Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Vinganças - Capítulo 33 (Últimos capítulos)

 

Vinganças - Capítulo 33 - Antepenúltimo Capítulo 



Cena 1 Apartamento de Heleno/ Noite 

Mário está parado na porta, Heleno tenta fechar a porta, Mário a empurra e entra para dentro do apartamento.

Heleno (nervoso) - Sai da minha casa, agora!

Mário (ri) - Não quer deixar o seu bundudo ficar na sua casa?

Heleno - Você deveria tá preso! Suma daqui!

Mário - Se acalme, meu benzinho... (caminha até a mesa, pega uma faca) você tem medo de mim te matar? Tem? 

Heleno - Se afaste de mim, ou então eu mesmo te mato!

Mário - Eu quero dinheiro... muito dinheiro! 

Heleno (ri) - Você está louco? Você me roubou e quer mais?

Mário - Eu quero fugir e só você pode me dar esse dinheiro.

Heleno - Se eu não te dar, o que você vai fazer?

Mário (corre na direção de Heleno, passa a faca no braço de Heleno) - Isso aqui e bem mais.

Heleno (passa a mão sobre o corte no braço) - Meu Deus... porque você fez isso?

Mário - Você escolhe... ou dinheiro e um bom carro ou você morto, num caixão  (ri).

Heleno (tenta pegar uma faca, Mário atravessa na frente e pega as outras facas) - Desgraçado!

Mário - Você mais ainda, meu benzinho. Agora vamos, pegue o seu dinheiro no cofre.

Os dois caminham até a sala do cofre, Heleno retira o dinheiro, Mário pega todo o dinheiro.

Mário - Cadê as chaves do seu carro?

Heleno - Na sala.

Os dois vão até a sala, Mário pega as chaves e abre a porta.

Mário - Agora eu quero você se ferre, por todo o sempre. Seu merda!

O jovem tranca a porta. Heleno pega seu celular e liga para a polícia. 

Heleno (ligação on) - Alô, polícia? Eu queria fazer uma denúncia...

Corta para/

Cena 2 Rodovia/ Noite 

Está acontecendo uma bliz da polícia, a procura de Mário e Thiago.

Mário está em um carro, ele se aproxima. Os policiais dão sinal para Mário encostar o carro, Mário arranca o carro com violência e passa pelo bloqueio, vários carros da polícia começam a persegui-lo. 

No carro de Mário, contia uma pessoa amarrada.

A perseguição continua, Mário entra em uma estrada deserta, a polícia segue no pé.

A polícia consegue cercar o carro de Mário e Mário fica entre a polícia e uma ribanceira, ele joga o carro na ribanceira. O carro cai, explode e pega fogo.

Corta para/

O dia amanhece.

Cena 3 Morro de Urso/ Praça/ Dia 

Pedro chega de moto, Urso chega de carro.

Pedro (se aproximando de Urso) - Que bom que você veio!

Urso (pegando no braço de Pedro) - Me perdoe... e o seu braço? Você se cortou muito?

Pedro (estranhando) - Cortar? Eu não me cortei não. 

Urso (estranha) - Claro que sim. Você me mandou mensagem ontem pelo Whatsapp. 

Pedro - Eu te mandei? Você que me mandou falando que estava se cortando! 

Urso (mostrando o celular) - Aqui, ó.

Pedro - Eu não mandei não. Se não foi você, quem foi?

Gina aparece.

Gina - Vocês dois são tão tontos!

Pedro/Urso (chocados) - Gina?!

Gina - Eu raqueei o celular de vocês dois... foi tão simples... e marquei esse encontro aqui para vocês dois.

Urso (nervoso) - Você teve a coragem de fazer isso?

Pedro (nervoso) - É muita cara de pau!

Gina - Se acalmem, por favor... eu marquei esse encontro aqui porque eu queria pedir perdão a vocês dois.

Os dois olham fixamente para ela.

Gina - Eu sempre amei o Urso... não aceitei nosso término desde aquela época...

Pedro (surpreso) - O quê? Vocês eram namorados?

Urso - Sim mas faz tempo isso...

Gina - Faz tempo, Pedro... eu fiz aquela encenação toda porque eu te queria, Urso... mas eu vi que você não me ama mais... sei que você só tem olhos para o Pedro. Pedro, o Urso te ama acima de qualquer um aqui... ele fala de você desde o primeiro encontro de vocês. Pode ter a certeza que ele nunca mentiu para você. 

Urso - Por que você está me defendendo e contando a verdade?

Gina - Eu pensei bem... e também não quero perder a sua amizade... 

Urso - Pedro... e agora? Você acredita em mim?

Foca em Pedro sem reação. 

Corta para/

Cena 4 Casa de Eva/ Dia 

Eva abre a porta, é a polícia. 

Eva (surpresa) - O que vocês querem? Meu filho foi solto?

Policial - Não. Vinhemos avisar sobre a morte de seu filho.

Eva (chocada) - O quê? O Mário morreu?

Corta para/

Cena 5 Casa de Munique/ Dia 

Toca a campanhia, Leão abre.

Leão  (surpreso) - Você? E quem é você?

