Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Saramandaia - Capítulo 34 | Penúltimo capítulo

   


SARAMANDAIA


Capítulo 34 ��️ Penúltimo Capítul

Criada por: Dias Gomes

Adaptada e escrita por: Luan Maciel

Produção Executiva Ranable Webs


CENA 01. HOSPITAL. LEITO. INTERNA. DIA

A câmera mostra através do olhar de Zico Rosado que ele está

totalmente nervoso e descontrolado. Vitória continua parada

em sua frente e o semblante dela é de decepção. Uma lágrima

escorre pelos olhos de Vitória. Zico Rosado não tem reação.


VITÓRIA (desabafando): - Eu não consigo entender o porquê de

você ser assim, Zico? Eu vim até aqui porque eu estava

preocupada com você. Mas parece que isso não importa pra

você.

ZICO ROSADO (sério): - O que você ainda está fazendo aqui,

Vitória? Vai embora de uma vez. Eu não quero mais te ver.

VITÓRIA: - É isso mesmo que eu vou fazer, Zico. Adeus!!! Você

é um fantasma do passado que eu quero esquecer. Até nunca

mais, Zico Rosado. Eu espero que você tenha o que merece.


Vitória dá as costas para Zico Rosado e vai na direção da porta

do leito. O vilão se ajeita na cama e olha com ódio para Vitória.


ZICO ROSADO (gritando): - Você acha mesmo que pode vir

aqui e dizer essas bobagens e que tudo vai ficar por isso

mesmo? Eu não sou mais aquele rapaz ingênuo, Vitória. Eu

cresci.

VITÓRIA (esbravejando): - Me diz de uma vez o que você quer

de mim, Zico. Você não me deixa ir embora da sua vida. Não

me deixa ficar. O que é que você ainda quer comigo? Fala.

ZICO ROSADO: - Você foi o maior erro da minha vida, Vitória.

Eu espero que você sofra tudo que eu sofri. Sua maldita.


Vitória fica totalmente sem chão com as palavras de Zico

Rosado. Ela sai do leito do hospital completamente arrasada.

��️


CENA 02. DELEGACIA. CELA. INTERNA. DIA

Close no olhar de surpresa de João Gibão. A câmera vai girando

e mostrando que a pessoa que está na frente de nosso

protagonista e ao lado do Delegado Tavares é ninguém menos

que Belezinha que olha para João Gibão com ódio.


JOÃO GIBÃO (confuso): - Eu sei quem você é. Você é uma das

mulheres que trabalham no bataclã da Risoleta. Mas porque

você matou o Carlito? E porque você quer me prejudicar?

BELEZINHA (ardilosa): - Você ainda não entende, não é João?

Você realmente não sabe quem eu sou. A Leocádia nunca te

contou que naqueles dias que ela viajou anos atrás ela teve uma

filha fora do casamento com seu pai. Eu sou sua irmã.

JOÃO GIBÃO: - Se o que você está falando é verdade então

porque você quer tanto acabar comigo? Eu não entendo isso.


Belezinha se aproxima da cela onde João Gibão está preso. Ela

olha para o nosso protagonista com muita raiva.


BELEZINHA (nervosa): - E você ainda tem a coragem de me

fazer essa pergunta. Você e o Lua Viana tiveram tudo o que eu

nunca tive. O amor de uma mãe. Primeiro lugar eu acabo com

você. Depois eu vou destruir o Lua Viana. Essa é a minha

vingança.

DELEGADO TAVARES (sorrindo): - O seu erro foi ter confiado

demais em mim, João. Eu e a Belezinha somos amantes há

muito tempo. Ela está planejando isso há muitos anos.

JOÃO GIBÃO: - Vocês não vão conseguir o que querem. Eu não

vou deixar que isso possa acontecer. Não vou!


Belezinha sorri maliciosamente na cara de João Gibão. Logo

depois a vilã e o Delegado Tavares vão saindo de perto da cela.

Podemos ver uma câmera na parede que gravou tudo. João

Gibão também percebe.

��️


CENA 03. SARAMANDAIA. PRAÇA. EXTERNA. DIA

Risoleta está andando de um lado para o outro parecendo estar

muito nervosa. O Professor Aristóbulo tenta acalmar ela, ams

sem sucesso. Logo depois, Estela e Pedro chegam e Estela está

totalmente apreensiva.


