Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Terra do Sol - Capítulo 19

 



TERRA DO SOL (太陽の国) – CAPÍTULO 19


Web novela criada e escrita por: Luan Maciel

Produção Executiva: Ranable Webs 


CENA 1: INTERIOR. MANSÃO DA FAMÍLIA DUBOIS. QUARTO DE ESTELA/ CLOSET. MANHà

A CÂMERA MOSTRA QUE CELSO VEM ADENTRANDO NO QUARTO BEM SORRATEIRAMENTE. ELE ABRE A PORTA DO CLOSET E ENTRA. ELE VAI NA DIREÇÃO DE UM COFRE E COLOCA UMA SENHA, MAS ALGO DÁ ERRADO. CELSO VAI FICANDO MUITO NERVOSO. 

CELSO (furioso): - Desgraçada! A maldita da Estela mudou a senha do cofre. Aquela mulher acha que é mais esperta do que eu, mas eu vou provar o quão errada ela pode estar. 

NESSE MOMENTO A CÂMERA MOSTRA QUE ESTELA ESTÁ PARADA NA PORTA DO CLOSET E ELA FICANDO ENCARANDO CELSO. 

ESTELA (séria): - Você consegue descer ainda mais no meu conceito, Celso. Tentar me roubar é algo baixo até mesmo para você. (P) Você não passa de um mau-caráter que deveria estar preso.

CELSO: - Você só pode ter ficado louca, Estela. O dinheiro que está dentro desse cofre é tão meu quanto seu. Você não vai conseguir me impedir de conseguir isso. Você não é melhor do que eu, Estela. 

ESTELA FICA EM SILÊNCIO. ELA VAI NA DIREÇÃO DO COFRE E COLOCA A SENHA E ENTÃO O COFRE SE ABRE. NESSE INSTANTE CELSO FICA SURPRESO AO VER QUE O COFRE ESTÁ VAZIO. 

CELSO (inconformado): - O que significa isso, Estela? Onde é que está o dinheiro que estava aqui? O que foi que você fez sua infeliz? 

ESTELA (sorrindo): - Você se acha tão esperto, mas no fundo não passa de um imbecil. (P) Eu sei que você é pai da Keiko, Celso. E além disso ela me confirmou que você é um dos chefes da quadrilha que escraviza mulheres pela Europa. Eu tenho nojo de um dia ter sido sua mulher. 

CELSO: - Quem te disse isso? Foi aquele infeliz do seu filho, não é mesmo? Mas ele não tem como provar nada contra mim. Eu nunca serei preso. 

ESTELA JOGA UMA FOTO DE KEIKO NA MESA DEIXANDO CELSO MUITO NERVOSO. ELA SORRI DEIXANDO O VILÃO FORA DE SI. 

//


CENA 2: INTERIOR. CASA DE VALÉRIA E FABIANA. QUARTO. MANHà

FABIANA ESTÁ MUITO NERVOSA, E A VILÃ VAI DESCONTANDO O SEU ÓDIO EM TUDO QUE ENCONTRA PELA FRENTE. LOGO DEPOIS VALÉRIA CHEGA NO QUARTO OUVINDO TODO O BARULHO E ELA OLHA PARA FABIANA QUE ESTÁ CADA VEZ MAIS DESEQUILIBRADA. 

VALÉRIA (preocupada): - Minha filha…. O que foi que houve com você? (P) Fabiana…. Você precisa de ajuda. Essa sua obsessão pelo Lucas já está ficando fora de controle.  Você precisa entender que está doente. 

FABIANA (gritando): - Eu não estou louca. Quantas vezes eu vou ter que repetir que eu amo o Lucas. Tudo que eu fiz foi em nome desse amor. 

VALÉRIA: - Se você não parar com essa sua obsessão pelo Lucas eu serei obrigada a ir até a polícia dizer tudo que sei sobre a morte da Alice. Eu não quero fazer isso, mas você está me deixando sem alternativa, minha filha. 

FABIANA OLHA COM RAIVA PARA SUA PRÓPRIA MÃE. ELA SEGURA COM MUITA FORÇA NOS BRAÇOS DE VALÉRIA QUE FICA COM MEDO. 

FABIANA (manipuladora): - É o melhor que você pode fazer, não é mesmo? Você sempre quis me ver derrotada. Teve um caso anos com um homem que nunca te deu valor, e agora quer me colocar na cadeia. Que espécie de mãe você é? 

