Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Vinganças - Capítulo 26 (Últimas semanas)

 

Vinganças - Capítulo 26



Cena 1 Apartamento de Fran/ Dia 

Mário  (caminhando de um lado para o outro) - Você acha mesmo que pode comigo? 

Fran - Não só acho, como que tenho certeza.

Mário - Você é muito idiota, e o pior: me traindo!

Fran  (surpresa e nervosa) - Traindo?! Traindo?! 

Mário - Tá sim! Se não fosse por minha causa, jamais você tinha conseguido tanto dinheiro!

Fran - Você só me usou... agora que não precisa mais de mim, me jogou fora!

Mário - Não importa. Eu te darei uma parte, se você quiser, bem e se não quiser, melhor ainda.

Fran - Eu vou te derrubar ainda, Mário... eu vou acabar com você!

Mário  (ri) - Muito bem. Se você me derrubar, você também cai junto. É simples assim.

Corta para/

Cena 2 Cadeia/ Saída/ Dia 

Leão é solto. Ele sai pelo portão. Munique já está em sua espera, eles abraçam. 

Munique - Temos que refazer a sua vida agora... 

Leão - Onde está o Pedro? Ele não veio?!

Munique - A decisão da sua soltura foi de uma hora para outra e como os meus advogados estão trabalhando no caso, eu fiquei sabendo e decidi vir sozinha.

Leão - Eu queria tanto ver o Pedro...

Munique - Você verá... mas agora vamos embora... você precisa passar uma borracha no passado.

Leão - Você fala da Maria, né?! Eu ainda amo ela e nunca vou esquecer. 

Munique - Mas precisa. Ela morreu... acabou tudo. E eu estou aqui. 

Leão  (chorando) - Ainda não acredito que a minha Maria morreu...

Munique - Vamos logo, deixe de chorar.

Eles dois entram no carro e saem.

Corta para/

Cena 3 Aeroporto/ Dia 

Matheus e Nanda sobem a rampa para entrar no avião. 

Nanda - Eu estou com um frio na barriga... nunca viajei para a Europa.

Matheus - Não fale isso. Seja natural e o menos pobre possível. 

Nanda - Você quer que eu gaste dinheiro, é isso?

Matheus - Não é isso. Essas falas bobas são de gente pobre. Olhe ao seu redor, aqui não existe ninguém pobre a não ser as aeromoças. 

Nanda - Entendi... ai eu amo a Europa... aquele frio é maravilhoso. 

Matheus (ri) - E quando chegarmos lá, aja tranquilamente e sem grandes alarmismos de pobre... nossa, quando chega um brasileiro lá... fica naquele exagero total.

Corta para/

Cena 4 Apartamento de Fagner/ Dia 

Thiago entra.

Fagner - Quer um café, suco... alguma coisa?

Thiago - Não, muito obrigado...

Fagner - Qual honra de receber o meu genro?

Thiago - Eu queria conversar algo muito importante com você...

Fagner - Então vamos... estou a todos os ouvidos.

Thiago - Eu estou muito cansado e exausto depois do que tudo aconteceu... 

Fagner - O que exatamente?

Thiago - A construtora... é um trabalho desgastante... qualquer problema tira o meu sono... e a Maria ser morta justamente dias antes de ter uma nova eleição. 

Fagner - Entendo... mas o que realmente você quer?

Thiago - Sair da presidência. 

Fagner (surpreso) - Sair? 

Thiago - Sim... eu não queria sair... (se levanta) mas esses problemas estão me afetando tanto mentalmente como no meu casamento...

Fagner - É mesmo?!

Thiago - Sim... 

Fagner - Está bem... irei fazer uma nova reunião para uma nova eleição. 

Thiago - Eu já conversei com o Matheus e ele deseja me substituir.

Fagner - Muito bem... após a volta dele, fazemos uma nova eleição. 

Corta para/

Se passam duas semanas. É visto Matheus e Nanda passeando por pontos turísticos da França e da Europa: Torre Eiffel, ruas de Lisboa, Londres, Moscou e Hamburgo. 

Corta para/

Cena 5 Aeroporto do Rio de Janeiro/ Dia 

Matheus e Nanda desembarcam. Eles descem a rampa.

Nanda (beijando Matheus) - Nunca tive duas semanas tão boas como essas, meu amor.

Matheus - Valeu a pena, não te disse?!

Nanda - Valeu mesmo. Agora você tem uma construtora para administrar.

Matheus - Irei mudar muita coisa naquele lugar. Nossas transações ficarão bem melhores com eu no comando. 

Nanda - Mais dinheiro... amooooo.

Os dois dão um beijo.

Corta para/

Cena 6 Casa de Eva/ Interior/ Dia 

Eva fazia uns doces, Fagner estava ajudando a enrolar.

Eva - Essa homenagemzinha é para nos fazer lembrar de como a Maria nos faz falta. 

Fagner - Não tem nem um mês que ela morreu mas é bom a gente se lembrar dos bons momentos. 

Eva - Sim... com alegria... (começa a chorar) eu queria que minha filha estivesse aqui viva...

Fagner - Não chore... pense que ela está melhor agora...

