Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Porto da Solidão - Capítulo 30

 



Juliana está na mesa tomando suco e bastante angustiada e ouve a campainha tocar.


Juliana: (Angustiada)Já vai... Meu Deus e meu pai que ainda não chegou já são 13:10 da tarde e nada.


Caetano: ( Sério/ calmo) Boa tarde Juliana, podemos entrar?


Iuri: (Sério) Bonita casa Juliana.


Juliana: (Dúvida) Podem sim... Mas a que devo a presença de vocês.


Caetano: (Sério) Bom é algo complicado...


Juliana: (Angustiada/ chorando) É sobre meu pai, não é?


Caetano: (Sério) Melhor falar de uma vez... Seu pai infelizmente foi assassinado hoje nas docas.


Juliana: (Nervosa/ chorando/ gritando) Não, meu pai não!


A câmera mostra lentamente Juliana ajoelhando no chão gritando e chorando muito.


Começou a tocar Ornella Vanoni - Non Mi Innamoro Più.



A música continuou tocando até o início da cena 03.


A tela escureceu.


                    Dias depois...


Cena 1: (Visão Aérea/ cidade/ externo/ tarde)


A câmera mostra o sol brilhando sobre a cidade e um grande movimento de pessoas.


Cena 2: (Rua principal/ externo/ tarde)


 A câmera mostra uns jovens subindo a rua de bicicleta e a câmera foca na fachada da delegacia no outro lado da rua.


Cena 3: (Delegacia/ int/ sala/ tarde)


O delegado Caetano juntamente com o delegado Felipe e o detetive Iuri estão em reunião tentando solucionar o assassinato ocorrido em Porto da Solidão.


Iuri: (Tranquilo) Já se passaram 10 dias desde a morte de Pedro e nenhuma pista sequer.


Caetano: (Sério) E parte dos funcionários já deram seus depoimentos. Mas,mesmo assim nada de pistas. Esqueci de agradecer Delegado Felipe por sua ajuda, sua participação aqui tá sendo fundamental.


Delegado Felipe: (Tranquilo) Fazemos parte desse ramo e é nossa função ajudar neste tipo de caso.


Iuri: (Preocupado) Tô pensando na Juliana, a morte do pai dela a abalou muito.


Caetano: (Respira) Eles eram bastante unidos. Me abalou também.


A câmera sai lentamente mostrando os três olhando as imagens do crime na parede.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 4: ( Casa de Elivelton/ tarde/ int)


Gabriela recebe a visita de Cláudia, Letícia e Camila que a deixa bastante feliz. E todas sentam no sofá, com café em uma pequena mesa perto da janela.


Gabriela: (Contente) Amigas eu tô muito feliz com a visita de vocês, faz tempo que não nos reunimos.


Letícia: (Sorri) E como hein?


Camila: (Tranquila) Faz tempo que não colocamos nossos papos em dia.


Cláudia: (Sorri) Na verdade, nosso tempo não ajuda as vezes.


A câmera sai lentamente mostrando as quatro amigas conversando e sorrindo.


Começou a tocar João Gomes - A Noite.



A música continuou tocando até o início da cena 06.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 5: (Visão aérea/ cidade/ externo/ tarde)


Várias pessoas estão se divertindo no parque e a câmera mostra o plano geral da cidade.


A câmera foca na fachada das docas.


Corte para a

Cena 6: (Docas/ sala da diretoria/ int/ tarde)


Ana Paula está sentada na cadeira e bastante pensativa e não ouve Oscar e Franciele chamando.


Franciele: (Em pé) Ana Paula, oi!


Oscar: (Preocupado) Patroa, a senhora está bem?


Ana Paula: (Pensativa) Desculpa gente, tava tão aérea que nem  os ouvi chamando.


Oscar: (Em pé) A senhora deveria tá descansando, ficar pensando nisso só vai deixar você deprimida.


Franciele: (Preocupada) O Oscar tem razão, tire  uns dias de folga, relaxa. Vai te fazer bem.


Ana Paula: (Semblante triste/ respira) Vocês têm razão, mas não sei se aquela cena vai sair da minha mente.


A câmera sai lentamente mostrando os três em pé e o silêncio domina o ambiente.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 7: ( Visão Aérea/ externo/ tarde)


A câmera mostra a faixa de areia com vários banhistas e os raios do sol batendo na água. E na cidade uma visão ampla com uma movimentação intensa.


A tela escurece.


Corta para a


Cena 8: ( Rua da Solidão/ externo/ tarde)


Na rua há duas pessoas subindo e um carro prata descendo e a câmera  foca na fachada da casa de Juliana.


