Type Here to Get Search Results !

Marcadores

REBELDE PARA SEMPRE - Capítulo 29 (últimas semanas)

  



Web novela de: EZEL LEMOS

CAPÍTULO 29 (ÚLTIMAS SEMANAS)


NO CAPÍTULO ANTERIOR:

Dimmy e Ricky se acertam;

Ruy aborda Moana pedindo uma chance;

Nagela é sequestrada e Orlando recebe um telefonema misterioso;

Suzana acusa Eugênio de está com Nagela e diz que sabe que ela é a namorada de infância dele;

Dário se aproxima de Moana no evento, e faz-lhe uma proposta;

Maura toma uma descarga elétrica;

Nagela tenta se livrar dos sequestradores e fica na mira de um revólver;

 

VEJA AGORA O CAPÍTULO DE HOJE:

 

CENA 1


(INT: Casa dos pais de Karla, Jair está de pé preocupado na sala e Kaline chora próximo)

 

Kaline: A mamãe, ela vai morrer. Ela saiu muito mal, eu ouvi o paramédico falando.

 

Jair: Ela não vai morrer filha.

 

(Jair abraça Kaline a confortando)

 

Jair: Vai ficar tudo bem, filha.

 

Kaline: Temos que avisar a Karlinha.

 

(Jair solta Kaline e muda a expressão)

 

Jair: Não! A Karla não vai saber o que aconteceu com a mãe.

 

CENA 2


(EXT: Estrada asfaltada, carros parados um pouco distantes. Nagela está na mira do sequestrador que aponta a arma para ela, o sequestrador 2 sai do carro de pé)

 

Sequestrador 2: Essa mulher é o quê? Uma cobra? ...A mordida que deu em mim tá doendo muito.

 

Sequestrador: Para de coisa, vem, pega ela e leva pro carro.

 

(Raildo chega apontando a arma e assusta o sequestrador armado, aproveitando, Nagela dar um tapa na arma do bandido, que cai no chão e ela corre para os braços de Raildo. Enquanto isso, o sequestrador pega a arma e entra no carro. Eles vão embora)

 

Nagela: (em dúvida) Meu amor, você deixou eles irem embora?

 

Raildo: Eu não queria arriscar sua vida. Pedí reforço, mas a patrulha estava em uma apreensão de drogas.

 

Nagela: Obrigada pela ajuda, meu delegado.

 

(Nagela e Raildo se beijam)

 

Nagela: Só acho que deu mole para os bandidos. Eles tinham que ter sido presos.

 

CENA 3


(EXT: Madrugada, Carro chega na mansão de Moana e família. Dário e Moana estão no carro, ela sai do veículo um pouco bêbada)

 

Moana: Obrigada, meu novo amigo que esqueci o nome.

 

Dário: (rindo) Dário, já te disse várias vezes.

 

Moana: Dado, você me ajudou muito nessa noite. Eu agradeço, de coração.

 

Dário: Imagina, só não te deixei fazer as besteiras que você queria.

 

Moana: Sim, sim. Se eu tivesse um irmão, eu queria que fosse protetor, assim como você.

 

Dário: Fica bem tá… Tchau!

 

(Dário sai no carro. Chega outro carro e sai dele, Karla, Thales, Dimmy e Ricky)

 

Thales: Moana, você veio e nem nos avisou.

 

Karla: Ficamos procurando você lá.

 

Moana: Ah, não me encham o saco!

 

(Moana entram em casa e os quatros ficam conversando)

 

Dimmy: Ela tá um pouco esquentada.

 

Ricky: Sim, é tudo culpa minha.

 

Dimmy: Nossa.

 

Thales: Nada haver, ela que terminou com você, Ricky. Ela não quis entender a situação.

 

Karla: Thales, não se mete.

 

CENA 4


Dia seguinte...

 

(INT: Mansão de Moana e família, Nagela acorda, levanta da cama e vai para o banheiro, onde se olha no espelho)

 

Nagela: Pobrezinha da minha pele, passar por toda aquela situação.

 

(Nagela nota barulho no quarto e fecha porta do banheiro)

 

Voz de Salete: Ela deve ter saído.

 

(Nagela fica pensativa e começa ouvir barulho de vidro e algo quebrando, ela abre a porta e sai devagar/se escondendo. A cena mostra Salete quebrando os porta-retratos com uma marreta. Nagela vai até o quarto irritada)

 

Nagela: (brava) Salete o que está acontecendo aqui!?

 

(Salete se assusta e para imediatamente o que está fazendo)

 

Nagela: (brava) Me explica, Salete! Porque tá fazendo isso?

 

Salete: Dona Nadela!

 

Nagela: (brava) Fala, Salete!

 

Salete: (começa chorar) Eu fui obrigada. Eu tô sendo ameaçada.

 

Nagela: (brava) Que conversa é essa Salete?

 

Salete: Me sequestraram e me obrigaram fazer essas coisas, se não eles faziam mal aos meus filhos.

 

(Close em Nagela séria)

 







 CENA 5


(INT: Casa de Moana e família, Moana vai descendo escada de óculo escuro e Natany vai chegando na sala)

 

Natany: (sarcástica) Moa, esse óculo é para esconder suas olheiras horrorosas, não é?

 

Moana: Não. É para tentar ver menos algumas pessoas desprezíveis.

 

Natany: Nossa, magoou!

 

Moana: (irônica) Ah, te magoei ?

 

Natany: Não sentiu minha falta, esses dias?

