Type Here to Get Search Results !

Marcadores

Além da mente - Episódio 6

 






No episódio anterior Cristiane se hospeda no mesmo hotel que os quatro amigos. Zoraide

e Cristina conseguem fugir e são salvos por Júlia. Samantha conta a Charles os assuntos

descritos no dossiê que gera maior alarde. Sara é ameaçada por Júlio que a encurrala.


No episódio de hoje Cristina envia uma carta para Charles contando os fatos que ocorreu

com ela.

O Dr. Robert Convocará uma assembleia para anunciar novos feitos e arrecadar fundos

para a instituição. Júlia Enfim reencontra o irmão que não o vê por muito tempo. Zoraide

tem uma ideia para quando a reunião for marcada, enfim eles desmascarar a instituição

FUNJOA.

O orfanato Santa Luz está fechado. Jorge consegue algumas provas para provar que quem

fundou FUNJOA Foi o pai de Marcello, já falecido. Cristiane descobre que Charles e Carlos

estão no mesmo hotel que ela.

CENA 1

( Cristina decide enviar uma carta para Charles e explica o que aconteceu)

Cristina: ( Tarde/ no hotel/ sentada)

- Zoraide, eu vou enviar uma carta explicando o que me aconteceu.

Zoraide: ( Tomando café/ na cozinha)

- Manda Amiga, mais muito cuidado

Cristina: ( Sorrir/ flashback)

- Eu me recordo quando os conheci, eram jovens assustados, tímidos, sofredores e eu os

amo mais que tudo.

Zoraide: ( Sorrir)

- É muito bonito o amor de vocês .

CORTA P/ CENA 2

( Júlia decide passar na casa e pra surpresa dela Jorge tá fazendo a entrega na

portaria)

Júlia: ( Procurando a chave na bolsa/ na portaria)

- Cadê minha chave, e não posso demorar não vai dar muito na cara que escondo algo.

( Jorge está na porta e os dois se vêem)

Júlia: ( Olhos brilhando/ chora)

- Meu Deus é ele, meu irmão, que alegria.

Jorge: ( Olhos brilhando/ Chora)

- É ela, minha irmã Júlia


( os dois se abraçam e choram)

CORTA P/ CENA 3

( Cristiane descobre que Charles e Carlos estão no mesmo hotel que ela)

Cristiane: ( Na portaria/ pedindo informação)

- Moço, você sabe me informar se tem algum Charles e Carlos hospedados aqui?

Porteiro: ( Pega o livrinho)

- Só um instante, irei verificar.

- Temos sim, um se chama Charles Müller e o outro Carlos Almeida, eles estão no mesmo

quarto.

Cristiane: ( Olhar de maldade)

- Obrigado Sr.

CORTA P/ CENA 4

( Júlia apresenta Jorge a Cristina e Zoraide)

Júlia: ( abrindo a porta/ sorrindo)

- Meninas tenho uma surpresa pra vocês, mas calma que não é nada ruim.

- Esse é meu irmão o qual estou procurando há muito tempo.

Zoraide: ( Alegre/ sorrir)

- Que maravilha, é um prazer conhecê-lo Sr. Jorge.

Cristina ( Levanta da cadeira/ Sorrir)

- Que coisa boa Júlia

- Muito prazer conhecê-lo Sr.

Jorge: ( Feliz/ sorrindo)

- O prazer é todo meu, mas porque vocês estão aqui?

Júlia: ( Coloca a bolsa na mesa)

- Irmão é uma longa história, depois te conto, mas me diga você está bem?

CORTA P/ CENA 5

( Cristiane entra escondido no quarto dos meninos e Isadora de longe a vê)

Isadora: ( Observando/ no corredor)

- O que essa mulher tá fazendo no quarto dos meninos, de alguma maneira ela sabe que

nós estamos aqui.

CORTA P/ CENA 6


( Sara fica com medo e pede demissão do cargo)

Sara: ( Na prefeitura/ com medo)

- Sr. Prefeito venho lhe informar que peço demissão do meu cargo como assistente social,

estou com alguns problemas pessoais que me impedem de prosseguir.

Prefeito: ( Preocupado)

- Mais você é uma ótima funcionária exemplar e já que Zoraide não está entre nós ficará

difícil manter o escritório aberto.

CORTA P/ CENA 7

( No escritório do Dr. Robert convoca os outros dois seus parceiros de trabalho para

uma reunião)

Dr. Robert: ( Na sala/ esperando os outros psicólogo/ pensando)

- Preciso convocar essa reunião o quanto antes.

- Que bom que vocês chegaram, quero desde já anunciar que temos que bolar um plano

para que não ocorra nada errado, precisamos arrecadar muito dinheiro.

Dr. Vando: ( Olhar de ambição )

- E você já tem algo em mente?

Dr. Robert: ( preocupado)

- Ainda não, mais estou pensando em algo mais breve possível .

( Nesse momento Júlia passa perto da sala e ouve uma parte do plano )

Júlia: ( Na sala/ pensando)

- Meu Deus o que será que eles vão fazer, preciso alertar as meninas talvez seja uma

chance pra desmascarar eles na frente de todos.

CORTA P/ CENA 8

( Dias depois a carta chega até Charles, que o deixa muito pasmo)

Porteiro:

-Sr. Charles chegou um telegrama pra você

Charles: ( Pega a carta/ agradece)

- Obrigado

- Preciso chamar os demais para ler a carta juntos, acho que pode ser coisa importante.

