Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Vinganças - Capítulo 04

 

Vinganças - Capítulo 04



Cena 1 Marginal/ Noite 

Inês sai do carro apressadamente. Do outro carro também sai Robson, com a testa sangrando. 

Inês  (olhando o fundo de seu carro) - Meu Deus! Olha o que você fez!

Robson (se choca, passa a mão na testa e mostra o sangue) - Você está maluca? Só pode! Você freiou o carro de vez e eu estava atrás com velocidade constante. E eu ainda me acidentei, por sua culpa!

Inês - Minha culpa? O sinal fechou, obrigação minha era parar e de você também! Ou você queria que eu seguisse no sinal vermelho e passasse por cima de uma lei de trânsito. 

Robson - No dia em que você aprender a dirigir, principalmente nesse trânsito do Rio de Janeiro, venha conversar comigo.

Inês - Ah! Então pelo jeito você não deve ter carteira de motorista ou então deve ter comprado. 

Robson - E você deve ser alguma juíza, né?! Sai por aí julgando os outros. Já que estamos em uma discussão julgosa, tenho certeza que se você fosse motorista de ambulância, certamente o paciente iria morrer.

Inês - Ora, seu... (celular toca, ela atende) (ligação on) alô? Tá bom, tá bom! Tô chegando. (Ligação off) Escute aqui, não precise pagar nada. Eu tenho que ir, me passe seu número, ligarei o mais rápido possível para pagar esse conserto aí. 

Robson - Oi? Eu não quero nenhum centavo de você. Agora se você quiser, eu pago pra você em seu carro.

Inês (ri) - Já que você não quer, eu vou indo. (Entra em seu carro e sai).

Robson - Gente? Que mulherzinha chatinha!

Corta para/

Cena 2 Boate/ Interior/ Noite 

Pedro dançava. As luzes acendiam e apagavam. Urso se aproxima aos poucos. Pedro está de costas, percebe que tem alguém atrás de si, volta seu olhar para trás.

Pedro (surpreso) - Nossa, é você!

Urso (ri vergonhoso) - Sou eu sim... vi você e quis me aproximar... queria te agradecer muito... 

Pedro (caminha em direção a urso) - Ah... não foi nada eu só... (se esbarra no sofá, quase cai, é pego por Urso, ficam com os rostos bem próximos. Ficam por alguns segundos naquela posição. A música acaba e as luzes voltam a serem normais, saem daquela posição).

Urso (se afasta um pouco) - Você quase caiu... iria se machucar todo...

Pedro - Sim... foi por pouco... obrigado... mas qual o seu...

O celular de Urso toca.

Urso - Desculpe, tenho que atender... (ligação on) Oi...

Pedro (volta para o lugar que estava. Jota reaparece) - Olá, meu amor... você sumiu.

Jota (se aproxima, entrega uma bebida, beija na boca de Pedro) - Oi amor... eu acabei conversando com meu amigo... falamos sobre um problema familiar dele. Mas agora vamos dançar mais um pouco.

Pedro - Está bem.

Corta para/

Cena 3 Motel/ Noite 

Mário e Joana estão deitados na cama. O jovem se levanta, se aproxima de um espelho e começa a se vestir. Joana olha para ele.

Joana - Você está cada dia mais gostoso... nem parece aquele menino tímido do mês passado que só sabia rir.

Mário - O garoto tímido que virou seu boy favorito.

Joana - O mais sexy e gostoso que existe nessa cidade.

Mário - Por falar em cidade, eu preciso de dinheiro.

Joana - Trouxe minha bolsa cheia de dinheiro... só pra você, meu benzinho.

Mário (caminhando até a bolsa, pega o dinheiro e olha, da um sorriso discreto) - Sabia que seu filho está desconfiado da gente? 

Joana (se surpreende) - Meu Deus! E se ele descobrir?

Mário - Se ele descobrir, aposto que ele deve inventar alguma coisa sobre mim! (Fingindo estar triste) Oh meu docinho... não acredite em nada que ele disser... ele vai querer nos separar!

