Type Here to Get Search Results !

Marcadores

A GRANDE CRIANÇA E O PLANETA RELÓGIO - EPISÓDIO 03

 

                      


                   LIVRO I: PRIMAVERA

      Capítulo 3: Despedidas & Recomeços

Era uma tarde bem ensolarada, e o nosso querido protagonista Doug James já havia se preparado para o seu último dia de trabalho na casa do Senhor Dinei. Ele aprontou o velhinho pela manhã, comprou um delicioso almoço no ifood para seu paciente como forma de retribuição pelo tempo trabalhado, e à tarde resolveu sair com o pobre senhor de idade para um passeio no Jardim Botânico. O velho não escondia sua felicidade por está longe de suas rotinas solitárias de vida.

Dinei: Finalmente Dougzinho, você me trouxe num lugar incrível, agora poderei passear ao ar livre.

Doug: Sim, Senhor Dinei, trouxe você aqui conforme o nosso combinado.

Dinei: Doug, eu já conversei com o teu primo. Ele me falou que semana que vem vai entrar um cuidador de idosos lá do hospital que foi demitido esses dias por conta de nome sujo no serviço de crédito. Fico bem triste desses hospitais serem assim com vocês, tão ríspidos.

Doug: Sim, Sr. Dinei e inclusive esse foi um dos motivos de eu não ter conseguido um emprego no hospital onde meu priminho trabalha. Mas com este novo salário que o Senhor Bills me prometeu, eu hei de conseguir pagar todas as minhas dívidas.

Dinei: É um salário bem alto meu rapaz. O Senhor Bills deve ser um cara muito maneiro viu. Pra te ajudar assim, eu se pudesse cobriria a oferta dele. Mas não posso cobrir a promessa que um ricaço multitrilionário fez para você. Eu só te desejo boa sorte nesta sua nova jornada.

Doug: Valeu Senhor Dinei... olha eu sei que hoje ainda é quinta-feira, mas amanhã que seria meu turno, será ocupado por meu primo Raphaga. Ele ficará com o Senhor de manhã e de tarde. E o resto dos dias voltam ao normal com a sua antiga cuidadora e o seu novo cuidador. Mas de qualquer forma, quero que saiba que vou sentir muito a sua falta!

Dinei: Valeu meu filho! Digo o mesmo para você... já que o Senhor Bills pedira exclusividade em seu trabalho para com ele, só me resta te desejar sucesso nesta tua nova jornada de vida.

Doug: Ainda bem que o Raphaga contou ao Senhor sobre a exclusividade no trabalho... porque parece que eu vou ter até de morar por lá.

Dinei: Relaxa Filho... já fiquei até sabendo que o Bills reservou uma das maiores suítes da mansão para você. Escuta mano, valorize bastante essa sua amizade com o vosso amigo. Ele parece gostar muito mais muito mesmo de você.

Doug: Com certeza Sr. Dinei... Para mim o Senhor Bills é como se fosse meu anjo da guarda!

Dinei: O que ele fez pra ti... eu não vejo ninguem fazendo por seu próximo neste mundo. Seu amigo é mesmo um Anjo!

Doug: Verdade Senhor Dinei... O Bills é um homem incrível. Aprendi a gostar dele como Amigo. A propósito, olhe só um carrinho de pipocas... que tal pedimos umas ? É por minha conta!

Dinei: Claro Filho, só deixa que eu pago esta rodada agora. Você já pagou um almoço completo pra mim!

Doug: Tudo bem Senhor Dinei kkkkkkk

Dinei se levanta, pega alguns trocados no bolso de sua calça e compra dois saquinhos de pipoca. Depois disso, eles sentam em um banco de madeira do Jardim Botânico e começam a falar um pouco daquele local lindo.

Dinei: Este lugar é realmente incrível, tem uma variedade de Árvores desde as mais minúsculas às mais gigantes. Ainda tem uma horta cheia de algas e cogumelos. E tem um laboratório com algas e fungos microscópicos.

