Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Amor Astral - Capítulo 26 (Reprise)

 


Capítulo 26 (Últimas semanas)

- No capítulo anterior:

LUCIANA: Eu vim ver a minha filha!

LUIZA: Você não é bem-vinda na minha casa, sua ordinária. Além disso, você não tem o direito de chama-la de filha, você perdeu esse direito quando a abandonou sem deixar rastros.

BEATRIZ: Não precisa se preocupar, tia. Ela já estava de saída, não era?

LUCIANA: (Com lágrimas nos olhos, Luciana olha para Beatriz e Luiza).

LUIZA: Eu vou ajudá-la a encontrar o caminho da rua! (Luiza agarra Luciana pelo braço e a arrasta para fora da propriedade).

LUCIANA: Luiza, por favor me dê uma chance, eu preciso tanto conversar com você minha irmã... (Diz enquanto é arrastada pela irmã).

LUIZA: Eu não quero mais te ver nem pintada de ouro, tenho vergonha de ser sua irmã, você vai ficar no seu lugar agora, na rua sua cachorra! (Empurra a irmã para fora de casa e fecha o portão).

----

(Carolina ainda está tomando café na sala de jantar quando a campainha toca).

CAROLINA: Que inferno, quem será? Mas será possível que eu não posso mais tomar café em paz? Se for a dupla de otários da classe “E”, eu vou jogá-los pela janela! (Carolina levanta-se e vai até a porta, em seguida destranca e por fim a abre).

IARA: Oi amiga, cheguei a tempo do café da manhã? (Diz ao ver Carolina).

- Fique agora com o capítulo de hoje!

Cena  01 – Cobertura Montenegro [Interna/Dia]
(Carolina fica sem conseguir acreditar que Iara teve coragem de ir até sua casa).
                                        
CAROLINA: O que deu em você? Ficou maluca? Como se atreve a pisar na minha casa?

IARA: Não vai me convidar para entrar, amiga?

CAROLINA: (Tenta fechar a porta na cara de Iara, porém ela coloca o pé e impede).

IARA: (Empurra a porta e entra) Se estragar meu salto, eu vou ter que pegar um dos seus, entendeu Cacau? Nossa, que apartamento enorme! (Diz após dar uma boa observada no interior da cobertura).

CAROLINA: Eu já disse para você não me chamar de Cacau! (Fecha a porta com violência).

IARA: Disse? Eu esqueci, porém resolvi chamar você como eu bem entender. Gosto de “Cacau” para lembrar do nosso passado, lembra quando a gente fugiu com o dinheiro do Tobias e fazíamos programa aqui em Recife? Você era uma ótima rainha em rodar bolsinha!

CAROLINA: O que é que você quer? Eu vou arrumar o seu dinheiro!

IARA: O que eu quero? Vou começar dando uma boa olhada no seu quarto! (Iara corre e começa subir a escada).

CAROLINA: Volta aqui sua desgraçada! (Corre aos gritos e sobe a escada atrás de Iara).

(No andar de cima, Iara admira as obras de arte no corredor e sai abrindo as portas de todos os quartos até chegar o de Carolina).

IARA: Caraca! O meu barraco todo na favela cabe dentro desse quarto e ainda sobre bastante espaço!

CAROLINA: Saia da minha casa, sua ordinária. (Ordena).

IARA: Sair? Agora só estou começando a diversão. Vou experimentar algumas coisas, tá? (Diz ao entrar no closet de Carolina).

Cena  02 – Cabaré de Dona Cissa [Interna/Dia]
(Cissa abre a porta do quarto de Iara e estranha a sua ausência).

DONA CISSA: Ué, cadê essa menina? (Questiona e em seguida vai até o salão principal do cabaré, lá Serena conversa enquanto organiza algumas coisas com outros funcionários).

SERENA: Caiu da cama, Cissa?

DONA CISSA: Não estava conseguindo ficar na cama, daí levantei, enfim. Vocês viram a Iara? Fui até o quarto dela e ela não estava lá.

SERENA: Ela acordou bem cedo e saiu, não disse para onde ia!

DONA CISSA: Ah foi? Sei, está bem... Obrigada! (Dona Cissa desconfia, porém disfarça).