 

Moana: (irônica) Claro que não! Você é o quê minha? Ah, não lembro. ...Vou tomar meu banho, de piscina.

 

(Moana vai embora e Natany fica pensativa e triste por alguns segundos)

 

CENA 6


(INT: Pensão de Leonor, Karla enxuga as louças que Leonor lava)

 

Leonor: Você acordou tarde em, chegar agora, mais de meio-dia.

 

Karla: Quando acordei, era em torno de dez horas. É que fiquei deitada um tempo.

 

Leonor: O Dário chegou não sei que horas.

 

Karla: Eu vi ele de longe, lá no show.

 

Leonor: Vocês farão outros shows?

 

Karla: Sim, Nagela disse que logo teremos outro para fazer.

 

(Celular de Karla toca e ela vai até o sofá pega celular e atende)

 

Karla: Alô, Thales… ...Vou sim.

 

CENA 7


(INT: Piscina do hotel, Ricky e Dimmy estão na água)

 

Dimmy: Eu não dormi bem lá na Moana. Sei lá, parecia que ela iria aparecer brava comigo.

 

Ricky: Que besteira.

 

Dimmy: Eu me sinto culpado por ter causado o rompimento de vocês. E ainda tô com você agora.

 

Ricky: Fica tranquilo. Cedo ou tarde eu ia notar você. Não tem como se fugir do destino.

 

Dimmy: (ri) Você acredita em destino?

 

Ricky: Sim.

 

CENA 8


(INT: Casa de Moana e família, Nagela está chateada com Nagela em seu quarto)

 

Nagela: Isso não tem sentido Salete. Quem iria mandar você me espionar? ...Fala a verdade, você tem inveja de mim e resolveu me atormentar?

 

Salete: (chorosa) Não! Não me ofenda por favor! ...Se quer saber, quem me sequestrou foi o Ruy, quer dizer, ele que apareceu pra mim no cativeiro, e me ameaçou para fazer isso tudo.

 

Nagela: (surpresa) O Ruy?

 

Salete: Sim.

 

Nagela: E você fez o que ele pediu!

 

Salete: (chorando) Ele ameaçou meus filhos.

 

CENA 9


(INT: Casa de Moana, Jardim, piscina, Karla vai chegando e ver Moana e Thales conversando próximos a piscina)

 

Karla: Oi, boa tarde!

 

Moana: Karla, senta aí com a gente.

 

Thales: A Moana mandou te chamar meu amor.

 

Moana: Sim, você vive naquela pensão. Precisa sair mais, se divertir um pouco.

 

Karla: Você tem razão.

 

Moana: Eu queria também, saber se vocês concordam que Dimmy e Ricky, deixem a banda?

 

(Thales e Karla ficam surpresos)

 

Karla: Você quer tirar eles da banda?

 

Moana: Sim. Segundo o contrato, se a maioria votar sim, pode expulsar um componente do grupo. ...Eu quero eles fora da banda!

 


CENA 10


(INT: Casa dos pais de Ricky, Suzana entra na sala e Eugênio está assistindo futebol na televisão)

 

Eugênio: Suzana, onde você estava?

 

Suzana: Eu fui procurar um comprador para as barracas na feira.

 

Eugênio: Eu não sei se quero deixar de vender.

 

Suzana: Sabe que eu também não. ...Essa mudança do Ricardo me deixou muito estressada. ...Mas se tem uma coisa que eu tenho certeza, é que a gente não dá certo juntos. Temos de acertar o nosso divórcio.

 

Eugênio: Você tem razão. Esse rumo que o Ricky deu a vida dele, serviu para nos mostrar que não éramos uma família de fachada. Nós só trabalhávamos. Não saía para lugar nenhum.

 

Suzana: Vamos fazer assim. Nós nos divorciamos, mas continuamos sócios das barracas na feira.

 

Eugênio: Perfeito Suze, como sócios nós funcionamos bem melhor.

 

Suzana: É verdade.

 

CENA 11


(INT: Casa de Moana e família, Thales e Moana estão fora da piscina sentados e Karla de pé próxima)

 

Karla: Você já falou disso para sua mãe?

 

Moana: Não, ela não vai concordar, eu sei. Mas se está no contrato, vocês podem me ajudar. ...Vocês concordam?

 

(Jair chega na piscina acompanhado do segurança e Karla se surpreende)

 

Karla: Pai! O que faz aqui?

 

Jair: (sério) Eu vim te avisar que sua mãe está muito mal.

 

Karla: (assustada) Mãe? O que aconteceu com ela?

 

Jair: Ela tomou uma descarga elétrica. Você precisa vir comigo.

 

Karla: (começa chorar) E agora, minha mãe.

 

Thales: Eu vou com você Karla.

 

Moana: O motorista leva vocês.

 

(Thales leva Karla para dentro da casa)

 

CENA 12


(EXT: Nagela chega de carro em frente ao prédio e desce de óculo escuro, ela entra e vai até a portaria onde é barrada pelo porteiro)

 

Porteiro: Onde vai senhora? Tenho que avisar ao morador.

 

Nagela: Ruy, eu vim ver o Ruy Margasso.

 

Porteiro: O seu Ruy, ele viajou para fora do país.

 

Nagela: (surpresa) O quê? Isso não pode ser verdade.

 

Porteiro: Mas é senhora!

 

Nagela: (com raiva) Desgraçado! Tenho que descobrir quem está por trás disso tudo!


Fim do Capítulo



Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.