Doug: Aqui nesse Jardim tem de tudo mesmo Senhor Dinei. Desde musgos, samambaias até grandes árvores como Araucárias e Ipês... vi também uma plantação de cogumelos comestíveis ali na horta. E líquens em alguns troncos de madeira. Aqui tem de tudo um pouco mesmo. Kkkkkkkk

Dinei: Essa pipoca mesmo sem sal tá uma delícia. Acho que o pipoqueiro cozeu na margarina.

Doug: Eu simplesmente adoro pipoca, Senhor Dinei!

Dinei: O mais legal daqui são as lagoas, olha que visão linda.

Doug: Sim... elas são maravilhosas e servem para ajudar na hidratação deste Jardim Botânico.

Dinei: Aqui é realmente tudo muito Lindo. Olha só esses pássaros cantando. Que incrível!

Doug: Eh Sim! Sr. DINEI!

Repentinamente Doug volta a escutar o barulho daqueles fantasmas zombeteiros dentro de seu ouvido. Ele tenta a todo instante fechar os olhos e ignorar o bullying daquelas criaturas peversas.

Fantasmas: Hahahahahaha... parece que o Doug resolveu virar escravo do velhote  chato de novo. Faz o seguinte seu idiota, afunda esse velho nesse lago e diga sim a sua carta de alforria.... Doug bundão! Hehehehehe!

Doug: Calados, seus inúteis!!! (Voz baixa)

Dinei: Eu falei algo de errado Dougzinho?

Doug: Não foi nada não Senhor Dinei, foi apenas um pensamento alto que me escapuliu!

Dinei: Haha foi mal... achei que você estivesse falando com os tais espíritos zombeteiros.

Doug: Deixa isso pra lá Senhor Dinei... Cof!

Doug e Dinei terminam o lanche e em seguida dão uma volta pelo laboratório. Por lá, Doug acha um bonsai e compra do biólogo, a fim de que o seu paciente o guardasse consigo como lembrança. Além de ficar com a planta, deveria cuidar dela também. O velho ouviu a risca todas as orientações de Doug e prometeu cuidar bem do vegetal. Depois de passearem pelo Laboratório, os dois resolveram dar uma volta na horto das auracárias, com grandes árvores gigantes. Doug tirou algumas fotos de Dinei, e as enviara para o celular do velho. Terminando toda a sessão demorada de fotos, o senhor já demonstrava estar bem cansado. Então Doug resolve levá-lo de volta para casa.

Doug: Vamos logo Senhor Dinei. Já está ficando tarde e você precisa dormir bem cedo. Amanhã meu primo vai botar o senhor para se movimentar mais!

Dinei: AAAAAAAAHHHHHHH!!! Vamos indo pois já bateu o soninho em mim querido Doug!

Doug: Vou pedir um uber aqui... aguarde aew neste banco. A avenida já é bem logo aqui na frente. Devo orientar o uber a parar na saída das Araucárias deste parque!

Graças a solicitação de Doug, o uber chega em 10 minutos. Depois disso, ambos vão em direção ao carro e se sentam no banco de trás. Demoram 5 minutos para chegar na casa do velho. Ao chegarem lá, Doug reúne os remedios para dar a Dinei. Depois de dar as medicações, dar um banho rápido no velho, às 18 horas, eles assistem um pouco de tv. Às 19 horas, Doug coloca Dinei para se deitar. Ele faz uma massegem relaxante nos pés do seu paciente. Rapidamente ele se põe a dormir.

Doug: Pronto! Já são quase 20 horas da noite. Hora de ir embora!

Doug arruma suas coisas e vai embora. Mais uma vez do lado de fora da casa, o rapaz pede um uber, coloca a chave dentro da caixa de correios e vai embora. Doug volta de carro de aplicativo para a sua casa. Ao chegar em casa, encontra sua tia Marta James bordando algumas toalhas. Rapidamente ela inicia um diálogo.

Marta: Então quer dizer que você quase resolveu dormir na casa do Velho Dinei hoje. Ah Doug! Tu realmente acha que este apartamento é casa da perdição. Poderia até ser no passado, no entanto, neste presente momento, eu pretendo botar ordem nesta bagunça. Chega dessa palhaçada por aqui. Você tem horários viu mocinho.

