Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Teen Workout: Conectados com o mundo - Capítulo 3

 


CAPÍTULO 3:


 Criada e escrita por: Gabriel Barros

 

No Capítulo anterior

 

Sávio mostrou ao sobrinho ( Maicon) uma arte antiga que deixou o garoto abismado por se tratar de uma relíquia e que de acordo com os relatos ela possue um tesouro.

 

Elisa faz uma proposta absurda a Roberto que o deixa preocupado.

 

Sandro se preocupa com Maicon que simplesmente não dar atenção.

 

Maicon fica fascinado com o game e ao pesquisar e tentar jogar, o game não existe e pra dar início é necessário uma senha que o deixa ainda mais furioso.

 

Sandro discute com sua mãe que não aceita seus amigos.

 

 

 

FIQUE AGORA COM AS EMOÇÕES DO TERCEIRO CAPÍTULO DE TEEN WORKOUT.

 

 

No Capítulo de hoje

 

 Maicon vai a loja de games a procura dessa senha e descobre que quem o criou foi a própria Isadora. Morgana se aproxima de Sandro no colégio e deixa Sabrina enciumada. Maicon marca uma reunião com seus amigos e fala sobre o game. Roberto começa a vender alguns imóveis pra poder pagar sua antiga dívida com Elisa. Agatha Orleans visita o Brasil e decide ir até a escola. Sabrina Conta a Lídia que gosta de Sandro porém a concorrente chega na frente. Gustavo, Luiz Henrique e Sérgio tentam fazer uma pegadinha com Dona Rebeca porém acabam se dando mal. Finalmente Maicon consegue acessar o jogo com a ajuda de Dona Isadora. Sandro conversa a sós com Maicon e conta sobre o que houve entre ele e sua mãe.

 

                    Cena 1:

 

( Maicon chega às pressas a loja de Dona Isadora.)

 

Maicon: ( Cansado/ voz ofegante/ entrando a noite)

- Dona Isadora ainda bem que a senhora ainda não fechou, queria tirar umas dúvidas com você.

 

Isadora: ( Sem entender/ sorrir)

- Pelo seu jeito parece ser muito grave pra você está dessa forma

- Entre, já estou fechando mesmo, conversaremos na cozinha.

 

Maicon: ( Se senta/ respira)

- Obrigado pela Água, estou muito cansado.

- O que me trouxe aqui Dona Isa foi que hoje pela manhã comprei esse jogo antigo e fue tentar acessar-lo e pede uma senha, e não compreendo o que faço?

 

Isadora: ( Sentada/ pega o jogo)

- Primeiro não me chame de senhora, me chame somente pelo meu nome.

- Esse jogo fue eu que criei quando eu tinha uns 12 anos por aí não faz tanto tempo assim. Ele tem uma grande história se você tiver interessado posso contar.

 

                 Corta p/ cena 2:

 

( Vinícius conversa com o pai sobre a proposta)

 

Vinícius: ( Se levanta do sofá/ noite)

- Então você vai vender mesmo seus imóveis pai?

 

Roberto: ( tranquilo/ Sentado vendo tv)

- Olha Vini a gente já conversou sobre isso tá, e você sabe que já tomei essa decisão

 

Vinícius: ( olha pro pai/ e sobe a escada)

- Eu sei pai, desculpa, vou pro quarto qualquer coisa me chame.

 

                Corta p/ cena 3:

 

( Após ter tomado banho e jantado, Maicon recebe a visita de Sandro que o deixa meio desconcertado devido eles ainda estarem de mal com o outro)

 

Cristina: ( Abre a porta/ tranquila)

- Oi Sandro, como está? Entre e Seja bem vindo.

 

Sandro: ( Sorrir/ entra)

- Obrigado Dona Cristina e sim estou bem, o motivo deu vim aqui é pra falar com o Maicon, ele está?

 

Cristina: ( Anda/ tranquila)

- Imaginei, ele tá no quarto vou avisar  que você está aqui, só um momento.

 

                 Corta p/ cena 4:

 

( Na casa de Sabrina, sua mãe lhe faz uma surpresa com um presente bem interessante)

 

Vilaní: ( Entrando no quarto/ sorrindo)

- Filha, tenho uma surpresa pra você

 

Sabrina: ( Se assusta/ na cama com o celular na mão)

- Ai que susto mãe, quantas vezes já disse pra bater antes de entrar.

- Você disse uma surpresa?

 

Vilaní: ( Senta na cama/ sorrindo)

- Sim, não sei se você vai gostar, toma!