Corte para a

Cena 9: ( Casa de Juliana/ sala/ tarde)


Juliana está descendo a escada em direção a cozinha e avista sua foto de formatura juntamente com seu pai, e se aproxima e se emociona.


Juliana: (Emocionada) Ah! Painho, quantas saudades você deixou

Te prometo que vou descobrir quem fez essa barbaridade com você e deixar esse assassino apodrecer na cadeia.


A câmera sai lentamente mostrando Juliana em pé perto do sofá com a foto nas mãos emocionada.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 10: (Casa de Elivelton/ int/ tarde)


As quatro amigas estão se divertindo e Letícia comenta o assunto do assassinato. É possível ver elas comendo doce de queijo.


Letícia: (Indaga) Gente o papo tá muito bom, mas queria perguntar a você Camila como vai a investigação sobre a morte do Pedro?


Camila: (respira) Esse assunto está deixando meu marido muito ansioso, ele, o delegado Felipe e o detetive Iuri estão bem focados e empenhados para descobrir.


Cláudia:(Tranquila) Na cidade não se fala se outra coisa.


Gabriela:( Tranquila) Eu imagino como está a Juliana,já faz dez dias que está sem ele. E Camila não tiveram nenhuma pista desse maldito?


Camila:(Preocupada) Pior que nada, segundo o Caetano não tem evidências nenhuma.


Câmera mostra as quatro amigas em silêncio. 


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 11: ( Centro cultural/ Escritório/ tarde)


Lincoln está organizando umas pastas na gaveta e Júlio entra devagar.


Júlio: (Debochado) Parece que tá bem feliz aqui não é canalha.


Lincoln: (Autoconfiante) Olha Júlio se a intenção foi me assustar não deu certo. E quanto à sua pergunta, estou bem feliz aqui sim e você não é bem vindo ao meu ambiente de trabalho.


Júlio: (Sério) É o que veremos maldito...


Lincoln: (Sério) Sei que pode tentar me prejudicar. Mas,estarei pronto pra te derrubar. Se você não vê a porta da saída está à sua espera.


A câmera mostra Júlio saindo furioso

E Lincoln sentado tranquilo.






Cena 12: (Visão Aérea/ cidade/ tarde)


A câmera mostra o céu nublado com nuvens carregadas e foca na cidade com movimentação intensa, e a câmera mostrando a fachada da prefeitura.


Corte para a


Cena 13: ( Gabinete/ prefeitura/ fim de tarde)


O prefeito Timóteo está ao telefone furioso e Andrea entra e o mesmo acaba descontando a raiva nela.


Timóteo: (Furioso/ ao telefone) Já disse que não era pra fazer dessa maneira! Imbecil. Tchau.


Andrea: (Tranquila/ entrando) Senhor, aqui está o relatório que me pediu mais cedo e só agora tive tempo 


Timóteo: (Furioso) Outra incompetente que só faz o que mando quando quer, tô cercado mesmo de gente inútil.


Andrea: (Séria) Sabe porque ninguém atura o sr. porque você não trata seus funcionários com respeito e dignidade, só trata igual jumento, me polpe.


A câmera mostra o olhar de Timóteo com raiva e Andréia saindo revoltada.


A tela escurece. 


Corta para a 


Cena 14: (Visão Aérea/ cidade/ noite)


Anoitece em porto da Solidão e a cidade chuva caindo e a movimentação do trânsito é menor e a câmera foca na casa de Fernando.


Cena 15: ( Casa de Fernando/ sala/ noite)


Kelly está assistindo televisão e  Fernando chega molhado e com raiva deixando a mulher assustada.


Kelly: (Tranquila) Esse programa é muito bom.


Fernando: (Entrando) Oh imprestável prepara minha janta que já desço pra comer.


Kelly: (Assustada) E tava a onde que chegou todo molhado?


Fernando: (Com raiva) Faz o que te mandei cachorra!


A câmera mostra Fernando com a mão na garganta de Kelly deixando-a intimidada.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 16: ( Rua da Solidão/ externo/ noite)


A câmera mostra a rua com algumas pessoas com guarda-chuva e foca na fachada da casa de Camila.


Corte para a

Cena 17: ( Casa de Caetano/ cozinha/ noite)


Camila e Patrícia estão jantando  bife com arroz a grega e salada cozida, e as mesmas preocupadas com o delegado.


Patrícia: (Preocupada) Papai está muito focado nessa investigação não é, mainha?


Camila: (Respira/ preocupada) Sim, nunca vi meu marido tão focado em alguma coisa.