Eva - Minha filha era uma boa pessoa... por que ela morreu? Por quê?

Os dois se abraçam. 

Corta para/

Cena 7 Parque/ Dia 

Pega fogo em uma área de um parque. O vento batia e o fogo expandia. Robson, Inês e outras pessoas jogam água.

Robson - Vamos pessoal, vamos juntos apagar esse incêndio. 

Continuam a jogar água, apagam o fogo.

Robson - Conseguimos, pessoal. 

Todos batem palmas.

Robson - Essa foi uma demonstração de um pequeno incêndio. Todos somos chamados a cuidar das plantas e seus ecossistemas.

Inês - É apaixonante a natureza mesmo, né?! Eu mesma amei conhecer a fundo tudo isso...

Robson (olhando fixamente para ela) - E eu amei te conhecer.

Os dois se beijam e o povo bate palma.

Corta para/

Cena 8 Delegacia/ Interior/ Dia 

Ariela e Jonas estão sentados, Fátima de pé. 

Fátima - Vocês estão interessados mesmo nesse caso, né?!

Ariela - Sim, estamos.

Jonas - Principalmente porque a minha mãe foi morta e o pai dela atacado... 

Ariela - Acreditamos que tem tudo haver.

Fátima - A polícia, que no caso sou eu, não posso afirmar nada ainda... mas hoje descobrimos mais um ponto da investigação do caso tanto de um quanto do outro.

Ariela (surpresa) - E o que descobriram?

Fátima - Que tanto a Joana quanto o Fagner estavam na delegacia perto da saída da cidade... aquela que explodiu anos atrás. 

Jonas - Taí! Se eles dois estavam na delegacia antes da explosão, então quer dizer que...

Ariela - Todos que estavam em um determinado dia e determinado hora, estão na lista desse assassino.

Jonas - É isso! Tem ligação sim e comprovamos agora.

Fátima - Ai, ai vocês dois... mas iremos estamos procurando os nomes das pessoas que estavam nessa delegacia nesse dia.

Jonas - Esse mistério é muito grande. 

Ariela - E importante! Temos que saber quem é esse assassino e quem são as próximas vítimas. 

Corta para/

Cena 9 Casa de Leão/ Interior/ Dia 

Pedro e Leão se abraçam. 

Pedro - Estou tão feliz de te ver aqui... bem...

Leão - E eu de você! Você está tão feliz.

Pedro - Estou mesmo... menos pela morte da Maria...

Leão - Nem me fale... mas e o Urso? Tá curtindo a vida de casado?

Pedro - Estou sim... eu estou descobrindo um amor pelo Urso... 

Leão - E o Jota?

Pedro - Não sei... acho que meu amor por ele está se acabando... ou nem amo mais ele... não sei... mas e você?

Leão - Estou com a Munique... 

Pedro (surpreso) - Com ela?

Leão  - Sim... não me julgue mas ela me ajudou bastante... eu quase entrei em depressão por causa da morte da Maria...

Pedro - Mas você realmente ama ela?

Leão - Acho que não... não sei... estou ainda muito confuso com tudo...

Pedro - Pense direito... não aja por impulso. 

Corta para/

Cena 10 Construtora/ Noite 

Thiago e outros sócios batem palmas e Matheus adentra a sala.

Matheus - Muito obrigado... muito obrigado... (estranha) E o Fagner? Onde ele está?

Thiago - Ele está organizando a homenagem para a Maria. Mas ele mandou te parabenizar pela conquista. 

Matheus - Ótimo! É com um grande prazer que eu reafirmo a minha presença como o novo presidente! Sou honesto, trabalho e firme nas minhas decisões. 

Todos batem palmas.

Corta para/

Anoitece. É visto o Rio de Janeiro. 

Cena 11 Espaço de festas/ Interior/ Noite 

Muita gente está sentada em mesas, dentre elas, estão: Margarida, Fagner, Leão, Munique, Irma, João, Rodrigues, Ariela, Thiago, Matheus, Robson, Pedro, Urso, Jota e outras pessoas. 

Mário  (no palco) - Eu sei que é uma grande dor pra vocês e pra mim lembrar da morte da minha querida irmã...

Thiago (na plateia) - Olhe só, Matheus, ele tá se fazendo de bonzinho ao falar da morta (ri).

Matheus (ri) - Pior mesmo foi ver o chorando. 

Eva - Foi uma dor gigante. Só faz duas semanas que ela se foi mas agora eu lembro de tudo de bom que ela fez na minha vida...

Mário - E na minha também...

Eva - Por isso, eu decidi chamar os conhecidos dela para nós vermos coisas sobre ela... temos que lembrar com alegria e não com tristeza.

Mário - Vamos ver.

Um telão com fotos e vídeos de Maria começa a passar. É visto fotos desde sua fase da adolescência até ela já mais velha. O vídeo termina. O telão fica com uma luz branca, uma mulher aparece. Todos que estão no local se perguntam uns para os outros, quem é aquela. O pano se parte ao meio. É Maria. Todos se chocam.
 
Foca em Matheus, Thiago e Munique chocados.

Maria - Para a alegria e tristeza de muitos, eu não morri. 

A imagem congela em Maria.




Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.