RISOLETA (apreensiva): - Mãe…. A senhora precisa me ajudar.

Eu preciso ir ver o meu pai. Mas eu não sei se eu devo ir.

RISOLETA (séria): - Antes de vir para cá eu falei com a sua avó,

minha filha. O seu pai já acordou e ao parece ele não aprendeu

com esse susto que ele levou. O Zico não toma jeito.

PEDRO: - O que mais me entristece é saber que a minha mãe

até hoje ama o seu pai, Estela. Esse sentimento vem

dilacerando ela totalmente. Eu não gosto de ver a minha sofrer

desse jeito.


Pedro fica muito cabisbaixo. O Professor Aristóbulo olha para

todos de um jeito bem sensato. Risoleta continua séria.

PROFESSOR ARISTÓBULO (sensato): - Para mim está claro há

muito tempo que o Zico Rosado não vai abrir mão do poder

dessa cidade. Todo cuidado com ele é pouco.

ESTELA (pensativa): - O senhor está certo, Professor

Aristóbulo. O meu pai não é o homem que eu pensava que

fosse. Tudo o que eu quero é que esse inferno acabe logo. Eu

quero paz.

RISOLETA: - Eu te prometo que isso vai acabar, minha filha. Eu

não vou deixar o seu pai machucar a pessoa eu eu mais amo.


Risoleta está decidida. Pedro abraça Estela. O Professor

Aristóbulo apenas fica olhando para todos.

��️


CENA 04. HOSPITAL CORREDOR. INTERNA. DIA

A câmera mostra que Vitória vai andando pelo corredor do

hospital. Ela acaba sendo abordada por Zélia e Lua Viana que a

olham seriamente. A decepção no olhar de Vitória é bem clara.


ZÉLIA (lamentando): - Eu sinto muito, mãe. Mas no fundo

todos nós sabíamos que isso ia acontecer. Ele sempre foi podre.


VITÓRIA (chorando): - Vocês sabem o quanto eu amei esse

homem? Tudo o que eu tive que abrir mão por esse

sentimento? Para no final eu ser tratada que nem um lixo.

LUA VIANA: - Agora nós podemos ver claramente o monstro

que o Zico Rosado se transformou. A culpa não é de ninguém.


As lágrimas vão escorrendo pelos olhos de Vitória. Zélia e Lua

Viana olham para ela sem ter nada que dizer.


VITÓRIA (respirando fundo): - Eu nunca deveria ter voltado

para essa cidade. Tem coisas que devem ficar no passado. O

amor que eu sentia pelo Zico morreu quando eu fui embora de

Bole-Bole. Eu não tenho mais nada que fazer aqui.

ZÉLIA (ponderando): - Você tem certeza disso, mãe? Eu sei tudo

de ruim que o Zico Rosado já fez, mas você pode se entregar

assim. É isso que ele quer. Você vai mesmo deixar ele ganhar?

VITÓRIA: - Eu estou cansada de todo esse conflito que já dura

mais de 30 anos. Eu não quero mais ser um instrumento que o

Zico usa e abusa. Eu vou embora e ninguém vai me impedir.


Vitória vai embora deixando Zélia completamente entristecida.

Ela e Lua Viana continuam ali no corredor do Hospital. Eles não

percebem quando Risoleta entra no leito onde Zico Rosado está.


��️


CENA 05. HOSPITAL. LEITO. INTERNA. DIA

A câmera mostra que Risoleta entra lentamente no leito e ela vê

Zico Rosado se arrumando para ir embora do hospital. Eles se

olham demonstrando toda uma mágoa do passado. Risoleta

chega perto de Zico Rosado que fica muito nervoso.


ZICO ROSADO (sem paciência): - Era só o que me faltava

mesmo. O que você veio fazer aqui, sua quenga? Diga logo.

RISOLETA (séria): - É assim que você trata a mãe da sua filha,

Zico? Eu vim aqui apenas para te olhar nos olhos e dizer que a

nossa filha já sabe de toda a verdade. Você não vai mais mentir

para ela. Está me ouvindo?