Cena  03 – Delegacia [Interna/Dia]
(Almeida estuda a vida de Cadu na internet, quando a Inspetora Carina adentra em sua sala).

INSPETORA CARINA: Atrapalho? (Questiona parada na porta).

DELEGADO ALMEIDA: Não, não... Pode entrar! Estava aqui dando uma reavaliada no caso do Montenegro e você, conseguiu alguma coisa?

INSPETORA CARINA: Bom, eu estive na Casa Amarela, bairro onde a vítima morava e o barraco dela está vazio. Conversando com a vizinhança, ela tem uma péssima fama e vamos precisar um pouco mais.

DELEGADO ALMEIDA: Péssima fama? Seja clara!

INSPETORA CARINA: Ela era uma exploradora infantil, fazia várias crianças trabalharem para ela, as crianças fugiram de lá quando ela demorou a voltar e... Soube que ela era aliciadora sexual. Ainda de acordo com as minhas apurações, descobri que ela tem uma filha.

DELEGADO: Ótimo e onde está essa filha?

INSPETORA CARINA: Isso só Deus sabe, ela desapareceu! (Conclui).


Cena  04 – Cobertura Montenegro [Interna/Dia]
(Carolina anda de um lado para o outro no quarto, completamente nervosa).

IARA: Eu gostei desse colar e desse sapato com detalhes de saltos, vou levar! (Diz ao sair do closet).

CAROLINA: Claro que não, ficou doida? Essas coisas custaram caro, você não está acostumada a coisa boa, você é pobre, baixa, ralé!

IARA: Ah não vou? Isso é o que vamos ver! (Iara sai do quarto apressada para o andar debaixo).

CAROLINA: Ah, mas você não vai levar! (Carolina vai atrás de Iara).

(Iara desce a escada correndo e Carolina vem logo atrás).

CAROLINA: Volta aqui sua cadela suja! (Carolina puxa Iara pelo braço e lhe dá um tapa na cara).

IARA: (Devolve o tapa em seguida) Eu não levo desaforo para casa, entendeu sua prostituta barata?

(Nesse momento, Alberto abre a porta e entra em casa, pois esquecera uma pasta com contratos importantes em seu quarto e estava ali para buscá-la).

ALBERTO: Eu não sabia que tinha visitas, atrapalho alguma coisa?

CAROLINA: Não, ela é promotora de uma das marcas de maquiagem que eu divulgo nas redes sociais e veio me passar umas novidades, mas já estava de saída não é querida?

IARA: Claro amiga! Outro dia eu volto para tomar café. (Iara vai até a porta, passando bem perto de Alberto, enquanto o devorava com os olhos).

ALBERTO: (Observa os sapatos de Iara e percebe que são de Carolina, mas disfarça) Volte sempre!

IARA: Eu vou voltar sim, espero que esteja em casa para conversar mais... Tchau! (Iara vai embora).

CAROLINA: (Para evitar que Alberto queira maiores informações sobre Iara, logo dá um jeito de sair dali) Bom, eu vou me trocar pois irei ver umas lojas parceiras para o shopping, tchau! (sobe a escada, enquanto é observada por Alberto).



Cena  05 – Haras Ferraz [Interna/Dia]
(Marilda serve um suco para Tobias e Coruja que estão sentados próximos à piscina).

TOBIAS: (Observa Coruja triste, sentado na borda da piscina molhando apenas os pés) Está um calorão, não quer entrar na piscina garoto?

CORUJA: Eu prefiro esperar a Clarissa!

TOBIAS: (Olha para o relógio no pulso e ao perceber que está ficando tarde, tenta animar o menino) Eu acho que ela não vem mais... Seremos só nós dois hoje!

Música da cena: Não Olha Assim Pra Mim - OutroEu

CLARISSA: Está enganado, eu estou bem aqui para o dia de piscina! (Diz Clarissa ao se aproximar de óculos escuros e chapéu).

CORUJA: (Levanta e corre até Clarissa para abraça-la) Que bom que você veio, vamos tomar um banho?

CLARISSA: Vamos sim!

(Clarissa coloca sua bolsa em uma cadeira, em seguida tira sua saída de banho e revela que está usando um biquini. Tobias tenta disfarçar, mas não consegue não prestar atenção nela. Em seguida, Clarissa e Coruja saltam na piscina).