Doug: Foi mal tia Marta... eu prometo que isto não vai mais se repetir.

Marta: Assim eu espero Doug. Não tolerarei mais chegadas fora do horário. Esta cidade está super violenta. E de preocupação já basta meus bordados. Ei! Eu espero que o velho já tenha adiantado seu salário. Porque não queremos contas atrasadas por aqui, viu seu trombadinha.

Doug: Relaxa Tia... eu já mandei a minha contribuição pro Rafaga ontem. Ele já deve ter pago minha parte das contas. Agora vou tomar um banho. Tô super cansado!

Marta: Que muleque estranho é você hein... procure se benzer Doug!

Doug: Positivo titia Má! Kkkkkkkkk

Doug vai para o banheiro, toma um banho refrescante e depois vai para a cozinha fazer um sanduíche para lanchar. Ao terminar o sanduba, ele volta para o quarto e lê um livro de meditação até seu primo Raphaga chegar de mais um plantão no hospital.

Raphaga: Boa Noite Douguinho, cara cheguei baqueado deste hospital. A gente trabalha tanto só pra ganhar uma mixaria. Você imagina que hoje durante o atendimento no leito, teve um paciente que sofreu parada cardíaca ? Bixo que tenso. Só fui sair agora às 21 horas da noite.

Doug: Que tenso priminho, em grandes hospitais sempre tem dessas coisas. Mas deita um pouco, se quiser eu descolo um hamburguer pra você.

Raphaga: Não precisa não priminho. Eu já comi naquela lanchonete defronte o hospital. Pedi um bolinho de chocolate e uma coca cola. Tava precisado viu kkkkkk

Doug: Tudo bem Rapha... só tira essa sua roupa então, toma um banho e se deita ae. Depois conversamos um pouco.

Raphaga: Certo! Indo já!

Raphaga então pega sua toalha, tira sua roupa de hospital e vai se banhar. Depois de 5 minutos, chega seu outro primo, Charles James, vai até seu quarto e cumprimenta Doug.

Charles: Olá! Primo Doug, chegando agora... viu a mãe por ae ?

Doug: Eu acho que ela deve está no quarto organizando o seu material de costura. Escuta Charles, você não irrita a tia Marta assim não viu. Não é bom cutucar muito a onça!

Charles: Hahahahaha relaxa priminho. A mamãe pode ser uma reclamona, mas ela não faz mal a ninguém. O único mal dela é reclamar 24 horas por dia.

Doug: É que ouvir reclamação dela nesta intensidade pode ser prejudicial para o nosso espírito. Atrai más energias!

Charles: Ah isto é verdade mesmo e eu já cansei de avisar a ela sobre essas neuroses da cabeça dela.

Doug: Isso é preocupação mesmo. Acontece muito quando se chega nesta idade avançada.

Charles: Bem vou me deitar... falow maninho!

Doug: Durma com os anjos primo Charles!

Depois da rapida conversa entre Charles e Doug, Raphaga adentra seu quarto já de pijamas e pronto para dormir. Doug tira sua camiseta e fica so de short samba-canção azul. Depois de deitados, eles dialogam:

Raphaga: Nossa Dougzinho, quem diria que um dia eu seria ajudado pelo meu rival da academia de luta e de agência de modelos. A vida tem mesmo dessas coisas né. Antes eu e o Bills, nunca nos entendíamos. Hoje em dia, ele é um de meus melhores amigos. Sem ele, provavelmente estaríamos morando debaixo do Viaduto.

Doug: Verdade Rapha... o Senhor Bills é um homem incrível, além de emponderado e muito bonito. Deputado David tem muita sorte de tê-lo ao seu lado como noivo.

Raphaga: Escuta primo, o David não vai durar muito tempo vivo. Eu e você temos de chegar mais perto de nosso amigo. E tentar um relacionamento sério com ele. Sinto que o Bills está gamado em um de nós dois. E tipo eu também tô meio que sentindo algo especial por ele. Talvez eu já sentisse uma forte atração pelo próprio e eu nem teria me ligado nisso!

