Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Porto da Solidão - Capítulo 23

 




  (Sala de estar/ casa de Vinícius/ int/ manhã)

A cena mostra Júlio levantando do sofá, com sangue no canto da boca e Lincoln perto da janela ofegante

E a porta abrindo lentamente e os dois nem percebem 


Júlio: (Gritando) Vai embora daqui maldito!


Lincoln: (Sério) Seu vagabundo nojento!


Vinicius: (Entrando/ fecha a porta)

O que tá acontecendo aqui, meu amor? Lincoln!?


A tela escurece.


Cena 1: (Casa de Vinícius/ sala de estar/ manhã)


A câmera mostra o plano geral da sala com tudo bagunçado e o clima tenso entre Lincoln, Vinicius e Júlio.


Vinícius: (Sério/ dúvida) Não acredito que você estava vivo por todos esses anos?!


Lincoln: (Sério/ chateado) Tava resolvendo minha vida, ao contrário de você não é?


Júlio: (Sagrando/ sério) Amor, ele chegou do nada e foi logo me agredindo sem mais nem menos.


Vinicius: (Decepcionado/ gritando) Sabia que sofri muito por tua causa?Quando você saiu daqui minha vida desmoronou!


Lincoln: (Sério/ decepcionado/ gritando) E eu? Acha que não sofri, acha que não fui humilhado? Eu fico mais decepcionado é te ver com esse lixo ai… sabe de uma coisa … tô indo...


Vinícius começa  a chorar e Júlio com um sorriso sínico o abraça.


A câmera sai lentamente dando um close no ângulo de fora da casa.


Corte para a 


Cena 2: (Casa de Fernando/ Cozinha/ tarde)


Kelly está tomando café na cozinha  e alguém bate na porta.


Kelly: (Gritando) Já vai!


A câmera mostra o ângulo da sala e ela seguindo até a porta.


Kelly: ( Surpresa) Beto? O que está fazendo aqui?


Beto: (Sorridente) Vim te fazer uma visita e entregar esses peixe pra você fazer.


Kelly: (Sorridente)Obrigada... Não quer entrar pra tomar café?  Acabei de passar um fresquinho.


Beto: (Tranquilo) Sim,mas tem que ser antes do seu marido chegar.


Kelly fecha a porta e a câmera sai lentamente mostrando a rua com pouco movimento.


Corte para a 


Cena 3: (Visão Aérea/ Praia/ cidade)


A câmera mostra a movimentação das pessoas da cidade e banhistas na praia e é possível ouvir o canto dos pássaros. 


Cena 4: ( Visão aérea/ prefeitura/ int/ tarde)


A câmera mostra o ambiente interno da prefeitura e funcionários no vai vem.


Cena 5: (Sala/ int/ tarde)


Timóteo está sentado olhando uns papéis e Kaique chega com café.


Kaique: (Entrando) Aqui está seu café Senhor,como me pediu...


Timóteo: (Sério) Ok! Pode deixar ai em cima da mesa. 


Kaique: (tranquilo) Ah! E será quando o centro cultural vai funcionar ?


Timóteo: (Sério) Isso agora não é problema meu, agora saia, preciso terminar de revisar esses documentos.


Kaique sai desconfiado e a câmera mostra o plano geral da sala. 


A tela escurece.


Começou a tocar Gal Costa - Nossos Momentos.



A música continuou tocando até o início da cena 09.


Corta para a 


Cena 6: (Visão aérea/ rio/ externo/ tarde)


A câmera mostra a corrente das água ondulando e é possível ouvir o som do vento e uma pessoa sentada. 


Cena 7: (Rio/ externo/ tarde)


A câmera foca nos pés de uma pessoa sentada e cabisbaixa e é possível ouvir chorando 


Lincoln: (chorando)

Nunca imaginei que Vinícius iria me trair dessa forma, ainda mais com aquele imprestável do Júlio, maldito seja!


A câmera mostra o ângulo da praia e se nota Lincoln levantando lentamente.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 8: ( Rua da Solidão/ externo/ tarde)


A câmera mostra o plano geral da rua e uma movimentação intensa de carros e motos.


Corte para a

Cena 9: (Casa de Meire/ sala/ tarde)


Meire e Mercedes estão sentadas no sofá e uma bandeja de café  em cima do centro e elas vendo tv e as duas comentam sobre a vida.


Mercedes: (Tranquila) É como a vida da gente mudou né ?


Meire: (Tomando café) Em que sentido você fala?


Mercedes: ( Sorridente) Como nossa cidade evoluiu, as crianças que conhecemos hoje já são adultas, enfim… Elivelton por exemplo a 20 anos atrás era um adolescente e hoje é um advogado.