 

Sabrina: ( Faz cara de feliz/ se levanta/ sorriso decepcionante)

- Um livro, oba! obrigada!

 

Vilaní: ( Se levanta)

- Bom esse livro é uma relíquia, chegou a alguns dia na biblioteca e resolvi trazer pra você. Ele conta sobre uma lenda antiga muito legal.

 

               Corta p/ cena 5:

 

( Maicon conversa com Sandro mais ainda tá magoado.)

 

Maicon: ( Sentado na mesa do computador/ tira o fone/ palavras frias)

- Entra Sandro, como está?

 

Sandro: ( Se senta na cama/ cara de triste)

- Na medida do possível sim, olha eu sei que você tá chateado comigo e com razão eu te julguei de forma errada e injusta.

 

Maicon: ( Se vira/ cara fechada)

- Que bom que pelo menos  reconhece o erro, olha eu esperava a reação de todos menos de você que desde pequenos éramos amigos e num momento desses você mostra seu lado que eu não conhecia.

 

Sandro: ( Se levanta/ triste)

- Eu sei, melhor eu ir embora agora, desculpa

 

Maicon: ( Se arrepende/ se levanta)

- Espera, vamos conversar direito e resolver logo o que tem que resolver.

- Eu te conheço e pela tua cara você quer falar alguma coisa e não consegue.

 

Sandro: ( A lágrima cai/ se senta na cama)

- Cara eu briguei feio com minha mãe e não tem ninguém que eu possa contar.

 

Maicon: ( Se sensibiliza/ se senta na cadeira)

- Eu tô aqui pode desabafar você sabe que pode contar comigo.

 

                Corta p/ cena 6:

 

( o dia começa e a cena mostra as paisagens do Rio e foca no colégio)

 

Maicon: ( Alegre/ sorridente/ vai pro pátio esperar a sala abrir)

- E aí meninos como estão?

 

Sabrina: ( Se espanta/ sorrir)

- Gente esse é o Maicon que a gente conhece?

 

Vinícius: ( Sorrir/ Comprimenta/ se levanta)

- Parece que sim, e aí mano tô vendo que tá muito feliz aconteceu alguma coisa boa?

 

Maicon: ( Sorrir/ abre a mochila e mostra o game)

- Valeu mano, a minha felicidade tem dois motivos  a primeira é que Sandro e eu fizemos as pazes e a segunda é isso.

 

Todos: ( Estranhos)

- Um jogo!!?

 

Lídia: ( Se senta)

- Desde anteontem que ele tá obissecado por esse jogo.

 

Sandro: ( Chegando/ feliz)

- E aí amigos!

- Pelo visto já tá mostrando o game novo né Maicon?

 

Maicon: ( Coloca o game na bolsa/ sorrir)

- Não resisti e trouxe.

- Pessoal que tal marcarmos um encontro só nós aí eu falo sobre o que tem nele e sobre os mistérios que descobri sobre ele.

 

    ( O sinal bate e ninguém responde)

 

               Corta p/ cena 7:

 

( O Diretor Simão está na sala quando sua secretária entra e anuncia a chegada de alguém)

 

Dona Rebeca: ( Abre a porta)

- Diretor Simão, tem uma senhorita aqui fora e deseja falar com o sr.

 

Diretor Simão: ( Sentado/ tira o óculos)

- Ela se pronunciou quem é?

 

Dona Rebeca: ( Em pé)

- Sim, ela se chama Agatha Orleans.

 

Diretor: ( Pasmo/ coloca os óculos)

- Mande entrar

 

              Corta p/ cena 8:

 

( Na sala de aula Gustavo, Luiz Henrique, e Sérgio tramam fazer uma pegadinha com a Dona Rebeca)

 

Luiz: ( Conversa baixo/ no fundo da sala)

- Vocês tão afim de fazer uma pegadinha com a secretária do Diretor?

 

Sergio: ( Estranha/ desconfiado)

- Isso não vai encrencar a gente não vai?

 

Luiz: ( Pega o papel/ responde)

- Claro que não seu tonto.

 

Gustavo: ( Escrevendo)

- Que tipo de pegadinha?

 

                Corta p/ cena 9:

 

 ( O clima fica tenso entre o diretor e Ágatha)

 

Diretor Simão: ( Nervoso/ fica em pé)

- O que te trouxe aqui heim?

 

Ágatha: ( Sorriso sarcástico/ fica em pé)

- Acho que você recebeu um e-mail semana passada certo, xuxuzinho

 

Diretor Simão: ( Senta)

- Recebi sim e para de me chamar assim, você sabe  muito bem que não há mais nada entre nós.