Doug: Meus sentimentos com o Senhor Bills são apenas os de uma forte amizade, ainda que os mesmos estejam meio embaralhados e confusos em minha mente. No dia da festa de casamento dele, ele me encarou de um jeito que até bateu aquele frio na barriga.

Raphaga: O Bills consegue provocar esse tipo de reação nas pessoas. Mesmo que a pessoa odeie ele, como foi no meu caso, esta mesma pessoa ainda sentirá um desejo forte de estar na companhia dele. Vê só o Chad, eles brigaram feio no dia do casamento sabe, o nosso amigo sempre admirava muito o Bills na época em que a galera treinava lá na Arbok. Lembro de uma vez que ele me deu um soco bem forte no nariz por eu ter falado asneiras sobre o Bills. Hoje em dia, pela conversa fria que eu tive com o Chad, ele parece guardar muita mágoa de meu amigo. E até ódio também. Torço para que um dia eles se entendam!

Doug: Acho que não conheço o Chad, dos seus amigos eu só conheço o Senhor Luan, o Senhor Bills, o Dario e o maluco do Victor Monty hahaha... aliás ele me mandou um zap dizendo que vem nos visitar!

Raphaga: Oh céus primo... preparemos os nossos pobres ouvidos hehehehe...

Doug: O Victor conta umas piadas meio idiotas, mas até que eu rio. Por incrível que pareça ele é o unico que consegue fazer umas tiradas com as indiretas tóxicas da tia Marta.

Raphaga: O Victor é um palhaço kkkkkkk eu e o Dario estudamos juntos numa escola daqui de Nova Jersey junto com esse doido. Teve uma vez que ele colocou uma bomba de peido chinês na sala da diretora e na biblioteca. Nesse dia nem tivemos aulas, porque as duas bombas eram tão fortes que tiveram de abrir tudo para eliminar todo o cheiro de podridão do colégio... kkkkkkk

Doug: Só a gente mesmo pra se matar de rir das piadas sem graças do Vitão kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk bem primo... dorme com os anjos certo... boa noite!

Raphaga: Boa Noite Primão! Que Deus te guie viu.

Doug e Raphaga se põem para dormir depois desta descontraída conversa. E durante a madrugada, nosso protagonista está sonhando com os fantasmas que tanto lhe atormentam. Ele está envolto numa espécie de túnel escuro e de repente começa a escutar varias risadas estridentes. E vários vultos negros passando por todas as direções daquele lugar misterioso, esses vultos começam a falar em voz alta:

Fantasmas: Hahahahahahahahaha... Doug perdedor... Doug perdedor... Doug fracassado... nós nunca mais iremos sair do seu pé seu imbecil... hehehehehehehe...

Doug: Me deixem em paz seus estrumes! Sumam de minha vida!

Fantasmas: Doug James! O idiota fracassado e limpador de ânus de velhotes sebosos, fedorentos, e solitários...mas que lindo final feliz para você querido cuidador de velhos rabugentos... HAHAHAHAHAHAHAHA...

Doug: Eu tenho muita honra de poder ajudar a quem mais necessita. Foi o que EU escolhi para minha vida, e vocês, almas penadas nada tem de a ver com isto.

Fantasmas: Seu idiota, tudo na sua vida de fracassos é uma novela para nos divertir. Somos os seus espectadores mais fiéis caro Doug James. Você nunca mais terá paz na vida seu trouxa HAHAHAHAHAHA.

Doug: SAIAM DE MINHA VIDA SEUS VERMES!!!

De repente uma grande luz branca aparece no fim do túnel escuro. E dela aparece a Bruxa Yuna.

Doug: Yuna? O que fazes aqui?

Yuna: Doug... meu menino... você sabe exatamente o que fazer... não demore mais para vir ao meu encontro. Estarei lhe esperando no mesmo lugar de sempre. Não se deixe abater por estas almas penadas.

Doug: Yuna... estava pensando em te ver amanhã depois do almoço...