Patrícia: (Preocupada) Mas,parece que você não tá muito preocupada com a investigação em si, não é.


Camila: (Preocupada) Na verdade tenho medo que com tudo isso seu pai acabe atraindo esse assassino pra cima da gente.


Patrícia: (Preocupada) Você acha que ele pode…


Camila: (Batendo na mesa) Deus o livre disso, vamos terminar de comer e já deixar uma marmita pra eles quando chegarem.


A câmera mostra as duas comendo preocupadas.


A tela escurece.


Corta para a 


Cena 18: ( Rua principal/ externo/ noite/ 21:00)


A câmera mostra a rua com bastante água escorrendo e carros transitando e foca na facha do bar da Solidão.


Cena 19: (Bar Solidão/ int/ noite)


O bar está bem movimentado com uma música de fundo pouco baixa  e Rafael está ao lado de Leila no balcão anotando os pedidos.


Rafael: (Tranquilo) Amor você tá bem mesma?


Leila: (Escrevendo) Sim, esse tratamento tá indo bem, fora os enjôos que dar, no geral me sinto bem.


Rafael: (Com a bandeira cheia de copos) Fico feliz que esteja bem, não quero te deixar só novamente. Agora vou entregar essa cerveja pro Lauro que hoje tá com vontade de beber.


A câmera mostra o plano geral do bar com clientes comendo e bebendo.


Corte para a


Cena 20: (Rua da Solidão/ externo/ noite)


A câmera mostra uma moto descendo a rua e um pouco do barulho de chuva se ouve.

A câmera foca na casa de Lobato.


Cena 21: (Casa de Lobato/ sala/ int/ noite/ 23:45)


Lobato e Fagner e Jônatas estão na sala, e em seguida Lobato sobe deixando os dois a vontade que minutos depois sobem para o quarto.


Lobato: (Bocejando) Meninos estou indo dormir, já é tarde, vocês devem ir também, tá um clima gostoso de dormir com o barulho da chuva. Boa noite.


Fagner: (Sorrindo) Estamos indo também, só vou na cozinha pegar um lanche pra gente e vamos pro quarto.


Minutos depois…


Cena 22: (Quarto de Fagner/ int/ 1:10/ madrugada)


Fagner está a tirar o short  enquanto Jônatas está no banheiro escovando os dentes.


Fagner: (Contente/ sussura) Será que hoje rola esse beijo!?


Começou a tocar Swing & Simpatia - Encaixe Perfeito.



Jônatas: (Tranquilo) Opa! Desculpa te ver assim só de cueca, apertada né?


Fagner: (Sorri) Gosto de dormi a vontade e você?


Jônatas: (Tímido) Como lá em casa meu pai não gosta que fico com a porta fechada ele exige que deixo a porta sempre aberta, então não durmo assim.


Fagner: (Olhar brilhando) Jônatas sei que não devia fazer isso, mas já tem um tempo que quero te beijar.


Jônatas: (Sorri) Eu também, mas nunca tive a oportunidade. Vamos então!?


A câmera mostra os se beijando apaixonadamente, Fagner de cueca preta apertada e Jônatas sem blusa só de sunga.


A tela escurece.


A música continuou tocando até o início da cena 24.

Corta para a 


Cena 23: (Bar Solidão/ int/ madrugada/ 1:25)


Rafael está fechando o bar e Leila colocando as cadeiras em cima das outras e o mesmo anuncia seu depoimento ao amanhecer.


Leila: (Tranquila) Ainda bem que a chuva deu uma diminuída e o Lauro já tenha ido.


Rafael: (Trancando o cadeado) E ele não pode é esquecer que amanhã eu e ele temos que ir dar o depoimento sobre o assassinato.


Leila: (Enxugando as mãos) Tomara que você consigam se manter firme e não falar bobagem.


Rafael: (Apagando as luzes) Vamos que o resto da noite nos espera.


Cena 24: (Visão Aérea/ cidade/ madrugada/ 1:37)


A câmera mostra a cidade iluminada e poucos chuviscos caindo e não tem movimento nas ruas.


Cena 25: (Docas/ externo/ madrugada/ 1:43)


A câmera mostra a fachada das Docas e alguém com uma roupa de marinheiro se aproximando do local, olhando pro lado e outro.

Distante dali Lauro vai caminhando devagar ainda chapado percebe o barulho no portão e de longe o observa tentando abrir o portão principal.


Lauro: (Nervoso/ bêbado) Quem é essa pessoa tentando arrombar a docas ?


A câmera foca no rosto de Lauro com uma expressão de medo.


A tela congela e fica azulada.




Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.