 

Ágatha: ( Se levanta/ chateada)

- Você preferiu me trocar por um macho você acha isso certo?

 

Diretor Simão: ( Se levanta/ enfurecido)

-  Esse assunto não lhe diz respeito, e saia daqui agora.

 

                Corta p/ cena 10:

 

( No intervalo Luiz Henrique e seus companheiros colocam cola na cadeira  e sem perceber Dona Rebeca ver de longe)

 

Luiz Henrique: ( olhando pro lado)

- Pessoal vamos não tem ninguém por aqui, tem que ser rápido.

 

 ( enquanto isso, Dona Rebeca os vê de longe)

 

Dona Rebeca: ( Sorriso sarcástico)

- Esses garotos acham que são mais espertos do que eu, bom vou deixar eles acharem que me pegaram

 

                Corta p/ cena 11:

 

( Maicon no pátio refaz a pergunta para seus amigos)

 

Maicon: ( entusiasmado/ lanchando)

- Pessoal vocês aceitam eu marcar essa reunião pra falarmos sobre esse game? é muito legal.

 

Sabrina: ( Sentada/ comendo)

- Mais isso aí é um jogo velho, o que ele pode fazer?

 

Vinícius: ( Sentado/ comendo/ sorrir)

- Talvez como ficar rico

 

Maicon: ( Mexendo na bolsa)

- Engraçadinho, não é nada disso.

- E você Sandro e Lídia

 

Sandro: ( mexendo no  celular/ sentado)

- Não sei acho que não vai dar, tô conhecendo uma gatinha e acho que já vai rolar nosso primeiro encontro.

 

Lídia: ( Sorriso sarcástico)

- Eu imagino que seja a nova chata da Morgana a nova aluna da classe

 

Sabrina: ( enciumada/ se levanta)

- Todo homem é assim não pode ver um pá de saia, vamos Lá na cantina

 

                Corta p/ cena 12:

 

( Na loja de game Dona Isadora se lembra que esqueceu de dar uma instrução importante pra Maicon.)

 

 Isadora: ( Pensando/ limpando as prateleiras)

-Meu Deus me esqueci de dar outra instrução ao garoto, ele jamais pode acessar o jogo em dia de chuva!

 

                 Corta p/ cena 13:

 

( No banheiro Sabrina conta a Lídia que gosta de Sandro)

 

Lídia: ( Lavando as mãos)

- Sasa, percebi que você ficou um pouco enciumada quando Sandro disse que tinha um encontro.

 

Sabrina: ( Molha o rosto/ olha no espelho)

- Sim amiga, eu sinto algo por ele a muito tempo mais ele não me dar bola, e aposto que logo logo ele vai namorar essa tal Morgana, aí que raiva dessa garota.

 

Lídia: ( Enxugando as mãos)

- Calma amiga, não vai fazer besteira. Vamos o sinal já bateu.

 

              Corta o/ cena 14

 

( No escritório do Museu Sávio começa a pensar se o tesouro realmente exista)

 

Sávio: ( Sentado/ pensando)

- Será que essa lenda pode ser real, o livro que conta essa história parece ser tão específico quanto a esse tesouro, preciso investigar em segredo.

 

                 Corta p/ cena 15:

 

( Dona Rebeca conta a situação ao Diretor, que em seguida exige a presença dos envolvidos)

 

Diretor Simão: ( Em pé/ na sala)

- Então Dona Rebeca preciso que chame esses garotos a minha sala.

 

Dona Rebeca: ( Saindo)

- Pode deixar, com prazer

 

         ( Alguns minutos depois...)

 

Dona Rebeca: ( Chega na sala)

- Com licença professor, mais o diretor quer a presença do Luiz Henrique, Gustavo e Sérgio na sala dele já

 

Gustavo: ( se assusta/ sussurra)

- Eu não disse que ia dar merda essa pegadinha.

 

Luiz Henrique: ( Sorrir/ se levanta)

- Mais que divertido foi, ah isso foi e muito.

 

               Corta p/ cena 16:

 

( Cristina fica surpresa com a visita de Isadora)

 

Cristina: ( na cozinha)

- Já vai, meu Deus quem é logo essa hora.

 

             ( abrindo a porta)

 

Cristina: ( assustada/ pasma)

-  Isadora!?

 

Isadora: ( Pasma/ se assusta)

- Cristina!?

 

( A cena fixa no rosto e explode)

 

Continua...

 

 

 

 

 

 

 

 


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.