Yuna: Não demore meu Lindo... estarei esperando por você o dia todo, o tempo que for necessário, até você se convencer de sua missão!

Fantasmas: Essa não... é a Bruxa... vamo ralar peito galeraaa!

Yuna: Sumam daqui suas almas penadas!

Depois de escutarem a voz de Yuna, todos os fantasmas desaparecem. E Doug escuta Yuna se despedindo.

Yuna: Até logo! Meu Lindo Doug James!

Doug: Yuna... espera!

Doug acorda assustado depois daquele sonho mirabolante. Já eram 9 horas da manhã. Nosso protagonista estava bem indisposto, mas ainda sim foi ao banheiro escovar seus dentes, depois tomou um banho rápido, colocou uma roupa leve e foi tomar seu café. Chegando na copa, ele se depara com sua família rindo bastante do seu amigo Victor Monty. Este rapaz tinha uma pinta de bom comediante e estava entretendo a todos dali.

Victor: (...) Piada do Pintinho: Era uma vez um pintinho que se chama Relam. Toda vez que chovia, Relam piava! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA...

Raphaga: Hahahahaha porra Victor Monty... tu não perdes mesmo as tuas manhas para as piadas. Tô morrendo de rir aqui!

Victor: Olha essa daqui Raphão: Duas formigas se encontraram e pararam para conversar:

- Oi, qual é o seu nome?


- Fu.


- Fu o quê?


- Fu Miga!

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA 

Raphaga: Victor, tu és muito comédia mesmo... deverias ter o teu próprio stand up Comedy! Hehe!

Victor: Hehehehe por isso tô terminando minha faculdade de Teatro. Ao mesmo tempo eu faço meus pequenos trabalhos de modelo fotográfico. Aliás, tenho vontade de aprender a lutar. Dia desses apareço lá na Arbok.

Raphaga: Aparece lá seu palhaço... só não vai ficar contando essas suas piadas lá. Podes irritar o Mestre Barnes!

Victor: Relaxa bro... só gosto de contar piadas para descontrair o ambiente e melhorar meu lado comediante kkkkkkkkk

Doug: Bom dia rapazes... tava só observando vocês trocando umas piadinhas por aqui!

Raphaga: Bom dia primo! Bem eu já vou para a casa do Senhor Dinei. To atrasado. Fuuuui!

Doug: Manda um abração pra Ele viu primo!

Raphaga: Na hora Grandão! Tchau!

Victor: Eae Dougzinho, tá preparado pra escutar mais outra piada ?

Charles: Pronto! Abriram a porteira do humor forçado aqui em casa kkkkkkkk

Marta: Victor, acho que só o Raphaga rir destas tuas piadas sem graça!

Victor: Que isso tia Marta, olha só essa daqui: Manuel está tomando banho e grita para Maria lhe levar um xampu. Ela leva, mas logo em seguida, o homem grita novamente:

- Ô Maria, me traz outro xampu.


- Mas eu já te dei um agorinha!


- É que aqui está dizendo que é para cabelos secos, e eu já molhei os meus.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Doug: HAHAHAHAHAHAHAHA boa tirada Victor... amei essa! Kkkkkkkkkkkkkk

Marta: Ah Doug... esqueci que você também sorri dessas piadas deste forçado sem graça!

Charles: Dessa vez eu gostei Victor... boa tirada kkkkkkkkkk agora eu entendo porque o cabelo da mámis mais parece um espanador de tão seco que é... só de usar estes xampús anticaspa de cabelo seco KKKKKKKKKKKKKKKK FLW GALERA, AGORA AGUENTEM O MAU HUMOR DESSA BRUXA MÁ DA ZONA OESTE! VOU PARA O CLUBE! TCHAU!

Doug: Oh Charles! pra que cutucar casa de marimbondo assim!

Marta: Volta aqui seu muleque. Deveria te dar uma surra de cabo de vassoura isso sim! Arrrghhh este Charles consegue ser mais insuportável do que uma mula errante. Rapazes vou no restaurante comprar nossas refeições do almoço, já volto... vê se não vão bagunçar minha casa. TCHAU!