VALÉRIA (séria): - Realmente eu cometi muitos erros na minha vida, minha filha. Mas tudo que eu estou tentando fazer é para o seu bem.. Você não consegue perceber que está mal, e uma boa mãe deve cuidar de seus filhos. 

FABIANA: - Se você fosse uma boa mãe, realmente você iria me apoiar. Mas não tem problema. Eu já sei o que devo fazer. Eu tenho que tirar aquela oriental do meu caminho custe o que custar. Nem que para isso eu tenha que matar ela e ter o Lucas só para mim. 

VALÉRIA FICA PERPLEXA COM AS PALAVRAS DE FABIANA. A VILÃ EXPULSA SUA MÃE DO QUARTO QUE FICA SEM REAÇÃO.

//


CENA 3: INTERIOR. CASA DE SHIN E OLENKA. SALA. MANHà

A CÂMERA VEM ACOMPANHANDO OS PASSOS DE OLENKA QUE ENTRA NA CASA TOTALMENTE TRISTE DEPOIS DE AYUMI TER SIDO SEQUESTRADA. ELA ACABA CAINDO NO CHÃO CHORANDO COPIOSAMENTE. NESSE MOMENTO SHIN E HAYATO CHEGAM E FICAM SEM ENTENDER O QUE ESTÁ ACONTECENDO. 

SHIN (aflito): - Olenka…. Meu amor… O que você tem? Onde está a nossa filha? (P) Fala alguma coisa, Olenka. Você está me deixando preocupado. 

OLENKA (chorando): - Ela pegou a nossa filha, Shin. Eu tentei impedir aquela mulher de fazer isso, mas eu não consegui. Tudo isso foi culpa minha. Se eu fosse mais forte ela não teria pego a Ayumi.

SHIN: - Não…. Diz que isso é mentira, Olenka. A Mitsuko não pode ter pego a nossa menina. (P) Eu vou fazer o que for preciso para trazer a nossa filha de volta para casa, meu amor. Eu prometo. 

SHIN ESTÁ MUITO AGITADO. ELE TENTA SAIR PELA PORTA, MAS HAYATO NÃO PERMITE. ELES SE OLHAM BEM SÉRIOS.

SHIN (nervoso): - Hayato…. O que você pensa que está fazendo? Sai da minha frente agora. Eu não vou permitir que a sua mãe faça nada com a minha filha. Eu vou fazer o que for necessário para salvar a minha filha. 

HAYATO (sério): - E você acha que eu não sei disso, pai? Eu posso não conhecer muito a Ayumi, mas ela é minha irmã. Eu vou te ajudar a trazer ela para casa. A minha mãe está cada vez mais sem saída. Ela não tem para onde fugir. Pode ter certeza disso. 

OLENKA: - O Hayato está certo, meu amor. A Mitsuko é uma mulher perigosa e que tem muitos recursos. Toda ajuda contra ela é bem vinda. 

SHIN CONCORDA COM OLENKA. ELE DÁ UM BEIJO EM OLENKA. LOGO DEPOIS SHIN E HAYATO SAEM COM MUITA DETERMINAÇÃO. 

//


CENA 4: INTERIOR. MANSÃO DA FAMÍLIA DUBOIS. QUARTO DE ESTELA/ CLOSET. MANHà

CELSO NÃO CONSEGUE ACREDITAR QUE O COFRE ESTÁ VAZIO. ELE REVIRA TUDO, MAS NÃO ENCONTRA NADA. O VILÃO FICA POSSESSO DE RAIVA E LEVANTA A MÃO PARA ESTELA. NESSE MOMENTO LUCAS E KEIKO ENTRAM DEIXANDO CELSO TOTALMENTE ACUADO. 

CELSO (irritado): - Eu posso saber o que significa isso? Resolveram fazer um complô contra mim? Porque vocês não desistem de uma vez? Isso nunca vai funcionar. Vocês não tem nada contra mim. 

LUCAS (firme): - Eu não contaria com isso, Celso. A Keiko é uma prova viva dos seus crimes. Não tem como você escapar da justiça. 

KEIKO: - Desde que eu era criança eu sempre sonhava com o dia que eu iria conhecer o meu pai. Mas eu jamais poderia imaginar que você era um déspota que não se importa com a vida humana. Você é uma decepção. 

CELSO SE APROXIMA DE KEIKO E OLHA NOS OLHOS DELA. 

CELSO (ardiloso): - Você quer saber a verdade, e então vamos lá. Eu nunca gostei da sua mãe, e eu nunca quis ter uma filha. Tudo que eu me importo é com o dinheiro e o poder. Isso sim é importante. 