Maria - Eu vim aqui trazer a prova concreta de que a Munique estava junto com o Matheus e o Thiago contra mim.

Leão (surpreso) - Prova?

Munique - O que vocês estão fazendo em minha casa?

Matheus - Olá, Munique... tudo bem?

Munique  (assustada) - Você...

Leão - Então vocês conhecem... 

Munique - Não...

Matheus - Claro que conhece! Vai me falar que deu amnésia?

Maria (mostra o vídeo em seu celular) - Aqui... você se reuniu com o Matheus e com o Thiago!

Leão (olhando o vídeo) - Então é verdade! 

Munique fica em choque.

Corta para/

Cena 6 Restaurante/ Dia 

Heleno e Fran estão sentados em uma mesa.

Heleno - Até agora eu não consigo acreditar que o Mário morreu.

Fran - Fiquei bastante mal também... principalmente que ele foi desmascado por minha causa...

Heleno - E fui eu quem denunciou ele para a  polícia... ele também me cortou  (mostra o corte) aqui, ó.

Fran - Nossa... isso deve ter doído muito, né?!

Heleno - Demais... saiu tanto sangue!

Fran - Mas ele pegou dinheiro seu?

Heleno - E ainda meu carro! Perdi meu carro também. 

Fran - Nossa... 

Corta para/

Cena 7 Casa de Urso/ Sala/ Dia 

Pedro entra e se senta no sofá, Urso caminha logo atrás. 

Urso - Precisamos conversar... né?

Pedro - Sim... eu preciso te pedir perdão... eu menti pra você... mas entenda: eu tinha medo de você matar o meu irmão e também de me matar.

Urso - Eu entendo... eu te perdoou mas eu também te peço perdão por ter te  mostrado uma pessoa ruim no passado... se eu te fiz ficar com medo, jamais te quis passar medo... (pega nas mãos de Pedro) Volta comigo, amor!

Pedro (segura no pescoço dele) - Eu quero muito ficar com você... 

Urso - Então vamos passar uma borracha sobre tudo que aconteceu no passado...  vamos recomeçar. 

Pedro - Vamos!

Os doiz se beijam.

Corta para/

Cena 8 Redação/ Dia 

Ariela e Jonas estão digitando em seus computadores. Uma caneta cai, ambos se abaixam para pegarem.

Jonas - Oi...

Ariela - Oi, Jonas.

Jonas - Você está tão triste depois de tudo que aconteceu...

Ariela (se abraça com ele) - Eu estou sem chão... descobri que meu ex marido me traía... nunca me amou... minha vida foi uma mentira!

Jonas - Não fique assim! Olhe pra mim... eu estou aqui... você sabe que eu sempre estarei com você... você não precisa ficar se matando pensando nas traições dele... pense que agora você tem a oportunidade de refazer a sua vida...

Ariela - Você tem razão... e mais: eu irei começar a refazer a minha vida agora!

Ariela beija Jonas. Os dois se beijam intensamente.

Corta para/

Cena 9 Casa de Eva/ Dia 

Maria e Eva se abraçam e choram.

Maria - Nossa, mãe... o meu irmão morto...

Eva - Eu ainda estou sem entender... o meu filho amado... tava vivo até esses dias, vai preso e morre!

Maria (abraça novamente a mãe) - Temos que rezar, mãe... temos que rezar...

Eva - Meu filho...

As duas continuam abraçadas. 

Corta para/

Anoitece.

Cena 10 Casa de Munique/ Interior/ Noite 

Munique chega em sua casa. A mulher está nervosa, joga seu celular com violência sobre o sofá. 

Munique - Aquela desgraçada da Maria... vai ter troco! Vai ter troco!

Ao acender as luzes, Munique vê alguém. 

Munique (surpresa) - Você? O que você está fazendo aqui? Saía da minha casa agora! Ei! Que arma é essa? Não... não!

Essa pessoa atira em Munique. São três tiros. A mulher cai no chão sangrando. Os tiros pegam todos na cabeça. 

Corta  para/

Cena 11 Delegacia/ Noite 

Fátima começa a fechar a sua sala. Jorge se aproxima. 

Fátima - Olha a hora... perdemos a noção do tempo hoje.

Jorge - Depois que você se separou do Heleno, você sempre está assim... antes você ficava mais preocupada de chegar logo em sua casa.

Fátima - Ai, Jorge... eu amava tanto o Heleno... uma pena que ele fez aquilo comigo... duas vezes!

Jorge - Se ele pedisse pra voltar, você voltaria?

Fátima - Não sei... acho que não. Depois de dois tapas na cara... choque de realidade, a gente teme acontecer uma terceira vez. Mas é a vida, né? 

Jorge - Bom, vamos indo, né?! Se não o relógio bate meia noite e ainda vamos estar aqui (ri).

Fátima  (ri) - Verdade.

Corta para/

Cena 12 Casa de Eva/ Exterior/ Noite 

Leão bate no portão da casa. Maria abre.

Maria  (surpresa) - Você? Uma hora dessas da noite.

Leão - Maria! Eu gostaria tanto de conversar com você... podemos?

Maria fica surpresa. Congela nele.








Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.