SÉRGIO: Bom dia, professora! Aproveitando bem o dia de sol, né? (Diz o veterinário ao se aproximar).

CLARISSA: Você! Quanto tempo, nunca mais havia te visto. Está gostando do trabalho?

SÉRGIO: Completamente!

TOBIAS: (Enciumado) Vocês se conhecem?

SÉRGIO: Sim, quando cheguei na cidade, ela que me ajudou a conseguir me situar na cidade.

CLARISSA: Pois é, e eu fico muito feliz que tudo tenha dado certo!

CORUJA: (Olha para os dois lados e percebe o climão) Não vai entrar na piscina, Tobias?

CLARISSA: Ele é Tobias Ferraz, menino! Não faz esse tipo de coisa. (Ironiza).

TOBIAS: Claro que faço! (Tobias tira os sapatos, o chapéu e em seguida pula na piscina).

CLARISSA: Olha me surpreendeu!

TOBIAS: Modéstia a parte, mas eu nado muito bem.

CLARISSA: Não estou falado de sua performance na piscina, pelo contrário. Não sabia que estava lançando moda!

TOBIAS: Lançando moda? Eu não entendi.

CLARISSA: Você esqueceu de tirar a roupa antes de saltar na piscina. (Clarissa ri e em seguida mergulha, deixando Tobias encabulado).

Cena  06 – Casa de Luiza [Interna/Tarde]
(Beto entrega um copo de suco para Beatriz que está sentada na cama escrevendo num caderno).

BETO: Posso saber o que a mulher mais linda do mundo está fazendo?

BEATRIZ: Você não imagina?

BETO: Não!

BEATRIZ: Estou preparando as coisas para o nosso noivado...

BETO: Que coisa boa! Mas eu acho que isso pode esperar e a gente pode dar uma namoradinha, que hoje é sábado! (Beto retira o caderno do colo de Beatriz, os dois se beijam e caem na cama em seguida).

Cena  07 – Casa de Luiza [Interna/Tarde]
Música da cena: How Deep Is Your Love – Maria Augusta
(Ao som da música, os dias amanhecem e anoitecem, repetindo o mesmo processo durante alguns momentos, conforme é apresentado o cotidiano da vida de alguns personagens).

- Beatriz e Beto passeiam pela cidade enquanto são observados por Orlando.
- As noites no cabaré de Cissa são um verdadeiro sucesso.
- Eulália continua rezando e repreendendo seu interesse por Severino.
- Carolina continua mentindo para Alberto, que desconfia que ela está mentindo.
- Clarissa, Coruja e Tobias continuam fazendo atividades juntos.
- Carina visita a mãe em Correntes.
- Benedito toma um café observando a cidade através de sua janela.
- Luiza ajuda Beatriz a organizar o noivado.
- Severino e Israel vão até o cabaré e Severino chama a atenção de Iara.
- Delegado Almeida e a Inspetora Carina continuam investigando a vida de Candelária.
- Vera entra em contato com os pais de Guilherme, porém não consegue notícias sobre o jornalista.
- Tobias se surpreende cada vez mais com o trabalho de Beto no administrativo do Haras.
- Luciana vai até a igreja e chora enquanto reza pela filha.
- Iara continua chantageando Carolina e consegue cada vez mais objetos de valor.
- Severino e Eulália continuam em pé de guerra.
- Doralice continua fazendo posts para suas redes sociais, porém não aumenta seus números de seguidores.
- Mesmo com as brigas, Carolina e Alberto continuam indo para a cama.
- Beto e Beatriz começam a arrumar o quarto de Alice na casa de Luiza e ele monta um berço.
- Beatriz entra no banheiro de seu quarto com quatro meses de gravidez e ao sair, está chegando ao fim do oitavo mês de gestação. Ela vai até o espelho e se admira, enquanto acaricia a barriga.

MESES DEPOIS...

Cena  08 – Igreja Nossa Senhora da Conceição [Interna/Tarde]
 (Padre Fernando recebe Eulália na casa paroquial).

PADRE FERNANDO: Como é a história? (Pergunta perplexo com o que acabara de ouvir).

EULÁLIA: Isso mesmo que o senhor decidiu, eu tomei uma decisão e não vou voltar atrás.