Meire: (Tranquila) Verdade, sem falar no filho do Lincoln que já é um rapazinho.


Mercedes: (Sorridente) Eu amo Porto da Solidão, menos esse prefeito nojento...


Meire: (Tranquila) Verdade e parece que o centro cultural vai abrir né, vai ser muito bom. 


A música continua e a câmera afasta lentamente mostrando as duas conversando.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 10: (Salvador/ escritório de advocacia)


A câmera mostra Elivelton guardando uns papéis e em seguida o telefone toca 


Elivelton: (No telefone) Sim… Ah! Mãe, o que a senhora deseja?


Gabriela: (Telefone) Pode trazer uns docinhos para a sobremesa?


Elivelton: (Telefone) Sim, vou só terminar aqui de arrumar uns papéis e em seguida passo na padaria.


Gabriela: (Telefone)Ok, obrigada... Te amo filho...


Elivelton:(Telefone/ sorri) Também te amo mãe...


A tela escurece.


Corta para a 

 

Cena 11: (Visão aérea/ rua da solidão/ fim de tarde)


A câmera mostra o sol se pondo e as luzes da cidade acendendo e o fluxo de pessoas em movimentação nas ruas.


Cena 12: (Casa de Lincoln/ sala/ noite)


Camilo está a teclar no celular e Lincoln abre a porta, porém o garoto não o reconhece.


Lincoln: (Entrando/ tranquilo) Olá!


Camilo: (Sentado/ no celular) Posso ajudar,moço?





Cena 13: (Casa de Lincoln/ sala de estar/ noite)


Lincoln: (Sorri) Sim, sua avó está?


Camilo: (Sorridente) Sim, pode sentar vou chamá-la, só um instante.


Lincoln: (Sorridente/ pensando) Claro que sim… Como meu filho cresceu, tá mais bonito, nem me reconheceu ainda.


A câmera mostra Lincoln Sentado sorrindo.


A tela escurece.


Começou a tocar João Gomes - A Noite.



A música continuou tocando até o início da cena 16.

Corta para a 


Cena 14: (Visão aérea/ paisagens/ noite)


A câmera sobrevoa a cidade mostrando o plano geral da entrada e a faixa de areia vazia 


A música continua tocando até a cena seguinte


Cena 15: (Docas/ sala/ int/ noite)


A câmera mostra o corredor dando acesso a sala e Ana Paula guardando papéis e Oscar entra.


Óscar: (Estranho) Ué, ainda aqui patroa?


Ana Paula: (Sorridente) Sim, tava terminando de anexar esses papéis aqui, o trabalho hoje foi bom intenso.


Óscar: (Sorridente/ segue até a mesa de café) Ainda bem que o carregamento de hoje deu certo, aceita um café?


Ana Paula: (Levanta) Verdade, aceito sim, tá bem tarde e hoje meu pai vai receber a vista de um antigo parente.


Oscar: (Sorridente) Ao terminar aqui, posso te dar uma carona até em casa?


Ana Paula: (Sorridente) Acho que vou aceitar viu, tô bastante cansada.


A câmera afasta lentamente e a música continua e mostra o ângulo da sala e os dois conversando.


Corta para a 


Cena 16: (Casa de Timóteo/ cozinha/ noite)


Letícia está a arrumar a mesa pro jantar e Timóteo entra exausto e cansado.


Timóteo: (Entrando) Amor tô subindo pra tomar um banho e já desço pra jantar, tô muito cansado.


Letícia: (Tranquila)

Está bem amor, mais não demora senão a comida esfria e hoje o jantar são almôndegas ao molho.


Timóteo: (Subindo a escada/ grita) Pra já, o cheirinho tá delicioso...


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 17: (Casa de Vinícius/ cozinha/ noite)


A câmera mostra o ângulo da sala e segue para a cozinha mostrando Vinicius abrindo a geladeira e tirando uma jarra com suco e Júlio sentado com uma faixa cobrindo uma parte do rosto


Júlio: (Sério)

Nossa como isso dói...


Vinicius: (Sério)

Já pedi pra colocar uma bolsa de gelo…mas…


Júlio: (Chateado)

Mas o que?


Vinicius: (Indignado) Tô a horas pra entender porque que Lincoln ficou por fora todos esses anos sendo que voce e seu pai encontraram o óbito.


Júlio: (Surpreso/ disfarça) Deve ter forjado a própria morte e deu um jeito para eu e meu pai encontrar o certidão de óbito.


Vinicius: (Desconfiado) Hum, será Júlio? Mas,deixa eu pegar o frango que fiz no forno.