ESTELA (séria): - Como você tem coragem de dizer isso na cara dela, Celso? Eu não entendo como a Keiko pode ser sua filha. Ela não merece ter um pai como você. Mas a partir de hoje eu vou cuidar dela. 

KEIKO: - Está tudo bem, dona Estela. Eu não penso nesse homem como meu pai. (P) Para mim você é apenas um bandido que merece a cadeia. 

LUCAS (confiante): - Isso está mais perto de acontecer, Keiko. (T) A polícia já está toda lá fora, Celso. Você não tem para onde fugir. Você só sai daqui algemado direto para a prisão. Você está acabado. 

CELSO DICA TOTALMENTE NERVOSO. ELE VAI ATÉ A JANELA E VÊ MUITOS CARROS DE POLÍCIA CERCANDO A MANSÃO. 

//


CENA 5: INTERIOR. CASA DE SHIN E OLENKA. SALA. MANHà

OLENKA ANDA PELA CASA VAZIA. ELA CONTINUA CHORANDO DE UMA FORMA BEM DOLOROSA. NESSE A PORTA DA VASA VAI SE ABRINDO, E SEM QUE OLENKA POSSA PERCEBER RAMON ENTRA NA CASA E COLOCA AS MÃOS SOBRE A BOCA DE OLENKA PARA QUE ELA NÃO POSSA GRITAR.

RAMON (sussurrando): - Finalmente eu vou conseguir aquilo que eu mais desejo. Você finalmente vai ser minha, Olenka. Ninguém pode te ajudar. 

OLENKA (apavorada): - Ramon…. O que você ainda quer comigo? Quando é que você vai entender que eu não quero nada com você. Porque você não consegue respeitar a minha vontade? Você escolheu a pior hora para me perturbar. Se você não sair daqui eu vou gritar. 

RAMON: - Você pode gritar o quanto quiser, Olenka. Você está sozinha e vulnerável. Eu perdi tudo que eu tinha, e agora eu quero você para mim. Eu não vou desistir enquanto você não admitir que você me ama. 

RAMON COMEÇA A TENTAR ABUSAR DE OLENKA. NESSE MOMENTO ZECA ESTÁ PASSANDO E VÊ O QUE ESTÁ ACONTECENDO. ELE NÃO PERDE TEMPO ENTRA CASA E TIRA RAMON DE CIMA DE OLENKA. 

ZECA (em choque): - Pai…. O que você está fazendo? Solte a dona Olenka agora mesmo. Você precisa entender que ela não quer nada com você. 

RAMON (furioso):.- Agora você se lembra que tem pai, seu desnaturado. Eu quero me vingar dessa desgraçada, pois tudo de ruim que aconteceu na minha vida foi culpa dela. Nem mesmo você vai me impedir, Zeca. 

OLENKA: - Eu nunca fiz nada para te prejudicar, Ramon. Eu apenas me casei com o homem que eu amo. E agora a minha filha está nas mãos de uma assassina que quer destruir a qualquer custo o meu marido. Você não tem nenhum pouco de empatia? 

ZECA (surpreso): - Olenka…. Diz para mim que isso é mentira. Diz que a Ayumi está bem. (P) Isso não pode ser verdade. Não pode. 

ZECA FICA MUITO PREOCUPADO. NESSE MOMENTO RAMON APROVEITA A OPORTUNIDADE PARA FUGIR. ZECA E OLENKA SE OLHAM PREOCUPADOS. 

//


CENA 6: INTERIOR. PRÉDIO EM CONSTRUÇÃO. TOPO. MANHà

AYUMI ESTÁ A BEIRA DO PRECIPÍCIO SOBE A MIRA DA ARMA DE MITSUKO. NESSA MOMENTO SHIN E HAYATO VEN SUBINDO AS ESCADAS EM DIREÇÃO DE ONDE A VILÃ ESTÁ. MITSUKO OLHA COM MUITO ÓDIO PARA SHIN E PARA HAYATO. 

MITSUKO (fria): - Olha só quem resolveu aparecer? Eu disse para você vir sozinho, Shin. Porque não consegue fazer as coisas como eu quero. Eu não queria ter que fazer isso, mas a sua filha vai pagar pelo seu erro. 

SHIN (suplicando): - Não faça isso, Mitsuko. A minha filha não tem nada haver com essa história. Eu estou te suplicando. Não faz isso. 

AYUMI: - Pai…. Me ajuda. Eu não quero morrer. Eu estou com medo. 

