Eu não sei o que fazer para ajudar o meu filho.
Regina: Primeiro você tem ser muito fortes para poder passar essa força ao Arthur.
Helena: Tem razão. Preciso ser mais forte do que nunca.
Regina: Nós duas sabemos que você já passou por muita coisa. Ele é jovem e forte, vai passar por essa.
Helena: Tem razão Regina. Temos que manter a fé.
Regina: Deus nunca nos desampara, assim como uma mãe nunca desampara um filho.

As duas se abraçam e continuam conversando. Elas falam também sobre seus filhos Kauã e Murilo.

Cena 07 - Casa de Eduarda - Sala - Manhã

Eduarda está se arrumando e alguém toca a campainha insistentemente.

Eduarda: Quem será que está me perturbando logo pela manhã?

Ao abrir a porta Eduarda toma um susto e não acredita no que vê.

Eduarda: Você?

Continua...





 

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.