Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Terra do Sol - Capitulo 29 (Últimas Semanas)

 

TERRA DO SOL (太陽の国) – CAPÍTULO 29

Web novela criada e escrita por: Luan Maciel

Produção Executiva: Ranable Webs

CENA 1: INTERIOR. TRIBUNAL. CORREDOR. DIA

A CÂMERA FOCA CLARAMENTE EM MITSUKO QIE ESTÁ SENDO

CONDUZIDA POR UM OFICIAL DE JUSTIÇA PARA FORA DO TRIBUNAL.

NESSE MOMENTO HAYATO VEM VINDO NA DIREÇÃO DE MITSUKO. A VILÃ

OLHA COM ÓDIO PARA O SEU PRÓPRIO FILHO.

MITSUKO (nervosa): - Está satisfeito, seu ingrato? Agora que eu irei ficar o

resto da minha vida presa talvez você se alegre um pouco mais, Hayato.

(P) Isso é tão difícil. O meu próprio filho ficar contra mim.

HAYATO (ponderando): - Eu nunca quis que isso acontecesse, mãe. Mas a

senhora se tornou um pessoa que eu desconheço. Essa não é você.

MITSUKO: - Mas a culpa não é totalmente sua, Hayato. Isso é culpa da

influência daquele seu pai. Mas não se preocupe que eu tenho um plano

para virar esse jogo. E eu vou precisar da sua ajuda.

HAYATO FICA A POUCOS CENTÍMETROS DE SUA MÃE. O OFICIAL DE

JUSTIÇA COMEÇA A NÃO GOSTAR DO RUMO DA CONVERSA.

OFICIAL (figurante): - Chega dessa conversa fiada. Você vai comigo para o

presídio feminino agora mesmo, Mitsuko. Dê adeus ao seu filho.

HAYATO (suplicando): - Por favor oficial. Me dê só mais um minuto. (T)

Mãe… Porque você não se arrepende de todos os seus crimes. Eu sei que a

justiça iria pegar leve na sua sentença se visse o seu arrependimento.

MITSUKO: - Você só pode estar de brincadeira, Hayato. Eu não me

arrependo de nada que eu fiz. (P) Oficial…. Me leve daqui agora. Eu tenho

mais nada o que falar com esse homem.

O OFICIAL VAI LEVANDO MITSUKO EMBORA. A VILÃ NÃO OLHA PARA

TRÁS. HAYATO FICA MUITO TRISTE COM A ATITUDE DE SUA MÃE.

//

CENA 2: INTERIOR. DELEGACIA. CARCERAGEM. DIA


CELSO VEM ANDANDO PELA ÁREA DA CELA DA DELEGACIA E ELE É

ACOMPANHADO POR UM CARCEREIRO. LOGO DEPOIS O VILÃO DÁ UMA

BOA QUANTIA PARA O CARCEREIRO QUE VAI SAINDO DO LOCAL. EM

SEGUIDA CELSO FICA FRENTE A FRENTE COM FABIANA QUE ESTÁ CADA

VEZ MAIS DESEQUILIBRADA.

CELSO (manipulador): - Olha só como o destino é engraçado. A poucos

dias atrás era eu que estava atrás das grades e você tentou me matar.

Isso não é engraçado? Você está finalmente onde merece.

FABIANA (séria): - Você precisa me ajudar, Celso. Eu não posso ficar nesse

lugar nem mais um segundo. (P) Foi você que me convenceu a matar a

Alice. Se eu estou presa aqui a culpa é sua. Eu sou sua filha.

CELSO: - Agora você se lembra que é minha filha? Não venha querer tirar

o seu corpo dessa história, pois não vai funcionar. Eu posso ter dado a

ideia de matar a Alice, mas você aceitou. Você é igualzinha a mim.

FABIANA FICA FORA DE SI. CELSO SORRI CINICAMENTE.

FABIANA (gritando): - Você pode até achar, mas não é melhor do que eu.

Uma hora ou outra a sua casa vai cair, e eu vou estar lá para ver você

perder tudo o que sempre quis. Agora eu posso ver que tanto eu quanto a

sonsa da Keiko fomos vítimas em sua rede de mentiras.

CELSO (ardiloso): - E quem você acha que vai acreditar? Em mim que sou

rico e tenho muito prestígio ou em você que não tem onde cair morta?