ZICO ROSADO: - E o que você queria que eu dissesse para a

Estela? Que a mãe dela era uma quenga que já passou na mão

de todos os homens dessa cidade? Me faça o favor, Risoleta.


Risoleta fica nervosa. Sem pensar duas vezes ela dá um tapa na

cara de Zico Rosado. Formigas saem do nariz do vilão.


RISOLETA (falando alto): - Isso é para você aprender a nunca

mais faltar com o respeito comigo. Quando eu fui embora dessa

cidade foi por causa do que você fez. Ou já se esqueceu?

ZICO ROSADO (firme): - Sai da minha frente antes que eu faça

algo que eu não quero, maldita. Eu deveria ter te matado

quando eu tive a chance. Você é uma praga, Risoleta.

RISOLETA: - A s suas ameaças não surtem mais efeito sobre

mim, Zico Rosado. Eu não sou mais aquela garotinha ingênua

que você estava acostumado a enganar. Eu não sou uma

marionete que você usa e abusa quando bem entender.


Risoleta respira aliviada. A câmera mostra o ódio no olhar de

Zico Rosado. Risoleta sai do leito deixando o vilão possesso de

raiva.

��️



CENA 06. SARAMANDAIA. PRAÇA. CORETO. EXTERNA. DIA

Alguns Dias Depois. Um comício está preparado na praça. Os

populares vão chegando perto para ver o que está acontecendo.

Para a surpresa de todos Zico Rosado sobe no coreto e ele

começa a se preparar para fazer um discurso. Os populares

começam a ficar muito agitados.


ZICO ROSADO (discursando): - Senhoras e senhores…. Hoje é

um dia que ficará marcado para sempre. O atual prefeito não

está nem aí para vocês. Mas eu estou disposto a dar mais uma

chance de vocês fazerem a escolha certa. O que vocês me

dizem?

POPULARES (gritando): - Fora Zico Rosado!!!! Todos nós

estamos do lado do João Gibão. Você nunca mais será prefeito.

ZICO ROSADO: - Seus idiotas. Mesmo com o João Gibão sendo

acusado de matar o meu sobrinho, vocês ainda não conseguem

ver a verdade. Vocês não passam de um bando de ignorantes.


Os populares começam a vaiar Zico Rosado. Logo em seguida os

populares vão jogando ovo podre no vilão que fica estarrecido.

Nesse momento o carro de Vitória passa pela praça e Zico

Rosado percebe. O seu olhar vai enchendo de fúria.


ZICO ROSADO (sussurrando): - Onde essa maldita da Vitória

pensa que vai? Eu continuo dando a última palavra nessa

cidade. Eu vou acabar com essa história agora mesmo.


Zico Rosado desce do coreto ainda todo melado por causa dos

ovos podres. Os populares continuam vaiando ele.

��️


CENA 07. DELEGACIA. SALA DO DELEGADO. INTERNA. DIA

A câmera dá um foco grande em Belezinha e no Delegado

Tavares que estão comemorando com um brinde de

champanhe. Nesse instante para a surpresa deles um Delegado

de outra cidade entra na Sala do Delegado Tavares

acompanhado de João Gibão. O sorriso de Belezinha e do

Delegado Tavares somem na mesma hora.


DELEGADO TAVARES (alterando a voz): - Eu posso saber o que

está acontecendo aqui? O que esse assassino está fazendo fora

da cela? Eu exijo uma explicação agora mesmo.

JOÃO GIBÃO (sério): - Você deveria ter vergonha de ser um

corrupto, Tavares. Tudo aquilo que vocês disseram sobre a

Belezinha ter matado o Carlito foi gravado. Vocês estão

perdidos.

BELEZINHA: - Eu não acredito que você armou para nós, seu

desgraçado. Eu vou te matar. Eu juro que eu te mato.


Belezinha tenta avançar no pescoço de João Gibão, mas o

Investigador não permite. O Investigador aponta a arma para

Belezinha e para Delegado Tavares.


INVESTIGADOR (figurante): - Belezinha da Silva…. Delegado

Trajano Tavares…. Vocês estão presos pela morte de Carlito

Prata. É melhor vocês não tentarem resistir.

JOÃO GIBÃO (ponderando): - Eu bem que falei que a verdade

iria acabar aparecendo. Nada fica escondido por muito tempo.