Joana - Oh meu lindinho, eu nunca vou me separar de você!

Mário - Bom mesmo, hein...

Corta para/

Cena 4 Redação/ Exterior/ Noite 

Inês chega, Jonas a esperava. Ele toma um susto ao ver o carro amassado na parte de trás. 

Jonas (entrando no carro) - Que amassado é esse? 

Inês - Um idiota bateu em meu carro... ai hoje o dia tá terrível!

Jonas - Oh, minha irmã... não fique triste ou com raiva... relaxe, vá ao cinema! Se quiser, vou contigo.

Inês - Melhor não... não quero mais sair por hoje. Só quero ver minha série e pronto! 

Jonas - Mudando de assunto, queria te falar sobre uma coisa: o Mário... eu desconfio que ele está tentando dar o golpe em mãe. 

Inês  (surpresa) - Será? 

Jonas - Eu vi ele mandando mensagem pra mãe. Tenho um plano contra ele, você vai me ajudar?

Inês - Claro! Diga aí. 

Jonas - Temos que ter o maior cuidado possível.... é seguinte...

Instrumental Mistérios 

Corta para/

Cena 5 Morro de Urso/ Casa abandonada/ Noite 

O homem que tinha filmado Urso e Leão está amarrado e jogado ao chão. Alguns homens estão com armas apontadas para a cabeça do sequestrado. Urso adentra o local com fúria. 

Urso - Pra que porra você me filmou? Têm cópias do vídeo? Vamos, me responda, seu desgraçado. 

Homem - Por favor, não me mate... 

Urso - Vamos, rapaz... pra que me filmou? Se não falar agora, amanhã terá formiga em sua boca!

Homem - Tá bem... tá bem... eu iria denunciar te a polícia...

Urso (caminha até a porta) - Não sei qual desgraça eu faço com você... Maicon e Beto, deem uma coça nele, se matar, morreu, se não matar, ele nunca mais vai nos atentar. 

Homem - Pelo amor... 

Corta para/

Cena 6 Casa de Ariela/ Interior/ Noite 

Música: Que país é esse

Thiago bebia champanhe. Júlia entra na cozinha.

Thiago (levanta Júlia e começa a beijá-la) - Minha deusa, minha gostosa...

Júlia (se afastando) - Pare! Se algum empregado de sua casa ver, será nosso fim.

Thiago - O pior que você tem razão... falta pouco pra eu conseguir a presidência e todo o dinheiro desses idiotas.

Júlia - Além da presidência, você quer mais?

Thiago - Claro! Tudo que é da pamonha da Ariela, é meu também... se aquele velho safado morrer, eu irei herdar um bom pedaço dessa construtora, principalmente se eu fizer a pamonha assinar alguns papéis e transferir mais ainda pro meu nome.

Júlia - Mas aquele velho rabugento não tá com o pé na cova.

Thiago - E é aí que mora nosso golpe: vamos acabar com ele... 

Cena 7 Casa de Eva/ Interior/ Noite 

Música: Só você 

Maria e Leão beijam. 

Maria - Eu aceito sim ser sua noiva... meu amor... meu leão!

Leão - Oh meu benzinho... desde quando te vi que meu coração gritava por você. Não consigo ficar longe de você! Quando fico, parece que o tempo aumenta de uma medida que não consigo explicar... 

Maria (beija o rosto dele) - Que lindo... nunca vi você tão carinhoso como agora... eu te amo!

Leão - Eu também te amo, meu amor...

No momento, Urso e alguns homens invadem o local. Maria e Leão tomam um susto.

Urso (com uma arma apontada para Leão e Maria) - Peguei o casal de pombinhos... preparados pra morrer? Hein? 

Leão (entrando na frente de Maria) - Tá maluco, cara? O que eu fiz?

Urso - O que você fez? Ainda é cínico! Eu vou te matar, seu desgraçado!

Congela em Leão e Maria surpresos.

Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.