Aceite o óbvio de uma vez, Fabiana. Você perto de mim não é ninguém.

FABIANA: - Como você pode ser tão desprezível assim. Tudo o que eu fiz

foi por amor ao Lucas, mas você…. Tudo que você pensa é em dinheiro,

poder e status. Eu não sei como você pode ser o meu pai.

CELSO (frio): - Você é igual a sua mãe. Uma mulher fraca que apela para

seus sentimentos para se sentir melhor. Você nunca seria uma boa filha

para mim. Já a Keiko é diferente. Ela sim merece ser minha filha. Mesmo

com tudo que eu fiz, ela jamais pensou em desistir.

CELSO DÁ AS COSTAS PARA FABIANA E VAI EMBORA. A CÂMERA MOSTRA

QUE FABIANA FICA COM MAIS ÓDIO EM SEU OLHAR.

//


CENA 3: INTERIOR. HOSPITAL. LEITO. DIA

CLOSE EM INÁCIO QUE ESTÁ TERMINANDO DE ARRUMAR A SUA MALA

PARA IR EMBORA DO HOSPITAL. NESSE MOMENTO DIARA ENTRA NO

QUARTO E SE APROXIMANDO DE INÁCIO COM UM SORRISO EM SEU

ROSTO. INÁCIO PERCEBE A FELICIDADE NO OLHAR DE DIARA.

INÁCIO (curioso): - O que foi que aconteceu, Diara? Eu te conheço muito

bem. Você não consegue me enganar. Eu sei que você quer me contar

alguma coisa. (P) Me conte de uma vez. Estou curioso.

DIARA (sorrindo): - Eu não conhecia esse seu lado fofoqueiro, Inácio. (T)

O resultado da Mitsuko finalmente saiu. Ela foi condenada há mais de 27

anos de prisão. Nós conseguimos, meu amor. A justiça foi feita.

INÁCIO: - Você me chamou de amor, Diara? Você nunca me chamou assim

antes. Você não imagina o quanto eu sonhei em ouvir isso de você.

INÁCIO PEGA DIARA PELO BRAÇO E A BEIJA. LOGO DEPOIS DIARA SAI

ANDANDO PELO LEITO DO HOSPITAL E OLHANDO PARA INÁCIO.

DIARA (sorrindo): - Eu acho que você está muito convencido, Inácio. Mas

mudando de assunto eu estava pensando em a gente fazer uma festa

surpresa para o Lucas e a Keiko. Depois de tudo que eles passaram eles

merecem um pouco de distração.

INÁCIO (concordando): - Essa é uma ótima idéia, Diara. Nós precisamos

esquecer tudo que a Mitsuko fez contra nós. Ter um respiro.

DIARA: - Essa é a ideia. Eu quero esperar o Lucas e a Keiko no meu

apartamento. Eles devem estar comemorando uma hora dessas.

INÁCIO CONCORDA. ELE E DIARA VÃO SAINDO DO LEITO DO HOSPITAL.

//

CENA 4: EXTERIOR. TRIBUNAL. ESCADARIA. DIA

OS JORNALISTAS AINDA ESTÃO REUNIDOS NA ENTRADA DO TRIBUNAL.

NESSE MOMENTO LUCAS E KEIKO VÃO SAINDO DE MÃOS DADAS E OS

JORNALISTAS TIRAM MUITAS FOTOS. ASSIM QUE DESCEM A ESCADARIA

LUCAS E KIKO DÃO DE CARA COM SHIN QUE ESTÁ CHEGANDO AO LOCAL.


SHIN (sério): - Keiko…. Como é bom te ver novamente, menina. Eu fico

feliz que tudo tenha acabado da melhor maneira possível para vocês. Eu

sinto muito pelo o que aconteceu com o seu avô. Eu me sinto culpado.

KEIKO (ponderando): - Você não tem culpa de nada , Shin. A única

culpada da morte do meu avô é a Mitsuko e agora ela vai responder por

tudo que ela fez. (P) Eu tenho uma dívida de gratidão com você e com a

Olenka. Vocês me ajudaram quando eu mais precisava.

LUCAS: - A Keiko está coberta de razão, Shin. Esse inferno finalmente

acabou. A Mitsuko está presa. A Fabiana também está. A única coisa que

eu não me conformo é o Celso ter conseguido sair ileso de tudo isso.