BELEZINHA: - Cala a sua boca, seu desgraçado. Tudo o que eu

consigo sentir por você é ódio, João Gibão. Eu não me

arrependo do que eu fiz. Se eu pudesse eu teria feito tudo de

novo.


O Investigador leva Belezinha e o Delegado Tavares presos. A

câmera mostra o alívio estampado no rosto de João Gibão.

��️


CENA 08. ESTAÇÃO DE TREM. PLATAFORMA.. EXTERNA.

TARDE

Em plano podemos ver Vitória chegando até a plataforma da

estação de trem. Ela entrega o seu bilhete para o responsável

pelo trem e se prepara para subir no vagão. Nesse momento ela

sente alguém a segurar pelo braço. Quando ela se vira ela dá de

cara com Zico Rosado que a enfrenta de um jeito sério.


VITÓRIA (irritada): - Zico???? O que você veio fazer aqui?

Porque não me deixa em paz? Eu vou embora e você não vai

impedir.

ZICO ROSADO (sério): - Você acha mesmo que eu vou deixar

você ir embora? Nós ainda temos muitas contas a acertar. Eu

nunca te perdoei por tudo que você me fez. Já esqueceu?

VITÓRIA: - De novo essa história, Zico? Porque você não supera

isso de uma vez? Eu só quero esquecer que tiro isso aconteceu.

Você deveria fazer o mesmo. Vai ser melhor assim.


Sem pensar duas vezes, Zico Rosado agarra Vitória e a beija

com muita paixão. Ela também se rende ao amor que sente por

ele. Logo depois, Vitória empurra Zico Rosado e lhe dá um tapa.


VITÓRIA (esbravejando): - Você acha que eu sou uma qualquer

que aceita migalhas, Zico? Nunca mais ouse a tocar essa sua

mão imunda em mim. Tudo que sinto por você é repulsa.

ZICO ROSADO (furioso): - Você pode até não acreditar, mas eu

ainda tenho muita influência sobre essa cidade. Você não vai a

lugar nenhum. Aqui quem dá a última palavra sou eu

BILHETEIRO DO TREM (figurante): - Eu sinto muito, senhora

Vitória. Mas infelizmente você não poderá viajar conosco hoje.

Eu espero que a senhora entenda a nossa situação.


VITÓRIA: - Como você pode ser tão baixo assim, Zico. O que

você está fazendo é contra minha vontade. Isso não está certo.


Zico Rosado sorri muito satisfeito. Vitória totalmente abalada

com mais esse encontro. Ela olha para Zico Rosado com raiva.

��️


CENA 09. IGREJA. INTERNA. DIA

Algumas Semanas Depois. Chega o grande dia do casamento de

João Gibão e Marcina. Todos os personagens da novela (exceto

Zico Rosado) estão presentes na igreja. João Gibão está na beira

do altar e ele parece estar muito nervoso. Ao seu lado estão Lua

Viana e Zélia que tentam acalmar ele, mas sem sucesso.


LUA VIANA (sorrindo): - Você precisa ficar calmo, meu irmão.

Hoje é o dia mais importante de sua vida. Só você e a Marcina

sabem tudo que tiveram que enfrentar para chegar esse

momento.

ZÉLIA (ponderando): - O seu irmão está certo, João. Finalmente

nós vamos ter momentos de paz nessa cidade. Nós merecemos.


João Gibão esboça um sorriso tímido. Nesse momento Marcina

começa a entrar na igreja acompanhada de Seu Cazuza. O

brilho em seu olhar é algo totalmente tocante.

TRILHA SONORA:

Marcina se aproxima do altar. Ela e João Gibão se olham.

JOÃO GIBÃO (emocionado): - Você não imagina como eu estou

feliz, meu amor. Eu nunca vou esquecer o dia de hoje.


Marcina sorri. Para a surpresa de todos Zico Rosado entra na

igreja e sem dizer nada dá um tiro na direção de João Gibão.

Marcina pensa rápido e ela se joga na frente e leva o tiro. A

câmera mostra o desespero no olhar de João Gibão.


A imagem congela no olhar de desespero de João Gibão. Aos

poucos a imagem vai ganhando um efeito como se

transformasse em uma moldura.



Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.