Victor: Ih maninho... parece que a tia saiu putaça daqui de casa!

Doug: Infelizmente este é o normal da Tia Marta Vitinho kkkkkkkkkkkkk

Victor: Soube pelo Charles que ela é muito tóxica com vocês. Olha nem sei como vocês aguentam! Odeio ares de tristeza e energia negativa no meu lar.

Doug: Bem... enquanto eu ainda não puder me manter sozinho, vou ter de aguentar um bom tempinho esse mau humor crônico da tia Marta! Aliás como anda a sua vida ein querido!?

Victor: Anda muito bem, tô me virando como posso né. Às vezes faço pequenos trabalhos, serviços de animação em festas infantis, atuo de modelo fotográfico e faço entregas pelo ifood. Enfim... me virando com o que tenho.

Doug: Esse é o espírito Grandão! Um dia você chega lá.

Victor: Vim mesmo só pra passar esses dias aqui com vocês. Depois volto pra minha casa na Zona Norte. Vim aqui pertubar vocês um pouquinho hahahaha...

Doug: Valeu seu maluquinho kkkkkkkkkkk

Victor e Doug conversam horas e horas sobre suas vidas e contratempos. Asistem uma boa televisão. E de repente em cima da tv, Doug olha novamente a tal da mariposa com desenho de caveira. Então ele olha para Victor e pergunta se ele viu aquele bicho cabuloso.

Doug: Você viu maninho? Tem uma mariposa estranha em cima da tv!

Victor: Ué... eu não vi nada... tem certeza que você viu algo ?

Doug: Vi sim... merda... certeza que este bicho deve fazer parte do conluio de fantasmas que me pertubam diariamente.

Victor: Ai Douguinho... assim você me dar medo meu amigão. Você sabe como tenho medo de fantasmas. Desde criancinha. O Raphaga me contava umas histórias suas que me arrepiavam a espinha.

Doug: Você pode ter certeza de que uma pessoa normal não suportaria a pressão de tantas entidades sobrenaturais no pé de seu ouvido.

Victor: Não mesmo maninho!

Doug: Irmão, eu vou ali dar uma volta... se a tia ou o primo perguntarem... diga a eles que fui resolver problemas do meu cartão de crédito. Se quiser descansar um pouco, pode deitar na minha cama. Se cuida viu. Jajá a tia Marta chega com os rangos!

Victor: Beleza maninho, mas você vai ficar pro almoço?

Doug: Eu não sei... talvez não... mas não se preocupem em deixar comida pra mim. Vou comer fora. Esse café da manhã está ótimo e eu já estou bem alimentado. No mais, aproveita sua estadia por aqui esses dias... Fui!!!

Victor: Tá certo brother... Falows!!!

Doug James arruma suas coisas e vai a pés até a tal parada de ônibus abandonada onde fica a lojinha de Yuna. Ao chegar lá, adentra a mata fechada por trás desta parada e chega a lojinha da Bruxa. Ele passa pelo cercadinho da loja e imediatamente é recebido pela cocote branca.

Cocote: Como vai jovem Doug... bem que a Senhora Yuna me avisou de que você viria? Vamos entrando, a minha mestra acaba de atender um cliente.

Doug: Quer dizer então que além de mim, a Yuna atende a outros clientes ?

Cocote: Sim Jovem Doug! A Mestra atende clientes de todas as partes do universo existencial. Nossa loja coexiste em vários locais da existência.

Doug: Isto é um tanto filosófico. Vou entrar!

Doug adentra a lojinha e dá de cara com Yuna ajeitando alguns materiais para uma espécie de ritual espiritual.

Yuna: Eu sabia que você viria mais o cedo possível e finalmente se daria conta de sua missão nesta vida. Vamos meu Lindo, já deixei tudo preparado para você.

Doug: Claro né Bruxa... você andou pertubando até nos meus sonhos...

Yuna: Uai... eu não fiz nada... acho que isto deve ser coisa da sua consciência meu lindinho. Ela deve está alertando você de que já está na hora de você cumprir a sua missão. Então ouça suas vontades ocultas e se entregue ao seu destino manifesto querido Doug James!