LUCAS FICA MUITO TENSO. KEIKO TOCA EM SUAS MÃOS. A CÂMERA

MOSTRA QUE SHIN ESTÁ QUERENDO FALAR ALGO. LUCAS PERCEBE.

LUCAS (firme): - Eu sei exatamente o que você está pensando, Shin. Eu

não te aconselho a procurar a Mitsuko nesse momento. Ela está furiosa

depois da sentença e deve estar se sentindo muito acuada. Ela pode tentar

fazer alguma coisa contra você.

KEIKO (séria): - O Lucas está certo, Shin. O que nós devemos fazer agora

é esquecer que essa mulher existe. Ela só nos fez mal.

SHIN: - Vocês não entendem. Eu prefiro fazer isso para deixar o passado

para trás de uma vez por todas. Querendo ou não ela fez parte da minha

vida. Ela é mãe do meu filho.

LUCAS (precavido): - Faça o que você achar melhor, Shin. Mas tome muito

cuidado que mesmo presa a Mitsuko é uma mulher muito perigosa.

SHIN FICA PENSANDO EM TUDO O QUE OUVIU. LUCAS E KEIKO ENTRAM

DENTRO DE UM CARRO QUE VAI INDO EMBORA.

//

CENA 5: EXTERIOR. BAIRRO DA LIBERDADE. PRAÇA. TARDE

AYUMI ESTÁ SENTADA NO BANCO DA PRAÇA, E ESTÁ COM OS SEUS

PENSAMENTOS NAS NUVENS. NESSE INSTANTE ZECA VEM SE

APROXIMANDO DELA E COLOCA AS MÃOS EM SEUS OLHOS. AYUMI

PERCEBE A PRESENÇA DE ZECA. ELA NÃO ESCONDE O SEU SEMBLANTE

DE TRISTEZA.


ZECA (preocupado): - O que está acontecendo com você, meu amor? Eu

achei você estaria feliz depois que o meu pai pediu perdão por tudo que

fez e que agora ele aceita o nosso namoro. O que tem de errado?

AYUMI (triste): - É claro que eu tô feliz, Zeca. Mas o meu pai insiste que o

seu pai está fingindo esse arrependimento. Eu tô sentindo que o meu pai

está deixando tudo que aconteceu tornar ele uma pessoa pior.

ZECA: - Eu não acredito que o seu pai seja ruim, meu amor. Ele apenas

está descrente diante de tudo que houve. Se você quiser eu posso

conversar com ele. Eu não vejo nenhum problema.

ZECA ABRAÇA AYUMI QUE DESMANCHA EM LÁGRIMAS. LOGO DEPOIS

ZECA ENXUGA AS LÁGRIMAS NO ROSTO DE AYUMI.

ZECA (decidido): - Eu já sei exatamente o que eu vou fazer, Ayumi. Eu

mesmo vou conversar com o seu pai. Nós precisamos acabar com essas

divergências de nossas famílias. Isso precisa acabar.

AYUMI (duvidando): - Você tem certeza disso, meu amor? Eu não quero

que você e o meu pai fiquem um contra o outro. Isso não seria nada bom.

ZECA: - Eu tenho certeza absoluta, Ayumi. Eu sempre me dei bem com o

seu pai. E além do que eu faço qualquer coisa para ver um sorriso seu.

AYUMI BEIJA ZECA COM MUITO AMOR. ELES TROCAM CARINHOS

ENQUANTO ALGUMAS FOLHAS DAS ÁRVORES CAEM NO CHÃO.

//


• TRANSIÇÃO DE TEMPO: ALGUNS DIAS DEPOIS •


CENA 6: EXTERIOR. PRESÍDIO FEMININO. PÁTIO. DIA

FABIANA VEM ANDANDO PELO PÁTIO DO PRESÍDIO FEMININO, E ELA VAI

TRANSITANDO EM AS OUTRAS DETENTAS. NESSE MOMENTO MITSUKO

VEM EM SUA DIREÇÃO E ELAS COMEÇAM A SE AFASTAR CADA VEZ MAIS

DOS GUARDAS. ELAS COMEÇAM A SUSSURRAR.

MITSUKO (sussurrando): - Nós precisamos falar baixo, pois esses guardas

estão no nosso pé. (P) Eu estou planejando fugir desse inferno. E eu vou

precisar da sua ajuda. O que você me diz, Fabiana?


