Type Here to Get Search Results !

Marcadores

O PREÇO A SE PAGAR - CAPÍTULO 74. PENÚLTIMO CAPÍTULO

 




CAPÍTULO 74


PENÚLTIMO CAPÍTULO



Cena 01/Igreja/Int/Noite

Continuação da última cena do capítulo anterior. Rufino e Rebeca. 


Rebeca Você vai pagar por todos seus crimes, seu doente!

Rufino Você desgraçou a vida do meu Pedro, que mesmo não 

sendo meu filho de sangue, é meu filho de coração e 

quem eu dediquei minha vida pra fazer o homem que ele 

se transformou. Mas que você fez questão de arruinar e 

destruir. (T) Você será julgado pela Santa Inquisição e 

que Deus tenha piedade da sua alma. 


O som de um raio vem da tempestade. 


Cena 02/Casa Rufino/Sala/Int/Noite

Pedro, Eva e Vladimir; Pedro levanta decidido. 

Pedro O Rufino só pode estar lá. 

Eva E você vai até lá? 

Pedro Vou salvar meu filho e a mulher que eu amo, mãe. 


Pedro saí. Eva e Vladimir vão atrás. 


Cena 03/Igreja/Int/Noite

Rebeca tenta se aproxima de Guto, que aponta sua arma pra Joaquim. 


Guto É bom não tentar nenhuma gracinha. 

Rufino Vai querer que acabe desse jeito?


Rebeca recua, intimidada, com o coração na mão. 


Rebeca Você acha mesmo que Deus lhe apoia em tudo isso? 

Você acha que Deus age desse jeito, punido, 

condenando as pessoas? Quem você pensa que é pra se 

achar nesse direito de julgar e condenar alguém, Rufino. 


Rufino O Altíssimo me escolheu pra cumprir essa missão, 

pecadora. Assim como incumbiu Joana D’Arc de guiar 

uma nação até a vitória. Me incumbiu de purificar 

Jandaia, punindo e extirpando os pecadores. E é isso que 

vai acontecer com você, que induziu o Pedro a cometer 

o pecado original. 

Rebeca Nós nos amamos, Rufino. Pena que o senhor nunca 

soube e nunca vai saber o que é isso. Amor de verdade. 

O mais puro e profundo sentimento. 

Rufino (tom) Cala a boca, sua rameira, meretriz dos infernos. 

Tenho certeza que foi com esse papinho, com essa sua 

conversa demoníaca que conseguiu tudo o que queria do 

Pedro. Mas agora você vai pagar por isso... 

Rebeca Vai me matar? Então me mata. Mas deixa eu apenas me 

despedir do meu filho.


Cena 04/Casa Patrício/Sala/Int/Noite

Patrício e Lívia. 


Patrício Assim que passar tudo isso, prender o Rufino, vamos 

marcar o nosso casamento. 

Lívia Vai ser o dia mais feliz da minha vida. ou melhor, um 

dos dias mais felizes, pois desde que estamos juntos, 

cada dia me sinto mais feliz e apaixonada por você, 

Patrício. 


Os dois se beijam. Vladimir e Eva entram.


Patrício (surpreso) Eva? 

Eva Desculpe interromper, Patrício. 

Patrício Aconteceu alguma coisa?

Vladimir O Rufino está na igreja!

Eva A Rebeca e o Pedro estão lá...

Patrício (assusta) Meu Deus! Era isso que ele queria. 

Eva Só Deus sabe o que vai acontecer lá dentro... 

Vladimir Que Deus tenha piedade de suas almas! 


Cena 05/Igreja/Int/Noite


Rufino A morte é pouco pra você, Rebeca. Você vai sofrer 

muito antes de ser enviada pro quinto dos infernos! 


Pedro entra de rompante. 


Rebeca (surpresa) Pedro? 

Guto Agora o circo está completo!


Rebeca abraça forte Pedro. 


Rufino Que bom que veio, meu filho.

Pedro Não sou seu filho, maldito! Você sabe bem disso. 

Rufino Pra mim nada mudou, Pedro. (p/Guto) Tranque essa 

porta. Ninguém mais entra aqui!


Rufino pega Joaquim e a arma, enquanto Guto trata de trancar bem a porta 

lateral, por onde Rebeca e Pedro entraram. 


Guto Pronto!

Rufino Ótimo! 


Assim que acaba, Guto pega de volta Joaquim e arma. 


Rufino Chegou a tempo de ver a condenação dessa mulher que 

te desvirtuou

Pedro Vim impedir que você faça alguma besteira com a 

mulher que eu amo e com meu filho. 

Rufino Não diga isso, Pedro. Ela te enfeitiçou, te cegou... 

Pedro Hoje tenho a certeza do que sempre tive dúvidas do que 

quero pra minha vida: viver ao lado da Rebeca e ter com 

ela muitos outros filho... 


Rufino fica furioso.


Rufino Vou punir essa pecadora. Não percebe que ela é o 

demônio disfarçada, Pedro? Assim como o demônio 

usou a figura da cobra pra tentar Eva no paraíso, ele 

agora usou a figura dessa mulher pra te tentar e 

consumar o pecado original! 

Rebeca O senhor precisa de tratamento. Não se dá conta das 

sandices que está falando? 


Rufino mostra a cruz do seu pescoço pra Rebeca. 


Rufino Cala a boca, demônio! Sou um instrumento de Deus 

aqui na Terra e você será extirpado pras mais profundas 

profundezas da sua morada. 

Pedro Se entrega. Devolve  meu filho e acabamos com tudo 

isso. Eu prometo não ir atrás do senhor nem nada. Só 

quero sair com minha mulher e com meu filho vivos 

daqui. 