PADRE FERNANDO: Mas minha filha, isso é muito radical. Sua vida vai mudar para sempre, tem certeza que não quer pensar mais um pouco a respeito?

EULÁLIA: Não padre, eu já me decidi. Pode entrar em contato com o convento, eu quero ser freira e abandonar os pecados do mundo! (Responde ao padre).

Cena  09 – Delegacia [Interna/Tarde]
(A Inspetora Carina acabara de chegar na delegacia quando estranha a movimentação no recinto, em seguida vai até a sala de Almeida).

INSPETORA CARINA: Mas que inquietação aqui, está acontecendo alguma coisa que eu não soube? (Questiona ao ver o delegado se preparando para sair rapidamente).

DELEGADO ALMEIDA: Você vem comigo!

INSPETORA CARINA: Está bem, mas você não vai me dizer o que aconteceu?

DELEGADO ALMEIDA: Recebemos uma ligação anônima muito importante, vamos apurar a veracidade da denúncia. No caminho eu te explico melhor, vamos! (O Delegado sai de sua sala e é seguido por Carina).

Cena  10 – Casa de Luiza [Interna/Noite]
Música da cena: Encantada – Rafael Cortez e Sabrina Parlatore
(Imagens do entardecer são mostradas e logo a noite cai chegando até a fachada da casa de Luiza, onde existe uma grande movimentação de pessoas chegando, pois chegara o dia do noivado de Beatriz e Beto).

LUIZA: Vera, que bom que você veio! (Diz ao cumprimentar a convidada).

VERA: E você acha que eu iria perder esse momento de alegria de uma das melhores jornalistas da minha revista? (As duas sorriem).

CLARISSA: Venha comigo, vovô... Ali tem um lugar para sentar! (Diz Clarissa ao avistar um sofá para que seu avô fique mais confortável).

BENEDITO: Sim senhora, já estou indo!

LAURINHA: Bonita festa, não é padre?

PADRE FERNANDO: Sem dúvidas! E por falar em dúvida Eulália, não gostaria de ter uma festa de noivado como essa?

EULÁLIA: Meu coração só pertence a um homem agora, nosso senhor Jesus, padre!

LUIZA: (Anda pela sala, cumprimenta mais alguns convidados e vai até o canta da sala onde Beatriz e Beto conversam) Bem, chegou oficialmente a hora do pedido, vamos começar?

BEATRIZ: Vamos!

(Beatriz e Beto vão ao centro da sala e logo os convidados fazem um círculo em volta deles, pois ele irá fazer o pedido).

BETO: (Se ajoelha diante Beatriz e segura a sua mão) Beatriz Grimaldi, a mulher mais linda e admirável que eu conheci, que tem um grande coração e foi capaz de se doar para me ajudar, que eu tenho certeza que será uma mãe incrível e tem uma carreira profissional promissora. Diante todos esses momentos, eu resolvi que quero estar ao seu lado, para te amar e cuidar de você e da Alice. Você quer se casar comigo?

ORLANDO: (Assiste a cena com bastante ressentimento enquanto fala sozinho) Diz que não, diz que não!

CAROLINA: Não, ela não aceita. Esse homem não pode se casar! (Diz ao entrar na casa de Luiza).

LUIZA: E essa daí, quem é?

BEATRIZ: Exatamente, quem é você? (Questiona).

CAROLINA: Eu sou Carolina Montenegro, a esposa dele. Senhoras e senhores, esse homem aqui presente é meu marido e o nome dele não é Beto, é Carlos Eduardo Montenegro!

BETO: (Levanta e olha para Carolina sem entender nada).

(Nesse momento, Carina e Almeida entram na casa de Luiza).

DELEGADO ALMEIDA: Vejo que a senhora não seguiu as minhas ordens e resolveu antecipar o seu encontro, senhora Montenegro!

INSPETORA CARINA: (Se assusta ao reconhecer Beatriz).

DELEGADO ALMEIDA: Senhora Beatriz Grimaldi, você está presa em flagrante pelos crimes de sequestro e cárcere privado! (Diz ao algemar Beatriz).

A câmera foca em Beatriz algemada sem entender o que está acontecendo, a cena congela e o capítulo encerra com o a tela azul da cor do céu.



Trilha Sonora Oficial, clique aqui.

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.