A câmera sai lentamente e mostra o plano geral da cozinha


Corte para a


Cena 18: (Visão aérea/ cidade iluminada)


A câmera mostra a cidade bem iluminada e é possível ouvir sons de trovão e o relâmpago iluminando o céu.


Corta para a 


Cena 19: (Casa de Fernando/ sala/ noite)


A câmera mostra Kelly e Jonatas andando até a cozinha e a mesma tira do forno uma travessa com peixes e batatas ao redor e Kaique tirando da geladeira vinagrete e a jarra.


Jonatas: (Tranquilo)

Mainha, painho tá demorando hoje?


Kelly: (Tranquilo/ colocando a luva na pia)

Seu pai sempre foi assim, sai e não diz quando volta e nem para onde vai...


Jonatas: (Curioso)

Eu acho que ele trai a senhora, só a senhora que não percebe.


Kelly: (Seria) 

Não fala bobagens menino, seu pai nunca me deu motivos pra desconfiar dele, e anda logo, lava suas mãos pra podemos jantar antes que esfrie, quando seu pai chegar eu esquento a comida dele.


A câmera sai lentamente mostrando os dois colocando a comida no prato.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 20: (Visão aérea/ cidade iluminada/ céu nublado)


O céu fica nublado e começa a ventar e é possível ouvir a brisa do mar ondulando. 


Cena 21: (Casa de Elivelton/ cozinha)


Gabriela está a colocar uma travessa de bifes na mesa, em seguida pega uma jarra de suco e purê de batata e percebe o clima de chuva e Elivelton que não chegou.


Gabriela: (Preocupada/ pensando)

Meu Deus cadê Elivelton que não chegou ainda, e esse temporal que está prestes a começar.

Meu Deus proteja meu menino nessa estrada...


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 22: (Visão aérea/ tempo chuvoso/ noite)


A câmera mostra a cidade iluminada sobre uma forte chuva e poucos carros em movimento e os trovões fortes.


A câmera foca na fachada da casa de Lincoln.


Cena 23: (Casa de Lincoln/ cozinha/ noite)


Lincoln está a beber água e Arthur entra e começa seus ataques homofóbicos deixando o clima tenso entre os dois…


Arthur: (Sério)

Então quer dizer que o viado homossexual tá de volta, não estava morto, pra que voltou?


Lincoln: (Sério)

Voltei painho, e tenho orgulho do que sou, só não admito que fale dessa forma, o tempo passou mais seu orgulho ainda continua no mesmo lugar, um velho ignorante e arrogante.


Cláudia: (Nervosa/ grita)

Chega Arthur, nosso filho voltou, lugar que ele nunca deveria ter saído, ele sofreu tudo por sua causa e porque? Por sua arrogância.


Arthur: (Sério/ bate palma)

É isso que ganho em troca, eu falo a verdade e todos me julgam bela família.


Lincoln o encara.


Lincoln: (Sério/ chateado)

É isso que o senhor merece, licença que vou ver o que meu filho tá fazendo.


A câmera mostra Lincoln subindo a escada e Claudia olhando para Arthur com um olhar de decepção.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 24: (Visão Aérea/ chuva forte/ estrada/ noite)


A câmera mostra Elivelton no carro tenso por causa do temporal.


Elivelton: (Preocupado)

Meu Deus que temporal é esse, ainda bem que a entrada fica logo a frente. 


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 25: (Casa de Lincoln/ quarto/ noite)


Lincoln sai do banheiro e percebe a porta do quarto de Camilo pouco aberta e ver o garoto olhando a foto do pai e sorrindo.


Lincoln: (Entrando)

Oi, posso entrar?


Camilo: (Sorri)

Claro, pode sim...


Lincoln: (Tranquilo)

Desculpa eu tava saindo do banheiro e percebi sua porta aberta e vi você segurando essa imagem, quem é ele?


Camilo: (Emocionado)

Esse é meu pai...


Lincoln: (Olhar emocionado)

E cadê ele?


Camilo: (Chora)

Ele tá morando com o papai do céu, e tudo que me restou foi meus avós e essa foto...


Lincoln: (Olhar emocionado)

Eu imagino como se sente,mas o importante é o que você sente por ele, aqui dentro do coração.

Vamos ver a chuva aqui da sua janela, tá incrível…


A câmera sai lentamente mostrando os dois indo em direção a janela sorrindo e conversando.


Corte para a


Cena 26: (Visão aérea/ chuva forte)


A câmera mostra Elivelton subindo devagar a rua e de repente desvia o olhar e percebe algo


Elivelton: (Surpreso)

Aquele não pode ser!?...


A tela congela e fica azulada.






Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.