( No corredor Cristiane aborda Charles e o ameaça)

Cristiane: ( No corredor/olhar ruim)

- Então você é aquele menino intrometido que deu um baita prejuízo a Madre.


Charles: ( Espanta/ nervoso/ tarde)

- Como sabe que sou eu?

Cristiane: ( Sorriso falso)

- esse mundo é muito pequeno e não foi muito difícil encontrar você e seu amigo metido.

Charles: ( Nervoso/ calado/ pensando)

- Então ela não sabe das meninas.

- O que você tá fazendo aqui?

Cristiane: ( Sorrir falsamente/ Sarcástica)

- Nada, só umas férias, mas vou me divertir muito. Até breve.

Charles: ( Pensando/ com medo)

- Preciso sair daqui o mais rápido possível, ela com certeza vai fazer alguma coisa.


CORTA P/ CENA 9

( A Noite no apartamento de Júlia, ela conta às meninas sobre o que ouviu os

psicólogos falarem)

Júlia: ( Entra/ noite)

- Meninas estou exausta, e quero compartilhar com vocês uma informação que eu ouvi

daqueles canalhas.

Cristina: ( Curiosa/ na mesa)

- O que foi, estou curiosa

Zoraide: ( Preocupada/ na mesa)

- Xiiii, vindo daqueles ali não pode ser nada bom


Júlia: ( Se senta/ pega a xícara de café)

- Eu ouvi eles falando que vão promover uma assembleia para arrecadar fundos, e eu

sugiro a vocês que nesse período que tal desmascará todos eles?

Cristina: ( Preocupada)

- Mais você ouviu quando será essa reunião?

Júlia: ( Coloca a xícara no móvel)

- Não ouvi direito mais parece que é daqui a 3 meses.

Zoraide: ( Sorrir)

- Tô dentro, e é o tempo suficiente para armar um plano.

CORTA P/ CENA 10


( Charles se reúne com seus amigos no almoço e conta tudo)

Carlos: ( Alegre/senta na mesa)

- E aí meninas como passaram a noite?

Isadora: ( Preocupada)

-Não muito bem

Charles: ( Preocupado/ triste)

- Pessoal preciso contar algo a vocês e quero a ajuda de cada um.

Samantha: ( Comendo)

- Tá acontecendo alguma coisa Charles?

Charles: ( Põe o garfo no prato/ e olha fixo)

- Sim, a Dra. Cristiane Sabe que eu e o Carlos estamos aqui, e isso me preocupa.

Carlos: ( Se assusta/ indaga)

- Porque você não me contou isso antes?

Isadora: ( Surpresa)

- Eu vi ela entrando no quarto de vocês um dia atrás, confesso que tô com muito medo.

Samantha: ( Chocada/ indaga)

- Tem alguma idéia Charles?

Charles: ( Preocupado/ tristonho)

- Ainda não, preciso compartilhar outra coisa com vocês. A professora Cristina enviou um

telegrama e quero que todos ouçam.

CORTA P/ CENA 11

( No apartamento de Júlia Zoraide dar a idéia do plano e todos concordam)

Zoraide: ( Em pé/ na sala)

- Vocês concordam com esse plano que acabei de falar?

Júlia: ( Surpresa)

- Parece perigoso mais eu concordo

Cristina: ( Sorri/ se levanta)

- É um pouco arriscado, mas tô dentro também.

Júlia: ( Se levanta)

- Amanhã meu irmão vem almoçar aqui e vamos passar o plano pra ele, sei que ele também

quer tanto derrubar esses canalhas.


Cristina e Zoraide:

- Combinado!

CORTA P/ CENA 12

( Após lerem a carta, Charles fica muito espantado e com medo)

Samantha: ( Chocada/ com medo)

- Então estamos correndo risco de vida

- Então essa tal Cristiane não está aqui simplesmente para tirar férias.

Charles: ( Duvidoso/ espantado)

- Samantha, você sabe se tinha um nome da pessoa que escreveu esse dossiê?

Samantha: ( Com dúvidas)

- Sei que na capa estava rasgada uma parte, mas não tinha nome de ninguém não.

Charles: ( Esperto)

- De alguma maneira quem estava envolvido não quis mais fazer parte e decidiu jogar no

lixo exatamente pra alguém encontrar, esse dossiê é uma prova muito grande.

Carlos: ( se levanta/ na mesa)

- Mais nele não cita os nomes dos envolvidos apenas a instituição e o modo como eles

agem

- Então teríamos que voltar pro Brasil e tentar reunir mais provas.

Isadora: ( com medo/ se levanta)

- É muito arriscado, não viram o que fizeram com a professora?

Charles: ( decidido/ se levanta)

- Talvez Carlos esteja certo, precisamos voltar o quanto antes, eu já tô cansado de tudo

isso, pessoas morrendo nas mãos deles.

- Tá na hora de dar um basta em tudo isso.

Samantha: ( decidida/ confiante)

- Eu também, seja o que for eu vou fazer pra ajudar aquelas crianças. Só precisamos fazer

isso cautelosamente.

- Você vem Isa?

Isadora: ( Com medo/ destemida)

- Fazer o que sou voto vencido então vamos nessa.

( Os quatros dão as mãos e se abraçam)

( a cena fixa no rosto e um túnel do tempo absorve a imagem)




Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.