SHIN (sério): - Calma, minha filha. Eu prometo para você que a gente vai sair dessa situação. Isso é tudo culpa minha. Mas eu vou te salvar. 

HAYATO SE APROXIMA DE MITSUKO. ELES SE ENCARAM EM SILÊNCIO. 

HAYATO (sério): - Você acha que não foi longe demais, mãe? Essa sua sede de poder está arruinando a vida de muitas pessoas. Isso precisa acabar o quanto antes. Eu não vou deixar você fazer mal a mais ninguém. 

MITSUKO (nervosa): - Era para você ficar do meu lado, Hayato. Tudo isso é culpa daquela desgraçada da Keiko. Ela tinha que ter sido vendida como escrava para a Europa. Ela te trocou por um gaijin. Você é mais fraco do que eu pensei. 

HAYATO: - Eu não tenho controle sobre como a Keiko você a vida dela. Se ela ama o Lucas então eu não posso fazer nada. A única coisa que eu posso fazer nesse momento é te impedir de matar uma pessoa inocente. 

MITSUKO SOLTA AYUMI QUE CORRE E ABRAÇA SHIN COM MUITA FORÇA. NESSE MOMENTO UM HELICÓPTERO COMEÇA A SOBREVOAR O ESPAÇO AÉREO DO PRÉDIO EM CONSTRUÇÃO. O PILOTO DO HELICÓPTERO CHEGA BEM PERTO DO PRÉDIO E MITSUKO SOBE NO HELICÓPTERO QUE VAI EMBORA DALI EM QUESTÃO DE SEGUNDOS. A CÂMERA MOSTRA HAYATO OLHANDO O HELICÓPTERO IR EMBORA. 

//


CENA 7: INTERIOR. MANSÃO DA FAMÍLIA DUBOIS. CLOSET/ JARDIM EXTERNO. MANHà

CLOSE EM CELSO QUE CONTINUA PARADO NA JANELA VENDO MUITOS POLICIAIS INVADINDO A MANSÃO, E INDO ATRÁS DELE. SEM PENSAR DUAS VEZES O VILÃO TIRA UMA ARMA DE SUA CINTURA E APONTA NA DIREÇÃO DE LUCAS QUE O ENCARA SEM MEDO ALGUM. 

CELSO (fora de controle): - Vocês armaram para mim. Eu não vou ser preso. Antes que isso possa acontecer eu juro que eu mato todos vocês. 

LUCAS (firme): - Tem certeza que você quer fazer isso, Celso? Como eu disse antes você está cercado. Não importa o que faça. O fim será o mesmo. (P) Eu terei o prazer de te ver atrás das grades..

KEIKO: - Isso é por todas as mulheres que sofreram graças a você e a Mitsuko. Eu jurei para mim que iria conseguir fazer justiça por todas elas. 

ESTELA (ponderando): - Acabou, Celso. O seu reinado de terror finalmente chegou ao fim. (T) Depois daquela noite que você abusou de mim eu prometi para mim mesma que nunca mais eu iria deixar você me ferir novamente. E tenha certeza de uma coisa: Com você preso eu irei conseguir a separação e você não terá direito a nada. 

CELSO FICA CADA VEZ MAIS NERVOSO. ELE TENTA DAR UM TIRO EM LUCAS, MAS A ARMA FALHA. NESSE MOMENTO ALGUNS POLICIAIS INVADEM O CLOSET E APONTAM AS ARMAS PARA O VILÃO. 

POLICIAL (figurante); - Celso Cipriaris…. Você está preso. É melhor você não tentar nada se não eu serei obrigado a ter uma atitude drástica. 

CELSO (alterado): - Você sabe com quem está falando? Eu não sou um bandido comum. Quanto vocês querem para esquecer de tudo isso? 

ESTELA: - É por isso que esse país não vai para frente. Porque pessoas como você acham que o dinheiro pode comprar tudo até a liberdade. 

O POLICIAL DESARMA CELSO E DEPOIS ALGEMA ELE. CELSO VAI SENDO LEVADO PRESO. KEIKO RESPIRA DE ALÍVIO. LUCAS A ABRAÇA CARINHOSAMENTE. ESTELA OLHA PARA ELES SORRINDO. 


A IMAGEM CONGELA NO ABRAÇO DE KEIKO E LUCAS. AOS POUCOS A IMAGEM VAI GANHANDO UM TOM ALARANJADO COMO SE O SOL ESTIVESSE NASCENDO NO HORIZONTE. 











Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.