FABIANA (nervosa): - Pode me tirar dessa, Mitsuko. Se hoje eu estou

nesse lugar a culpa é sua e do infeliz do Celso. Eu não vou te ajudar de

forma nenhuma. Essa é minha última palavra.

MITSUKO: - Deixa de ser idiota, Fabiana. Eu estou te dando a única chance

de você se vingar das pessoas que realmente te colocaram aqui dentro. Oi

você já esqueceu que foi o Lucas e a Keiko que destruiriam a sua vida?

Você não pode deixar eles ganharem assim. O que você me diz?

FABIANA FICA TENTADA COM O QUE MITSUKO ESTÁ FALANDO. MESMO

NÃO CONFIANDO NA VILÃ, FABIANA CONCORDA.

MITSUKO (séria): - A Keiko merece todo o sofrimento do mundo. Por culpa

daquele maldita que nós estamos presas nesse lugar.

FABIANA (sem entender): - E o que você está pensando em fazer,

Mitsuko? Você sabe muito bem que não tem como fugir daqui. Esses

guardas jamais irão permitir qu na gente consiga fugir.

MITSUKO: - Com isso você não precisa se preocupar, Fabiana. Eu já tenho

tudo planejado. Nós vamos sair desse buraco e vamos se vingar da Keiko.

MITSUKO E FABIANA SE ENCARAM. AS VILÃS FICAM OLHANDO PARA OS

GUARDAS QUE NEM ESTÃO DESCONFIADOS DE ABSOLUTAMENTE NADA.

//

CENA 7: INTERIOR. CREMATÓRIO ORIENTAL. DIA

EM UM PLANO INTIMISTA A CÂMERA MOSTRA QUE KEIKO ESTÁ A BEIRA

DO CAIXÃO DE KENJI. AO SEU LADO ESTÃO LUCAS E ESTELA QUE FICAM

EM SILÊNCIO RESPEITANDO ESSE MOMENTO DE DOR DE KEIKO. LOGO

DEPOIS KEIKO COLOCA UM ORIGAMI DE UMA FÊNIX NO CAIXÃO, E ELA

NÃO CONSEGUE SEGURAR A EMOÇÃO NESSE MOMENTO.

KEIKO (chorando): - Sobo…. Eu sinto muito..Eu não queria que as coisas

tivessem terminado dessa maneira. Você não merecia esse fim. Eu queria

tanto que você estivesse ao meu lado para desfrutar dessa felicidade.

LUCAS ABRAÇA KEIKO EM UM GESTO DE CARINHO. ELE A CONFORTA

NESSE MOMENTO TÃO DIFÍCIL. ESTELA OBSERVA ELES.

LUCAS (amável): - Onde quer que o seu avô esteja ele sabe que você

sente muito, Keiko. Tudo o que ele fez foi por amor a você.


ESTELA: - Eu conheço pouco do seu avô, Keiko. Mas o pouco que eu pude

conhecer eu vi o quanto ele te amava. No final isso que importa.

KEIKO CONCORDA POSITIVAMENTE COM A CABEÇA. NESSE MOMENTO A

NOSSA PROTAGONISTA TOCA SUAVEMENTE NAS MÃOS DE LUCAS.

KEIKO (seria): - Lucas…. Você tem que me prometer que vamos levar as

cinzas do meu avô para o Japão. Eu quero que ele tenha o descanso

eterno em nossa terra natal. É tudo o que eu quero.

LUCAS (comprometido): - É claro que eu prometo, Keiko. O seu avô era

um homem de quem eu gostava muito. Nós vamos fazer isso sim.

KEIKO: - Muito obrigada, meu amor. Eu não sei o que seria da minha vida

sem você. (P) Você e sua mãe são a única família que eu tenho.

LUCAS ESBOÇA UM SORRISO. NESSE MOMENTO O CAIXÃO COM O CORPO

DE KENJI ENTRA NO FOGO DO CREMATÓRIO. KEIKO FICA MUITO

EMOCIONADA COM ESSA CERIMÔNIA TÃO DELICADA.

A IMAGEM CONGELA NO SEMBLANTE TRISTE DE KEIKO. AOS POUCOS A

IMAGEM VAI GANHANDO UM TOM ALARANJADO COMO SE O SOL

ESTIVESSE NASCENDO NO HORIZONTE.


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.