Doug: Tá... tá... tá... eu vou sim aceitar a sua proposta Yuna, vou fazer a tal missão, vencer o tal Vilão poderoso e ser uma espécie de servo para você. Mas se o meu serviço envolver prazer, eu não sei se serei capaz de te satisfazer...

Yuna: Não se preocupe meu lindo... tudo a seu devido tempo. Um dia você será um homem emponderado e vai se orgulhar de toda sua trajetória de vida. Pode parecer estranho, mas eu realmente só quero te ajudar! Quanto ao prazer... eu tenho os meus métodos para te encantar seu bobinho!

Doug: Tá bem Yuna... só começa logo este ritual. E a proposito, não poderei ir para o tal planeta estranho aos fins de semana. Pois sexta, sabado e Domingo da semana que vem, eu estarei ocupado na mansão de um amigo meu, cuidando do seu marido e de toda a família dele, os Monroe... você deve conhecer eles né... são famosos por aqui.

Yuna: Os Monroe... hum... se conheço... meu lindinho... tenho algumas relações com estes indivíduos... mas é segredo... cada cliente meu guarda comigo um segredo e não posso revelar nada sobre a vida dos mesmos. Assim como não revelo nada de sua vida a eles. É uma relação de trocas... eles me oferecem o que eles têm e eu vos dou algo que lhes agradem em troca. E assim segue os enlaces misteriosos que nos envoltam nesta vida enredada. Cada um com a sua sina seguindo a busca pela felicidade eterna.

Doug: Suas palavras me tocam muito Bruxa! Levarei-as como aprendizado de vida. No mais, acho bom darmos continuidade a sua proposta. Então as segundas, terças, quartas e quintas feiras, eu fico na minha missão lá na tal outra dimensão e nas sextas, sábados e domingos, eu trabalho na mansão do Deputado David.

Yuna: Fechado meu Lindo! Agora que chegamos a um acordo, eu hei de cumprir minha primeira parte do acordo. Me permita tocar meu dedo indicador na sua glabela. Este é um ponto referencial que projeta para fora as vibrações de sua glândula pineal. Vamos descalcificar sua glândula a partir deste instante e liberar de pouquinhos toda essa energia oculta que corre em suas veias. Feche os olhos!

Doug: Beleza! Eu hei de fechar meus olhos!

Yuna aponta o dedo na glabela (ponto de encontro do nariz com a testa, uma incisura nasofrontal)  de Doug. De repente um enorme círculo de Magia com elementos cósmicos como estrelas, sol e lua se formam no chão onde Doug se encontra de pé. Então vários raios elétricos começam a aparecer em várias regiões do corpo de nosso rapaz. Doug sentia várias vibrações emanando de seu corpo. O círculo de magia começou a emitir uma luz mais poderosa e os raios de Doug começaram a explodir alguns vasos de porcelana daquela loja. Nenhum atingia o campo de força de Yuna. Os Fantasmas que curcundavam Doug começaram a desaparecer um por um... eles gritavam em sua maioria: "NÃAAAAAAOOO, ISTO É IMPOSSÍVEEEEEELLLLL"...  Depois disso, Yuna pega seu pincel e desenha uma espécie de símbolo purificador bem pequeno na região medial proxima da axila do braço esquerdo do rapazote. Este símbolo basicamente ajudou a afastar de vez a presença daqueles espíritos zombeteiros. Além dele estar tatuado na pele de Doug, estaria também tatuado na sua alma. Terminado todo aquele ritual maluco, a loja se encontrava toda quebrada e Doug abre os olhos super envergonhado. Imediatamente ele se desculpa com a Bruxa.

Doug: Nossa Yuna, fui eu quem provoquei isto. MIL DESCULPAS... não era a minha intenção destruir toda a sua loja. Até nisso eu sou um desastre!

Yuna: Não se preocupe meu benzinho, esses vasos são todos de barro. Sem serventia alguma. Nada que um bom feitiço chamado Reparo possa dar conta. Quanto a bagunça, minhas assistentes Mariana e Morgana podem fazer uma boa faxina por aqui!