Rufino Eu sinto tanta pena de você, Pedro. Enfeitiçada por esse 

demônio... 


Rufino pega a arma da mão de Guto e aponta na direção de Rebeca. 


Rufino Mas vou dar um jeito nisso.








Cena 06/Casa Turíbio/Noite

Turíbio caminha de um lado pro outro, muito pensativo. 


Cena 07/Casa Turíbio/Quarto casal/Int/Noite

Insert de cena a ser gravada: Filipa acaba de levanta da cama. Turíbio finge 

que dorme. Assim que ela saí, Turíbio abre os olhos. 


Cena 08/Casa Turíbio/Noite

Turíbio continua muito preocupado. Coça a cabeça.


Turíbio Estava na minha cara e eu não enxergava...







Cena 09/Casa Turíbio/Frente/Ext/Noite

Turíbio pega Filipa pelo braço e a joga na rua, na calçada. 


Turíbio Aí é seu lugar, sua vagabunda!


 Filipa fica assustada, surpresa, sem 

acreditar no que está Turíbio acabou de fazer. 


Filipa Você está me colocando pra fora? Vai ficar do lado 

deles?

Turíbio Tem alguma dúvida? Não sou tão otário como você 

pensa, Filipa. (T) Eu já desconfiava de que alguma coisa 

estava acontecendo. Só não podia imaginar que você 

estava dando em cima do meu filho, na minha casa. 

Casa essa onde eu abriguei você. Te dei tudo do bom e 

do melhor, pra você retribuir dessa forma...


Filipa respira fundo.


Filipa (achando graça) Do bom e do melhor? Você acha que 

viver nessa casa horrível, trabalhando naquele bar, é do 

bom e do melhor? Deixa de ser ridículo, seu velho!


Filipa se revela.


Filipa É isso mesmo. Vamos deixar as máscaras caírem e as 

verdades surgirem. 

Turíbio Então fala, Filipa. Fala tudo o que você tem pra dizer. 

Fala olhando bem fundo nos meus olhos. 

Filipa Eu tenho nojo de você. Sempre tive , desde o momento 

em que te conheci. Mas você era minha corda salvadora, 

que me tiraria daquela vida pior do que essa que eu 

levava. Nunca suportei seu cheiro de fritura, de peixe 

misturado com suor. Era uma penúria pra mim me deitar 

com você. Mas sabe de uma coisa? Todas as vezes que 

transávamos, eu pensava em um homem. E desde 

quando o Basileu apareceu, era nele que eu pensava. Eu 

transava com você, mas imaginava que estava transando 

era com seu filho!


Turíbio não se controla e dá uns dois tapas no rosto de Filipa, que a faz cair 

no chão novamente. Basileu segura o pai. Instantes. 


Turíbio Sua cadela!


Turíbio cospe na cara de Filipa . 


Turíbio Eu é que sinto nojo de você. Uma vagabunda da mais 

baixa categoria, que não sabe respeitar ninguém, 

valorizar nada. 

Basileu Egocêntrica, interesseira...

Filipa Mais algum adjetivo contra minha pessoa?

Turíbio Pode buscar amanha suas coisas lá no bar. 

Filipa Não quero nada! 


Filipa tira sua roupa e fica só de lingerie.  As pessoas ao redor olham boquiabertas.


Filipa (continua) Daqui não levo nem o pó! (T) Eu vou ser 

rica, meus amores. Ainda vão ouvir falar de mim... 


Filipa vai embora, aos risos, gargalhadas.


Cena 10/Igreja/Int/Noite

Pedro entra na frente de Rebeca, que está na mira da arma de Rufino. 

Pedro Não vou deixar que você mate a Rebeca. Se você quer 

matar alguém, me mate! Fui eu quem arruinei sua vida. 

estraguei seu sonho de ser padre. 


Cena 11/Igreja/Frente/Ext/Noite

Patrício, Salatiel, Carmem, Moisés, Eva, Vladimir e Lívia estão na porta da 

igreja. Patrício bate na porta com força, autoridade. 


Patrício Abre essa porta, Rufino. Sabemos que você está aí! 


Cena 12/Igreja/Int/Noite

Rufino fica furioso ao escutar Patrício. 


Rufino Mas que droga! 


Rufino abaixa a arma. 


Rufino (chorando) Não era pra ser assim... eu só queria realizar meu sonho 

de ser padre. Um sonho que cultivei desde pequeno e tudo seguiu um rumo completamente diferente... Mas eu sei de quem é a culpa...


Rufino vira-se pro altar e atira na imagem de Jesus.


Cena 13/Igreja/Frente/Ext/Noite

Todos escutam e se assustam com o som do tiro. 


Salatiel Foi tiro!

Eva Meu Deus!


Moisés Vamos arrombar a porta!

Patrício concorda. Juntamente com Salatiel e Moisés, eles começam a 

forçar a porta. 


Cena 14/Igreja/Int/Noite

Rufino coloca arma na cintura. Se aproxima do altar e começa a esbravejar. 


Rufino Isso tudo é sua culpa. O Senhor me privou do meu 

sonho. Agora chegou o momento da minha vingança... Vou acabar com sua morada. Destruir tudo!


Rufino começa a derrubar tudo, furioso, completamente fora de si. Pega 

uma das velas e incendeia um pano, que logo começa a pegar fogo, que vai 

se espalhando rápido. 


Rufino (risos) Vamos todos morrer... libertar nossos espíritos...


Rebeca olha pra Pedro, desesperada.


Corta para 


FIM DO CAPÍTULO 74





Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.