Doug: Ufaa! Ainda bem... pensei que eu tivesse destruído alguma coisa importante sua.

Yuna: Você é uma das coisas mais importantes de minha vida Dougzinho. Jamais se esqueça desta Máxima. No mais, você já está livre desses espíritos zombeteiros infelizes e agora já podes retornar a suas atividades do cotidiano. Eles não vão mais te pertubar.

Doug: Ufa Yuna! obrigado mesmo por me ajudar... nem sei como lhe agradecer.

Yuna: Você sabe do nosso acordo meu Lindo. Segunda-Feira à tarde, estarei a sua espera. Sei que você virá, pois o universo me disse tudo. No mais saiba que esta pequena escritura que tem próxima de sua axila não só irá te proteger daqueles espíritos malignos. Ela terá uma função muito importante na sua missão de vida dentro do Planeta Relógio.

Doug: Nossa! Muita informação para mim processar.

Yuna: Outra coisa meu Lindinho... quando eu fiz este ritual, eu descalcifiquei sua Pineal e com isto, pude ajudar esta glândula a ativar suas habilidades como metahumano.

Doug: Meta o quê? Oh céus...

Yuna: Você, Doug James, é um metahumano... pra ser mais exato... um homem mutante... o qual tivera o seu DNA modificado, graças a um contato de sua mãe com uma fonte radioativa durante a sua gestação. Para sua sorte ou azar, seu subconsciente conseguiu velar todo o seu poder e inativá-lo. Mas agora pude trazer suas habilidades à tona. De pouquinhos em pouquinhos, o seu poder irá aparecer e você deverá aprender a controlá-los muito bem. Esses vasos quebrados foram por conta de seus poderes oriundos de raios elétricos e relâmpagos. É o poder da quintessência.

Doug: Oh céus... e agora isto... eu sou um homem mutante com habilidade de atirar raios elétricos em qualquer alvo... vindos dessa tal quintessência... é muita informação mesmo pra me processar em meu pobre cérebro.

Yuna: Tá vendo aquele vaso ali. Atire um raio nele com o seu dedo indicador direito.

Doug aponta para o vaso e manifesta vontade em atirar no objeto. De repente um raio de cor azul sai da ponta de seu dedo e destrói o objeto inteiro.

Yuna: Como eu imaginei, a quintessência metahumana só funciona mediante manifestação de vontade própria da pessoa metahumana. Você só precisa desenvolver esta sua nova habilidade e controlar o seu novo poder.

Doug: Quer dizer que eu consegui emanar raios elétricos do meu corpo mediante vontade própria. Mano que irado! Yuna... vou para casa agora... Segunda-Feira eu estarei por aqui. Muito obrigado por este presentinho minha Linda. Farei um uso consciente desta tal quintessência em meu corpinho lindo... tchau tchau!

Yuna: Até segunda-feira meu lindo... e saiba que estes poderes serão imprescíndiveis para sua jornada de herói daqui em diante. Eu apenas despertei algo enjaulado dentro de você. Tenho certeza sim de que você os usará com bastante sabedoria e responsabilidade. E mais outra coisa... não conte a ninguém sobre suas novas habilidades, pois isso poderá gerar medo nas pessoas ao seu redor!


Doug: Sim, Senhora Yuna... vou seguir todos os seus conselhos e mais uma vez obrigado por tudo! Até Segunda-Feira à tarde!

Doug se retira da loja de Yuna feliz e satisfeito por estar envolto de tantas novidades em sua vida. Nosso protagonista ainda tinha algumas pendências na sua vida Terrena para resolver, como a tal entrevista com seu amigo Bills Alex no dia posterior. Após concluir estes pormenores, nossa futura Grande Criança estará pronta para seguir sua nova jornada de Vida imerso em novas aventuras e em uma nova realidade cheia de desafios a serem superados. Seu caminho já estava sendo desenhado para esta configuração cósmica. Era um novo recomeço em sua vida!




Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.